A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1/20 VI CONGRESSO INTERNACIONAL DAS ROTAS DE INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA DO SUL A AMÉRICA DO SUL E A CULTURA DA INTEGRAÇÃO JOAL TEITELBAUM PRESIDENTE DO CRIAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1/20 VI CONGRESSO INTERNACIONAL DAS ROTAS DE INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA DO SUL A AMÉRICA DO SUL E A CULTURA DA INTEGRAÇÃO JOAL TEITELBAUM PRESIDENTE DO CRIAS."— Transcrição da apresentação:

1 1/20 VI CONGRESSO INTERNACIONAL DAS ROTAS DE INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA DO SUL A AMÉRICA DO SUL E A CULTURA DA INTEGRAÇÃO JOAL TEITELBAUM PRESIDENTE DO CRIAS Porto Alegre, 17 de agosto de 2007 CRIAS VI CIRIAS

2 2/20 Estados Unidos/ Canadá * PIB: 12,5 POP.: 330,0 União Européia PIB: 12,0 POP.: 320,0 América do Sul * PIB: 1,3 POP.: 310,0 PIB: Trilhões US$ POPULAÇÃO: Milhões Habitantes TRIÂNGULO DAS DIFERENÇAS IDÊNTICAS * Dados de 2006 ASPECTOS GEOPOLÍTICOS, ECONÔMICOS, SOCIAIS E CULTURAIS CRIAS VI CIRIAS Dados de 2004

3 3/20 ASSIMETRIAS PRÉ – REQUISITO : EQUACIONAR AS ASSIMETRIAS, PRAGMÁTICAMENTE EXPRESSANDO, SE ASSIM NÃO FOR, EM 10 ANOS A SUB-REGIÃO NÃO SERÁ UM “TE DEUM” MAS UM “REQUIEM”. “O mundo não se divide mais entre grandes e pequenos, direita e esquerda. Mas entre rápidos e lentos” Alvin Toffler CRIAS VI CIRIAS

4 4/20 VISÃO EXTERNA DA SUB-REGIÃO A sub-região está em DESEQUILIBRIO ESTÁVEL ou EQUILIBRIO INSTÁVEL? Há um rumo definido para a sub-região? A sub-região está em busca de seu espaço no contexto mundial? A sub-região é previsível? Os países desenvolvidos aguardam que a sub-região “estruture normas de base que sejam comum aos seus países; tenha uma linha para decisões internacionais; estabeleça uma sistemática ou rotina para a tomada de decisões; estabeleça processos para a solução de controvérsias e defina soluções de caráter macro, p.ex.: que relações deseja construir com a UNIÃO EUROPÉIA, ESTADOS UNIDOS e o Mundo”. CRIAS VI CIRIAS

5 5/20 A CONSTRUÇÃO DE UM CENÁRIO QUADRO COM FATORES FAVORÁVEIS E FATORES DESFAVORÁVEIS FAVORÁVEIS Recursos naturais Acesso aos dois maiores oceanos Origens comuns em 10 dos 12 países Receptivo a criação de iniciativas para a integração Mercosul, CAN, IIRSA, Comunidade Sul Americana CRIAS VI CIRIAS

6 6/20 CRIAS DESFAVORÁVEIS – FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO Desigualdades sociais Desalinhamento em temas sub-regionais e internacionais Relativa instabilidade política Vulnerabilidade econômica Não adoção pelo setor público e privado, em seu cerne, de uma política de tolerância zero com a corrupção Falta de regras claras em relação a contratos Reduzida velocidade para concretizar as iniciativas para a integração Reduzidos investimentos em educação, saúde, segurança do cidadão, infra- estrutura, saneamento, energia e P & D. Falta de projetos realistas Falta de isonomia para organismos que tratem de temas comuns entre os países Inexistência de agenda pró-ativa VI CIRIAS

7 7/20 ORDENANDO E COORDENANDO AÇÕES Construção de uma estratégia multi-polar Estruturar ações para superar os fatores desfavoráveis Proceder os enfrentamentos necessários para celebrar acordos, mas após firma-los, considera-los irreversíveis Agir como um “player” local e global Fortalecer as instituições Ação participativa do setor privado/sociedade civil e que sejam considerados pelo setor governo, como protagonistas e não espectadores CRIAS VI CIRIAS

