A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BACIA DO PARAGUAÇU CARACTERIZAÇÃO SOCIOECONÔMICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BACIA DO PARAGUAÇU CARACTERIZAÇÃO SOCIOECONÔMICA."— Transcrição da apresentação:

1 BACIA DO PARAGUAÇU CARACTERIZAÇÃO SOCIOECONÔMICA

2 DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DA POPULAÇÃO

3

4 RANKING DOS MUNICÍPIOS MAIS POPULOSOS DA BACIA DO PARAGUAÇU 2010

5 EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO NO PERÍODO 2000/2010 NO PERÍODO 2000/2010 A POPULAÇÃO DA BACIA DO PARAGUAÇU TEVE UMA TAXA MÉDIA DE CRESCIMENTO ANUAL DE 0,29% a.a., PASSANDO DE HABITANTES EM 2000 PARA HABITANTES EM EM 50,0% DAS UP’S O CRESCIMENTO POPULACIONAL APRESENTOU SINAIS DE ESTAGNAÇÃO, COM TAXAS OSCILANDO ENTRE -0,38 A 0,53% a.a. E NOUTROS 20,0% TAXAS DECRESCENTES (UNA E ALTO PARAGUAÇU). APENAS AS UP’S COCHÓ/SANTO ANTÔNIO, BAIXO PARAGUAÇU E SANTO ANTÔNIO APRESENTARAM ACRÉSCIMOS EM SUAS POPULAÇÕES. O CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO URBANA VEM OCORRENDO DE FORMA ACELERADA EM 90,0% DAS UP’S, COM TAXAS OSCILANDO ENTRE 0,70% a.a. NA UP ALTO JACUÍPE A 2,74% a.a. NA UP INCREMENTAL IAÇU. CONSTITUI EXCEÇÃO APENAS A UP DO RIO UNA, QUE É COMPOSTA APENAS POR ÁREAS RURAIS. 70,0% DAS UP’S APRESENTARAM DECRÉSCIMOS DA SUA POPULAÇÃO RURAL, REVELANDO A OCORRÊNCIA DE UM CRESCENTE EXÔDO RURAL. SINAL DE ESTAGNAÇÃO FOI OBSERVADO NAS UP’s BAIXO PARAGUAÇU (-0,10%a.a.), UTINGA(- 0,18%a.a.) E COCHÓ/SANTO ANTÔNIO (-0,27%a.a.).

6 TAXA DE CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO 2000/2010

7 EVOLUÇÃO POPULACIONAL DA BACIA DO PARAGUAÇU NO PERÍODO 2000/2010

8 POLARIZAÇÃO REGIONAL ETAPAS DA DEFINIÇÃO DOS CENTROS DE GESTÃO DO TERRITÓRIO

9 POLARIZAÇÃO REGIONAL NÍVEIS DE UNIDADES TERRITORIAIS

10 POLARIZAÇÃO REGIONAL BACIA DO PARAGUAÇU CLASSIFICAÇÃO DOS CENTROS IDENTIFICADOS NA REGIÃO DE INFLUÊNCIA DE SALVADOR (METROPÓLE 1C) Centros Subregionais B: Cruz das Almas e Itaberaba Centros de Zona A: Conceição do Coité, Seabra e Serrinha Centros de Zona B: Riachão do Jacuípe e Valente CLASSIFICAÇÃO DOS CENTROS IDENTIFICADOS NA REGIÃO DE INFLUÊNCIA DE FEIRA DE SANTANA (CAPITAL REGIONAL B) Centros de Zona A: Conceição do Coité e Serrinha Centros de Zona B: Riachão do Jacuípe e Valente REGIÃO DE INFLUÊNCIA DOS CENTROS SUBREGIONAIS B Cruz das Almas: Cabaceiras do Paraguaçu, Governador Mangabeira e Sapeaçu Itaberaba: Boa Vista do Tupim, Iaçu, Ibiquera, Itaeté, Lajedinho, Marcionílio Souza, Nova Redenção e Ruy Barbosa.

