A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Departamento de Genética Disciplinas: ECO5006 Ecologia Evolutiva Humana e LGN-320/321.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Departamento de Genética Disciplinas: ECO5006 Ecologia Evolutiva Humana e LGN-320/321."— Transcrição da apresentação:

1 Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Departamento de Genética Disciplinas: ECO5006 Ecologia Evolutiva Humana e LGN-320/321 – Ecologia Evolutiva Humana Docente Responsável: Dra. Silvia Maria Guerra Molina

2 Trabalho Científico - Pesquisa – Projeto Relatório Científico Monografia

3 Pesquisa: alma bom projeto boa pergunta Pesquisa: - uma criação - uma interpretação às situações A alma de um bom projeto: (elaboração de) uma boa pergunta

4 Estrutura Básica de um Projeto de Pesquisa Como numa relação afetiva há: fase exploratória - a fase exploratória (a “paquera”) quem escreveu sobre o assunto, o que se sabe sobre ele, como se aproximar projeto -Organização do projeto de investigação (o “namoro”) conhecimento mais profundo, dedicação quase que exclusiva, mergulho profundo no tema, mostra criatividade sobre o assunto e a projeção de expectativas pesquisa -Realização da pesquisa (o “casamento”) fidelidade, atenção, dedicação, resolução de problemas - relatório - O relatório final (a “separação feliz”) é preciso um distanciamento e um olhar o mais crítico possível sobre o objeto estudado, fazer rupturas, sugerir novas pesquisas

5 Estrutura Básica de um Projeto de Pesquisa Estrutura Básica de um Projeto de Pesquisa Seja qual for o modelo adotado, responde às seguintes perguntas: -O que pesquisar ? (definição do problema, hipóteses, base teórica e conceitual) -Para que pesquisar ? (propósito do estudo, seus objetivos) -Quando pesquisar ? (cronograma de execução) -Com que recursos pesquisar ? (orçamento) -Pesquisado por quem ? (equipe de trabalho, pesquisadores, coordenadores, orientadores)

6 Estrutura Básica de um Projeto de Pesquisa Introdução e Justificativa (o problema e sua importância) Hipótese Objetivos Revisão de Literatura Casuística (ou Material) ou Metodologia Métodos Cronograma Físico Cronograma Financeiro Bibliografia

7 O começo no trabalho de Pesquisa Científica......é sempre a organiza ção da situa ção problemática Obs:a forma de apresentação do projeto (sequência de itens que o compõe) em geral não é a mesma seuqência/ordem em que o projeto é construído

8 O Tema da Pesquisa Científica. O que pesquisar? O Tema da Pesquisa Científica. A primeira pergunta que surge: O que pesquisar? Não saber o ponto-chave logo do início faz parte da construção do problema, indica possibilidades.. Ao pretender falar de tudo o resultado geralmente é um trabalho sem profundidade

9 Os Temas da Pesquisa Científica podem surgir de várias maneiras:.observação do cotidiano vida profissional contato com especialistas estudo da literatura especializada criatividade Os Temas da Pesquisa Científica podem surgir de várias maneiras:. observação do cotidiano – problemas interessantes. vida profissional – vivência de situações problemáticas. contato com especialistas individual ou coletivamente - levantamento de novas questões.. estudo da literatura especializada – lacunas e controvérsias a serem preenchidas. criatividade, descoberta repentina e às vezes casual de um problema a ser investigado

10 Escolha do Temas da Pesquisa Científica:.Seu interesse Sua formação prévia Sua busca de complementar sua formação Possível de ser executado nas condições existentes Ideal: Escolha do Temas da Pesquisa Científica:. Seu interesse – critério mais importante sensibilidade, envolvimento com o tema escolhido. Sua formação prévia – a familiarização com o tema pode proporcionar uma reflexão mais consistente. Sua busca de complementar sua formação. Possível de ser executado nas condições existentes Ideal: unir uma grande motivação a uma certa familiaridade

11 Primeiras aproxima ções ao tema. pesquisa bibliográficapesquisa documentalcontatos diretos Primeiras aproxima ções ao tema. A partir do tema amplo, descobrir qual é o ponto exato que você pretende pesquisar. - Para tanto é preciso: mapear as diferentes contribuições registradas em livros, artigos de periódicos etc. - Para essa aproximação ao tema, você pode realizar uma pesquisa bibliográfica, uma pesquisa documental e contatos diretos

