A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Multiletramentos e currículo Ensino Integral - SEE-SP Séries iniciais do ensino Fundamental Jacqueline P. Barbosa Roxane H. R. Rojo Junho de 2014.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Multiletramentos e currículo Ensino Integral - SEE-SP Séries iniciais do ensino Fundamental Jacqueline P. Barbosa Roxane H. R. Rojo Junho de 2014."— Transcrição da apresentação:

1 Multiletramentos e currículo Ensino Integral - SEE-SP Séries iniciais do ensino Fundamental Jacqueline P. Barbosa Roxane H. R. Rojo Junho de 2014

2

3

4 Novos letramentos Novos letramentos (digitais) se caracterizam não apenas por novos aparatos tecnológicos (que incluem os programas, as ferramentas ou aplicativos – de texto, cálculo, áudio, vídeo, imagem, animação, comunicação em redes –, assim como os dispositivos – computadores, consoles de games, tocadores de mp3 e mp4, celulares, tablets etc.), mas principalmente por um novo ethos. O que é definidor dos “novos” letramentos é principalmente esse novo ethos e não as tecnologias em si.

5 Novos letramentos Inclusive é possível usar-se as novas tecnologias para letramentos tradicionais, como escrever cartas ou ensaios e dissertações, assim como também é possível um “novo” letramento sem as novas tecnologias, como era o caso dos DJs antes dos notebooks, que remixavam e alteravam sons a partir de “bolachas” rodando em vitrolas (velhas tecnologias para um novo ethos).

6 Novo ethos ou Mentalidade 2

7 Video Revolta do Vinagre

8

9

10

11

12

13 Multi e novos letramentos Supõem: Outras habilidades de leitura e escrita; Saber selecionar, tratar, analisar, publicar, redistribuir, remixar/ transformar informações; Apropriação de outros gêneros e práticas: roteiro, comentar, curtir, apreciar, seguir...

14 Domínio de softwares de edição de texto escrito, foto, áudio e vídeo etc. Assumir um lugar protagonista Usar adequadamente e eticamente a voz que lhe é possibilitada.

15

16 Princípios de organização curricular LP Leitura Escrita Fala e escuta Práticas de linguagem Artístico-literária Jornalística Divulgação científica Cotidiana Etc. Esferas de atividade/de comunicação notícia, comentários (em várias mídias e suportes), álbum noticioso programa de rádio playlist comentada, leitura dramática fotonovela... video Gêneros, atividades, procedimentos e práticas

17 Multi e novos letramentos Mulitculturalismo (culturas locais, globais, de massa, valorizada, culturas infantis etc.) Multimodalidade Diversidade de mídias (impressa, TV, rádio, internet) e uso das TDICz Hipermídia de base escrita, em áudio, vídeo, foto, e design (animação, game etc.)

18 Multiletramentos novos letramentos Esfera artístico- literária Esfera Jornalística Esfera de divulgação científica Esfera cotidiana

19 Esfera jornalística I Informação e opinião em diferentes mídias e suportes (notícias, entrevistas, comentários e afins em TV, rádio, internet, além do impresso) Seguir, comentar, redistribuir, remixar Álbum noticiosos: Álbum 1, Álbum 2, Álbum 3, Álbum 4, Álbum 5, Álbum 6Álbum 1Álbum 2 Álbum Fotorreportagem: Revistas digitais: Revista 1 e revista 2Revista 1 revista 2 Movimento metodológico: compreensão/apreciação de textos, vivência do lugar de editor (que seleciona, edita, organiza - curadoria) e de produtor (edição de áudio e video)

20 Esfera artístico-literária Narrativas visuais, narrativas colaborativas, games, narrativas transmídia comentários, listas de preferidos (comenta e acrescenta), PlaylistsPlaylists comentadas : playlist 1; playlist 2; playlist 3: playlist 1playlist 2playlist 3 Videoclipes infantis: Dona Baratinha; Pato Pateta: A casaDona BaratinhaPato PatetaA casa Videopoemas: : Histórias da unha do dedão do pé do fim do mundo; Pescaria 1; Pescaria2; Polonaise; O relógio ; CadêHistórias da unha do dedão do pé do fim do mundoPescaria 1Pescaria2PolonaiseO relógio Cadê Cantigas: O cravo e a rosa, Fui no Tororó; Boi da cara preta; O sapo não lava o péO cravo e a rosaFui no TororóBoi da cara pretaO sapo não lava o pé Fotonovela, radionovelaradionovela Leitura dramática 1 e 2, declamações12 vídeos Movimento metodológico análise, compreensão/apreciação e produção dos gêneros

