A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Técnico Subsequente Aula 03 – 2014 Thatiane de Oliveira Rosa 1 Técnicas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Técnico Subsequente Aula 03 – 2014 Thatiane de Oliveira Rosa 1 Técnicas."— Transcrição da apresentação:

1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Técnico Subsequente Aula 03 – 2014 Thatiane de Oliveira Rosa 1 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

2 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Roteiro Tema: Processo de Desenvolvimento de Software.  Engenharia de Software;  Processo de Desenvolvimento de Software;  Ciclos de Desenvolvimento de Software;  Atividade. 2 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

3 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Engenharia de Software Relembrando a definição:  A Engenharia de Software visa fornecer métodos (i.e.: “como fazer”), ferramentas e procedimentos (i.e.: sequência em que os métodos serão aplicados) para o desenvolvimento de software de forma que ele atinja seus objetivos. 3 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

4 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Engenharia de Software Um software deve, de forma geral, atender os seguintes objetivos:  Funcionalidade;  Custo;  Tempo;  Desempenho;  Padrões;  Leis;  Atender as partes interessadas (stakeholders). 4 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

5 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Engenharia de Software 5 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente Mas como posso atingir todos esses objetivos???

6 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Engenharia de Software 6 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente Seguindo um processo de desenvolvimento de software!!

7 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Processo de Desenvolvimento de Software Processo:  É uma sequência de passos que devem ser seguidos para se atingir determinado objetivo. Processo de desenvolvimento de software:  Também chamado simplesmente de processo de software;  Objetiva a construção de um software;  Sub processos: Requisitos, análise, desenho, implementação e teste. 7 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

8 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína O ponto de partida então é seguir um ciclo de vida:  Que é uma interação entre os processos;  Baseado em: Complexidade; Risco; Tamanho da equipe; Necessidade do cliente. 8 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente Processo de Desenvolvimento de Software

9 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Codifica-remenda:  Alto risco;  Impossível de gerenciar;  Não permite assumir compromissos confiáveis 9 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente Especificação??? Produto

10 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Clássico ou Cascata: 10 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

11 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Clássico ou Cascata:  Sequencial;  Rígido;  Burocrático;  Não prevê correções nas fases posteriores;  O cliente só vê o resultado no final do projeto;  Indicado para projetos pequenos. 11 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

12 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Clássico ou Cascata: 12 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente início Final Requisitos Análise Desenho Implementação Teste

13 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Cascata com realimentação:  Cada fase possibilita um retorno;  Dificulta o gerenciamento. Por que? 13 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

14 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Cascata com realimentação: 14 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente início Final Requisitos Análise Desenho Implementação Teste

15 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Espiral:  Passos do modelo clássico em iterações;  Cada iteração é uma volta na espiral;  Requisitos desenvolvidos progressivamente;  Usuário com maior contato com as versões;  Exige muita disciplina e gestão para que o foco seja mantido. 15 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

16 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Espiral: 16 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

17 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Prototipagem evolutiva:  Baseado do no modelo espiral;  Ao final de cada volta o usuário tem acesso a um protótipo;  Útil para aprovações de ideias e coleta de novos requisitos;  Desvantagem: Cliente insiste que o protótipo seja, com ligeiras modificações, a versão final do produto. 17 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

18 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Prototipagem evolutiva: 18 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

19 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Entrega evolutiva:  Segue o modelo espiral somente a partir da fase desenho detalhado;  Modelo bastante utilizado na prática;  Exige uma boa fase de requisitos, análise e desenho alto nível. 19 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

20 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Entrega evolutiva: 20 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente início Final Requisitos Análise Desenho de alto nível Implementação Teste Desenho detalhado Produto completo? Sim Não

21 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Quase-espiral:  Bastante aceito na prática;  É utilizado como base para outros modelos;  Mais próximo da realidade. 21 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

22 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Quase-espiral: 22 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente início Final Requisitos Análise Desenho Implementação Teste Visão Geral Produto completo? Sim Não

23 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Dirigido por tempo:  Considera aquilo que se pode desenvolver em determinado tempo;  Quando se sabe que o tempo é suficiente para os requisitos;  O tempo pode ser discutido entre cliente e empresa de desenvolvimento. 23 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

24 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Documentos gerados: 24 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

25 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Documentos gerados:  Visão geral: Escopo de trabalho, pessoas envolvidas, plano de projeto...  Requisitos: Visão geral, conceitos de operações, requisitos funcionais, não funcionais...  Análise: Detalhamento dos requisitos, diagrama de casos de uso, casos de uso reais, divisão de módulos...  Design: Diagrama de BD, DFD (Diagrama de Fluxo de Dados), Classes, Sequencia Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

26 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Ciclos de Vida de Software Documentos gerados:  Implementação: Código comentado, resultado de testes unitários...  Teste: Plano de teste, documento de execução de testes...  Implantação: Diagrama de implantação, tutoriais, treinamentos Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

27 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Atividade 1.Em sua opinião, como a engenharia de software pode ajudar no atendimento aos objetivos do software? 2.Descreva os ciclos de vida de software destacando os riscos associados a cada um deles: Codifica-remenda; Cascata; Cascata com retroalimentação; Espiral; Prototipagem evolutiva. 27 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

28 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Atividade 3.Você irá abrir uma empresa de desenvolvimento de software com outros 3 colegas. Qual dos ciclos de vida de software vistos até o momento você utilizaria? Por que? 4.Você consegue descrever um cenário onde seja interessante o uso de todos esses processos de ciclo de vida ou, em sua opinião, é uma “perda de tempo” criar tanta documentação para desenvolver um software? Justifique sua resposta. 28 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente

29 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Técnico Subsequente Aula 03 – 2014 Thatiane de Oliveira Rosa 29 Técnicas e Projeto de Sistemas – Técnico Subsequente


Carregar ppt "INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TOCANTINS Campus Araguaína Técnico Subsequente Aula 03 – 2014 Thatiane de Oliveira Rosa 1 Técnicas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google