A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DROGAS & ÁLCOOL.  A Organização Mundial de Saúde reconhece a dependência química como doença, que afeta tanto o dependente químico quanto a sua família.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DROGAS & ÁLCOOL.  A Organização Mundial de Saúde reconhece a dependência química como doença, que afeta tanto o dependente químico quanto a sua família."— Transcrição da apresentação:

1 DROGAS & ÁLCOOL

2

3

4  A Organização Mundial de Saúde reconhece a dependência química como doença, que afeta tanto o dependente químico quanto a sua família.  Por definição, a doença da dependência não é “culpa” do dependente assim como o diabete ou a pressão alta. O QUE É DEPENDÊNCIA QUÍMICA?

5  Uma doença de múltiplas causas  Uma doença com múltiplas repercussões  Uma doença progressiva  Uma doença familiar  Uma doença crônica e incurável  Uma doença tratável O QUE É DEPENDÊNCIA QUÍMICA?

6 DEPENDÊNCIA Prazer ou alívio do desprazer Sensação negativa por não ter resistido ao impulso REPETIÇÃO Gratificação inicial permanece mais forte POR QUE AS PESSOAS USAM DROGAS?

7 RECEPTORES REABSORÇÃO DOPAMINA PRAZER NEURÔNIOS DOPAMINA. As sensações de PRAZER são produzidas no cérebro na forma de descargas elétricas entre os NEURÔNIOS. Induzidas pelo neurotransmissor da DOPAMINA. mais dopaminamais prazer Quanto mais dopamina, mais prazer.

8 DEPENDÊNCIA SEM DROGAS ■Jogo ■Sexo ■Internet ■Celular ■Compras ■Compulsão alimentar ■Bulimia ■Anorexia ■Trabalho ■ Chocolate ■ Exercício físico ■ Relações afetivas disfuncionais

9 ■Álcool ■Drogas ■Nicotina ■Medicamentos (anfetaminas, barbitúricos, ansiolíticos) DEPENDÊNCIA COM DROGAS

10 As drogas psicotrópicas ou psicoativas - palavra originária do grego pode ser traduzida como "aquilo que age sobre a mente" - alteram os sentidos, induzem a calma ou a excitação, potencializam as alegrias, as tristezas e a fantasia. Em alguns casos induzem alucinações. Dão o "barato". O QUE SÃO DROGAS?

11 DEPRESSORES Álcool Ansiolíticos Opiáceos (morfina, heroína) Inalantes ou solventes (cola, tinner) CLASSIFICAÇÃO SIMPLES

12 RECEPTOR DE DOPAMINA DOPAMINA RECEPTOR DE DOPAMINA DOPAMINA DEPRESSOR DOPAMINA O DEPRESSOR diminui ou suspende a liberação de DOPAMINA durante a sinapse causando uma sensação de relaxamento e a longo prazo um estado depressivo.

13 ESTIMULANTES Anfetaminas Cocaína Crack Cigarro CLASSIFICAÇÃO SIMPLES

14 RECEPTOR DE DOPAMINA DOPAMINA RECEPTOR DE DOPAMINA DOPAMINA ESTIMULANTE DOPAMINA O ESTIMULANTE bloqueia a absorção da DOPAMINA durante a sinapse causando uma elevada concentração dela no cérebro proporcionando bem estar e euforia. ESTIMULANTE

15 PERTURBADORES Origem vegetal: Maconha, certos cogumelos, trombeteira Sintéticos: LSD, Ecstasy, ICE CLASSIFICAÇÃO SIMPLES

16 RECEPTOR DE DOPAMINA DOPAMINA RECEPTOR DE DOPAMINA DOPAMINA PERTURBADORES DOPAMINA OS PERTURBADORES distorcem a mensagem entre as células, influenciando a ação da DOPAMINA causando um efeito de prazer e letargia.

17 CONCEITOS BÁSICOS FISSURA – fenômeno de natureza subjetiva que corresponde à experiência da necessidade de obtenção dos efeitos da substância psicoativa. OVERDOSE – complicações médicas e efeitos letais das substâncias psicoativas. Exagero dos efeitos físicos produzidos pelas drogas.

18 CONCEITOS BÁSICOS TOLERÂNCIA – desenvolvimento de alterações neurobiológicas que causam menor sensibilidade a (auto)administração de determinada substância, necessitando de escalonamento de doses para conseguir o mesmo efeito.

19 CONCEITOS BÁSICOS SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA – conjunto de sintomas de configuração e gravidade variáveis. Ocorre após cessação ou redução do uso de uma substância psicoativa que vinha sendo usada repetidamente e em geral após um longo período e/ou em altas doses.

20 A DEPENDÊNCIA QUÍMICA PODE ACONTECER COM QUALQUER PESSOA. Adolescentes e jovens são mais vulneráveis à adicção. Adolescentes e jovens gostam de experimentar coisas novas. Adolescentes e jovens estão descobrindo quem eles realmente são.