21 Esfera de divulgação científica Buscar, selecionar, tratar e divulgar a informação em diferentes gêneros: apresentação oral, texto monográfico, ensaio, artigo de opinião, etc. Inclui trabalho com procedimentos e gêneros de apoio à compreensão. Construção colaborativa de uma enciclopédia temática digital (wiki)wiki Construção de textos colaborativos multimodais, linhas do tempo, álbum biográfico Uma metodologia de pesquisa: o caso da webquestwebquest

22 Esfera cotidiana Registrar fatos em diários e agendas (Draw my life) Montar instruções multimodais para receitas, jogos, etc. Registrar percursos e trajetórias (mapas) etc. cozinha/materias/caderninho-de-receitas.htmlhttp://mundogloob.globo.com/programas/tem-crianca-na- cozinha/materias/caderninho-de-receitas.html (receitas) (receitas) (jogos) (instruções) https://www.youtube.com/watch?v=eBhWrkUAabMhttps://www.youtube.com/watch?v=eBhWrkUAabM (draw my life) (mapas) Metodologia de observação e registro Ferramentas digitais

23 Resumo das diretrizes 1.Não se trata de novo “conteúdo” ou disciplina; 2.Formato de pedagogia de projetos interdisciplinares; 3.Incluindo sistematicamente novas tecnologias e outras linguagens; 4.Possivelmente nos espaços sala de leitura ou projetos; 5.Diretrizes de organização - levar em conta: – Mídia> – Linguagens> – Ferramentas/tecnologias – Culturas – Esferas mais importantes> – Gêneros multimodais (impressos e digitais) 6.Prover alguns protótipos de projetos como exemplo para o docente.

24

25 Radionovela. No episódio de Hoje... Produzir um episódio de Era uma vez.... Uma outra chapeuzinho. Chapeuzinho e a sua grande missão: levar doces para a vovó doente. Chapeuzinho encontra o Lobo: um desafio para nossa heroína. No atalho para a casa da vovó. O Lobo chegou antes. O que será da vovó? Chapeuzinho desconfiada: que vovó esquisita! A grande batalha: Chapeuzinho X Lobo. O Lenhador: uma ajuda inesperada. O grande final!

26 Chapeuzinho Vermelho começava a se arrepender. Não devia ter escutado o Lobo. - Porque não segui o conselho de mamãe: “ Chapeuzinho, não fale com estranhos”. A medida que tomava o caminho indicado pelo Lobo, a floresta ficava cada vez mais assustadora: era mais escura por aqui; os pássaros não cantavam e o vento soprava diferente, mais forte. - Ai que medo... Chapeuzinho podia jurar que alguém a seguia. Ela tinha certeza que ouvia passos. - Quem está ai? Fala logo... Quem é? Eu sei que tem alguém aí... O vento e as corujas respondiam e Chapeuzinho não via a hora de chegar na vovó... - Ah! Quando eu pegar esse Lobo... Radionovela – Era uma vez... Uma outra Chapeuzinho.

27 Roteiro – Radionovela. Ex. Título: Narrativa de Enigma Narrador/Personagens Narrador: Eduardo Holmes: Luiz Watson: Elder Técnica Locução BG. Trilha/Mistério. Efeito. Vento Efeito. Pássaros Efeito. Passos BG. Trilha/Mistério. Loc. Era uma tarde com ventos fortes; (cont.) os pássaros estavam agitados (cont.) E o nosso detetive andava de um lado a outro da sala. Holmes. Algo não vai bem... Era uma tarde com ventos fortes; os pássaros estavam agitados. E o nosso detetive andava de um lado a outro da sala. “Algo não vai bem”, pensou Holmes quando escuta um grito horrível e, ao fundo, seu colega Watson o chamar: - Holmes, Holmes.... Venha logo!

