A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Coletando informações

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Coletando informações"— Transcrição da apresentação:

1 Coletando informações

2 Informações podem ser buscadas em:  Dados ou fontes secundários:  são preexistentes à demanda do pesquisador  podem ser bancos de dados (IBGE, por exemplo), documentos, etc  Dados ou fontes primários:  normalmente são produzidos pelo próprio pesquisador  podem vir de um instrumento de coleta construído para um objetivo específico (um questionário, por exemplo)

3 Estruturando a busca de informações: Definir exatamente o que não se sabe e que se quer descobrir O primeiro passo é: Mapear e organizar o que já se sabe O segundo passo é: Qual é o meu problema? Buscar fontes secundárias de dados O terceiro passo é:

4

5 Informações podem ser buscadas em:

6 Dados os passos 2 e 3, deve-se voltar ao problema: foi esclarecido? Já descobri o que precisava? Se, e somente se a resposta for não, deve-se começar a pensar na técnica para obter as informações que poderão esclarecer o problema. Estruturando a busca de informações:

7 A primeira definição é sobre a abrangência do projeto. Trata-se de uma enquête ou é uma pesquisa?  Enquête: levantamento de informações relativamente informal  Pesquisa: estudo com objetivo delimitado, universo e amostra claramente estabelecidos, metodologia descrita e instrumento de coleta desenvolvido especificamente para o objetivo traçado. Dependendo da finalidade, também pode requerer hipóteses. Estruturando a busca de informações:

8 Quanto sei a respeito do problema?  Não tenho exatamente um problema, apenas uma problemática  Tenho informações para delimitar os temas que preciso abordar  Tenho informações suficientes para elaborar perguntas  Tenho informações suficientes para elaborar perguntas e sei, inclusive, a maior parte das respostas dessas perguntas Definindo técnica e instrumento: Pesquisa exploratória Entrevista com roteiro Questionári o Questionári o fechado

9 Posso entrevistar algumas pessoas para descobrir o que não sei? Ou preciso entrevistar muitas pessoas para descobrir o que não sei? Ou apenas preciso quantificar, dimensionar um problema? Roteiro de entrevista Definindo técnica e instrumento: Questionário

10 Roteiro de entrevista é o instrumento que se caracteriza por listar, de forma aberta e flexível, os temas que devem ser investigados. Ele funciona como um guia para o entrevistador. Questionário é o instrumento de pesquisa que se caracteriza por apresentar as perguntas por escrito, de modo bem estruturado, na maioria das questões com as respostas possíveis previamente apresentadas na forma de alternativas. Definindo o instrumento mais adequado: Uma entrevista requer, obrigatoriamente, um entrevistador

11 Um questionário pode:  ser preenchido pelo próprio informante e, nesse caso poderá ser:  enviado pelo correio  entregue pessoalmente  ser disponibilizado em página da internet  ser aplicado por um entrevistador treinado  por telefone  pessoalmente

12 Construindo o questionário: Definir exatamente o que não se sabe e que se quer descobrir O primeiro passo é: Mapear e organizar o que já se sabe O segundo passo é: Buscar fontes secundárias de dados O terceiro passo é: As informações mapeadas e organizadas são o ponto de partida

13 Construindo o questionário: TEMAS  CARACTERÍSTICAS DAS EMPRESAS?  Porte?  Atividade econômica? ...  POLÍTICAS?  Recrutamento?  Seleção?  Benefícios? ....  REGULAMENTOS? ...  PRÁTICAS?

14 Construindo o questionário: Cuidados na construção das perguntas :  Usar linguagem adequada ao público a que são dirigidas  Garantir sentido unívoco – todos os entrevistados devem entender da mesma maneira

15 Construindo o questionário: Tipos de perguntas:  Abertas: deixa-se apenas um espaço para ser preenchido pela resposta do entrevistado  Fechadas: as respostas possíveis estão listadas

16 Construindo o questionário: Perguntas abertas:  São úteis:  para temas subjetivos  quando é importante conhecer o modo como o entrevistado se relaciona com o tema  quando as respostas possíveis não são conhecidas  quando as respostas possíveis são muitas  São mais difíceis:  para aplicar  para consolidar, porque requerem categorização

17 Alguns exemplos de perguntas abertas:

18 Construindo o questionário: Perguntas fechadas:  Podem ser  de resposta única ou de resposta múltipla  dicotômicas (sim / não) ou ter várias alternativas de resposta  respondidas por meio de escala  Devem  ser pertinentes  listar todas as respostas possíveis  ter uma alternativa ‘Outra’ com espaço para descrição quando não se conhece todas as respostas possíveis  ter alternativas excludentes

19 Alguns exemplos de perguntas fechadas:

20

21 Construindo o questionário: Perguntas fechadas:  Podem ser  de resposta única ou de resposta múltipla  dicotômicas (sim / não) ou ter várias alternativas de resposta  Devem  listar todas as respostas possíveis  ter uma alternativa ‘Outra’ com espaço para descrição quando não se conhece todas as respostas possíveis  ser pertinentes  ter alternativas excludentes Uma dica para construir perguntas relevantes para um estudo é criar primeiro as tabelas que se quer obter! Para assegurar a pertinência do questionário recomenda-se sempre fazer um pré-teste.

22 Construindo o questionário: Alerta: Segundo SELLTIZ, “uma das principais deficiências da pergunta fechada é o fato de impor uma apresentação de opinião num problema a respeito do qual a pessoa não tem qualquer opinião.” É a chamada ‘imposição de problemática’. “O problema da imposição de problemática pelo questionário consiste no fato de colocar o entrevistado frente a uma estruturação dos problemas que não é a sua e no fato de estimular a produção de respostas que chamamos reativas. O problema remete à distância social ou cultural que existe entre o universo dos pesquisadores que concebem o questionário e o universo dos respondentes. Relativamente a cada um dos universos, a relevância e a significação de uma pergunta não são necessariamente comparáveis.” THIOLLENT

23 Construindo o instrumento: Cuidados no uso de escalas:  Manter o equilíbrio entre os pontos  Ótimo, bom, regular, ruim  Ótimo, bom, regular, ruim, péssimo  Utilizar diferentes graus do mesmo conceito  Pouco, bastante, sempre  Pouco, suficiente, muito  Nunca, às vezes, sempre

24 LEMBRE-SE: Um questionário respondido é UMA observação, corresponde a UM informante. Dependendo do projeto pode-se ter dezenas, centenas ou milhares de informantes. Essas dezenas, centenas ou milhares de observações devem ser CONSOLIDADAS em um banco de dados. ANTES DE APLICAR, AVALIE CUIDADOSAMENTE SE O SEU QUESTIONÁRIO PERMITE ESSA CONSOLIDAÇÃO!

25 Modelo de banco de dados:

26

27

28

29 Exercícios


Carregar ppt "Coletando informações"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google