8 8/20 A AÇÃO PARTICIPATIVA DA INICIATIVA PRIVADA E SOCIEDADE CIVIL Construção da marca América do Sul (SP e SG) Presença do setor privado, à semelhança da experiência de quando realizaram-se ações relacionadas com a Área de Livre Comércio das Américas nos foros sub regionais e internacionais (SG) Reconhecimento pelo setor governo da importância do setor privado, através de instituições, no processo de integração(SG) Apoiar e incentivar iniciativas como as do CRIAS(SP e SG) SP-Setor Privado SG – Setor Governo CRIAS VI CIRIAS

9 9/20 AÇÕES PARA DESENVOLVER A “CULTURA DA INTEGRAÇÃO” TENDO O PIFEC COMO BENCHMARKING -DISPONIBILIZAR A EXPERIÊNCIA DO PIFEC AOS DEMAIS PAÍSES DA AMÉRICA DO SUL, OBJETIVANDO ESTRUTURAR GRUPOS DE TRABALHO QUE REUNAM ORGANISMOS DO SETOR PRIVADO E GOVERNAMENTAIS, PARA DISCUTIR, ANALISAR E PROPOR MEDIDAS PARA O FORTALECIMENTO DA INTEGRAÇÃO -DIFUNDIR ESTA EXPERIÊNCIA EM CONVERGÊNCIA COM A PARTICIPAÇÃO DO BRASIL NA IIRSA CRIAS VI CIRIAS

10 10/20 PROJETO SOBRE A FORMA DE PARTICIPAÇÃO DO SETOR PRIVADO NO PROCESSO INTEGRAÇÃO SUL AMERICANO : VISÃO SISTÊMICA E PESSOAS VETOR LOGÍSTICA A e B – PONTOS FOCAIS: SETOR PÚBLICO E SETOR PRIVADO AB MODAL HIDROVIÁRIO PORTUÁRIO MODAL RODOVIÁRIO MODAL AÉREO MODAL FERROVIÁRIO MODAL DE ENERGIA COMUNICAÇÃO INTER- MODALIDADE CRIAS VI CIRIAS

11 11/20 -NO BRASIL, ESTEVE PRESENTE AO ATO DE INSTALAÇÃO DA IIRSA EM AGOSTO/SETEMBRO DE 2000, EM EVENTOS DE MOBILIZAÇÃO DO SETOR PRIVADO PELO GOVERNO BRASILEIRO, BRASÍLIA,2002, EM EVENTOS PROMOVIDOS PELO GOVERNO BRASILEIRO EM 2004 E 2005, NO RIO DE JANEIRO E EM BRASÍLIA (GRUPO VESA). -É TODAVIA UM FATO CONCRETO QUE NAS DIVERSAS OCASIÕES EM QUE, A PEDIDO DO CRIAS, INTEGRANTES DO CCT DA IIRSA, NÃO APENAS DO BRASIL MAS DE OUTROS PAÍSES COMO PERÚ, EQUADOR, URUGUAI, ENTRE OUTROS, OU DE REPRESENTAÇÕES DO BID E OU DA CAF ABORDARAM A QUESTÃO EM REUNIÕES DA IIRSA, NÃO HOUVE CONCRETIZAÇÃO DE PROPOSTAS QUE VIESSEM A REGULAMENTAR, ASSIM DIGAMOS, A PRESENÇA DO SETOR PRIVADO. CRIAS VI CIRIAS

