A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O BRASIL RURAL QUE QUEREMOS TANIA BACELAR RECIFE, 26 JUNHO/2008 1ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário ESTRATÉGIA NACIONAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O BRASIL RURAL QUE QUEREMOS TANIA BACELAR RECIFE, 26 JUNHO/2008 1ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário ESTRATÉGIA NACIONAL."— Transcrição da apresentação:

1 O BRASIL RURAL QUE QUEREMOS TANIA BACELAR RECIFE, 26 JUNHO/2008 1ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário ESTRATÉGIA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DE DESENVOLVIMENTO E O BRASIL RURAL

2 Recife, 26 junho 2008 Roteiro BRASIL: AS HERANÇAS DO SÉCULO XX O NOVO CONTEXTO MUNDIAL O NOVO CONTEXTO MUNDIAL BRASIL: MUDANÇAS RECENTES BRASIL: MUDANÇAS RECENTES UMA NOVA ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO E O MUNDO RURAL UMA NOVA ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO E O MUNDO RURAL

3 Recife, 26 junho 2008 Heranças do Século XX Exemplo de sucesso como crescimento econômico : intensa industrialização, mercado interno integrado Exemplo de sucesso como crescimento econômico : intensa industrialização, mercado interno integrado Supervalorização da INDÚSTRIA e do URBANO Supervalorização da INDÚSTRIA e do URBANO Campo : fruto da modernização conservadora, marcado pela alta concentração de terras, palco de violência, visto como “ o Brasil atrasado” – salvo nos espaços do agronegócio 80% dos municípios 1/3 dos brasileiros Campo : fruto da modernização conservadora, marcado pela alta concentração de terras, palco de violência, visto como “ o Brasil atrasado” – salvo nos espaços do agronegócio 80% dos municípios 1/3 dos brasileiros

4 Heranças do Século XX Grandes DESIGUALDADES: sociais e regionais ( a concentração doma a diversidade)‏ Final do século: –Desequilíbrio macroeconômico, –Crise Fiscal ( alto endividamento) –Crescimento garroteado Recife, 26 junho 2008

5 IDH – A DESIGUALDADE

6 Recife, 26 junho 2008 Contexto mundial Avanço da Globalização / Financeirização Avanço da Globalização / Financeirização Atenuação da onda neo-liberal Atenuação da onda neo-liberal Nova geopolítica : mais multipolar Nova geopolítica : mais multipolar Avanço das preocupações ambientais e sociais : Avanço das preocupações ambientais e sociais : Novo conceito de DESENVOLVIMENTO Novo conceito de DESENVOLVIMENTO

7 Recife, 26 junho 2008 Contexto mundial MUNDO RURAL : MUNDO RURAL : – mudança no paradigma tecnológico da agricultura : transgênicos e orgânicos – preços dos alimentos em elevação (aumento do consumo, aumento do preço do petróleo, disputa com bicombustíveis, problemas climáticos,,,) – escassez de recursos hídricos provoca conflitos e estimula gestão integrada

8 Contexto mundial Mudanças Estruturais Uso concorrente da terra para a produção de energia e alimentos e avanço da exploração dos recursos do mar alteram padrões existentes de produção e consumo de alimentos (energéticos e protéicos) e de energia. Recife, 26 junho 2008

9 Contexto mundial Baixa disponibilidade de mão-de-obra no meio rural fortalece modelos de produção de base tecnológica e familiar para o provimento de alimentos e matérias-primas. Recife, 26 junho 2008

10 Mudanças no Brasil Movimento de DESCONCENTRAÇÃO e avanço da ocupação do interior do país Melhoria no ambiente macroeconômico (mas: crise fiscal ainda forte) Melhoria no ambiente macroeconômico (mas: crise fiscal ainda forte) Consolida-se como player mundial na oferta de alimentos, energia e minérios, além de bens industriais Modesta retomada do crescimento (sinalizações que se dá em novas bases) Modesta retomada do crescimento (sinalizações que se dá em novas bases)