11 REGIÃO DE INFLUÊNCIA DOS NÚCLEOS URBANOS NA BACIA DO PARAGUAÇU

12 POLARIZAÇÃO REGIONAL REGIÃO DE INFLUÊNCIA DA CAPITAL SALVADOR LIGADAS À BACIA DO PARAGUAÇU

13 POLARIZAÇÃO REGIONAL INTENSIDADE DE RELACIONAMENTO EMPRESARIAL

14 ECONOMIA REGIONAL PRODUTO INTERNO BRUTO POR SETOR DE ATIVIDADE 2010

15 ECONOMIA REGIONAL MUNICÍPIOS QUE MAIS CONTRIBUEM PARA FORMAÇÃO DO PIB 2010

16 ATIVIDADES INDUSTRIAIS 2011

17 MUNICÍPIOS MAIS INDUSTRIALIZADOS 2011

18 SANEAMENTO BÁSICO SISTEMA DE ABASTECIMENTO D’ÁGUA DAS 58 SEDES MUNICIPAIS INSERIDAS NO TERRITÓRIO DA BACIA DO PARAGUAÇU, 98,3% TEM SEUS SISTEMAS DE ABASTECIMENTO D’ÁGUA OPERADOS PELA EMBASA. APENAS MUCUGÊ TEM SISTEMA DE ABASTECIMENTO D’ÁGUA OPERADO PELA PREFEITURA. OS ÍNDICES DE ATENDIMENTO URBANO DOS SISTEMAS APRESENTAM-SE ELEVADOS EM 98,3% DAS SEDES MUNICIPAIS COM VALORES OSCILANDO ENTRE 95,8 e 100,0%. CONSTITUI EXCEÇÃO APENAS LENÇÓIS NA UP SANTO ANTÔNIO, CUJO ÍNDICE ATINGE APENAS 76,5%. OS ÍNDICES DE HIDROMETRAÇÃO APRESENTAM-SE ELEVADOS EM 89,65% DAS SEDES MUNICIPAIS COM VALORES SUPERIORES A 90,0%. OUTRAS 5 SEDES MUNICIPAIS APRESENTAM ÍNDICES OSCILANDO ENTRE 85 e 90,0% E APENAS EM MUCUGÊ ESTE ÍNDICE É NULO. OS ÍNDICES DE PERDAS D’ÁGUA NA DISTRIBUIÇÃO APRESENTAM-SE ELEVADOS EM 77,58% DAS SEDES MUNICIPAIS COM VALORES SUPERIORES A 15,0%. OUTRAS 11 SEDES MUNICIPAIS APRESENTAM ÍNDICES OSCILANDO ENTRE 5 e 15,0% E APENAS EM WAGNER (UP RIO UTINGA) E GAVIÃO (UP MÉDIO/BAIXO JACUÍPE) ESTE ÍNDICE É INFERIOR A 5,0%. OS MAIORES ÍNDICES DE PERDAS D’ÁGUA NA DISTRIBUIÇÃO FORAM VERIFICADOS NOS SISTEMAS DE MUCUGÊ (40,5% - UP ALTO PARNAÍBA), SERRA PRETA (36,9% - UP INCREMENTAL PARAGUAÇU PEDRA DO CAVALO) E ANGUERA (37,5%), TANQUINHO (41,1%) E RETIROLÂNDIA (44,9%), ESTAS ÚLTIMAS POSICIONADAS NO TERRITÓRIO DA UP MÉDIO/BAIXO JACUÍPE.

19 SISTEMAS DE ABASTECIMENTO D’ÁGUA EM OPERAÇÃO ÍNDICE DE HIDROMETRAÇÃO 2011

20 SISTEMAS DE ABASTECIMENTO D’ÁGUA EM OPERAÇÃO ÍNDICES DE PERDAS NA DISTRIBUIÇÃO 2011

21 SANEAMENTO BÁSICO SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DAS 58 SEDES MUNICIPAIS INSERIDAS NO TERRITÓRIO DA BACIA DO PARAGUAÇU, APENAS 29,31% CONTAM COM SISTEMAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO EM OPERAÇÃO. DESTES 76,47% SÃO OPERADOS PELA EMBASA E APENAS OS SISTEMAS DE MUCUGÊ, MAIRI, PINTADAS E TAPIRAMUTÁ SÃO OPERADOS PELAS PREFEITURAS. OS ÍNDICES DE ATENDIMENTO URBANO DOS SISTEMAS APRESENTAM-SE BAIXOS EM 58,82% DAS SEDES MUNICIPAIS COM VALORES OSCILANDO ENTRE 1,4 e 35,8%. NAS DEMAIS SEDES MUNICIPAIS ESTES VALORES ELEVAM-SE PASSANDO A OSCILAR ENTRE 51,0 A 100,0%. EM TAPIRAMUTÁ (UP ALTO JACUÍPE) E EM MAIRI, MUNDO NOVO E PINTADAS (UP INCREMENTAL PEDRA DO CAVALO) OS ESGOTOS COLETADOS NÃO SÃO SUBMETIDOS A TRATAMENTO, SENDO DESPEJADOS IN NATURA NOS CORPOS RECEPTORES.

22 SISTEMAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO EM OPERAÇÃO 2011


Carregar ppt "BACIA DO PARAGUAÇU CARACTERIZAÇÃO SOCIOECONÔMICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google