A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INTOXICAÇÃO POR INSETICIDAS DERIVADOS DO PÍRETRO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INTOXICAÇÃO POR INSETICIDAS DERIVADOS DO PÍRETRO."— Transcrição da apresentação:

1 INTOXICAÇÃO POR INSETICIDAS DERIVADOS DO PÍRETRO

2 Centro de Atendimento Toxicológico do ES INTRODUÇÃO  Maior estabilidade, menor toxicidade  Uso: agricultura, veterinária, domicílio, campanhas de saúde  Sem efeito residual prolongado  “Inseticidas botânicos” Síntese a partir da piretrina (flor de crisântemo) Piretróide

3 Centro de Atendimento Toxicológico do ES AÇÃO Piretróide  Sistema de transporte da membrana axonal Prolongam abertura dos canais de Na+ Há retardo na repolarização Paralisia nervosa  Mamíferos reações de hipersensibilidade

4 Centro de Atendimento Toxicológico do ES CLASSIFICAÇÃO Piretróide Piretróides Tipo II - Prolongamento mais intenso dos canais - Com grupo alfa-ciano Piretróides Tipo I - Prolongamento moderado abertura de canais de sódio - Sem grupo alfa-ciano

5 Centro de Atendimento Toxicológico do ES CINÉTICA Piretróide  Absorção: oral - rápida pele - baixa respiratória  São lipossolúveis  Metabolização hepática – metabólitos inativos  Eliminação: urina  Oxidação na presença de luz e calor

6 Centro de Atendimento Toxicológico do ES TOXICOLOGIA Piretróide  Dose tóxica: 100 a 1000 mg/kg  Dose potencialmente letal: 10 a 100g  Irritação direta ou Hipersensibilidade  Píretro e piretrinas: elevado potencial alergênico  Piretróides: reduzido potencial hipersensibilidade

7 Centro de Atendimento Toxicológico do ES CLÍNICA Piretróide  Exposição dérmica a poeira ou aerossóis: - Eritema, vesículas, parestesias e sensação de ardência intensa. - Abscessos estéreis: injeção intramuscular ou subcutânea  Envenenamento por ingestão: - Náusea, vômitos, diarréia, epigastralgia, cólica abdominal - Ingestão maciça > 200ml manifestações neurológicas: cefaléia, visão turva, fasciculação, parestesia, sonolência, vertigem, convulsão e coma

8 Centro de Atendimento Toxicológico do ES CLÍNICA Piretróide  Inalações (solvente hidrocarboneto): - Irritação das vias aéreas superiores e inferiores - Processo irritativo no nariz, garganta e laringe - Evolução para tosse, broncoespasmo, e dor torácica  Sinais e sintomas sistêmicos: - Anorexia, palpitações, fadiga muscular e sudorese profusa - Lesão ocular: uso de xampus - Óbito por Insuficiência Respiratória  Reação anafilática Grave : - Colapso vascular periférico, hipotensão, dificuldade respiratória, broncoespasmo

9 Centro de Atendimento Toxicológico do ES TRATAMENTO Piretróide Não há antídoto específico  Contato dérmico / olhos: Descontaminação (água fria + sabão alcalino) Ardor cutâneo: cremes a base de vitamina E  Ingestão: LG com intubação prévia CA dose única  Diazepam: se convulsão  Broncoespasmo: beta-adrenérgico por inalação - Casos graves: corticóide sistêmico  Assintomáticos: observação por 6 horas

10 Centro de Atendimento Toxicológico do ES PROGNÓSTICO Piretróide  Bom para a maioria dos casos  Reservado para complicações: Respiratória, Neurológica, Anafilaxia Grave.  Toxicidade crônica: sem estudos


Carregar ppt "INTOXICAÇÃO POR INSETICIDAS DERIVADOS DO PÍRETRO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google