A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DIARREIA CRÓNICA E ALTERAÇÕES PSIQUIÁTRICAS - MAIS DO QUE UM SÍNDROME DEPRESSIVO CASO CLÍNICO Eusébio M. 1, Sousa D. 1, Sousa A.L. 1, Antunes A. G. 1,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DIARREIA CRÓNICA E ALTERAÇÕES PSIQUIÁTRICAS - MAIS DO QUE UM SÍNDROME DEPRESSIVO CASO CLÍNICO Eusébio M. 1, Sousa D. 1, Sousa A.L. 1, Antunes A. G. 1,"— Transcrição da apresentação:

1 DIARREIA CRÓNICA E ALTERAÇÕES PSIQUIÁTRICAS - MAIS DO QUE UM SÍNDROME DEPRESSIVO CASO CLÍNICO Eusébio M. 1, Sousa D. 1, Sousa A.L. 1, Antunes A. G. 1, Vaz A. M. 1, Caldeira P. 1, Cadillá J. 2, Guerreiro H. 1 1 Serviço de Gastrenterologia, 2 Serviço de Anatomia Patológica Centro Hospitalar do Algarve, Unidade Hospitalar de Faro

2 IDENTIFICAÇÃO  Nome: F.M.S.  Sexo: feminino  Idade: 72 anos  Raça: leucodérmica  Naturalidade: Loulé  Residência: Loulé  Profissão: reformada de assistente operacional

3 ANTECEDENTES  Pessoais:  Bócio multinodular  Medicação: Tiamazol  Sem hábitos alcoólicos ou tabágicos  Familiares: filho faleceu aos 40 anos de acidente de viação

4 HISTÓRIA DA DOENÇA ATUAL  Dezembro/2012  Falecimento de um filho  Humor deprimido  Ansiedade  Síndrome depressivo  Medicada com alprazolam e Stablon ® (Tianeptina sódica) Dez Síndrome depressivo

5 HISTÓRIA DA DOENÇA ATUAL  Abril/2013  Diarreia  3-4 dejeções/dia, moles a líquidas  3 meses de evolução  Perda ponderal - 7Kg – 13% do peso corporal  Melhoria parcial do quadro ansioso/depressivo  Anemia normocítica normocrómica (Hb 11g/dL) e leucopenia ligeira (3 900/UL)  Endoscopia digestiva alta (EDA) e colonoscopia (até íleon terminal) normais Dez Jan Abril 2013 Consulta Médico Assistente Início de diarreia

6 HISTÓRIA DA DOENÇA ATUAL  Abril/2013  Diarreia  3-4 dejeções/dia, moles a líquidas  3 meses de evolução  Perda ponderal - 7Kg – 13% do peso corporal  Melhoria parcial do quadro ansioso/depressivo  Dieta  Zentel® (Albendazol) e Flagyl® (metronidazol)  Terapêutica antidepressiva Dez Jan Abril 2013 Início de diarrea Melhoria transitória do quadro Consulta Médico Assistente

7 HISTÓRIA DA DOENÇA ATUAL  Setembro/2013:  Diarreia  Cerca de 8 dejeções/dia, líquidas, volumosas  Com restos alimentares  Recentemente com sangue  Atingimento noturno  8 meses de evolução  Perda ponderal - 23 Kg (43% do peso corporal)  Anorexia, humor deprimido  Sem dor abdominal, esteatorreia, febre, artralgias, alterações neurológicas ou outra sintomatologia Dez Jan Abril 2013 Set Internamento

8 EXAME OBJETIVO  Peso – 30kg; índice de massa corporal 13 Kg/m 2  Palidez e desidratação mucosa  Abdómen escavado, indolor, sem massas ou organomegalias  Sem edemas periféricos  Sem adenopatias periféricas

9 EXAMES COMPLEMENTARES DE DIAGNÓSTICO  Análises:

10 EXAMES COMPLEMENTARES DE DIAGNÓSTICO  Eletroforese de proteínas: sem outras alterações além de hipoalbuminemia  TSH: normal  Ac. Antitransglutaminase: normal  Vírus da imunodeficiência humana adquirido: negativo  Coproculturas, pesquisa de ovos, quistos e parasitas: negativos  Radiografia de tórax: alargamento do mediastino superior  Eletrocardiograma: sem alterações  Ecografia abdominal: sem alterações

