A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO Horison Lopes

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO Horison Lopes"— Transcrição da apresentação:

1

2 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO Horison Lopes

3 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO EMENTÁRIO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador e do curso; 2. As organizações, o papel dos administradores e as oportunidades; 3. A Administração como ciência.

4 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO EMENTÁRIO PARTE IIIA EMPRESA E AS ORGANIZAÇÕES NO SÉCULO XXI 1. Novas referências – Empresas Internacionais, Unidades Estratégicas de Negócios, Learning Organizations, Inteligência Emocional. 2. Novos cenários – Empregabilidade e Empreendedorismo 3. Empreendedorismo Social - A revolução do Terceiro Setor

5 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO EMENTÁRIO PARTE IVAS FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS 1. O diagnóstico organizacional e os diferentes tipos de planejamento 2. Estrutura Organizacional - centralização e descentralização 3. Liderança para o mercado e para resultados 4. Comunicação e marketing 5. Fundamentos e tipos de controle 6. Orientação para o cliente

6 1.Métodos de Aprendizagem Exibição e Discussão de Vídeos. Estudo de Casos. 2.Critérios de Provas – Avaliações 1ª. Avaliação -Prova Escrita- (04/4 – 07/4 – 08/4 – 09/4 – 10/4) 2ª. Avaliação -Prova Escrita- (11/4 – 14/4 – 15/4 – 16/4 – 17/4) 3ª. Avaliação -Prova Escrita- (06/6 – 09/6 – 10/6 – 11/6 – 13/6) 4ª. Avaliação –Prova Escrita- (16/6 – 18/6 – 19/6 – 25/6 – 27/6) 2ª. Chamada -Prova Escrita- (30/6 – 01/7 – 02/7) Prova Final - Prova Escrita – (07/7 – 08/7 – 09/7 – 10/7 – 11/7)Prova Final - Prova Escrita – (07/7 – 08/7 – 09/7 – 10/7 – 11/7) 3. Interdisciplinar. De 05 a 09 de Maio

7 As avaliações são sempre realizadas em dois horários: 1º. Horário : 19:00 às 20:30 2º. Horário : 20:30 às 22:00 Será publicado uma relação com o nome dos alunos, divididos por horário.Será publicado uma relação com o nome dos alunos, divididos por horário.

8 4. Critérios de Notas Avaliação Escrita, valendo de 0 a 10 pontos. Trabalho extra classe valendo pontos para somar com a nota de 1 a 2 pontos. Média para aprovação: 7,00 e na Final 5,00.

9 BIBLIOGRAFIA BÁSICA: CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à Teoria Geral da Administração. Rio de Janeiro: Campus, LACOMBE, Francisco e HILBORNI, Gilberto. Administração Princípios e Tendências. São Paulo: Saraiva, 2003.

10 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO Horison Lopes

11 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; Conceito: Garantir a realização dos objetivos por meio da aplicação de recursos Conceito: Garantir a realização dos objetivos por meio da aplicação de recursos

12 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; E a tarefa básica da Administração é a de fazer as coisas por meio das pessoas de maneira eficiente e eficaz

13 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; É o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar o uso de recursos a fim de alcançar objetivos. >>Interpretar objetivos >>Transformá-los em ações >>PDCA É o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar o uso de recursos a fim de alcançar objetivos. >>Interpretar objetivos >>Transformá-los em ações >>PDCA

14 VISÃO DE FUTURO: PG1M Qualificação – 28% Crescimento pessoal/profissional – 22% Oportunidade melhor emprego – 10% Aperfeiçoamento técnico – 9% Abrir o próprio negócio – 5% Destaque no mercado – 5% Outros –Concurso público, Promoção, Cargo de Gerência, estabilidade

15 AÇÃO DESENVOLVIDA EM GRUPO Usar a ferramenta PDCA para administrar Criar um grupo e visualizar uma situação Os integrantes serão os Gestores Documentar o programa Entregar ao professor

16

17 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; RECURSOS Pessoas Informação e conhecimento Espaço Tempo Dinheiro Instalações DECISÕES Planejamento Organização Execução e direção Controle OBJETIVOS Resultados esperados do sistema

