A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD João Vianney, Dr. Sc. Diretor.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD João Vianney, Dr. Sc. Diretor."— Transcrição da apresentação:

1 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD João Vianney, Dr. Sc. Diretor do campus UnisulVirtual Unisul – Universidade do Sul de Santa Catarina – Brasil

2 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Desafios, promessas, resultados, conflitos e expectativas sobre o futuro da educação superior a distância no Brasil

3 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Vai bem ou vai mal a EaD no ensino superior brasileiro O Cenário Brasileiro da EaD A questão central para este debate:

4 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Vai bem ou vai mal a EaD no ensino superior brasileiro O Cenário Brasileiro da EaD As promessas da Educação a Distância para o Brasil, em 1995: d Democratizar o acesso ao Ensino Superior; Conectividade a qualquer tempo e lugar; Metodologias inovadoras; Autonomia do aluno na trilha de aprendizagem; Bibliotecas digitais; Comunidades virtuais de aprendizagem; Conteúdos e aprendizagem de alta qualidade; Tutoria com professores de alta qualificação; Custos reduzidos; O fim das iniqüidades.

5 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 Vai bem ou vai mal a EaD no ensino superior? SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Os parâmetros para responder à questão: Inclusão de populações até então não alcançadas pelo ensino superior; Expansão do número de alunos na faixa de 18 a 24 anos, e acima; Interiorização e aumento da área de abrangência das IES; Utilização de novas tecnologias; Formação de competências avançadas para missões críticas; Desenvolvimento de novas formas de ensinar e de aprender; Qualidade na formação obtida pelos egressos da EaD. O Cenário Brasileiro da EaD

6 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Os números da EaD nos cursos de graduação: AnoCursosMatrículas Fonte: Censo 2006 – INEP. Prof. Dilvo Ristoff

7 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Participação da EaD no total de alunos de graduação: Fonte: Censo 2006 – INEP - Prof. Dilvo Ristoff

8 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: A cobertura da EaD no território brasileiro: pontos Em apenas 14 anos de ensino superior a distância as IES públicas, privadas, confessionais e comunitárias chegaram a todas as regiões 291 pólos 130 locais

9 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Domínio metodológico para o uso de tecnologias: Satélite – Transmissão de tele-aulas com sinal digital; Vídeo-aulas – Aulas pré-formatadas para reprodução; Impressos – Livros didáticos e atividades de aprendizagem; Internet – Uso progressivo de ambientes virtuais de aprendizagem; Videoconferência – Aulas, defesas e atividades interativas; Telefonia convencional – Monitoria, tutoria, call center, etc; Telefonia móvel – Desafio para as IES brasileiras, que em função da defasagem tecnológica do País estão à margem do “M-learning”.

10 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Redução de custos propiciada pela EaD Mensalidades encontradas para cursos de graduação: Menor preço: R$ 140,00 Maior preço: R$ 550,00 Diferença: de 30% a 50% menor em relação aos preços equivalentes no ensino presencial.

11 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: % % Fonte: INEP – Prof. Dilvo Ristoff

12 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: O estudante de EAD é preponderantemente casado, tem filhos, é menos branco, mais pobre, contribui mais para o sustento da família, e tem pais com menor escolaridade em relação ao aluno de cursos presenciais. A questão que se apresenta: - Com este perfil, que resultado seria esperado nas avaliações dos cursos oferecidos por EaD?

13 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: “ Meu marido não grita mais comigo” – Pedagogia, UFPR “Agora eu sou ouvida na escola, e ainda por cima aceitam as minhas sugestões” – Pedagogia, UDESC, 2005 “Passei em primeiro lugar no concurso” – Lic. UFMT – 2005 “Depois do mestrado, cheguei a diretor na empresa” - UFSC “Passei para o mestrado em Harvard, com bolsa do Banco Mundial, pela minha classificação” – Tecnólogo, UNISUL Mas, são depoimentos individuais, que podem mascarar a amostra… Depoimentos de alunos formados na EaD:

14 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: No entanto, o Enade 2005 – 2006 confirmou:

15 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: No entanto, o Enade 2005 – 2006 confirmou:

16 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Diante dos resultados, podemos afirmar que a EaD oferece mais qualidade que o ensino presencial? Sim ( ) São equivalentes ( ) Não ( )‏ Independente da opção do auditório, é possível afirmar: - A tese de que a EaD teria um resultado de aprendizagem pior em relação ao ensino presencial está refutada. Dado importante: Os resultados da pesquisa comparativa no desempenho de alunos presenciais e a distância vieram através de pesquisa oficial do INEP.