12 12/20 - A ANÁLISE SISTÊMICA PROCEDIDA PELO CRIAS EVIDENCIA QUE SE NÃO SE PRODUZIR UMA ATIVA, EFETIVA, ORDENADA E CONTINUA PARTICIPAÇÃO DO SETOR PRIVADO NO PROCESSO DA INTEGRAÇÃO SUB-REGIONAL, O TIMING PARA QUE TAL OCORRA SERÁ CADA VEZ MAIOR OU AINDA ESGOTAR-SE - ACREDITA O CRIAS QUE JÁ FORAM DESPERDIÇADAS SIGNIFICATIVAS OPORTUNIDADES E QUE AS CONTRIBUIÇÕES CONSOLIDADAS PELOS DOZE PAÍSES DE ALGUMAS DAS PROPOSIÇÕES ORIGINÁRIAS DO CRIAS, COMO A INTEGRAÇÃO ATRAVÉS DO MODAL AÉREO, DO ROAMING NA AMÉRICA DO SUL E OUTRAS COMO O DA COMPATIBILIZAÇÃO DE PROJETOS E DE RECURSOS, CONSIDERADA DE FORMA DERIVADA DE PROPOSTA INICIAL DO CRIAS, É AINDA MUITO POUCO PARA O TODO QUE TEM QUE SER CONCRETIZADO. - ASSIM, SUGERE O CRIAS QUE SE ESTRUTURE UM PROJETO A SER GRADATIVAMENTE IMPLEMENTADO NAS REUNIÕES DOS ORGANISMOS QUE FORMAM A IIRSA, ONDE O SETOR PRIVADO TENHA AÇÃO PARTICIPATIVA EM PARTE DAS REUNIÕES, ONDE O MODELO PRECONIZADO PELO CRIAS E DE COMPROVADOS RESULTADOS NESTES 10 ANOS, SE CONSTITUA EM COMPONENTE ESTRUTURANTE DO PROCESSO DA INTEGRAÇÃO SUB-REGIONAL. CRIAS VI CIRIAS

13 13/20 – EM SUA ESSÊNCIA O PROJETO COMPREENDERÁ : DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES REFERENTES A CULTURA DA INTEGRAÇÃO, CONFORME O ITEM 5, COM A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS COMO O PIFEC, DE CONFORMIDADE COM AS ESTRUTURAS E OPÇÕES DA CADA UM DOS 12 PAÍSES. ESTIMA-SE QUE PARA TANTO SERÃO NECESSÁRIOS CERCA DE 180 DIAS, SENDO O PRAZO DECORRENTE DOS RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS QUE SEJAM ALOCADOS. ATENDIDA ESTA ETAPA, ENTRE AS REPRESENTAÇÕES DO SETOR PRIVADO QUE SE INTEGREM AO “PIFEC OU EQUIVALENTE” EM CADA UM DOS PAÍSES, AS MESMAS PASSARIAM A PARTICIPAR EM PARTE DAS REUNIÕES DA IIRSA. CONSOLIDADA ESTA ETAPA E COM AS AÇÕES INTEGRADAS A NÍVEL TÉCNICO, EM UM INTERVALO DE APROXIMADAMENTE DOIS ANOS, SERÁ POSSÍVEL VIABILIZAR DE FORMA ESTRUTURADA A SEMELHANÇA COMO HOJE OPERA O CRIAS, DE REPRESENTAÇÕES DO SETOR PRIVADO EM REUNIÕES PREPARATÓRIAS AS CÚPULAS DOS CHEFES DE GOVERNO. CRIAS VI CIRIAS

14 14/20 CRIAS A INFRA-ESTRUTURA DE CADA PAÍS Comparação de Estruturas Existentes Acesso a Eletricidade Em % da População em 2000 Acesso a Água Potável Em % da População em 2002 Acesso a Esgoto Em % da População em 2002 Estradas Km de estradas / km 2, em 2002 América Latina ChinaPaíses de renda média América Latina ChinaPaíses de renda média América Latina ChinaPaíses de renda média América Latina ChinaPaíses de renda média ,0080,1890,060 FONTE: Banco Mundial 2005 VI CIRIAS

15 15/20 CRIAS FONTE: Banco Mundial 2005 A INFRA-ESTRUTURA DE CADA PAÍS Comparação de Estruturas Existentes OS GANHOS TRAZIDOS POR INFRA-ESTRUTURA Crescimento per capita que seria proporcionado a cada país se sua infra-estrutura se equiparasse à média dos Tigres Asiáticos, em % ArgentinaBrasilChile 3,24,42,8 MéxicoUruguaiVenezuela 3,22,62,9 OS PROBLEMAS DA INFRA-ESTRUTURA Porcentagem das empresas que vêem a infra-estrutura de cada região como um problema, em % América Latina Oriente Médio e Norte da África Africa subsaariana Sul da Ásia Europa e Ásia Central Leste da Ásia e Pacífico VI CIRIAS