11 A concentração industrial “bateu no teto” VTI EMPREGO INDUSTRIAL REGIÕES/ESTADOS NORTE 0,84,82,63,7 NORDESTE 5,79,210,712,7 SUDESTE 80,761,875,353,2 - SÃO PAULO 58,144,045,535,9 - RMSP 43,522,028,411,5 - INTERIOR DE SP 14,622,017,024,4 SUL 12,020,519,425,6 CENTRO-OESTE 0,83,72,14,8 BRASIL 100,0 Fonte: CAMPOLINA DINIZ com base no FIBGE, Censos Industriais / MTE/RAIS, 2005 / IBGE. Sistema de Contas Regionais, 2007

12 PIB cresce puxado pelo CONSUMO e NE e NO LIDERAM esse CRESCIMENTO Vendas crescem mais no Norte e Nordeste Variação % das vendas do comércio varejista, em volume 2003 /2007 Fonte: IBGE – Diretoria de Pesquisas, Departamento de Comércio e Serviços.

13 Recife, 26 junho 2008 Nova Estratégia de Desenvolvimento VISÃO DE FUTURO : BRASIL 2025 Um Brasil muito menos desigual ( social e regionalmente) ; promotor do potencial das suas várias regiões, valorizando a inovação; Valorizando a diversidade cultural e étnica da sua população ;

14 Visão de Futuro promotor do uso sustentável dos recursos naturais; integrado com os demais países sul- americanos e inserido de maneira competitiva e autônoma no cenário internacional. inserido de maneira competitiva e autônoma no cenário internacional. Recife, 26 junho 2008 Fonte: Estudo MPOG/CGEE

15 Futuro consolida nova dinâmica agropecuária : Brasil Rural se reafirma Fonte: CAMPOLINA, CLELIO, com base no FIBGE

16 Base da Visão Estratégica

17 Visão Estratégica: 6 grandes áreas NE Semi-arido Litoral NE/NO Centro Oeste Sul Sudeste Amazônia Aposta na magnífica DIVERSIDADE do PAÌS Centro - Norte Fonte: Estudo CGEE/MPOG

18 Escolhas Estratégicas para o Brasil Rural Amazônia : Fazer revolução técnico-científica associada à biodiversidade, valorizando os produtos da floresta e suas águas Transformar a frágil rede de cidades em um sistema urbano adensado, capaz de prover serviços para a população e para a produção. Fonte: Estudo CGEE/MPOG

19 Escolhas Estratégicas para o Brasil Rural Centro Norte : Consolidar a dinâmica base produtiva minero- agroindustrial, especialmente sua produção do tipo familiar e associativo Aproveitar as grandes extensões de terra degradadas ou abandonadas Adensar tecnologicamente a economia agro - silvo-pastoril dos cerrados Fortalecer os novos núcleos urbanos e melhorar a acessibilidade intra e inter regional Fonte: Estudo CGEE/MPOG

20 Escolhas Estratégicas para o Brasil Rural Nordeste Semi- árido : Ampliar acesso à água e promover seu uso sustentável. Consolidar nova base produtiva, competitiva e capaz de conviver com as secas e garantir bons níveis de renda Melhorar fortemente o acesso ao conhecimento por parte da maioria da população Fonte: Estudo CGEE/MPOG

21 Escolhas Estratégicas para o Brasil Rural Centro – Oeste : Consolidar a agroindústria em bases sustentáveis Melhorar fortemente a base logística Fortalecer o eixo urbano Brasília-Anápolis- Goiânia Ampliar a articulação com países vizinhos Fonte: Estudo CGEE/MPOG

22 22 OBRIGADA


Carregar ppt "O BRASIL RURAL QUE QUEREMOS TANIA BACELAR RECIFE, 26 JUNHO/2008 1ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário ESTRATÉGIA NACIONAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google