17 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Resultados alcançados pela EaD: Como superar as críticas à EaD? “Apesar de inúmeras experiências bem- sucedidas em outros países, o ensino a distância continua sob fogo cruzado no Brasil, com o argumento de que vai piorar a qualidade. Alguns até reconhecem seu efeito democratizante, mas temem que traga ainda mais dificuldades a um sistema educacional com problemas. Os dois últimos Enades, no entanto, mostram que este temor é injustificado.“ Fonte: Jornal Folha de São Paulo. 10/09/2007. Dilvo Ristoff

18 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Fronteiras para a pesquisa em EaD: A faixa etária superior na EaD determina os resultados? O perfil de um aluno autônomo gera melhor aprendizado? Conteúdos estruturados e modelos levam à aprendizagem? O alinhamento entre conteúdos estruturados na EaD e as diretrizes curriculares utilizadas para as provas ENADE contribui? O perfil do aluno que permanece na EaD é o de um vencedor, conduzindo a uma maior aprendizagem? Vamos lá, há todo um universo para pesquisas em mestrados e doutorados… Hipóteses para entender a performance na EaD:

19 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Fronteiras de pesquisa sobre qualidade: - Não.Tanto na EaD quanto no ensino presencial foi descartada a hipótese de melhor performance para a faixa etária superior. Fonte: INEP – Prof. Dilvo Ristoff Alunos mais velhos têm melhor desempenho?

20 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Fronteiras de pesquisa sobre qualidade: A qualidade está vinculada a algum modelo de EaD? Tele-educação via satélite. Com franquias de recepção presencial, domina o mercado pelo setor privado. Derivado dos projetos PEC (SP) e UNITINS (TO); Pólos de apoio - semipresencial. Modelo do MEC para a UAB. Origem nos projetos da UFMT, do VEREDAS e do CEDERJ, com equipe e sede presencial; Universidade Virtual. Relacionamento aluno-instituição com uso intensivo de TCD. Derivado dos projetos UFSC, UNIFESP, UFPE e ANHEMBI MORUMBI; Vídeo-educação. Franquias de vídeo-salas, com monitor de apoio presencial. Modelo criado pelo IESDE a partir das antigas salas de telecursos da FIESP; Unidade Central. Alunos visitam a instituição a intervalos regulares para atividades presenciais e avaliação. Origem na Univ. Federal de Lavras.

21 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Fronteiras de pesquisa sobre qualidade Distribuição atual de IES de acordo com modelo de EaD: Tele-educação via satélite: Eadcom/UNITINS; UNOPAR; FTC; UNIDERP; COC; UNIP; UNINTER; CESUMAR; Estácio; UNIMEP. Pólos de apoio - semipresencial (UAB): IES do CEDERJ; UFMT; UnB; UFAL; UDESC; UFPR; UFSC; UFSM; UFOP... Universidade Virtual: Univs. Católicas do PR; MG; DF e RS; UNISUL; FGV; AIEC; UFSC; UNIFESP; UNIP; UNIS; NewtonPaiva; UNIT; Estácio; UNIVERSO; UnB; UFF. Vídeo-educação: UNIASSELVI; UCB; ULBRA. Unidade Central: UFLA; UNISUL; UnB.

