A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tipos de argamassas e Argamassas Especiais. Argamassas de assentamento A argamassa de assentamento de alvenaria é utilizada para a elevação de paredes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tipos de argamassas e Argamassas Especiais. Argamassas de assentamento A argamassa de assentamento de alvenaria é utilizada para a elevação de paredes."— Transcrição da apresentação:

1 Tipos de argamassas e Argamassas Especiais

2 Argamassas de assentamento A argamassa de assentamento de alvenaria é utilizada para a elevação de paredes e muros de tijolos ou blocos. Principais funções: Unir as unidades de alvenaria formando um elemento monolítico; Distribuir os esforços uniformemente Selar as juntas garantindo a estanqueidade à penetração de água de chuva; Baixo módulo de deformação: para absorver as deformações naturais de origem térmica, retração por secagem ou pequenos movimentos estruturais a que a alvenaria estiver sujeita.

3 Argamassas de assentamento Propriedades essenciais ao bom desempenho das argamassas de alvenaria: Trabalhabilidade: devem ter consistência e plasticidade adequadas ao processo de execução (preenche todos os vazios, não separar quando transportada, agarrar à colher do pedreiro, não endurecer quando tocar no blocoss) Elevada retenção de água  Não pode perder muita água para o elemento onde foi assentada Aderência (ao bloco, tijolo)  Capacidade de ancorar nas reentrâncias (poros) do bloco. Resistência mecânica  compressão e esforços laterais na parede

4 Argamassas de assentamento

5 A recomendação técnica mais difundida para a preparação de argamassas de assentamento prevê a proporção 1:3 em volume (aglomerante e agregado, respectivamente), pois nesta proporção o volume de vazios da areia é preenchido pela pasta aglomerante. É muito usual o traço 1:2:9 (cimento, cal hidratada e areia). Algumas construtoras brasileiras têm adotado proporções de 1:4 ( 1:2:12 ), e às vezes até 1:4,5, com resultados relativamente satisfatórios em alvenarias de vedação.

6 Argamassas de assentamento RESISTÊNCIA INICIAL RETRAÇÃO RESISTÊNCIA FINAL CIMENTO CAL

7 Argamassas de assentamento Resistência Traço (Cimento : Cal : Areia)

8 Argamassas de assentamento CIMENTO CAL TRABALHABILIDADE ELASTICIDADE RETENÇÃO DE ÁGUA

9 Argamassas de assentamento Como escolher o traço? Controle da uniformidade Depende da qualidade dos materiais !!! Definição da composição

10 Argamassas de assentamento Mecanismo A argamassa é colocada sobre o tijolo / bloco de baixo A pasta da argamassa é absorvida pela unidade de alvenaria inferior. A unidade de cima é assentada e absorverá menos água (e menor quantidade de produtos de hidratação) que a unidade de baixo Ocorre a hidratação do cimento nos poros do tijolo / bloco, com formação de etringita. Em um ensaio posterior de tração direta, a ruptura ocore na interface argamassa / unidade superior.

11 Argamassas de revestimento Revestimento é o recobrimento de uma superfície lisa ou áspera com uma ou mais camadas superpostas de argamassa em espessura uniforme, apta a receber, sem danos, uma decoração final. Nas edificações, muitas falhas das argamassas de revestimento estão relacionadas com a perda ou falta de aderência ao substrato. A capacidade da argamassa de atingir uma completa, resistente e durável aderência com a base talvez seja a mais importante propriedade.

12 Argamassas de revestimento

13 De modo genérico, as argamassas de revestimento apresentam importante funções: Unir, vedar, regularizar e proteger elementos de vedação, inclusive da ação direta dos agentes agressivos e intemperismo (revestimentos externos); Integrar o sistema de vedação dos edifícios, contribuindo para isolamento térmico, acústico, segurança ao fogo, resistência ao desgaste Contribuir para a estética.

14 Argamassas de revestimento - Chapisco Chapisco é uma camada de preparo da base, aplicada de forma contínua ou descontínua, com finalidade de uniformizar a superfície quanto à absorção e melhorar a aderência do revestimento OBS: 1: 3 ou 1:4 (cimento : areia), usando areia grossa BASE CHAPISCO

15 Argamassas de revestimento - Emboço Emboço é uma camada de revestimento (massa grossa = max. 20 mm) executada para cobrir e regularizar a base, propiciando uma superfície que permita receber outra camada, seja revestimento decorativo (ex. Cerâmica) ou reboco. BASE CHAPISCO EMBOÇO CERÂMICA Cerâmica Argamassa colante Emboço ARGAMASSA COLANTE OBS: 1: 2: 6 a 1: 2: 8 (cimento : cal : areia). 1: 2: 4 para emboço externo

16 Argamassas de revestimento – Reboco Reboco é uma camada “tradicional” de revestimento (massa fina = max. 10 mm) executada para cobrimento do emboço propiciando uma superfície que permita receber o revestimento revestimento decorativo (ex. Pintura) BASE CHAPISCO EMBOÇO REBOCO PINTURA OBS: 1: 2 a 1:4 (cal : areia fina)

17 Argamassas de revestimento – Camada Única Também conhecida como “massa única” ou “reboco / emboço paulista”, é um revestimento único aplicado sobre a base, sobre a qual é aplicada a camada decorativa ou pintura. É a alternativa mais empregada no Brasil BASE CHAPISCO CAMADA ÚNICA PINTURA OBS: 1: 2: 6 a 1: 2: 8 (cimento : cal : areia)

