A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Engenho e Obra : Momentos de inovação e a engenharia em Portugal no séc. XX …um projecto de história contemporânea e de política tecnológica www.engenharia.com.pt.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Engenho e Obra : Momentos de inovação e a engenharia em Portugal no séc. XX …um projecto de história contemporânea e de política tecnológica www.engenharia.com.pt."— Transcrição da apresentação:

1 Engenho e Obra : Momentos de inovação e a engenharia em Portugal no séc. XX …um projecto de história contemporânea e de política tecnológica

2 Uma análise de obras relevantes de engenharia, e do contexto do seu desenvolvimento em Portugal no século XX, de forma a expôr uma leitura sobre os desafios contínuos com os quais se tem confrontado a sociedade portuguesa quanto à aplicação da ciência e tecnologia. A Iniciativa projectos com impacto na sociedade portuguesa no século XX; traduzindo a “arte do engenheiro” como criador, empreendedor e inovador; discutir o contexto da evolução histórica da engenharia em Portugal, de forma a possibilitar uma melhor compreensão dos “momentos de inovação tecnológica” que caracterizaram as últimas décadas da história de Portugal.

3 critérios relevância histórica no impacto da engenharia na sociedade portuguesa; relevância histórica no desenvolvimento da engenharia, e do seu ensino; relevância tecnológica de obras; relevância histórica no desenvolvimento do contexto necessário à promoção da engenharia e da inovação e de uma cultura de base científica.

4 O desafio: história e engenharia Duas perspectivas: 1. Cronologia de eventos: 2. Evolução temática: Conjuntura política Política Económica e de Obras Públicas Contexto económico e social Ensino da Engenharia e Investigação Desenvolvimento tecnológico internacional Cenário de entrada com base em obra de referência para o momento de inovação identificado Exposição de elementos característicos das principais obras e actividades de engenharia ao longo do século

5

6 Electrificação: origens 2. Edificações, Materiais de Construção 3. Química Agricola 4. Metalurgia 6. Hidráulica Agrícola 5.Construção Naval, Portos e Pescas 7. Pontes e Vias Públicas 8. Minas e Georecursos 9. Electrificação 10. Barragens11. Metalomecânica 13. Aplicações Ferroviárias 12. Processos 14. Urbanização e Território 15. Florestas 17. Automóvel 18. Sistemas de Informação e Comunicação 20. Energia e Ambiente 21. Engenharia e Vida Raízes Passos Manuel (1837), Fontes Pereira de Melo,... A. Bensaúde 19. Calçado Moldes Desafios

7 A Cordoaria: 400m x 10m

8 ELECTRIFICAÇÂO: origens Das primeiras experiências à generalização da electrificação urbana. Introdução dos carros eléctricos (Porto, 1895; Lisboa, 1901). Construção e desenv. das principais centrais (Central Tejo, 1914; Centrais hidroeléctricas da Serra da Estrela...). Electrificação no sector industrial (1ª fábrica têxtil, 1904). Dos diplomas legislativos de 1927, relativos à construção de uma rede eléctrica nacional,.

9 Edificações/ Materiais de Construção El. Bom Jesus (1882), Moagem do Caramujo (1º betão, 1898), El. Sta. Justa (1902), Garagem Auto-Palace (1906-7),...os cimentos / betão; os silos (50´s); a cortiça; Casa Moeda; Est. Nacional,...até á "pala" do Pav. Portugal (1998)

10 Química Do início da construção do complexo da CUF no Barreiro (1908),... adubos (1911), enxofre (1923);...até à Soda Póvoa (1936)

11 Metalurgia o surto das metalúrgicas e metalomecânicas no I pós-Guerra: Vulcano & Collares; Burnay; Móveis de Ferro; Massarelos; Duarte Ferreira (1º aço vazado em forno eléctrico) ; Tomé Feteira;

12 Construção Naval, Portos e Pescas Construção de portos e engenharia costeira : Leixões (1923); o plano de portos (1929); Copacabana, Luanda, Vilamora, molho Douro (2000) Construção Naval : estaleiro da Rocha (construção em 1899, 1926, concedido à Soc. Constr. e Rep. Navais, 1927, arrendamento à CUF); Arsenal do Alfeite (1927); estaleiros de Viana do Castelo (1944), Lisnave (1961), estaleiro da Margueira (1967); Setenave (1971) Pesca... do bacalhau

13 Hidráulica Agrícola Junta Autónoma de Hidráulica Agrícola (1930); Plano de rega do Alentejo; HidroProjecto (1957);...à gestão dos recursos hídricos

14 Pontes e Vias Públicas Ponte Vale Milhões (1904, betão); Rede Viária (30-39); Marginal Lisboa-Cascais (1937),...do Viaduto Duarte Pacheco (1944), Arrábida (1963), Tejo (1966), alternativa Edgar Cardoso (Zambeze, Save), Taipa, Coloane,...S João na Madeira;...à Ponte Vasco da Gama,...com a VIA VERDE e as SCUTS