22 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Fronteiras de pesquisa sobre qualidade: % % Fonte: INEP – Prof. Dilvo Ristoff

23 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 O Cenário Brasileiro da EaD Derrubando mitos sobre a EaD: E studam mais horas por semana; R ecebem mais atenção por parte dos professores; A valiam que os conteúdos essenciais constam dos planos de ensino; E ncontram maior vinculação das disciplinas com os currículos; A mbos têm acesso à internet, mas os alunos da EaD usam o computador mais no trabalho do que em casa. Para conhecer melhor a realidade dos alunos da EaD: Os alunos a distância, em relação aos alunos presenciais: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

24 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD O que pensa o aluno da EaD? As Representações Sociais da Educação a Distância: “E studar por EaD é uma oportunidade econômica de ingressar no ensino superior. O ferece flexibilidade pela facilidade de escolher os locais e horários mais cômodos para estudar. Porém, exige dedicação por parte do aluno.” Fonte: As Representações Sociais da Educação a Distância – Tese. UFSC/2006

25 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Vamos conferir as promessas da EaD: Breves respostas às promessas da Universidade Virtual: = Ótimo +_+ = Bom _+_ = Razoável ___ = Sofrível Democratizar o acesso ao Ensino Superior: +++ Conectividade a qualquer tempo e lugar: +_+ Introduzir metodologias inovadoras: +++ Autonomia do aluno na trilha de aprendizagem: +_+ Bibliotecas digitais: _+_ Comunidades virtuais de aprendizagem: _+_ Conteúdos e aprendizagem de alta qualidade: +++ Tutoria com professores de alta qualificação: _+_ Custos reduzidos: +++ O fim das iniqüidades: ___

26 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Os conflitos da EaD - Bases legais: Equilíbrio Federativo entre Sistemas e União - Controle de Qualidade: Competência e Territorialidade - Tutoria: A função docente e a natureza trabalhista do tutor - Diploma e Mercado: Reconhecimento profissional Nem tudo são flores na jornada da EaD… O desabrochar da EaD no ensino superior brasileiro ainda está marcado por muitos espinhos nesta rosa:

27 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Os conflitos da EaD O Pacto Federativo na Educação Nacional t União: Caráter Nacional Federal: IFES e IES particulares Estadual: IES vinculadas; Municipal: Instituições próprias Militar: IES das Forças Armadas Os Sistemas devem trabalhar em harmonia, diz a Constituição

28 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Os conflitos da EaD As premissas de competência constitucional: À União: Diretrizes e Bases da Educação (elaborar a LDB); À União: O rganizar e manter o Sistema Federal, apoiar os demais; União, Estados, DF e Municípios: Organizar em regime de colaboração os seus sistemas, e legislar em conjunto sobre educação; As Universidades: Autonomia didático-científica (observada a LDB); As Forças Armadas: têm Sistemas próprios; A Educação se fará com pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas (observada a Constituição e a LDB). Fonte: Arts. 22; 24; 206; 207; 210 e 211 da Constituição; a LDB; e Leis do Ensino nas Forças Armadas.

29 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Os conflitos da EaD: Hierarquia das Leis no Brasil - Instância Federal 1 Constituição 2 Emenda Constitucional 3 Lei Complementar 4 Lei Ordinária (Código ou Consolidação)‏ 5 Lei Delegada 6 Decreto Legislativo 7 Resolução 8 Decreto 9 Instrução Normativa 10 Instrução Administrativa 11 Ato Normativo 12 Ato Administrativo 13 Portaria 14 Aviso Instâncias de articulação legal para a Educação Brasileira:

30 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Conflitos de Territorialidade na EaD: 2. O CME-SP vetou a contratação pela Rede Municipal de Educação de professores licenciados em cursos oferecidos por educação a distância. - Como fazer a regulação e a avaliação de IES que atuam por EaD com ampla abrangência, perpassando os sistemas? 1. O CEE-RS não considera satisfatória a qualidade de cursos de licenciatura oferecidos por EaD no RS. Porém, não pode interferir na avaliação de IES do Sistema Federal que lá atuam.

