A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Eficiência e Inovação no sector da energia Jorge Cruz Morais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Eficiência e Inovação no sector da energia Jorge Cruz Morais."— Transcrição da apresentação:

1 Eficiência e Inovação no sector da energia Jorge Cruz Morais

2 Paradigma do século XX Energia abundante Energia barata

3 factores da alteração Preço dos combustíveis fósseis Aumento da Procura Emissões de CO 2

4 …e perante a evolução dos preços, também já não são baratas Evolução do preço do Brent (USD/bbl, Jan90 – Out09) Fonte: BP – Statistical Review of World Energy (Jun08) Evolução do preço do Carvão (API#2) (USD/ton, Jan02 – Out09)

5 As fontes de energia convencionais já não são tão abundantes… Anos equivalentes de exploração mantendo a produção actual (reservas provadas no final de 2007/produção em 2007) PetróleoGásCarvão Fonte: BP – Statistical Review of World Energy (Jun08)

6 factores da alteração Preço dos combustíveis fósseis Aumento da Procura Emissões de CO 2

7 um problema dinâmico... dois principais drivers para o crescimento dos consumos de energia: demografia desenvolvimento económico

8 6 biliões 9 biliões Evolução demográfica

9 desenvolvimento económico o bilião mais rico é responsável por mais de 50% do consumo de energia … mais pobre consome menos de 4%

10 Desenvolvimento económico A energia é o combustível do crescimento, requisito fundamental para o desenvolvimento económico e social wbcsd

11 Um novo paradigma no horizonte de 2050 os consumos de energia deverão no mínimo duplicar ou mesmo triplicar

12 factores da alteração Preço dos combustíveis fósseis Aumento da Procura Emissões de CO 2

13 Aquecimento global CO2… Concentração de CO2 na atmosfera (em ppm)

14 Como compatibilizar, num cenário de energia mais escassa e mais cara, o necessário desenvolvimento económico com a necessidade de reduzir as emissões de CO2 ? O novo paradigma...

15 As previsões da AIE…

16 As implicações de um cenário de 450 ppm…

17 Como se pode cumprir esse cenário…

18 Evolução prevista da utilização dos combustíveis

19 Objectivos globais da UE % Redução de CO 2 Redução do consumo 1 Quota de renováveis Objectivos estimados da UE para o sector eléctrico % Sector eléctrico neutro em carbono Objectivos explícitos G8 A necessidade de descarbonizar o sector eléctrico até 2050 representa um enorme desafio à inovação

20 Respostas … produção adicional de energia com reduzidas ou nulas emissões de CO2 (em 2050 o sector eléctrico tem de ser “carbon neutral”) eficiência no consumo, como forma de limitar o crescimento da procura

21 Energias Renováveis CCS Nuclear Áreas de inovação (exemplos) Iluminação eficiente (CFL, LED, …) Isolamento térmico Aquecimento de água /espaço (solar térmico, bombas de calor) Carros eléctricos Eficiência Energética “Novas” tecnologias (eólica offshore, solar, ondas, …) Gestão da intermitência (técnicas de previsão, armazenamento) Tecnologias de captura (pré/pós-combustão, oxyfuel) Transporte (pipeline, barcos) Armazenamento (EOR, aquíferos, oceanos) Segurança Tratamento e armazenamento dos resíduos A inovação em cada uma destas áreas terá efeitos induzidos em todo o resto da cadeia de valor (transporte, distribuição, consumo) Exemplos de áreas de inovação no sector eléctrico

22 22 Evolução da tecnologia de turbinas eólicas Diâmetro de rotor e capacidade típica da turbina Evolução de custos de turbinas instaladas M€ 2009 /MW, Diâmetro rotor (m) Produção em série Protótipos -25% Fonte: IEA – Energy Technology Perspectives, Global Energy Decisions – Renewable Generation Technologies (2006), New Energy Finance x12 Inovação tecnológica tem permitido um forte aumento da competitividade das turbinas eólicas

