A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Governança Corporativa na Companhia Vale do Rio Doce Companhia Vale do Rio Doce.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Governança Corporativa na Companhia Vale do Rio Doce Companhia Vale do Rio Doce."— Transcrição da apresentação:

1 1 Governança Corporativa na Companhia Vale do Rio Doce Companhia Vale do Rio Doce

2 2 Agenda n Modelo de governança corporativa n O impacto da governança corporativa n Modelo de governança corporativa n O impacto da governança corporativa

3 3 Modelo de governança corporativa Modelo de governança corporativa

4 4 n Definição de uma estratégia corporativa de longo prazo com foco em mineração e logística. n Implementação e aperfeiçoamento do modelo de governança corporativa. n Definição de uma estratégia corporativa de longo prazo com foco em mineração e logística. n Implementação e aperfeiçoamento do modelo de governança corporativa. Desde 2001, a CVRD vem passando por importantes transformações

5 5 O novo modelo de governança corporativa Principais pontos: u Clara definição do papel e responsabilidades do Conselho de Administração e Diretoria Executiva. u Criação de comitês para acelerar e melhorar a qualidade do processo decisório do Conselho de administração. u Delegação de maiores poderes (empowerment) à Diretoria Executiva.

6 6 Planejamento e Controle Finanças Logística Participações e Desenvolvimento de Negócios Minerais Não Ferrosos Recursos Humanos e Serviços Corporativos A nova estrutura dos órgãos de governança Presidente Minerais Ferrosos Acionistas Conselho de Administração Financeiro Governança e ética Estratégia Desenvolvimento Executivo Auditoria Definição clara de papéis com migração do centro de gravidade gerencial do Conselho de Administração para a Diretoria Executiva da CVRD

7 7 n Política de remuneração ao acionista n Até 31 de janeiro de cada ano a Diretoria Executiva da CVRD propõe ao Conselho de Administração valor mínimo em dólares a ser distribuído aos acionistas, a ser pago em duas parcelas iguais, em abril e outubro. O montante é calculado com base na expectativa de geração de caixa do ano. n Política de divulgação de informações n Estabelece um comitê de divulgação e controles e procedimentos para divulgação de informações. n Focada no Fair Disclosure (divulgação simultânea de informações para todos os públicos). n Intensifica a utilização de tecnologia da informação, como foco na difusão global de informações. n Política de remuneração ao acionista n Até 31 de janeiro de cada ano a Diretoria Executiva da CVRD propõe ao Conselho de Administração valor mínimo em dólares a ser distribuído aos acionistas, a ser pago em duas parcelas iguais, em abril e outubro. O montante é calculado com base na expectativa de geração de caixa do ano. n Política de divulgação de informações n Estabelece um comitê de divulgação e controles e procedimentos para divulgação de informações. n Focada no Fair Disclosure (divulgação simultânea de informações para todos os públicos). n Intensifica a utilização de tecnologia da informação, como foco na difusão global de informações. Com base no novo modelo, a CVRD tem desenvolvido diversas ações para melhorar sua governança corporativa e transparência

8 8 n Política de negociação de valores mobiliários n Promove negociação responsável das ações da CVRD, eliminando o uso inadequado de informação material não pública. n Estabelece períodos de blackout (negociação vetada). n Define que negociação de títulos da CVRD por pessoas que detenham, informação material, não-pública, deve ocorrer através de planos de investimento de longo prazo. n Código de ética n Define as regras de conduta para funcionários da CVRD no relacionamento com clientes, fornecedores, órgãos governamentais, comunidades, competidores, outros funcionários, acionistas e mercado de capitais. n Estabelece diretrizes relativas a conflitos de interesse, informações confidenciais, conduta pessoal, utilização dos ativos da Companhia, responsabilidade social e ambiental,divulgação e procedimentos. n Política de negociação de valores mobiliários n Promove negociação responsável das ações da CVRD, eliminando o uso inadequado de informação material não pública. n Estabelece períodos de blackout (negociação vetada). n Define que negociação de títulos da CVRD por pessoas que detenham, informação material, não-pública, deve ocorrer através de planos de investimento de longo prazo. n Código de ética n Define as regras de conduta para funcionários da CVRD no relacionamento com clientes, fornecedores, órgãos governamentais, comunidades, competidores, outros funcionários, acionistas e mercado de capitais. n Estabelece diretrizes relativas a conflitos de interesse, informações confidenciais, conduta pessoal, utilização dos ativos da Companhia, responsabilidade social e ambiental,divulgação e procedimentos. Com base no novo modelo, a CVRD tem desenvolvido diversas ações para melhorar sua governança corporativa e transparência

9 9 n Revisão do Estatuto Social da Companhia n Incorporação do novo modelo de governança corporativa. n Aumento do número de membros do Conselho de Administração de nove para onze, e redução de seu mandato de três para dois anos. n Inclusão de um representante dos acionistas minoritários no Conselho de Administração. n Eliminação de ações preferenciais classe B. n Adesão ao nível 1 de governança corporativa da Bovespa n Aumento da transparência com o atendimento às requisições estabelecidas pela Bovespa. n Revisão do Estatuto Social da Companhia n Incorporação do novo modelo de governança corporativa. n Aumento do número de membros do Conselho de Administração de nove para onze, e redução de seu mandato de três para dois anos. n Inclusão de um representante dos acionistas minoritários no Conselho de Administração. n Eliminação de ações preferenciais classe B. n Adesão ao nível 1 de governança corporativa da Bovespa n Aumento da transparência com o atendimento às requisições estabelecidas pela Bovespa. Com base no novo modelo, a CVRD tem desenvolvido diversas ações para melhorar sua governança corporativa e transparência