31 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Conflitos sobre controle de qualidade: - A partir de especificações do projeto de cada IES? - Deve ser unificado, nos procedimentos gerais do SINAES? - Como equalizar o controle pelos diferentes Sistemas? - Deve seguir a prescrição de modelos ou de indicadores estabelecidos a priori pelos órgãos reguladores? - Como evitar que premissas de ordem pedagógica, organizacional ou político-ideológicas se sobreponham à pluralidade didática? Fernando Haddad: O que vale é a qualidade verificada, o que vale é a aprendizagem, e que pode ser medida. Carlos Bielchowsky: Expansão com qualidade na EaD. Como fazer o controle da qualidade na EaD?

32 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Conflitos sobre tutoria na EaD: Há modelos com tutoria centralizada na instituição ofertante, onde atuam os mesmos professores do ensino presencial. Eles têm a mesma remuneração e contam nas estatísticas de avaliação institucional da IES. Há modelos com tutoria descentralizada em franquias ou pólos de apoio presencial, em que os tutores não têm contrato de trabalho com a IES ofertante. Como o INEP, o SINAES e o MEC contabilizam estes tutores? No modelo da UAB há contratação de tutores com pagamento via bolsas. É possível replicar o sistema de bolsas para IES estaduais e municipais? As IES privadas podem criar bolsas ou algo similar? Quem é o Tutor, e qual a relação trabalhista?

33 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Conflitos sobre tutoria na EaD: Acordos de negociação salarial entre professores e instituições de ensino estabelecem pisos de remuneração para a função docente. Há instituições e governos que pagam os tutores dentro dos acordos. Mas há IES que pagam remuneração menor para o tutor. Valores encontrados para tutoria em cursos de graduação por EaD: Pagamento mínimo: R$ 5,55 a hora; Pagamento médio: R$ 22,00 a hora; Pagamento superior: R$ 50,00 a hora. Afinal, tutor é professor? Ou é uma subcategoria? Quanto vale o trabalho de um tutor?

34 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Tutor especialista Maior remuneração Tutor generalista Menor remuneração Atendimento a turmas de alunos por professor generalista, ou em regime de plantão tira-dúvidas Atendimento aos alunos por professores alocados por disciplinas. Conflitos sobre tutoria na EaD: Modelos de Tutoria

35 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Conflitos sobre o diploma obtido na EaD: O Conselho Federal de Biologia negou o registro profissional a uma egressa que concluiu o curso de licenciatura oferecido pelo CEDERJ; A Prefeitura de São Paulo não contrata licenciados egressos da EaD; A OAB manifestou-se contra a criação de curso de direito por EaD. Concursos têm exigido diploma de ‘curso reconhecido pelo MEC’. Vale ou não vale o diploma conquistado por EaD? - É constitucional ou não a distinção entre os diplomas? - A Lei é clara: Há plena equivalência, e não pode ocorrer discriminação. No entanto....

36 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD O que fazer para eliminar o preconceito? Oferecendo qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta. Qualidade e luta… - Como fazer ver que há qualidade na EaD? “Não abrir a cabeça é receita para envelhecer mais depressa. O problema é que os maduros não querem abrir a cabeça.” Roberto Rodrigues - Folha de São Paulo. 07/06/2008. Como superar?

37 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD A crise de identidade nas modalidades: 1 - Há quem tenta fazer da EaD uma modalidade semipresencial; 2 – Há quem tenta transformar o ensino presencial em semivirtual. A EaD e o ensino presencial padecem da síndrome de Fiona. - Afinal, qual é a minha verdadeira identidade A educação a distância e o ensino presencial vivem uma crise de identidade recíproca: O um é o outro?

38 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Qual é o futuro da EaD? A educação presencial está em transformação. O campus tradicional se recria. Muitos serviços e trocas de aprendizagem migraram para o virtual. Aulas expositivas são gravadas em vídeo e logo publicadas na internet. O aluno escolhe. Desde o final da década de 1990 a Unifesp oferece uma alta carga de conteúdos on-line para os alunos de medicina e outros cursos da área da saúde. Sem prejuízo na aprendizagem. O futuro da EaD é... é... é... O futuro… é o fim da EaD!