12 Pesquisa Documental:. Documento Documento: informação organizada sistematicamente, comunicada de diferentes maneiras (oral, escrita, visual ou gestualmente) e registrada em material durável Pesquisa Documental:. Documento: informação sob a forma de textos, imagens, sons, sinais etc., contida em um suporte material como papel, madeira, tecido, pedra etc.. Informações orais (diálogo, exposições, aula reportagens faladas) se tornam documentos quando transcritas em suporte material Documento: informação organizada sistematicamente, comunicada de diferentes maneiras (oral, escrita, visual ou gestualmente) e registrada em material durável

13 . Pesquisa Documental fontes primárias Revisão Bibliográficacontribuições de diferentes autores fontes secundárias. A Pesquisa Documental recorre a materiais que ainda não receberam tratamento analítico ou que ainda podem ser re-elaborados de acordo com os objetivos da pesquisa, ou seja, recorre às fontes primárias. A Revisão Bibliográfica abrange as contribuições de diferentes autores sobre um assunto, trabalhando, portanto, com fontes secundárias

14 . Fontes primárias: dados originais relação direta com os fatos a serem analisados minimiza a interferência entre o registro e o acontecimento. Fontes primárias: dados originais produzidos pelas próprias pessoas que os coletaram há uma relação direta com os fatos a serem analisados: relatos, observação de uma fotografia, analise de uma gravação, de uma biografia minimiza a interferência entre o registro e o acontecimento, mesmo assim, apresenta uma versão pessoal, com suas distorções conscientes e(ou) inconscientes

15 . Fontes secundárias: conhecimento elementos ou sujeitos mediadores não há relação direta É preciso identificar qual é o tipo de fonte adequada para seu problema de pesquisa. Fontes secundárias: dados de “segunda mão” o conhecimento é obtido por meio de elementos ou sujeitos mediadores não há relação direta com o acontecimento registrado Não diminui a relevância de fontes secundárias: É preciso identificar qual é o tipo de fonte adequada para seu problema de pesquisa

16 O referencial Teórico da Pesquisa. “estado da arte” selecionar o seu campo de atuação, fazer o seu recorte O referencial Teórico da Pesquisa. É preciso situar o problema de pesquisa no interior de um debate teórico sobre o tema.. É necessária uma análise da literatura disponível sobre o tema Dessa forma se pode identificar o “estado da arte” e: diante dos vários estudos e interpretações é preciso selecionar o seu campo de atuação, fazer o seu recorte

17 Delimitação da Questão ou Problema de Pesquisa A investigação científica começa com uma questão que permite ao pesquisador lançar-se à procura de novas respostas Formular uma questãoFormular uma questão é condição necessária ao desenvolvimento da pesquisa pode partir de: uma indagação, um problema a ser resolvido, um tema sujeito a estudo, um ponto que merece discussão

18 Delimitação da Questão ou Problema de Pesquisa (2) Há outras questões do ordem prática a serem feitas: A questão é relevante? É adequada para mim? Tenho condi ções concretas para realizar esse estudo? Tenho fontes de consulta acessíveis e de fácil manuseio? Existem recursos financeiros para o desenvolvimento da pesquisa? Terei tempo disponível para investigar essa questão?

19 A hipótese da Pesquisa “O que está suposto” Antecipação do resultado da pesquisa Resposta possível à pergunta feita na elaboração do problema Poderá ou não ser confirmada pela pesquisa Poderá ou não ser confirmada pela pesquisa Elaborada com base na revisão de literatura, no referencial teórico

20 Tipos de hipóteses de Pesquisa casuísticasAs casuísticas: afirmam que um objeto, pessoa ou fato possuem determinada característica freqüência de acontecimentosAs que se referem à freqüência de acontecimentos: indicam se determinada característica ocorre com maior ou menor intensidade rela ções entre variáveisAs que estabelecem rela ções entre variáveis: permitem classifica ções entre duas ou mais categorias; ex: gênero, classe social

21 Hipótese de Pesquisa: Deve ser plausível, consistente, específica, clara, explicativa e simples O enunciado é uma express ão da livre escolha; mistura intui ção, bom senso, experiência e competência É uma opinião É uma resposta ou afirma ção provisória a ser revista continuamente ao longo da pesquisa A ciência está alicer ç ada na dúvida, não na certeza

22 Hipótese de Pesquisa: Pode ser substituída (não há consenso quanto a isso) por: formula ção de pressupostos ou de quest õ es É um diálogo entre o olhar do pesquisador e a realidade observada A hipótese não deve se basear em valores morais, não deve indicar o que é “bom”, o que é “prejudicial” etc.