18 Anos e Teorias 1903 Administração Científica 1909 Teoria da Burocracia 1916 Teoria Clássica 1932 Teoria dos Relações Humanas 1947 Teoria Estruturalista 1951 Teoria dos Sistemas 1953 Abordagem Sociotécnica 1954 Teoria Neoclássica 1957 Teoria Comportamental 1962 Desenvolvimento Organizacional 1972 Teoria da Contingência

19 TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO Enfoque técnico Enfoque Comportamental Enfoque sistêmico Escola clássica Taylor Fayol Weber Henry Ford Escola da qualidade Diferenças individuais Liderança Motivação Cultura e clima Parte da Teoria das Organizações Pensamento sistêmico Estratégia Ética Reengenharia Qualidade total

20 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; Qualquer que seja a posição ou o nível que ocupe, o administrador alcança resultados através da efetiva cooperação dos subordinados alcançar seus objetivos com a maior eficiência economia de ação e de recursos A coordenação do esforço humano

21 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; Em cada organização, o administrador soluciona problemas, dimensiona recursos, planeja sua aplicação, desenvolve estratégias, efetua diagnósticos de situações etc., exclusivos daquela organização. Um administrador bem-sucedido em uma organização pode não sê-lo em outra.

22 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; Mesmo que o executivo tenha profundos conhecimentos de Administração e apresente um invejável currículo profissional, ele não é julgado pelo que sabe a respeito das funções que exerce em sua especialidade, mas principalmente pela maneira como realiza seu trabalho e pelos resultados que consegue obter dos recursos disponíveis.

23 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; Levitt,' ao falar do "administrador profissional", lembra que, enquanto um químico ou um físico são considerados profissionais porque passaram em um teste de conhecimentos acerca de suas profissões, o mesmo não acontece com o administrador, cujo conhecimento é apenas um dos múltip!os aspectos na avaliação de sua capacitação profissional.

24 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; Segundo Levitt, a finalidade é verificar se essas qualidades se coadunam com os novos padrões, com a situação da empresa e o pessoal que vai trabalhar com ele, pois não existe uma única maneira certa de um administrador agir ou de conduzir.

25 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; Deve-se lembrar a lei de indeterminação de Heisenberg, pela qual o processo de se observar um fenômeno altera esse fenômeno. Na administração de uma organização a presença de um profissional em uma determinada função afeta e modifica essa função, independentemente do que seja realizado

26 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; Existem três tipos de habilidades necessárias para que o administrador possa trabalhar com sucesso: a habilidade técnica, a humana e a conceitual

27 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; Habilidade técnica: Consiste em utilizar conhecimentos, métodos, técnicas e equipamentos necessários para o desempenho de tarefas específicas, por meio da experiência e educação. É muito importante para o nível operacional

28 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; Habilidade humana: Consiste na capacidade e facilidade para trabalhar com pessoas, comunicar, compreender suas atitudes e motivações e liderar grupos de pessoas.

29 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; Habilidade conceitual: Consiste na capacidade de compreender a complexidade da organização como um todo e o ajustamento do comportamento de suas partes. Essa habilidade permite que a pessoa se comporte de acordo com os objetivos da organização total e não apenas de acordo com os objetivos e as necessidades de seu departamento ou grupo imediato. É muito importante para o nível institucional.

30 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO 1. A Administração e o perfil do administrador; O trabalho do administrador em qualquer organização - seja ele um supervisor de primeira linha ou o dirigente máximo da organização - é essencialmente o mesmo. Nesse sentido, não há uma distinção básica entre diretores, gerentes, chefes ou supervisores, como administradores. Qualquer que seja a posição ou o nível que ocupe, o administrador alcança resultados através da efetiva cooperação dos subordina dos

31

32 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO A Administração como ciência. Surgiu da necessidade imperiosa de gerir os problemas relacionados com os resultados da produção. Inicia-se a fase de abordagem diferenciada dos aspectos produtivos Os processos começaram a ser valorizados na busca pelos resultados (os processos e técnicas)