39 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD O futuro da EaD O futuro da EaD... É o fim da EaD. As universidades virtuais que estão nascendo na Comunidade Européia replicam na internet e na telefonia de última geração as atividades de um campus tradicional. Inclusive com aulas expositivas permanentemente à disposição. Professores do Unicentro Newton Paiva que atuam na EaD afirmam que mudaram totalmente a forma de planejar e trabalhar no ensino presencial. Para melhor. A convergência entre a EaD e o ensino tradicional é crescente

40 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD O futuro da EaD é o fim da EaD As Tecnologias de Comunicação Digital são o fenômeno mais rápido da história. No Brasil são 127 milhões de celulares. Surge um novo patamar de acesso a conteúdos, atividades, interação e entrenimento.

41 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Campus Virtual Educação Flexível Misto Campus presencial A Distância (100%)‏ Salas de aula Laboratórios 80% Presencial + 20% a Distância Internet Tele-conferência Vídeo-aulas Videoconferência M-learning Formas diversificadas de ensinar e de aprender O fim da EaD é o futuro: A educação flexível O Cenário Brasileiro da EaD O aluno pode migrar entre as modalidades

42 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Um exercício de futurologia: - Quanto falta para o casamento entre conteúdo, tecnologia, e certificação? Google + Apple + Oracle + teles + Universidades? A i-University está chegando? Oracle Sky

43 Câmbio final e muito obrigado, A vocês e ao prof. Dilvo Ristoff, pelo cruzamento inédito dos dados do INEP, que revelaram o desempenho e o perfil dos alunos da Educação Superior a Distância. Vianney

44 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD Anexo: Cronologia dos modelos brasileiros de educação a distância

45 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1972 – Conselho Federal de Educação – Relatório Newton Sucupira. Primeiros estudos oficiais em direção à univ. a distância; 1978 – UnB – Convênio com a The Open University – Oferta de cursos livres, traduzidos para o português; 1993 – UnB – Cátedra da Unesco para educação a distância – Foco na qualificação para EaD, e oferta de pós sobre avaliação institucional; 1994 – UFMT – Nead - 1º. Vestibular para graduação a distância – Licenciatura – Foco na interiorização, e criação de núcleos de apoio presencial; 1995 – UFSC – Laboratório de Ensino a Distância – Uso intensivo de NTIC – foco na pós-graduação e na integração com empresas; 1996 – UNICAMP, PUC-RJ e UFSC – Criação dos primeiros AVAs (LMS); 1997 – UNIFESP – UnifespVirtual – Uso intensivo de NTIC – foco na pós para formação nacional em competências críticas em Saúde; Cronologia do Ensino Superior a Distância O Cenário Brasileiro da EaD

46 Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1998 – ANHEMBI MORUMBI – Uso intensivo de NTIC para modernizar o ensino tradicional. Criação de disciplinas a distância e pós (on-line); 1999 – UVPBR E UNIREDE – Movimentos criados nas IFES para criar uma universidade pública a distância; 2000 – SP; TO; e, RJ – Governos estaduais criam programas para formação a distância de professores (leigos) da Educação Básica. Surgem o PEC, em SP, a Unitins-Educon em TO; e o CEDERJ no Rio de Janeiro; 2001 – Início da expansão do setor privado na EaD - Modelo de tele-aulas via satélite ou pré-gravadas, e licenciamento de franquias; 2002 – Ingresso de IES Católicas, Metodistas e Comunitárias na EaD. Uso de internet e multimídia para o relacionamento com os estudantes a distância; 2006 – MEC – Programa Universidade Aberta do Brasil – UAB. Interiorização da ação das IFES com a criação de pólos municipais. Cronologia do Ensino Superior a Distância: O Cenário Brasileiro da EaD


Carregar ppt "Câmara dos Deputado -Brasília 16 de junho de 2008 SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O Cenário Brasileiro da EaD João Vianney, Dr. Sc. Diretor."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google