23 Objetivos da Pesquisa O que você pretende com a investigação (não é o que vai fazer para atingi-lo) Dão a direção de ação do pesquisador Definem a natureza do trabalho Novamente: evidenciam o problema Norteiam o percurso metodológico e a escolha dos métodos e técnicas de pesquisa

24 Objetivos da Pesquisa Para estabelecê-lo: recorde o seu problema Devem ser reais e atingíveis no tempo e com os recursos disponíveis Geralmente iniciados com um verbo no infinitivo que expressa o estágio da pesquisa: Conhecimento - Conhecimento: classificar, conhecer, definir, identificar Compreensão - Compreensão: compreender, concluir, deduzir, demonstrar Aplicação - Aplicação: aplicar, desenvolver, estruturar, selecionar Análise - Análise: analisar, comparar, investigar, provar, criticar Síntese - Síntese: compor, construir, documentar, formular, propor Avaliação - Avaliação: avaliar, decidir, escolher, medir, selecionar

25 Objetivos da Pesquisa Objetivos Gerais:Objetivos Gerais: Definem o que se pretende alcançar com a realização da pesquisa É mais amplo, é a questão principal da pesquisa Objetivos Específicos:Objetivos Específicos: são secundários, relacionados ao principal definem aspectos mais específicos, componentes do problema, que contribuem para alcançar o objetivo geral

26 Objetivos da Pesquisa O conjunto dos objetivos específicos é suficiente para atingir o objetivo geral proposto?O conjunto dos objetivos específicos é suficiente para atingir o objetivo geral proposto? Qual a seqüência lógica mais adequada entre os objetivos específicos?Qual a seqüência lógica mais adequada entre os objetivos específicos?

27 Justificativa: relevância do tema de estudo Justificativa: relevância do tema de estudo Por que escolhi esse tema? O tema que escolhi é importante? Qual a relação do tema ou problema formulado com o contexto da ciência? Que contribuições posso oferecer com esse estudo? Quais os aspectos inovadores do trabalho? Sublinhar a importância da investigação no debate teórico.

28 Metodologia: Metodologia: - Caminho a ser trilhado para atingir os objetivos definidos (não se resume ao conjunto de técnicas e procedimentos para coleta de dados empíricos) - instrumentos - fontes da pesquisa - postura epistemológica (a concepção da relação sujeito-objeto do conhecimento) do pesquisador (positivista, estruturalista, dialética, fenomenológica etc.)

29 Metodologia: Metodologia: - explicitar os procedimentos para produção dos dados (entrevista, questionários etc.) – porque esse e não outro, porque é o mais adequado - detalhar os procedimentos: ex: o tipo de entrevista (estruturada, semi- estruturada, não-estruturada) - recomenda-se apresentar o roteiro da entrevista ou versão preliminar do questionário

30 Metodologia – deve explicitar: Metodologia – deve explicitar: - tipo de pesquisa - sujeitos da pesquisa - espaço da pesquisa - coleta de dados - análise dos dados - cronograma(s)

31 Tipos de Pesquisa:

32 Tipos de Pesquisa: segundo os procedimentos de coleta de dados. Pesquisa de Campo: Tipos de Pesquisa: segundo os procedimentos de coleta de dados. Pesquisa de Campo: busca da informação diretamente com a população pesquisada o pesquisador vai aonde o fenômeno ocorre ou ocorreu e reúne um conjunto de informações a serem documentadas (caráter exploratório ou descritivo)

33 Tipos de Pesquisa: segundo os procedimentos de coleta de dados. Estudo de Caso: Tipos de Pesquisa: segundo os procedimentos de coleta de dados. Estudo de Caso: dedica-se a um caso particular, considerado suficiente para a análise do fenômeno; exame minucioso de uma experiência; (colaborar na tomada de decisões sobre o fenômeno estudado, indicando possibilidades para sua modificação)

34 Tipos de Pesquisa: segundo os procedimentos de coleta de dados. Pesquisa Participativa: Tipos de Pesquisa: segundo os procedimentos de coleta de dados. Pesquisa Participativa: propõe a efetiva participação da população pesquisada no processo de geração de conhecimento, que é considerado um processo formativo. Ex: pesquisas participantes, pesquisa-ação; pesquisa sociopoética.