28 Era uma vez... Uma outra Chapeuzinho. Título: Narrador/Personagens ____________________ Técnica Locução ________________________ Chapeuzinho Vermelho começava a se arrepender. Não devia ter escutado o Lobo. - Porque não segui o conselho de mamãe: “ Chapeuzinho, não fale com estranhos”. A medida que tomava o caminho indicado pelo Lobo, a floresta ficava cada vez mais assustadora: era mais escura por aqui; os pássaros não cantavam e o vento soprava diferente, mais forte. ________________________

29 Familiarizar-se com o texto: Aproveitem para grifar os momentos que julga que podem ser interpretados pelos sonoplastas do grupo. Definir como poderão ser feitas as sonoplastias: para a sua leitura dramática vocês pode selecionar algumas partes e elementos e pesquisar como representar esses sons Chuva: Pegue um pacote de arroz, despeje lentamente dentro de uma caixa com superfície dura ou metálica. Trovão: Sopre em um microfone. Trem: Cubra dois pedaços de madeira com lixa e esfregue um contra o outro. Galope do Cavalo: Peque dois objetos em forma de concha (podem ser as próprias mãos do jeito que “bate figurinha”) bata-os alternadamente com a boca vira para baixo em uma superfície dura no ritmo do galope do cavalo. Dividir a leitura do texto: vocês terão de decidir as partes que cada um do grupo irá ler. O importante é que a divisão torne a leitura interessante o suficiente para prender a atenção dos ouvintes. Treinar a leitura oral e ensaio antes de gravar Radionovela – Era uma vez... Uma outra Chapeuzinho.

30 Sugestão de trilha sonora Radionovela – Era uma vez... Uma outra Chapeuzinho. JAMEDO MÚSICA 1 MÚSICA 2 MÚSICA 3 MÚSICA 4 MÚSICA 5

31 Para finalizar ETAPAS E “PRINCÍPIOS” DE GRAVAÇÃO A NTES DA GRAVAÇÃO Prepare-se: familiarize-se com o texto. Experimente: prove diferentes tons, velocidades e estilos de leitura. Pratique: treine e tenha bem clara todas as marcações que fez para auxiliar durante a gravação. D URANTE A GRAVAÇÃO Peça para outro colega operar o computador: Respire fundo: conte até três e inicie a gravação. Não se preocupe com o tempo em que irá iniciar a fala. Comesse sua leitura no memento em que se sentir pronto: o silêncio de sua gravação poderá ser cortado depois. A PÓS A GRAVAÇÃO Volte ao inicio da gravação: escute com atenção. Peça para outras pessoas analisarem e avaliarem a sua leitura. Se julgar necessário, apague e comesse novamente. Faça a limpeza de ruídos. Faça os cortes necessários. Se julgar necessário, acrescente efeitos. Por fim, lembre-se de salvar duas versões: uma em.aup (guardar projeto) e outra em.wav (exportar)

32 Adaptando O Leão e o Rato Caracterização – espaço; objetos de cena; personagens Fotografando – enquadramento e iluminação A história – Selecionar uma cena; “quadrinizar”; storyboard Montando – quadros, textos e balões Chapeuzinho

33 O Leão e o Rato Certo dia, estava um Leão a dormir a sesta quando um ratinho começou a correr por cima dele. O Leão acordou, pôs-lhe a pata em cima, abriu a bocarra e preparou-se para o engolir. - Perdoa-me! - gritou o ratinho - Perdoa-me desta vez e eu nunca o esquecerei. Quem sabe se um dia não precisarás de mim? O Leão ficou tão divertido com esta ideia que levantou a pata e o deixou partir. Dias depois o Leão caiu numa armadilha. Como os caçadores o queriam oferecer vivo ao Rei, amarraram-no a uma árvore e partiram à procura de um meio para o transportarem. Nisto, apareceu o ratinho. Vendo a triste situação em que o Leão se encontrava, roeu as cordas que o prendiam. E foi assim que um ratinho pequenino salvou o Rei dos Animais.


Carregar ppt "Multiletramentos e currículo Ensino Integral - SEE-SP Séries iniciais do ensino Fundamental Jacqueline P. Barbosa Roxane H. R. Rojo Junho de 2014."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google