33 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IIEVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO 1. A Abordagem Clássica: eficiência e qualidade

34 Visão histórica da Administração TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO ENFOQUES Componentes ou aspectos das organizações selecionados para estudo ou ênfase do processo administrativo MODELOS Conjuntos de técnicas e doutrinas e ingredientes culturais que moldam a organização a e ação administrativa ESCOLAS Correntes de pensamentos ou grupo de autores que privilegiam ou preferem determinado enfoque

35 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IIEVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO 1. A Abordagem Clássica: eficiência e qualidade Frederick Taylor foi criador e participante mais destacado do movimentos da administração científica. Juntamente com outras pessoas compartilhava esforços para desenvolver princípios e técnicas de eficiência, que possibilitassem resolver os problemas enfrentados pelas empresas industriais. As observações de Taylor constataram alguns problemas que poderão ser encontrados até hoje nas organizações A seguir:

36 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO A Administração como ciência. Administração não tinha noção clara da divisão de suas responsabilidades com o trabalhador Não havia incentivos para melhorar o desempenho do trabalhador Muitos trabalhadores não cumpriam responsabilidades As decisões dos administradores baseavam na intuição e no palpite Não havia integração entre os departamentos da empresa Os trabalhadores eram colocados em tarefas para as quais não tinham aptidão Os gerentes pareciam ignorar que a excelência no desempenho significaria recompensas tanto para eles próprios quanto para a mão de obra Havia conflitos entre capatazes e operários a respeito da quantidade da produção

37 PARTE IIEVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO 1. A Abordagem Clássica: eficiência e qualidade Os três momentos da administração científica: Primeira fase: Ataque ao “problema dos salários” Estudo sistemático do tempo Definição de tempos padrão Sistema de administração de tarefas Segunda fase: Ampliação de escopo, da tarefa para a administração Definição de princípios de administração do trabalho Terceira fase: Consolidação dos princípios Proposição de divisão de autoridade e responsabilidades dentro da empresa Distinção entre técnicas e princípios

38 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO PRIMEIRA FASE DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA O esquema de pagamento da época, tinham o efeito de fazer o trabalhador acreditar que seu esforço beneficiava apenas o patrão. Salário fixo e sistema de pagamento por dia trabalhado e no sistema por peça, o valor era diminuído quando a produção aumentava Desempenho fraco O plano de Taylor consistia em constatar o tempo mínimo para completar uma tarefa e, então, estabelecer pagamento por peça. Isso faria o trabalhador esforçar-se para assegurar uma remuneração razoável. “Estudo sistemático e científico do tempo”

39 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO SEGUNDA FASE DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA “Shop Management” como ferramenta, distinguia o homem de primeira classe do homem médio. O homem de primeira classe seria altamente motivado e realizaria o seu trabalho sem desperdiçar tempo nem restringir a produção. Tal pessoa deveria ser selecionada para a tarefa que lhe fosse mais apropriada e incentivada financeiramente Mesmo assim, seria ineficiente se lhe faltassem incentivo ou houvesse pressão do grupo para redução da produção

40 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO SEGUNDA FASE DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA PRINCÍPIOS DA ADM CIENTÍFICA SALÁRIOS ALTOS E CUSTOS BAIXOS DE PRODUÇÃO SELEÇÃO E TREINAMENTO DE PESSOAL IDENTIFICAÇÃO DA MELHOR MANEIRA DE EXECUTAR TAREFAS COOPERAÇÃO ENTRE ADMINISTRADORES E TRABALHADORES

41 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IIINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO TERCEIRA FASE DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA Nessa fase, Taylor sintetiza os objetivos da Administração Científica  Desenvolver uma ciência para cada elemento do trabalho, para substituir o velho método empírico  Selecionar cientificamente e depois treinar, instruir e desenvolver o trabalho que, no passado, escolhia seu próprio trabalho e treinava-se o melhor que podia  Cooperar sinceramente com os trabalhadores, de modo a garantir que o trabalho seja feito de acordo com princípios da ciência que foi determinado  Existe uma divisão quase igual de trabalho e de responsabilidade entre a administração e os trabalhadores. A administração incumbe-se de todo o trabalho para o que esteja mais bem preparada que os trabalhadores (no passado a maior parte da responsabilidade era da mão de obra)