35 Tipos de Pesquisa: segundo os objetivos a serem alcançados metas, finalidades, resultado(s) esperado(s) ( os objetivos podem ser mais conceituais ou mais descritivos ou...) exploratória, descritiva, experimental e explicativa A escolha do tipo errado compromete o resultado Tipos de Pesquisa: segundo os objetivos a serem alcançados metas, finalidades, resultado(s) esperado(s) ( os objetivos podem ser mais conceituais ou mais descritivos ou...) Os tipos diferentes não são necessariamente excludentes: exploratória, descritiva, experimental e explicativa A escolha do tipo errado compromete o resultado

36 Tipos de Pesquisa: segundo os objetivos a serem alcançados Pesquisa Exploratória:. Tipos de Pesquisa: segundo os objetivos a serem alcançados Pesquisa Exploratória:. desenvolvimento e esclarecimento de idéias,. visa oferecer uma visão panorâmica,. uma primeira aproximação a um fenômeno pouco estudado. oferece dados que darão suporte a estudos futuros mais aprofundados

37 Tipos de Pesquisa: segundo os objetivos a serem alcançados Pesquisa Descritiva: - Tipos de Pesquisa: segundo os objetivos a serem alcançados Pesquisa Descritiva: - Descreve as características do objeto de estudo podendo ou não buscar relações entre variáveis - Não está interessada no porquê, nas fontes do problema; preocupa-se em apresentar suas características - Descoberta da dinâmica própria e singular, das razões que existem nas coisas (fuga de raciocínios circulares)

38 Tipos de Pesquisa: segundo os objetivos a serem alcançados Pesquisa Experimental: (herança positivista) - Tipos de Pesquisa: segundo os objetivos a serem alcançados Pesquisa Experimental: (herança positivista) - Refere-se a um fenômeno reproduzido de forma controlada - Submete os fatos à experimentação (verificação) - Busca evidenciar relações entre fatos e teorias - Exige observação sistemática dos resultados para estabelecer correlações entre os efeitos e suas causas

39 Tipos de Pesquisa: segundo os objetivos a serem alcançados Pesquisa Explicativa: - Tipos de Pesquisa: segundo os objetivos a serem alcançados Pesquisa Explicativa: - busca identificar os fatores que contribuem para a ocorrência e o desenvolvimento de um determinado fenômeno - busca a fonte, as razões das coisas - em geral interage bem com os demais tipos

40 Tipos de Pesquisa: segundo as fontes de informação. Pesquisa de Campo. Pesquisa Experimental. Pesquisa Bibliográfica. Pesquisa Documental

41 Tipos de Pesquisa: segundo a natureza dos dados Qualitativa Quantitativa Tipos de Pesquisa: segundo a natureza dos dados Qualitativa compreensão e interpretação do fenômeno; abordagem interpretativa (hermenêutica) Quantitativa explanação das causas por meio de medidas objetivas, testando hipóteses, utilizando estatística

42 Sujeitos da Pesquisa: Casuística População alvo ou amostra Sujeitos da Pesquisa: Casuística População alvo ou amostra justificar os critérios adotados e as suas características universo populacional que você irá estudar, as pessoas que fazem parte do fenômeno que você pretende compreender.

43 (Objeto da Pesquisa) o tema, a questão que você escolheu para investiga ç ão

44 Material: Em pesquisas que não envolvem seres humanos, há o item Material: organismos, rochas,... Que também devem ser descritos e deve ser justificada a escolha do(s) mesmo(s)

45 Espaço da Pesquisa: delimitar Questão : Espaço da Pesquisa: delimitar Questão : Espaço x Local Lugar: familiar, concreto, delimitado ponto de práticas sociais específicas Espaço: remete a relações entre outros que estão ausentes, distantes em termos de lugar. Contempla muitos lugares. O espaço transcende o objeto geográfico: é uma paisagem e um pretexto.