21 1.Histórico familiar – fatores biológicos e relacionais 2.Estado mental e emocional – reação diante de situações negativas e frustrações 3.Personalidade – maior inclinação para quebrar regras e correr riscos ALGUMAS PESSOAS SÃO MAIS VULNERÁVEIS: ALGUMAS PESSOAS SÃO MAIS VULNERÁVEIS:

22 1.Convivência com drogas lícitas desde a infância 2.Perda do plano hierárquico – não existe exercício saudável da autoridade ALGUNS AMBIENTES FAVORECEM:

23 NO BURACO Deterioração completa da vida pessoal e profissional. Faz-se de tudo pela droga. PARAÍSO ARTIFICIAL Uso “social” em festas e reuniões de amigos. DESPENCANDO NO ABISMO A droga começa a interferir na percepção do cotidiano e nas relações pessoais. A LOUCURA Obsessão com a droga e a perda de interesse por tudo mais. O prazer químico é a melhor coisa da vida. CAMINHO PERCORRIDO:

24 NO BURACO Deterioração completa da vida pessoal e profissional. Faz-se de tudo pela droga. OUTROS HORIZONTES Descoberta de fontes de prazer não relacionadas com as drogas. Terapia para evitar recaídas. LUZ NO FIM DO TÚNEL Diminuição ou abandono do consumo. O encontro com outros dependentes em recuperação e o apoio da família estimulam a cura. PEDINDO SOCORRO Percebe a consciência do mal que está causando a si mesmo e aos outros. Procura ajuda. CAMINHO PERCORRIDO:

25 1.Não existe uma fronteira clara entre uso, abuso e dependência. 2.Nem todo uso de álcool e drogas pode ser diagnosticado como dependência. A maior parte das pessoas que apresenta uso disfuncional não é dependente. USO, ABUSO, DEPENDÊNCIA:

26 PROBLEMAS DEPENDÊNCIA USO NÃO APRESENTA INDICAÇÃO DE DEPENDÊNCIA. (USO SOCIAL/ RECREACIONAL EXPERIMENTAÇÃO) ABUSO INGESTÃO TRAZ ALGUM TIPO DE DANO OU PREJUÍZO (USO NOCIVO OU ARRISCADO) DEPENDÊNCIA INGESTÃO TRAZ DANOS, PREJUÍZOS E COMPLICAÇÕES.

27 QUAIS SÃO AS COMPLICAÇÕES DOS COMPORTAMENTOS COMPULSIVOS? Desconforto emocional – angústia ou ansiedade ao não realizar a atividade compulsiva, sintomas emocionais de abstinência (tremores, sudorese, taquicardia)

28 Dependência – os atos compulsivos ocupam um espaço importante do cotidiano, pois tem um caráter repetitivo QUAIS SÃO AS COMPLICAÇÕES DOS COMPORTAMENTOS COMPULSIVOS?

29 Comprometimento na qualidade de vida – familiar, profissional, afetiva e social Comprometimento da moral – criminalidade aquisitiva QUAIS SÃO AS COMPLICAÇÕES DOS COMPORTAMENTOS COMPULSIVOS?

30 CODEPENDÊNCIA – A FAMÍLIA ADOECIDA: A DEPENDÊNCIA QUÍMICA É UMA DOENÇA FAMILIAR

31 O dependente químico obriga a família a realizar um controle permanente sobre ele provocando uma mudança na organização familiar, na qual a família passa a postergar outros problemas pré-existentes. “Não existem culpados, a família é parte do problema e, como tal é parte da solução” CODEPENDÊNCIA – A FAMÍLIA ADOECIDA:

32 Codependência é a inabilidade de manter e nutrir relacionamentos saudáveis com os outros, consigo mesmo e até com Deus.

33 CODEPENDÊNCIA – A FAMÍLIA ADOECIDA: VÍTIMA SALVADOR Comportamento ainda mais irresponsável por parte da pessoa com problemas.

34 CODEPENDÊNCIA – A FAMÍLIA ADOECIDA: É um falso amor, cheio de angústias e culpas, que se caracteriza por: 1.Intrometimento em todas as coisas da outra da pessoa 2.Tomar para si as responsabilidades da outra pessoa. 3. Sentir-se responsável pela felicidade e necessidades da outra pessoa

35 DICAS PARA FAMILIARES Assumir o problema em vez de negá-lo Entregar para Deus Não facilitar (dar desculpas, emprestar dinheiro, ‘esquecer’ a carteira num lugar visível, resolver dívidas e problemas legais)

36 DICAS PARA FAMILIARES Deixar de fazer esforços para controlar o dependente. Cuidar de si mesmo e da relação conjugal. Participar de grupos de ajuda mútua. Conversar abertamente na família, estabelecer limites coerentes e dizer não.

37 DICAS PARA FAMILIARES Deixar o dependente sofrer o impacto das suas ações e comportamento. O adicto precisa atingir o “fundo do poço”

38 COMUNIDADES TERAPÊUTICAS CLÍNICAS DE RECUPERAÇÃO CENTRO INTEGRADO DE REFERÊNCIA SOBRE DROGAS REDE DE ATENÇÃO

39 CAPS-AD HOSPITAL DIA (Elo de Vida / Volta Israel / Desafio Jovem) UNIDADES DE DESINTOXICAÇÃO (Hospital Geral e Messejana) REDE DE ATENÇÃO

40 ORAÇÃO DA SERENIDADE Deus conceda-me a serenidade para aceitar aquilo que não posso mudar, a coragem para mudar o que me for possível e a sabedoria para saber discernir entre as duas. Vivendo um dia de cada vez, apreciando um momento de cada vez, recebendo as dificuldades como um caminho para a paz, aceitando este mundo cheio de pecados como ele é, assim como fez Jesus, e não como gostaria que ele fosse; confiando que o Senhor fará tudo dar certo se eu me entregar à sua vontade; pois assim poderei ser razoavelmente feliz nesta vida e supremamente feliz ao seu lado na outra. Amém!


Carregar ppt "DROGAS & ÁLCOOL.  A Organização Mundial de Saúde reconhece a dependência química como doença, que afeta tanto o dependente químico quanto a sua família."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google