10 10 n Atendimento às regras da CVM, SEC, Bovespa e NYSE, inclusive às novas exigências relativas a Lei Sarbanes-Oxley n Foco em transparência e respeito aos direitos dos acionistas minoritários n Atendimento às regras da CVM, SEC, Bovespa e NYSE, inclusive às novas exigências relativas a Lei Sarbanes-Oxley n Foco em transparência e respeito aos direitos dos acionistas minoritários Com base no novo modelo, a CVRD tem desenvolvido diversas ações para melhorar sua governança corporativa e transparência

11 11 n Reuters Institutional Investor Survey 2004 Best Mining and Metals Company of Latin America - Investor Relations* Best Mining and Metals Company of Latin America - Corporate Governance* Best Mining and Metals Company CFO of Latin America* n - Brendan Wood International - BWI Journal 1Q04 Shareholder Confidence - Leader in the Global Basic Materials Industry n - Destaques Companhias Abertas - Ranking Agência Estado - Economática Empresa de Melhor Desempenho no Mercado de Capitais em 2003 n - Prêmio APIMEC 2003 Companhia Aberta n - Prêmio Mauá - Brasil Melhor Companhia de Capital Aberto 2002 n Reuters Institutional Investor Survey 2004 Best Mining and Metals Company of Latin America - Investor Relations* Best Mining and Metals Company of Latin America - Corporate Governance* Best Mining and Metals Company CFO of Latin America* n - Brendan Wood International - BWI Journal 1Q04 Shareholder Confidence - Leader in the Global Basic Materials Industry n - Destaques Companhias Abertas - Ranking Agência Estado - Economática Empresa de Melhor Desempenho no Mercado de Capitais em 2003 n - Prêmio APIMEC 2003 Companhia Aberta n - Prêmio Mauá - Brasil Melhor Companhia de Capital Aberto 2002 Os esforços da CVRD no sentido de aumentar transparência e melhorar práticas de governança corporativa têm sido reconhecidos pelo mercado * Terceiro ano consecutivo * Terceiro ano consecutivo

12 12 n - IR Magazine Awards Latin America Vencedor - Grand Prix for Best Overall Investor Relations - Best Investor Relations by a Brazilian Company - Large Cap - Best Annual Report n Menção Honrosa - Best Investor Relations Website - Best Investor Relations Officer - Best Corporate Governance n - The Banker Company of the Year for Brazil in 2003 n - Institutional Investor Roger Agnelli - Corporate Governance Leader n - Selo ANIMEC Brasil n - IR Magazine Awards Latin America Vencedor - Grand Prix for Best Overall Investor Relations - Best Investor Relations by a Brazilian Company - Large Cap - Best Annual Report n Menção Honrosa - Best Investor Relations Website - Best Investor Relations Officer - Best Corporate Governance n - The Banker Company of the Year for Brazil in 2003 n - Institutional Investor Roger Agnelli - Corporate Governance Leader n - Selo ANIMEC Brasil Os esforços da CVRD no sentido de aumentar transparência e melhorar práticas de governança corporativa têm sido reconhecidos pelo mercado

13 13 O impacto da governança corporativa

14 14 n Pesquisa da McKinsey & Co. n Amostra: 200 administradores de recursos (cerca de US$ 2 trilhões) n Conclusões: n 84% avaliaram que a qualidade da governança corporativa é tão ou mais importante que outros temas financeiros fundamentais. n 76% estão dispostos a pagar um prêmio por ações de empresas com boa governança corporativa. n No Brasil, os gestores de fundos estão dispostos a pagar um prêmio médio de 24% por ações de empresas com boa governança corporativa. n Pesquisa da McKinsey & Co. n Amostra: 200 administradores de recursos (cerca de US$ 2 trilhões) n Conclusões: n 84% avaliaram que a qualidade da governança corporativa é tão ou mais importante que outros temas financeiros fundamentais. n 76% estão dispostos a pagar um prêmio por ações de empresas com boa governança corporativa. n No Brasil, os gestores de fundos estão dispostos a pagar um prêmio médio de 24% por ações de empresas com boa governança corporativa. Evidência empírica relativa ao efeito da adoção de boas práticas de governança corporativa

15 15 n Estudo elaborado por professores da Harvard Business School e Wharton School: n Amostra: empresas americanas listadas em bolsa de valores n Conclusão: ações das companhias com o grau mais elevado de observância de boas práticas de governança corporativa obtiveram na década de noventa retorno médio anual superior em 8,5% ao obtido pelo mercado. n IGC subiu 143,6% entre junho de 2001 (quando começou a ser computado) e janeiro de 2005, enquanto que o IBOVESPA valorizou-se em 67,5%. n Estudo elaborado por professores da Harvard Business School e Wharton School: n Amostra: empresas americanas listadas em bolsa de valores n Conclusão: ações das companhias com o grau mais elevado de observância de boas práticas de governança corporativa obtiveram na década de noventa retorno médio anual superior em 8,5% ao obtido pelo mercado. n IGC subiu 143,6% entre junho de 2001 (quando começou a ser computado) e janeiro de 2005, enquanto que o IBOVESPA valorizou-se em 67,5%. Evidência empírica relativa ao efeito da adoção de boas práticas de governança corporativa

16 16 Desde a implantação do novo modelo de governança corporativa, a CVRD tem tido performance superior a de outros participantes da indústria de mineração e metais 01/03/05 247,8 418,6 01/10/01 = 100 Fonte: Bloomberg Fonte: Bloomberg

17 17 E também muito melhor do que o desempenho médio das ações no mundo 127,6 418,6 01/03/05 01/10/01 = 100 Fonte: Bloomberg Fonte: Bloomberg

18 18 CVRD, um líder global


Carregar ppt "1 Governança Corporativa na Companhia Vale do Rio Doce Companhia Vale do Rio Doce."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google