46 Produção de Dados: Produção de Dados: os dados estão prontos, “esperando” para serem coletados?

47 Produção de Dados: Métodos indicar os instrumentos de pesquisa critério de escolha do instrumento que informações pretende obter com ele como será aplicado o instrumento: Produção de Dados: Métodos indicar os instrumentos de pesquisa ex: questionário; análise de água;... critério de escolha do instrumento que informações pretende obter com ele como será aplicado o instrumento: recurso metodológico combinaç ã o de dois ou mais recursos

48 Cronograma: Cronograma: - delimita o tempo a ser utilizado para fazer a pesquisa - (disponível x prazo legal) - organiza o tempo disponível para cada parte da pesquisa - organiza a seqüência de atividades

49 Cronograma (físico):

50 Cronograma Financeiro:

51 Bibliografia Toda e qualquer referência de literatura utilizada na elaboração do projeto Apresentada de forma a poder ser localizada pelo leitor Normas da instituição; normas ABNT

52 Estrutura Básica de um Projeto de Pesquisa Introdução e Justificativa (o problema e sua importância) Hipótese Objetivos Revisão de Literatura Casuística (ou Material) ou Metodologia Métodos Cronograma Físico Cronograma Financeiro Bibliografia

53 Relatório de Pesquisa Introdução e Justificativa Hipótese Objetivos Revisão de Literatura Casuística (ou material) Métodos Resultados Discussão Conclusão/Considerações adicionais Bibliografia

54 Relatório de Pesquisa Resultados -Qualitativos (ex: categorias êmicas) -Quantitativos (análises estatísticas)

55 Monografia, Disserta ção, Tese... Monografia: Remete a um trabalho escrito sobre um tema específico. Monografia, Disserta ção, Tese... Monografia: pode ser entendida como um trabalho científico – é um estudo profundo sobre um(a) autor(a), um tema, uma época Remete a um trabalho escrito sobre um tema específico. Visa aprofundar um aspecto dos muitos que integram um determinado assunto. Trata-se de uma análise de dados que contribua para elucidar determinados aspectos do tema estudado.

56 Estrutura da Monografia: Introdução: – deve conter: contexto, problema, resposta - sempre provisória Estrutura da Monografia: introdução, desenvolvimento, conclusão Introdução: – última tarefa a ser feita é preciso um texto para saber o que introduzir - deve conter: contexto, problema, resposta - sempre provisória -é um “acerto de contas” com o projeto original - deve “convencer” o leitor de que o trabalho vale a pena

57 Estrutura da Monografia: Desenvolvimento: - - Estrutura da Monografia: Desenvolvimento: - explicar, discutir e demonstrar as principais idéias do trabalho. - é a parte mais extensa – o n° de partes ou capítulos depende do tipo de investigação feita

58 Estrutura da Monografia: Conclusão: Três característica principais: essencialidade brevidade pessoalidade Estrutura da Monografia: Conclusão: retoma de forma sintética as principais idéias colocadas nas partes anteriores do trabalho, estabelecendo possíveis relações e elaborando algumas considerações finais Três característica principais: essencialidade – síntese interpretativa brevidade – curta, clara, convincente pessoalidade – ponto de vista do autor após as reflexões feitas

59 Dissertação de Mestrado Dissertação de Mestrado Cumpre as exigências para uma monografia: apresenta resultados de uma reflexão sobre um tema determinado não se exige originalidade possui um caráter didático acentuado

60 Tese de Doutorado (monografia típica) contribuição original Tese de Doutorado (monografia típica) reflete sobre um tema único e específico; coloca um problema, demonstra uma hipótese (se for o caso) e por meio de uma argumentação lógica, convence o leitor de sua proposição. exige-se para o doutorado uma contribuição original sobre o tema; um progresso para o campo em que se insere, uma descoberta – algo que (teoricamente ao menos) outros estudiosos do assunto não deveriam ignorar, porque diz algo de novo sobre o assunto.

61 Bibliografia: Outras sugestões: Como se faz uma tese. Como escrever uma tese. Bibliografia: Gonsalves, E.P. (2005) Conversas sobre Iniciação à Pesquisa Científica. Campinas: Átomo-Alíena. Outras sugestões: Eco, H. (1983) Como se faz uma tese. São Paulo: Perspectiva. Vieira, S.M.; Hoffman, M.V. (1998) Como escrever uma tese. São Paulo: Thompson- Pioneira.


Carregar ppt "Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Departamento de Genética Disciplinas: ECO5006 Ecologia Evolutiva Humana e LGN-320/321."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google