A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fernanda Haddad.  Procurar alguma alteração que possa predizer a possibilidade de um paciente ter SAOS – diagnóstico  Procurar alguma alteração que.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fernanda Haddad.  Procurar alguma alteração que possa predizer a possibilidade de um paciente ter SAOS – diagnóstico  Procurar alguma alteração que."— Transcrição da apresentação:

1 Fernanda Haddad

2  Procurar alguma alteração que possa predizer a possibilidade de um paciente ter SAOS – diagnóstico  Procurar alguma alteração que possa ser corrigida e que possa amenizar ou curar a SAOS – Tratamento  Procurar alguma alteração que possa dificultar o tratamento com PAPs e com AIO

3  Múltiplos trabalhos: Alts VAS  Obstrutivas: causa da SAOS  Menores / inflamatórias: consequência da SAOS Alts crânio-faciais  Desproporções maxilo - mandibulares

4 Principais achados: Insuficiência de válvula nasal Desvio do septo nasal Hipertrofia das conchas nasais inferiores

5  Volumosa  Relação com a orofaringe: Índice de Mallampati modificado Grau IGrau IIGrau IIIGrau IV Friedmann et al, 1999, Zonato et al, 2003

6  Palato mole: espesso, “web”, posteriorizado  Úvula: longa e espessa  Pilares tonsilares medianizados Zonato et al, 2003, 2005

7 Grau IGrau IIGrau IIIGrau IV

8 *MALLAMPATI MOD CIII *LINGUA DEMARCADA *PALATO ‘WEB’

9 2 mm RETROGNATIA Zonato et al, 2003

10  Palato duro ogival Hipoplasia maxilar Zonato et al, 2003

11 Classe I Classe II Classe III Zonato et al, 2003

12

13

14

15 VAS

16  Procurar alguma alteração que possa predizer a possibilidade de um paciente ter SAOS – diagnóstico  Procurar alguma alteração que possa ser corrigida e que possa amenizar ou curar a SAOS – Tratamento  Procurar alguma alteração que possa dificultar o tratamento com PAPs e com AIO

17  Indicação: Alterações anatômicas da VAS e do esqueleto facial

18  Indicação: Independe da gravidade da SAOS Objetivo:  Curativo – jovens/ SAOS leve e não obesos  Coadjuvante - adaptação do CPAP e do AIO Pouco interferem no IAH, mas melhoram a qualidade do sono (Séries e cols, 1992; Powell e cols, 1995; Friedmann e cols 2000, Verse e cols, 2002)

19  N= 10 a 17 pacientes (Nowak et al., 2003; Nakata et al., 2005; Zonato et al., 2006; Chandrashekariah, Shaman, Auckley, 2008) Consenso: Redução da pressão terapêutica do CPAP 76,5% - 1cmH 2 O 41,1% - 3cmH 2 O N = 17

20 AutoresNTécnicaAdesãoResultado Tarrega et al., Rinomanometria>4hs 1 ano Rinomanometria X adesão (-) Morris et al., Rinometria ac.18 mesesMCA CI X adesão (+) Sugiura et al., RinomanometriaPSG CPAPRinomanometria X aceitação inicial (+) So et al.,200936Rinometria ac.3 mesesGrupo todo: (-) IAH<60/h: Média da soma das MCA X adesão (+) Co – fator na adesão N= 34 Adesão: 47,1%

21 Zeng et al, pacientes Rinomanometria Aumento da resistência nasal nos não-respondedores durante a ação do AIO Zeng et al, pacientes Rinomanometria Aumento da resistência nasal nos não-respondedores durante a ação do AIO O papel das alterações anatômicas da via aérea superior em pacientes com SAOS na adesão ao tratamento com AIO Renato Prescinotto, Fernanda Louise Martinho, Ilana Fuckuchi,Paulo Cunali, Luiz Carlos Gregório, Sérgio Tufik, Lia Rita Azeredo Bittencourt. SLEEP rd Annual Meeting, N=28 Sucesso: 18 Insucesso: 10

22  Desobstruir a VAS Tonsilas hipertróficas Modalidade cirúrgica: amigdalectomia / UPFP Objetivo principal: amenizar / curar a SAOS  Aumentar o tônus / enrijecer o palato mole Tonsilas normotróficas Modalidade cirurgica: Radiofrequência, escleroterapia, implantes palatais Objetivo principal: melhorar o ronco

23 *Indicação: -Anatomia: H. tonsila palatina *Fatores limitantes: - Obesidade - IMM classe III e IV ? - Gravidade da SAOS ? *Indicação: -Anatomia: ausência de H. tonsila -Ronco e SAOS leve *Fatores limitantes: - Obesidade Estadiamento de Friedmann

24

25 IMC > 30Kg/m 2 TONSILAS GRAU III E IV

26 44 anos, IMC= 34 Kg/m 2, amigdalas palatinas grau IV PRÉ OP: 100Kg PÓS OP: 8 meses – 98 Kg

27

28

29

30  Indicação: Ronco e SAOS leve

31  Taxa de sucesso ( 50% no IAH e <20/h): 86%  Cura (IAH<5/h): 43,2%  Fatores relacionados ao sucesso Idade mais jovem Menor IMC Menor IAH basal Maior grau de avanço

32  SAOS Fisiopatologia multifatorial – resultados diferentes mesmo em pacientes semelhantes Avaliar cada paciente individualmente Doença evolutiva

33 TRATAMENTO DA SAOS: FUTURO…………..

34 Cirurgia Bariátrica

35 OBRIGADA !


Carregar ppt "Fernanda Haddad.  Procurar alguma alteração que possa predizer a possibilidade de um paciente ter SAOS – diagnóstico  Procurar alguma alteração que."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google