15 Minas e Georecursos Pirites do Alentejo (30´s); Plano de Fomento Mineiro (1939),...as minas de urânio e volfrâmio...; Neves Corvo: prospecção 50-70; projecto de engenharia, 70-80; formação SOMINCOR, 1980; arranque, Rochas ornamentais (mármores; granitos); águas minerais;... até à emergência das geociências e à exploração do mar nos Açores com veículos robotizados

16 Electrificação Da Lei 2002, da Electrificação do País (1944)... novos aproveitamentos hidroeléctricos (Hidroeléctricas do Zêzere e do Cávado, 1951); rede de transporte (CNE, ); aproveitamentos do Douro nacional e internacional (H. Zêzere, Cávado e Douro), a Empresa Termoeléctrica Portuguesa e as grandes centrais termoeléctricas a fuel e a carvão; a CPE, 1969; nacionalização e constituição da EDP; produção e distribuição reunidas e o completar da electrificação do País; cisão e criação do grupo EDP (1991); privatização, 1997;... à introdução do gás natural (Central do Carregado).

17 Barragens Guilhofrei (1938). Do Centro de I&D de Manuel Rocha no IST (1942/1946), ao desenvolvimento do LNEC (1946, no IST até 1950); Castelo do Bode (1951) e as 3 barragens do Zêzere, as barragens do DOURO; as eclusas; Carrapatelo (1971, mais alta do mundo), Aguieira, as mini-hidricas...até ao Alqueva

18 Metalomecânica Produção de centrais e barragens (50´s-60´s): A MAGUE; EFACEC; SEPSA; A Sorefame (comportas de barragens; hidromecanismos)... a Lisnave,...ao fim do sector metalomecânico pesado

19 Processos Química alta pressão: UFA (1952) e Amoníaco Português (1952, 1958)...ascenção da CUF, 60´s (produtos alimentares, cervejas, rações; expansão África), a PROFABRIL. Siderurgia Nacional (1961) SACOR (1940, 1954, 1969); Gás Cidade (40´s), Soc. Port. Petroquimica (1961), SINES ( )

20 Aplicações Ferroviárias...do metro de Lisboa(1959),... ao metro do Porto;...da linha de Cascais(1926),... ao comboio de alta velocidade; A Sorefame, a I&D na Universidade e a modelação de “crash”...

21 Urbanização e Território os planos inciais (Lisboa; Porto,1922),..Alvalade(40´s) e a racionalizacão da construção; Olivais (60s);...à Malagueira; Chelas; a EXPO 98;...os SIG´s,...ao Portugal Digital, Lisboa Virtual

22 Florestas Florestas; Pasta de papel: eucalipto (PORTUCEL); INAPA (1965)

23 Moldes...do vidro, ao desenvolvimento do sector de moldes (anos 70). A introdução do CAD/CAM (anos 80´s) e a prototipagem rápida. A engenharia de produto

24 Automóvel Anos 70´s: “CKD”; Anos 80´s: Renault; Anos 90´s: Autoeuropa; O desenvolvimento recente do sector de componentes automóvel (a terminar com o conceito de “city car” em estudo para Portugal?) e o eventual futuro cluster aeronáutico.

25 Sistemas de Informação e Comunicação A IBM em Portugal (1928); a Standard Electric, a Datamatic (Minho, 1978), o PC português, os centros de computação (LNEC,IST); INESC (1981), Proj. Minerva;..aos desafios da “Sociedade de Informação”; O CET, a I&D na Universidade,...as centrais digitais,...ao UMTS: a emergência das REDES

26 Calçado O efeito demo da Basilius (1992); Projecto FACAP ( )

27 Energia e Ambiente O AR; a ÁGUA(saneamento); os RESIDUOS SÒLIDOS Energia: o gás natural, energia eólica, solar, ondas (Pico; Aveiro); Da produção centralizada, á liberalização da produção descentralizada Ambiente: a Ecologia Industrial e os novos mercados de engenharia...a “casa do futuro”

28 Engenharia e Vida...da Física tecnológica à engenharia biomédica;...da Engenharia química à biotecnologia; Engenharia e ética!

29 Electrificação: origens 2. Edificações, Materiais de Construção 3. Química Agricola 4. Metalurgia 6. Hidráulica Agrícola 5.Construção Naval, Portos e Pescas 7. Pontes e Vias Públicas 8. Minas e Georecursos 9. Electrificação 10. Barragens11. Metalomecânica 12. Aplicações Ferroviárias 13. Processos 14. Urbanização e Território 15. Florestas 17. Automóvel 18. Sistemas de Informação e Comunicação 20. Energia e Ambiente 21. Engenharia e Vida Raízes Passos Manuel (1837), Fontes Pereira de Melo,... A. Bensaúde 19. Calçado Moldes Desafios

30 Actividades a desenvolver Exposição Publicações:  Catálogo; Jornal da exposição  Obra de referência  outros livros (engenheiros, obras) Portal na Internet: incluindo sistema de informação histórico


Carregar ppt "Engenho e Obra : Momentos de inovação e a engenharia em Portugal no séc. XX …um projecto de história contemporânea e de política tecnológica www.engenharia.com.pt."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google