A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Redes de Computadores Prof. Msc. Wellington W. F. Sarmento

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Redes de Computadores Prof. Msc. Wellington W. F. Sarmento"— Transcrição da apresentação:

1 Redes de Computadores Prof. Msc. Wellington W. F. Sarmento

2 Wellington Wagner F. Sarmento Resumo Meios de Transmissão Sincronismo; Linhas de Comunicação; Interfaces; MODEM.

3 Wellington Wagner F. Sarmento Meios de Transmissão Cabos de Cobre: Baixa resistência a corrente elétrica; Utilizado em redes de computadores infra- estruturadas; São desenvolvidos com técnicas para minimizar interferência que ocasionem erros; Podem ser Coaxiais ou Par-trançado.

4 Wellington Wagner F. Sarmento Meios de Transmissão Cabos Coaxiais: Utilizado também em TV a Cabo; Possui uma malha de metal que o protege contra interferência; O fio de cobre é revestido por um material isolante; Recomendado para locais próximos a fontes geradoras de campo eletro-magnético forte.

5 Wellington Wagner F. Sarmento Meios de Transmissão Cabos Par-trançado: Este tipo de cabo também é utilizado em telefonia; Cada fio é revestido de material isolante e, então, o par do fio é torcido junto a este; As torções impedem que as correntes elétricas que trafegam irradiem energia que possa interferir em outros fios; Em redes, utiliza-se cabos com 04 pares.

6 Wellington Wagner F. Sarmento Meios de Transmissão Fibra Ótica: O sinal é de natureza eletromagnética com freqüência dentro do espectro da luz visível; A fibra é revestida por um material plástico que permite que possa ser dobrada; Utiliza-se um LED (Diodo Emissor de Luz) ou Laser para enviar pulsos de luz na fibra; O receptor utiliza um transistor sensível ã luz para detectar os pulsos.

7 Wellington Wagner F. Sarmento Meios de Transmissão Fibra Ótica: Necessita de uma única fibra para fechar um circuito full duplex; Requer equipamento especial para polir as extremidades e permitir que a luz passe completamente; Reparar uma fibra quebrada é mais difícil; Ainda é muito cara.

8 Wellington Wagner F. Sarmento Meios de Transmissão Microondas: Tipo de transmissão visada direta (focalizado); Sensível a anteparos, principalmente metálicos; O transmissor de microondas deve apontar diretamente para o receptor de microondas.

9 Wellington Wagner F. Sarmento Meios de Transmissão Satélite: Utilizado em comunicações de longa distância; Utiliza um equipamento chamado transponder para receber e transmitir informações. Um satélite pode possuir vários transponders; Meio caro para comunicação e susceptível a interferência por problemas metereológicos.

10 Wellington Wagner F. Sarmento Sincronismo As informações são transmitidas sob a forma de sinais com determinada duração; Tanto o receptor quanto o transmissor possuem um mecanismo de marcação do tempo para determinar a duração do sinal; A transmissão pode ser: Síncrona Assíncrona

11 Wellington Wagner F. Sarmento Sincronismo Transmissão Síncrona: A informação é enviada em blocos, que são transmitidos em intervalos de tempo definidos; São utilizados caracteres (conjunto de bit) de sincronismo ao longo da transmissão, para sincronismo do Transmissor e do Receptor; Utilizam equipamentos a que geram o sincronismo necessário para o envio de blocos.

12 Wellington Wagner F. Sarmento Sincronismo Transmissão Assíncrona: A informação é enviada caractere a caractere, sem controle de tempo entre eles; O início de cada caractere é marcado por um Star Bit e finalizado por um Stop Bit.

13 Wellington Wagner F. Sarmento Sincronismo Transmissão Assíncrona: Normalmente a linha é mantida com um sinal relacionado ao estado 1. Quando há transmissão é inserido um estado 0 (star bit); O espaço entre os bit é uniforme o que permite distinguir os bit de Start e Stop.

