A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Empreendedorismo jovem, étnico e de minorias Profa. Márcia Ramos May Universidade Federal do Paraná 13emp004.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Empreendedorismo jovem, étnico e de minorias Profa. Márcia Ramos May Universidade Federal do Paraná 13emp004."— Transcrição da apresentação:

1 empreendedorismo jovem, étnico e de minorias Profa. Márcia Ramos May Universidade Federal do Paraná 13emp004

2 empreendedorismo feminino Estudo da Global Entrepreneurship Monitor (GEM - avaliação anual do nível nacional da atividade empreendedora) em 2010 mostra que as mulheres são metade dos empreendedores brasileiros (49,3%), o que representa 10,4 milhões de mulheres comandando suas empresas. Segundo o Sebrae aponta que de cada 100 Empreendedores Individuais, 45 são mulheres. E cerca de 61 mil delas estão à frente de uma franquia, que fatura até 32% a mais do que as lojas gerenciadas por homens

3 empreendedorismo feminino Vanessa Rousze Características: ◦Multitarefas; ◦Detalhista; ◦Sensibilidade; ◦Comunicativa; ◦Maior especialização. Reconhecimento ◦Prêmio Sebrae Mulher de Negócios; ◦Associação de Mulheres Empreendedoras.

4 Mary Kay Depois de 25 anos trabalhando no mercado de vendas diretas, ela renunciou sua posição como diretora de treinamento nacional, quando um homem a quem havia treinado foi promovido a uma posição com o dobro do seu salário. em 1963, com toda a experiência adquirida, seu plano de negócios montado e uma economia de US$ 5 mil, ela pediu ajuda a seu filho Richard, que na época era apenas um jovem de 20 anos, e a nove Consultoras de Beleza, e criou a BEAUTY by MARY KAY. Atualmente, a empresa é líder de vendas nos segmentos de cuidados com a pele e maquiagem nos Estados Unidos e está presente em mais de 30 países, sendo considerada uma das maiores empresas de cosméticos do mundo.

5 Mary Kay Foi eleita dentre os 25 maiores líderes influentes no mundo corporativo dos últimos 25 anos pela PBS e Universidade Wharton em 2004 · “Vislumbrei uma companhia na qual qualquer mulher poderia ter tanto sucesso quanto desejasse. As portas estariam abertas às oportunidades para as mulheres que estiverem dispostas a pagar o preço e tiverem coragem para sonhar.” Maior mulher empreendedora da história dos Estados Unidos, segundo a Universidade de Baylor em 2003; Prêmio ao Pioneirismo" em 1995, concedido pela Associação Nacional de Mulheres Empresárias;

6 Magazine Luiza Luiza Helena Trajano é presidente da rede Magazine Luiza. Formada em Direito e Administração de Empresas, Segunda rede de varejo do Brasil Desde 2003 o Magazine Luiza faz parte da lista das melhores empresas para se trabalhar no Brasil. "Quando assumi a direção do Magazine Luiza, procurei alguns bons exemplos em outras empresas.”

7 Zica – Beleza Natural. Negra, cresceu na favela do morro do Catrambi; Foi empregada doméstica, faxineira, lavadeira e babá. A Beleza Natural vende um tratamento de hidratação e relaxamento de cabelos crespos e encaracolados à base de um creme exclusivo. Seu resultado é o sonho de boa parte dos negros e mulatos brasileiros: o cabelo perde volume, mas continua com os cachos definidos. O negócio começou em 1993 no quintal de sua casa. Tem clientes e fatura 18 milhões de reais por ano em quatro salões na Grande Rio e um em Vitória, no Espírito Santo. 4 salões, 25 produtos em sua linha de cosméticos, 400 funcionários e 35 mil clientes. Zica levou dez anos para inventar seu relaxante capilar

8 Empreendedorismo jovem Renato Veras Tendência cada vez mais forte nos dias atuais Motivos: Ascenção social mais rápida Independência financeira Colocar em prática as próprias ideias Realização pessoal / profissional

9 Empreendedorismo jovem Renato Veras O que os jovens tëm em seu favor Melhores Ideias Inexperiência Maior Foco Maior Agilidade Menores Custos Estes fatores atraem investidores

10 Empreendedorismo jovem Renato Veras Mark Zuckenberg Criador do Facebook John Arnold Criador da Centaurus Advisors – Empresa especializada em troca de produtos de energia Romero Rodrigues, Rodrigo Borges e Ronaldo Takahashi Estudantes de Engenharia Elétrica na POLI – USP, criadores do site Buscapé

11 Empreendedorismo jovem Renato Veras Chad Hurley e Steve Chen Criadores do YouTube Andrey Ternovskiy Estudante do Ensino Médio de 17 anos, criador do Chatroulette Amanda de Almeida Com o a ajuda da mãe, desde os 13 anos é dona da loja Ponto Teen no Rio de Janeiro. Atualmete, com 15 anos, conta com 2 lojas, 10 funcionários e R$ 7.000,00 livres com apenas uma das lojas

12 Empreendedorismo homossexual Ricardo Krohn de Jesus 40% dos homossexuais estão na classe A e B 64% possuem no mínimo um cartão de crédito 80% navegam e costumam fazer compras regularmente Lojas virtuais (nichos específicos) Comercio eletrônico é um ambiente livre de preconceito

13 10ª Parada do Orgulho Gay Juiz de Fora

14 Tel Aviv - Israel Cidade ser eleita o "melhor destino gay do mundo" na eleição anual realizada pelo site de turismo Gay Cities em parceria com a American Airlines.

15 Rio de Janeiro 890 mil pessoas participaram da Parada Gay realizada na cidade (20% do total de visitantes ao Rio no ano O mesmo levantamento indica que os homossexuais gastam três vezes mais e permanecem 2,5 vezes mais tempo na cidade do que heterossexuais. Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual Segundo dados divulgados pela Embratur, em 2010, Época Negócios.

16 Empresas que deram certo na hora de investir no segmento LGBT American Airlines: lançou o site Rainbow, uma página com conteúdo exclusivo para o nicho. Dell: desde 2006 criou, dentro dos escritórios no mundo todo, grupos de funcionários que pudessem debater políticas e ações para fortalecer diferentes minorias, como mulheres, portadores de deficiência e homossexuais.

17 Empresas que deram certo na hora de investir no segmento LGBT Tecnisa: marca referência para o público gay –friendly

18 Empreendedorismo étnico Lucas Menezes Em 2008 mais de metade da população brasileira (50%) se declarou parda ou negra. O que significa um mercado promissor do ponto de vista econômico mas ainda pouco aproveitado em seu potencial. Pensando nisso foi criado o Instituto Feira Preta, que há nove anos vem tornando o mercado afro um novo modelo econômico de desenvolvimento para a população afro-brasileira. Nasceu com o propósito de promover a inclusão social e econômica da população negra, agora destaca também as oportunidades de negócios voltadas a esse nicho de mercado.

19 Empreendedorismo étnico Lucas Menezes A feira anual reúne empreendedores e artistas, negros ou não, cuja produção seja voltada aos negros ou tenha a ver com a cultura africana. “Nosso público é diversificado. São todas as pessoas com interesse na cultura afro, que diz respeito também à cultura brasileira”, diz a idealizadora.


Carregar ppt "Empreendedorismo jovem, étnico e de minorias Profa. Márcia Ramos May Universidade Federal do Paraná 13emp004."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google