A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

São, de modo geral, zonas de subducção, onde as placas se encontram e colidem.zonas de subducção Convergência crosta oceânica-crosta.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "São, de modo geral, zonas de subducção, onde as placas se encontram e colidem.zonas de subducção Convergência crosta oceânica-crosta."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15 São, de modo geral, zonas de subducção, onde as placas se encontram e colidem.zonas de subducção Convergência crosta oceânica-crosta continental Quando isso acontece, normalmente formam-se fossas abissais.Um exemplo é a fossa Peru-Chile, onde a placa de Nazca mergulha sob a placa Sul-americana.fossas abissaisplaca de Nazcaplaca Sul-americana Convergência crosta oceânica-crosta oceânica Nesses casos, formam-se arcos vulcânicos, como nas ilhas Marianas (placa do Pacífico e placa das Filipinas)arcos vulcânicosilhas Marianasplaca do Pacíficoplaca das Filipinas Convergência crosta continental-crosta continental Nestes casos é muito difícil que uma placa mergulhe sobre a outra. Às vezes uma placa sobrepõe-se sobre a outra, num movimento de obducção. Pode ocorrer também a colisão entre as placas e a formação de cadeias de montanhas. O exemplo mais conhecido é o choque da placa Euro-Asiática com a indiana, que deu origem à cadeia dos Himalaias.obducçãocolisãocadeias de montanhasplaca Euro-Asiáticaindiana Limites convergentes

16

17 sismo  fenômeno de vibração brusca e passageira da superfície da TerravibraçãoTerra causa: movimentos subterrâneos de placas rochosasplacas rochosas atividade vulcânica deslocamentos (migração) de gases no interior da Terra. Consequencia: liberação rápida de grandes quantidades de energia sob a forma de ondas sísmicas.energiaondas sísmicas abertura de falhasfalhas deslizamentos de terra Tsunamis mudanças na rotação da Terra Efeitos sobre a vida no planeta. log E = 11,8 + 1,5M onde: E= energia liberada em ergs e M=magnitude do terremoto. Escala Richster Chile (2010): energia de 3000 bombas de hiroshima

18 Magnit ude EfeitosFrequência < 2,0Micro tremor de terra, não se sente [3]. [3]~ 8000 por dia 2,0-2,9Geralmente não se sente mas é detectado/registado.~1000 por dia 3,0-3,9Frequentemente sentido mas raramente causa danos.~49000 por ano 4,0-4,9 Tremor notório de objetos no interior de habitações, ruídos de choque entre objetos. Danos importantes pouco comuns. ~ 6200 por ano 5,0-5,9 Pode causar danos maiores em edifícios mal concebidos em zonas restritas. Provoca danos ligeiros nos edifícios bem construídos. 800 por ano 6,0-6,9 Pode ser destruidor em zonas num raio de até 180 quilômetros em áreas habitadas. 120 por ano 7,0-7,9Pode provocar danos graves em zonas mais vastas.18 por ano 8,0-8,9Pode causar danos sérios em zonas num raio de centenas de quilômetros.1 por ano 9,0-9,9Devasta zonas num raio de milhares de quilômetros. 1 a cada 20 anos > 10,0Nunca registado. Extremamente raro

19 ERTNTEnergiaExemplo 0.015.0 g63.1 kJ 1.0476.0 g2.0 MJ 2.015.0 kg63.1 MJ 3.0476.0 kg2.0 GJ 4.015.0 Ton63.1 GJ 5.0476.0 Ton2.0 TJTerremoto Ontario-Quebec(Canada), 2010 6.015.0 kTon63.1 TJDouble Spring Flat Terremoto (Nevada, USA), 1994 7.0476.0 kTon2.0 PJTerremoto Haiti, 2010 8.015.0 MTon63.1 PJTerremoto Sichuan (China), 2008 8.1250 MTton210 PJA maior bomba atômica testada (hidrogenio) 9.0476 Mton2.0 EJTerremoto de Sendai e tsunami (Japan), 2011 10.015.0 GTon63.1 EJNunca registrado 12.2595.2 TTon400 ZJImpacto de asteroide, extinção dos dinossauros –a 65 Milhões de anos.

20 Tipos de sismos As placas podem afastar-se (tensão), colidir (compressão) ou simplesmente deslizar uma pela outra (torsão).torsão As rochas tem um coeficiente de elasticidade. Ao romper libera energia (deformação elástica) Sismos de origem vulcânica Origem humana: construções de barragem, extração subterrânea

21 Fenômenos secundários Sinais precursores Aumento da emissão de gás rádon ou radônio;rádon Aumento da emissão de gás hélio;hélio Aumento da emissão de gás metano, com possível formação de nuvens de metano (coloridas);metano Aumento da atividade de vulcão de lama;vulcão de lama Ocorrência de microssismos; Alteração da condutividade eléctrica;condutividade eléctrica Flutuações no campo magnético;magnético Modificações na densidade das rochas;densidade Variação dos níveis da água em poços próximos das falhas;falhas Anomalias no comportamento dos animais; por exemplo migração em massa de anfíbios. Aumento da emissão de dióxido de carbono em áreas vulcânicas;dióxido de carbono Após o sismo Ruídos sísmicos Alteração do caudal ou nível das fontes, poços e águas subterrâneascaudal Aparecimento de fumarolas vulcânicasfumarolas Formação de tsunamistsunamis

22 A zona onde a actividade sísmica é mais intensa é no Círculo de fogo do Pacífico ou zona circumpacífica, que passa por toda a zona montanhosa do continente americano (Andes, Montanhas rochosas e ilhas Aleutas) e o lado ocidental do oceano (Japão, Filipinas, Nova Guiné, ilhas Fiji, Nova Zelândia). É nesta zona que ocorrem 80% dos sismos a nível mundial.Círculo de fogo do Pacíficozona circumpacíficaAndesMontanhas rochosasilhas AleutasJapãoFilipinasNova Guinéilhas FijiNova Zelândia

23 construção anti-sísmica

24


Carregar ppt "São, de modo geral, zonas de subducção, onde as placas se encontram e colidem.zonas de subducção Convergência crosta oceânica-crosta."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google