14 Wellington Wagner F. Sarmento Linhas de Comunicação Ligações podem ser: Ponto a Ponto: Quando existe apenas dois pontos (unidades processadoras) de comunicação; Multiponto: diversos pontos compartilham um mesmo meio.

15 Wellington Wagner F. Sarmento Observação Unidade Processadora ou Módulo Processador: qualquer dispositivo capaz de se comunicar através do sistema de comunicação por trocademensagens.

16 Wellington Wagner F. Sarmento MODEM Modulação: é a alteração de uma onda (Portadora) de acordo com a mensagem a ser transferida (Sinal Modulante)

17 Wellington Wagner F. Sarmento MODEM Modulação por Amplitude (AM): é a técnica em que a variação da amplitude da onda portadora ocorre de acordo com o sinal modulante; Em sistemas digitais há uma técnica similar conhecida como Modulação por Chaveamento da Amplitude(ASK);

18 Wellington Wagner F. Sarmento MODEM Exemplo de Modulação por Amplitude:

19 Wellington Wagner F. Sarmento MODEM Modulação por Freqüência (FM): é a técnica em que se altera a freqüência da onda Portadora, de acordo com o sinal modulante; Em sistemas digitais há uma técnica similar conhecida como Modulação por Chaveamento da Freqüência (FSK);

20 Wellington Wagner F. Sarmento MODEM Exemplo de Modulação por Freqüência:

21 Wellington Wagner F. Sarmento MODEM Modulação por Fase (PM): é a técnica em que a fase da onda Portadora é alterada de acordo com o sinal modulante; Em sistemas digitais há uma técnica similar conhecida como Modulação por Chaveamento da Fase (PSK);

22 Wellington Wagner F. Sarmento MODEM Exemplo de Modulação por Fase:

23 Wellington Wagner F. Sarmento MODEM Demodulação é a técnica de extração da informação de um sinal modulado; MODEM (Modulador/Demodulador): equipamento capaz de realizar a modulação e demodulação de sinais.

24 Wellington Wagner F. Sarmento MODEM Exemplo de MODEM:

25 Wellington Wagner F. Sarmento MODEM Velocidades MODEM Dialup:

26 Wellington Wagner F. Sarmento OBSERVAÇÃO DTE (Data Terminal Equipament): Módulo Processador; Data circuit-terminating equipment (DCE): Liga um DTE a um circuito de transmissão (meio);

27 Wellington Wagner F. Sarmento Interfaces RS-232(EIA/TIA-232): Define uma interface que permite a ligação entre um MODEM e um computador; Também permite a ligação de dois computadores ou computador periférico (mouse, impressora); Define as características mecânicas de um conector(25 pinos); Define características elétricas:nível lógico 0 – 5V a 15V e nível lógico 1- -5V a -15V;

28 Wellington Wagner F. Sarmento Interfaces RS-232(EIA/TIA-232): Taxa de transmissão máxima de 20 Kbps; Distância entre os elementos comunicantes de 10m; Define características funcionais que atribuem significado aos sinais transmitidos e recebidos: Ex.: Request to Send: enviado pelo computador para avisar o MODEM que há dados a serem transmitidos.

29 Wellington Wagner F. Sarmento Interfaces RS-232(EIA/TIA-232): Esquema de sinalização do RS-232:

30 Wellington Wagner F. Sarmento Interfaces Outros Exemplos: RS-449: melhoria nas taxas de transmissão e distâncias em relação à RS-232; X.21 e X.21 bis:definem padrões de interface ponto-a-ponto relacionados características procedurais do nível físico OSI.

31 Wellington Wagner F. Sarmento Indicações de Leitura COMER, D. E. Redes de Computadores e Internet. Parte I - Transmissão de Dados, Capítulo 3 e 4, p , Segunda Edição, Ed. Bookman, SOARES et al. Redes de Computadores: das LANs, MANs e WANs às redes ATM. Capítulo 3 – Transmissão de Dados p , Ed. Campus, 1995.


Carregar ppt "Redes de Computadores Prof. Msc. Wellington W. F. Sarmento"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google