16 16/20 PODEMOS, POIS, REFERENCIAR UMA META – OBJETIVO : PROPORCIONAR PARA QUE ENTRE JULHO E DEZEMBRO DE 2009 CONSOLIDE-SE EM CADA UM DOS 12 PAÍSES E ENTRE OS 12 PAÍSES, A INTEGRAÇÃO PARTICIPATIVA DO SETOR PRIVADO NO PROCESSO DE INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA DO SUL. CRIAS VI CIRIAS

17 17/20 AÇÕES PARA A CULTURA DA INTEGRAÇÃO CONSOLIDAR A PARTICIPAÇÃO DO SETOR PRIVADO EM REUNIÕES DA IIRSA INÍCIO DA PARTICIPAÇÃO DO SETOR PRIVADO EM REUNIÕES PREPARATÓRIAS ÀS CÚPULAS DOS CHEFES DE GOVERNO 0 – 6 m 7 – 24 m 25 – 30 m CRONOGRAMA DO PROJETO DE PARTICIPAÇÃO DO SETOR PRIVADO NO PROCESSO DE INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA DO SUL CRIAS VI CIRIAS

18 18/20 A CONQUISTA DA EXCELÊNCIA A CONSOLIDAÇÃO DA CULTURA DA INTEGRAÇÃO É DIRETAMENTE DEPENDENTE DOS FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO ABORDADOS NESTA APRESENTAÇÃO. NÃO HÁ DÚVIDA QUE A INTEGRAÇÃO IRÁ OCORRER. SE FOR EM 20 OU 200 ANOS, DEPENDERÁ EM MAIOR PARCELA DA VELOCIDADE QUE OS GOVERNOS A IMPLEMENTAREM E DA PARCELA DE RESPONSABILIDADE QUE FOR CONQUISTADO PELO SETOR PRIVADO/SOCIEDADE CIVIL. A INTEGRAÇÃO DA SUB-REGIÃO, ESSENCIAL PARA QUE SE TRANSFORME EM GLOBAL PLAYER, TERÁ QUE SER CONSTRUÍDA NA INFRA-ESTRUTURA FÍSICA, NA ECONOMIA, NA SUSTENTABILIDADE. CRIAS VI CIRIAS

19 19/20 CRIAS O MODELO ESPACIAL DA CULTURA DA INTEGRAÇÃO PARA QUE A PIRÂMIDE DA INTEGRAÇÃO SEJA CONSTRUÍDA, EMBASADA NA INFRA-ESTRUTURA FÍSICA, NO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E NA SUSTENTABILIDADE, É INDISPENSÁVEL QUE O VETOR DA CULTURA DA INTEGRAÇÃO SEJA COMPONENTE DO PROCESSO E NESTA AÇÃO, O COMITÊ DAS ROTAS DE INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA DO SUL SUGERE A FORMATAÇÃO DE MODELOS COMO O PIFEC, RESPEITADA OBVIAMENTE AS PECULIARIDADES DE CADA PAÍS. “A integração sub-regional não será uma decorrência única da infra-estrtura, do desenvolvimento econômico ou da sustentabilidade. Ela dependerá da construção da cultura da integração e que somente será alcançada se todos os protagonistas, quer os do setor governo ou do setor privado e a sociedade como um todo participarem do processo.” INFRA-ESTRUTURA FÍSICA DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DESENVOLVIMENTO SOCIOAMBIENTAL CULTURA DA INTEGRAÇÃO VI CIRIAS

20 20/20 VI CONGRESSO INTERNACIONAL DAS ROTAS DE INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA DO SUL A AMÉRICA DO SUL E A CULTURA DA INTEGRAÇÃO Porto Alegre, 17 de agosto de 2007 CRIAS VI CIRIAS


Carregar ppt "1/20 VI CONGRESSO INTERNACIONAL DAS ROTAS DE INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA DO SUL A AMÉRICA DO SUL E A CULTURA DA INTEGRAÇÃO JOAL TEITELBAUM PRESIDENTE DO CRIAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google