11 EXAMES COMPLEMENTARES DE DIAGNÓSTICO  Endoscopia digestiva alta: Mucosa hiperemiada e congestionada, com marcada friabilidade no bulbo e, sobretudo, na segunda porção duodenal  Colonoscopia: íleon com mucosa hiperemiada, congestionada e friável, cólon sem alterações

12 EM RESUMO… - Bócio multinodular controlado com terapêutica Quadro sugestivo de má absorção - Diarreia crónica e perda ponderal - Carência nutricional - Atingimento endoscópico pelo menos do íleon e duodeno - Leucopenia ligeira - HIV - - Ac. Antitransglutaminase - Doente, sexo feminino, 72 anos

13 EXAMES COMPLEMENTARES DE DIAGNÓSTICO  TC abdomino-pélvica:  várias adenomegalias mesentéricas, inferiores a 10mm de eixo curto

14 EXAMES COMPLEMENTARES DE DIAGNÓSTICO  Biópsias do duodeno: infiltração extensa da lâmina própria por macrófagos

15 EXAMES COMPLEMENTARES DE DIAGNÓSTICO  Biópsias do duodeno: macrófagos ácido periódico de Schiff +, Ziehl-Neelsen -

16 EXAMES COMPLEMENTARES DE DIAGNÓSTICO  Biópsias do íleon: infiltração da lâmina própria por macrófagos ácido periódico de Schiff +, Ziehl-Neelsen -

17 DIAGNÓSTICO Diarreia e má absorção Doença de Whipple

18 TRATAMENTO E EVOLUÇÃO  Hidratação endovenosa e reposição iónica  Ceftriaxone 2g/dia  Ecocardiograma sem alterações  Edemas maleolares periféricos  Quadro de psicose e ideias de prejuízo  Exame neurológico normal  RMN cranio-encefálica: sem alterações de destaque  Punção lombar: líquido cefaloraquidiano sem alterações, PCR Tropheryma Whipplei negativa  Risperidona, mirtazapina, lorazepam…

19 TRATAMENTO E EVOLUÇÃO  Risperidona, mirtazapina, lorazepam  Melhoria clínica e analítica  Alta com trimetoprim + sulfametoxazol e antipsicóticos  2 meses após a alta: 2dejeções/dia, de fezes moldadas, recuperação do peso (45kg), hemograma e albumina normais.

20 DISCUSSÃO E CONCLUSÃO  Doença de Whipple  Patologia multissistémica, de etiologia infeciosa  Rara  Na maioria dos casos, há atingimento do intestino delgado, sendo a apresentação mais comum um síndrome de má absorção, com perda de peso e diarreia  Outras manifestações: artralgias, febre, alterações neurológicas, envolvimento ocular e adenopatias mesentéricas  As alterações psiquiátricas surgem habitualmente associadas a sinais neurológicos

21 DISCUSSÃO E CONCLUSÃO  Doença de Whipple  Infiltração da lâmina própria por macrófagos PAS +  O diagnóstico baseia-se na combinação de características clínicas e histopatológicas; métodos de PCR para Tropheryma whipplei  Tratamento antibiótico D. Whipple Infeção a Mycobacterium Avium Histoplasmose Macroglobulinemia Relembrar a integração da Doença de Whipple no diagnóstico diferencial da diarreia crónica. Se o diagnóstico for atempado pode evitar degradação fisiológica marcada e compromisso neurológico irreversível! Relembrar a integração da Doença de Whipple no diagnóstico diferencial da diarreia crónica. Se o diagnóstico for atempado pode evitar degradação fisiológica marcada e compromisso neurológico irreversível!


Carregar ppt "DIARREIA CRÓNICA E ALTERAÇÕES PSIQUIÁTRICAS - MAIS DO QUE UM SÍNDROME DEPRESSIVO CASO CLÍNICO Eusébio M. 1, Sousa D. 1, Sousa A.L. 1, Antunes A. G. 1,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google