23 Avanço tecnológico Parâmetro1990Hoje% Variação Área (m 2 /kW) Eficiência (%) Custo de investimento (M€ 2009 /MW instalado) % 11, % 1 3,5 -37% +50% -70% Solar Fotovoltaico Source: IEA – Technology Perspectives 2006; Global Energy Decisions – Renewable Generation Technologies (2006); EPIA – Solar Generation IV (2007) 1. Refers to mono-crystalline technology Inovação tecnológica tem tido um fortíssimo impacto na competetitividade da energia fotovoltaica

24 Consumo de energia… A eficiência energética tem duas componentes essenciais: uma tecnológica, outra comportamental Edifícios 32% Indústria 36% Transportes 28% outros 4%

25 Mobilidade maior eficiência, menor impacto híbridos hidrogénio eléctricos com baterias

26 100% PARQUE50% PARQUE20% PARQUEActual EMISSÕES CO2 (MTON) CONSUMO ENERGIA PRIMÁRIA (MTEP) 17 15, ,8 5, ,4 -47% -34% Mobilidade eléctrica Impacto em Portugal

27 Evolução dos custos totais dos diferentes tipos de carros €k 2008, Consumo final de energia nos transportes Energia final TWh, Fonte: McKinsey & Co. BCG, Roland Berger, Deutsche Bank, EDP Inovação, Energy Outlook (Power and Oil prices), Análise DPE Veículo eléctrico Híbridos plug-in ICE Gasolina ICE Diesel Poupança de energia Consumo eléctrico Consumo combustível Evolução tecnológica das baterias impulsionará a rápida adopção dos carros eléctricos

28 Impacto no sector eléctrico… Crescimento dos consumos, mobilidade eléctrica, utilização crescente das energias renováveis vão aumentar o peso do sector eléctrico como forma final de utilização de energia 18% 38% 50%

29 Impacto no sector eléctrico… microgeração, mobilidade eléctrica e eficiência, vão ter impacto muito significativo sobre a gestão e operação das redes eléctricas, informação redes inteligentes

30 Inovação na edp… O Grupo EDP investe, neste momento, em 6 áreas de “CleanTech” Energia Fotovoltaica (PV e térmica) Energia “Offshore” Veículos Eléctricos “SmartGrids” Eficiência energética Processos e Sistemas de Informação

31 Brasil Espanha EUA Portugal Nota: Dados de Jun-09 7% do EBITDA no 1S09 Preseça nos EUA desde 2007 Eólico: 2,1GW #3 operador eólico (presente em 8 estados) 1% do EBITDA no 1S09 Presença desde 2006 (França Eólico: 0,25 GW 14% do EBITDA em 1S09 Empresa cotada: Energias do Brasil (EDP detém 72%) Presença no Brasil desde 1996 Hídrica: 1,7 GW 2 Concessões de distribuição de electricidade 52% de EBITDA no 1S09 Privatização em1997 (OPV) Distribuidor Electricidade único Comercializador de último recurso único Produção Electricidade: 9,7 GW 26% de EBITDA no 1S09 Presença em Espanha desde 2001 Produção Electricidade: 5,1 GW # 2 operador distribuição gás Distribuição Electricidade (Astúrias) Resto Europa 31 Eólico 17% do EBITDA no 1S09 Empresa cotada: EDP Renováveis (EDP detém 77,5%) IPO em Jun-08 Capacidade Instalada: 4,6 GW #4 operador eólico mundial (presente e em 8 países) Renováveis na edp…

32 Investimentos… De acordo com o relatório Stern Review sobre os aspectos económicos das alterações climáticas, vai ser necessário investir anualmente 1% do PIB mundial para fazer face às necessidades de implementação de uma economia de baixo carbono

33 Oportunidades… Geração renovável, renovação do parque produtor actual, mobilidade eléctrica, redes inteligentes… … são chave para responder aos desafios que hoje se colocam e só são possíveis de atingir com uma enorme capacidade de inovação o que se… … traduz em enormes oportunidades de desenvolvimento do sector!

34 Conclusão… Para ter sucesso neste novo paradigma é necessário: Inovação Antecipação Execução…

35 sinta a nossa energia

36 Sector carbon neutral… Captura e sequestro de CO2 Emissões zero Renováveis offshore, solar, microgeração, nuclear…


Carregar ppt "Eficiência e Inovação no sector da energia Jorge Cruz Morais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google