18 Nos revestimentos constituídos por duas camadas, emboço e reboco, cada uma delas cumpre funções específicas, sendo o emboço uma camada de regularização da base e o reboco, uma camada de acabamento. Já os revestimentos constituídos por uma única camada, a mesma cumpre as duas funções de regularização da base e acabamento. Argamassas de revestimento – Sistema Emboço-Reboco X Camada Única

19 Argamassas de revestimento – Monocapa Trata-se de um revestimento aplicado em uma única camada que faz, simultaneamente, a função de regularização e decorativa, muito utilizado na Europa. É industrializado e contem composição variável, contendo geralmente: cimento branco, cal hidratada, vários agregados, pigmentos e aditivos diversos. OBS: Proporção variada. Espessura de 8-15 mm na Europa e mm no Brasil BASE MONOCAPA

20 Espessura das argamassas de revestimento No caso do revestimento do tipo emboço e reboco, a camada de reboco deve ter, no máximo, 5 mm, sendo o restante da espessura referente à camada de emboço. No revestimento do tipo massa única, a espessura admissível é relativa a essa camada. NBR RevestimentoEspessura (mm) Parede interna5 ≤ e ≤ 20 Parede externa20 ≤ e ≤ 30 Tetoes internos e externose ≤ 20

21 Argamassas colantes Existem 4 tipos de argamassa colante: Rígida Flexível Flexível aditivada Bicomponente Uso interno Uso externo AC I AC II AC III AC IIIe

22 Argamassas colantes O cuidado com esse material, não se restringe à escolha. Também pede atenção na hora de ser aplicado: Quando esticada no piso ou na parede de ambientes fechados, a argamassa fica no ponto para receber as placas por no máximo 15 minutos. Em espaços abertos, bem ventilados ou ensolarados, a secagem é ainda mais rápida. E, como não se pode trabalhar com material seco, é importante assentar pequenas superfícies de cada vez. Pequenas quantidades

23 Argamassas colantes As argamassas colantes são produtos formulados para a aplicação em camadas finas, e suas espessuras de aplicação, mínima e máxima, estão entre 3 mm e 5 mm. A aplicação da argamassa colante não deve ser realizada em pingos nem em bolão, o que reduz a aderência (som oco). Para um perfeito assentamento, é necessária a escolha correta da argamassa colante, que deve ser estendida com uma desempenadeira denteada, formando sulcos. Use argamassa industrializada…..

24 Argamassas para assentamento de pisos (contrapiso) O Contrapiso é uma camada de argamassa lançada sobre uma base (laje estrutural ou lastro de concreto) para regularização. A espessura varia de 2 a 6 cm, dependendo da função.

25 Argamassas para assentamento de pisos (contrapiso) Funções: Regularizar a base (nivelar) Dar caimento em áreas molhadas Completar as funções de vedação (estanqueidade e isolamento térmo- acústico) Permitir o embutimento de instalações Permitir a fixação de revestimentos

26 Argamassas para assentamento de pisos (contrapiso) Pode ser aplicada sobre a laje ou lastro de concreto, sobre camada de impermeabilização ou sobre camada de isolamento térmico/acústico, sendo que as duas últimas são casos mais raros.

27 Argamassas para assentamento de pisos (contrapiso) Características: argamassa seca (“farofa”) de cimento e areia média baixa umidade (10%) Traços comuns: para carpetes (têxteis, vinílicos, madeira) → 1:4 a 1:5 para revestimentos espessos (cerâmica, pedras, etc) → 1:5 a 1:6 para impermeabilização → 1:3 a 1:4

28 Rejuntes Nomes comuns: rejunte, rejuntamento, massa de rejunte, argamassa de rejunte, pasta de rejunte etc. Definição “atual”: mistura industrializada de cimento Portland e outros componentes homogêneos e uniformes, para aplicação nas juntas de assentamento de placas cerâmicas.

29 Rejuntes Função dos rejuntes: Auxiliar no desempenho estético do revestimento (coloração, textura, acabamento homogêneo) Estabelecer regularidade superficial: em alguns casos, para pisos com bordas. Compensar variação nas dimensões das placas (previstas em normas) Aliviar tensões (através da conecção entre os pontos de ligação) Vedar o revestimento cerâmico, evitando a passagem de agentes deletérios para trás do revestimento.

30 Rejuntes Por muito tempo o cimento Portland puro ou cimento branco não estrutural foram utilizados para preencher as juntas de assentamento das placas cerâmicas. Na época esses materiais eram os únicos disponíveis, e apresentavam os seguintes problemas: alta retração (trincas), baixa flexibilidade, alta absorção de água baixa resistência a fungos (escurecem) Os cimentos brancos não estruturais são hoje restritos à construção de baixa renda…. E olhe lá!

31 Rejuntes A propósito….. Não confunda o cimento branco não estrutural (para rejuntamento) com cimento branco estrutural (utilizado para estruturas de concreto)

32 Rejuntes Com o desenvolvimento de aditivos, pode-se melhorar as propriedades dos rejuntes, tais como: Melhor estabilidade a cor; Resistência a manchas; Baixa retração; Baixa absorção de água; Melhor aderência; Melhor flexibilidade; Capacidade de aplicação em juntas estreitas e largas etc. O uso de aditivo requer dosagem controlada. Por isso, os rejuntes são materiais industrializados.


Carregar ppt "Tipos de argamassas e Argamassas Especiais. Argamassas de assentamento A argamassa de assentamento de alvenaria é utilizada para a elevação de paredes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google