42 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IIEVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO 1. A Abordagem Clássica: eficiência e qualidade Frank e Lillian Gilbreth Frank e Lillian Gilbreth Tempos e movimentos na indústria 17 unidades básicas de movimento ou pensamento = therbligs. Operações como procurar, encontrar, pegar, transportar, posicionar, pensar... Análise da tarefa: isolavam os therbligs e procuravam forma de encurtar o tempo Reduziram de 18 para 4,5 o número de movimentos p/ assentar tijolos

43 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IIEVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO 1. A Abordagem Clássica: eficiência e qualidade Princípios da produção em massa É provável que o Taylorismo formou uma parceria com a notável expansão da indústria e com outra inovação revolucionária do início do século: Alinha de montagem de Henry Ford

44 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IIEVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO 1. A Abordagem Clássica: eficiência e qualidade Princípios da produção em massa Cada peça ou componente pode ser montado em qualquer sistema ou produto final Utilização do mesmo sistema de calibragem para todas as peças, em todo processo de manufatura Redução do número de pelas dos produtos

45 PRINCÍPIOS DA PRODUÇÃO EM MASSA PEÇAS PADRONIZADAS TRABALHADOR ESPECIALIZADO Máquinas especializadas Sistema universal de fabricação e calibragem Controle de qualidade Simplificação das peças Simplificação do processo produtivo Uma única tarefa ou pequeno número de tarefas Posição fixa dentro de uma sequência de tarefas O trabalho vem até o trabalhador As peças e máquinas ficam no posto de trabalho

46 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IIEVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO 1. A Abordagem Clássica: eficiência e qualidade A qualidade desempenha um papel importante em todas as organizações.

47 EXCELÊNCIA O melhor que se pode fazer; o padrão mais elevado de desempenho em qualquer campo de atuação VALOR Mais atributos; usar materiais ou serviços raros, que custem mais caro Conceito relativo que depende do cliente e seu poder aquisitivo ESPECIFICAÇÕESQualidade planejada; projeto de produto ou serviço; definição de como o produto ou serviço deve ser CONFORMIDADEDe acordo com as especificações do projeto REGULARIDADEUniformidade; produtos ou serviços idênticos ADEQUAÇÃO AO USOAusência de deficiências; projeto excelente e produto de acordo com o projeto DEFINIÇÕES DE QUALIDADE

48 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IIEVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO 1. A Abordagem Clássica: eficiência e qualidade A qualidade é definida, dentro do enfoque moderno da qualidade à partir das necessidades e interesses do cliente. A história transformou o controle tradicional na moderna administração total em 3 períodos

49 ERA DA INSPEÇÃO Observação direta do produto ou serviço pelo fornecedor ou consumidor Produtos e serviços inspecionados um a um ou aleatoriamente ERA DO CONTROLE ESTATÍSTICO Observação direto do produto ou serviço pelo fornecedor, ao dina do processo produtivo Produto e serviços inspecionados com base em amostras ERA DA QUALIDADE TOTAL Produtos e serviços definidos com base nos interesses do consumidor Observação de produtos e serviços durante o processo produtivo Qualidade garantida do fornecedor ao cliente

50 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO PARTE IIEVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO 1. A Abordagem Clássica: eficiência e qualidade Ferramentas de qualidade: Princípio de Pareto Diagrama de Ishikawa

51 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO EMENTÁRIO PARTE IIEVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO 2. A Abordagem Humanista: relações humanas e comportamentais

52 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO EMENTÁRIO PARTE IIEVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO 2. A Abordagem Humanista: relações humanas e comportamentais 3. A Abordagem Estruturalista: estrutura organizacional e ambiente 4. A Abordagem sistêmica e contingencial 5. Desenvolvimento Organizacional e mudança


Carregar ppt "FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO Horison Lopes"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google