A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EDITORAÇÃO Prof. Rogério X. Neves 2º Semestre 2014 Aula 6.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EDITORAÇÃO Prof. Rogério X. Neves 2º Semestre 2014 Aula 6."— Transcrição da apresentação:

1 EDITORAÇÃO Prof. Rogério X. Neves 2º Semestre 2014 Aula 6

2 O PARATEXTO  O livro é um objeto complexo  Primeira função é a de suporte material de um texto (Texto Principal)  Paratexto – elementos (textuais ou não) que preparam o leitor para o texto principal   Paratexto – Abordagem textual  Perigrafia – Aspecto gráfico

3 PARATEXTO – O CONCEITO A palavra paratexto é composta do prefixo grego para, que designa, semanticamente, uma modificação da palavra texto. Conforme a etimologia de origem, tal prefixo indica, desde logo, algo que se coloca perto de, ao lado de; pode ser usado para exprimir a ideia de tempo, duração. Algo que acontece paralelamente a outra coisa.

4 Alguns elementos paratextuais Título, subtítulos, intertítulos; prefácios, preâmbulos, apresentação, etc.; notas marginais, de rodapé, de fim; epígrafes; ilustrações; dedicatórias, tira, jaqueta [cobertura], e vários outros tipos de sinais acessórios, [...], que propiciam ao texto um encontro (variável) e às vezes um comentário, oficial ou oficioso, do qual o leitor mais purista e o menos inclinado à erudição externa nem sempre pode dispor tão facilmente quanto ele gostaria e pretende. (GERARD GENETTE)

5 Uma breve trajetória do Paratexto  - A importância do paratexto para o mercado editorial  - História do Livro e os paratextos  - O paratexto nos pergaminhos, nos papiros, etc. (rolos – expressão da oralidade)  Século XVII – surgem as primeiras normas de organização do livro  - Demarcar fronteiras – (Coesão Estética)  Advento da Imprensa

6 O paratexto e suas funções Influência da teoria representacionalista que domina a Filosofia da linguagem entre os séculos XVII e XIX (estabelecer uma hierarquia entre o texto e a linguagem). O domínio do texto sobre a margem. No século XX a filosofia analítica – recupera o lugar da margem. Função do paratexto: Exibir, Apresentar e encenar (Representar) o texto Função ostentatória - teatral O paratexto também é uma forma de controle do Autor ou do Editor sobre o livro. - Função publicitária (Marketing – Comunicação) - O paratexto tem que funcionar como um aparato natural ( do ponto de vista textual não deve se sobressair ao texto)

7 Elementos Paratextuais  O papel do título. Ele desperta interesse entre o texto externo e o extratexto – signo precursor do texto.  O nome do autor é um dos elementos mais eficazes do paratexto: funciona como garantia de texto. Esses elementos se inscrevem nas camadas mais superficiais do livro. Capa, considerando seu aspecto funcional, de revestimento e proteção.  O prefácio consiste no discurso paratextual. Uma espécie aparelho retórico de persuasão.  A epígrafe, funciona como uma tatuagem, assinalando o sujeito num determinado universo. Um senha intelectual.

8 FIM


Carregar ppt "EDITORAÇÃO Prof. Rogério X. Neves 2º Semestre 2014 Aula 6."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google