A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Biomas Terrestres. Bioma é uma comunidade biológica, ou seja, a fauna e a flora e suas interações entre si e com o ambiente físico, o solo, a água, o.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Biomas Terrestres. Bioma é uma comunidade biológica, ou seja, a fauna e a flora e suas interações entre si e com o ambiente físico, o solo, a água, o."— Transcrição da apresentação:

1 Biomas Terrestres

2 Bioma é uma comunidade biológica, ou seja, a fauna e a flora e suas interações entre si e com o ambiente físico, o solo, a água, o ar. O bioma da Terra compreende a biosfera. Um bioma pode ter uma ou mais vegetações predominantes. A biosfera, é formada pelo nosso planeta, a Terra e por todos os seres vivos que nele existem. Na biosfera existem diversos biomas, que são um conjunto biológico associado a uma zona climática.

3 Os biomas terrestres

4

5 A tundra é uma vegetação proveniente do material orgânico que aparece no curto período de degelo durante a estação "quente" das regiões de clima polar, apresentando assim apenas espécies de que se reproduzem rapidamente e que suportam baixas temperaturas. Tundra Essa vegetação é um enorme bioma que ocupa aproximadamente um quinto da superfície terrestre. Aparece em regiões como o Norte do Alasca,e do Canadá, Groenlândia, Noruega, Suécia, Finlândia e Sibéria

6 Embora existam áreas muito perto de zonas polares, o bioma que mais caracteriza o clima subpolar será, possivelmente, a taiga. A taiga não é mais do que uma designação para a floresta de coníferas (por os frutos das suas árvores se agruparem em pinhas de forma cônica). A taiga é a mais extensa floresta do mundo, estendendo-se nas regiões setentrionais da América, da Ásia e da Europa. Taiga

7 A floresta caducifólia, significa floresta composta por árvores de folha caduca. Constitui um bioma, mas este, não está apenas restrito ao clima temperado marítimo, sendo mais extenso, e ocupando áreas maiores. As espécies mais comuns deste bioma, são: o freixo, o carvalho, a faia, o castanheiro, a tília, o choupo, o olmo, a bétula, a urze e as silvas. Contudo, também podem coexistir algumas espécies de folha persistente, como o pinheiro-bravo, principalmente nas encostas montanhosas. A variedade das espécies arbóreas, faz com que a variedade de cores seja uma das características deste bioma. floresta caducifólia

8 Pradaria é constituída por vegetação herbácea, relativamente alta, contínua, muito densa, formando grandes extensões. Por vezes também é designada por estepe temperada. Este imenso manto herbáceo chega ocasionalmente a ultrapassar os 2 metros de altura. Como o clima é rigoroso, praticamente não existem árvores, embora estas surjam com freqüência nas encostas montanhosas e ao longo dos cursos de água. Pradarias

9 No clima de altitude, se encontram espécies adaptadas a temperaturas baixas, a pouca pressão atmosférica, a pouca quantidade de oxigênio e de CO2 (que é indispensável à fotossíntese) e a pouca proteção de raios UV. a vegetação dos climas de altitude, independentemente da região do Mundo, vai rareando conforma a altitude vai aumentando, de modo que em locais de "neves perpétuas", não se encontram praticamente nenhum ser vivo (tal como nas latitudes muito elevadas - perto dos 90º ). Vegetação de altitude

10 A floresta mediterrânea é uma formação vegetal predominantemente de folha persistente e, por isso, sempre verde. É constituída por árvores mais ou menos espaçadas entre si, que permite entre esses espaços, o desenvolvimento de um estrato arbustivo mais ou menos denso e também de folha persistente. Floresta Mediterrânea A distribuição do clima mediterrâneo e do seu bioma não se confina exclusivamente à área mediterrânea, sendo as principais áreas abrangidas, não só toda a bacia do Mediterrâneo, como também a Califórnia, o centro do Chile, o Sul da África do Sul e o sul da Austrália

11 As elevadas temperaturas, a forte umidade do ar e a abundância de precipitações, explicam o extraordinário desenvolvimento da vegetação nas regiões equatoriais. É uma floresta muito densa e as plantas crescem umas por cima das outras existindo entre elas uma grande competição pela luz, pois é-lhes indispensável para a fotossíntese. A vegetação é estratificada, Ou seja há vários estratos ou andares, e em cada um deles determinadas espécies predominam. As árvores têm normalmente cerca de 40 metros de altura, mas podem chegar até aos 60 metros. Floresta equatorial

12 A savana é uma formação vegetal herbácea alta, atingindo em algumas regiões 2 metros de altura, e "salpicada" de algumas árvores e arbustos. Os arbustos são quase sempre espinhosos e as árvores, são, na sua grande maioria, de folha caduca, com troncos muito duros e revestidos de casca espessa. As raízes das plantas da savana são muito profundas e ramificadas, para poderem captar o máximo de água (que lhe permite sobreviver na estação seca). As árvores mais típicas da savana são a acácia e o embondeiro (árvore de grande porte, também conhecido por baoba). savana

13 Domínios Morfoclimáticos do Brasil

14 Conceito Os domínios morfoclimáticos são divisões que se baseiam nos diferentes tipos de relevos que são resultantes das condições climáticas atuais e do passado bem como na cobertura vegetal e nos tipos de solo.

15 Quantos são? Os domínios morfoclimáticos brasileiros são definidos a partir das características climáticas, botânicas, hidrológicas entre outras. Esta classificação feita, segundo o geógrafo Aziz Ab’Sáber, dividiu o Brasil em seis domínios.

16 Domínio Amazônico: Localização: É a maior região morfoclimática do Brasil, com uma área de aproximadamente 5 milhões km² – equivalente a 60% do território nacional – abrangendo os Estados: Amazonas, Amapá, Acre, Pará, Maranhão, Rondônia, Roraima, Tocantins e Mato Grosso. Clima: Equatorial, a qual é o mais quente e o mais úmido da Terra. Rios: Apresenta a maior bacia fluvial da Terra ocupando ¼ das terras da América do Sul (Amazonas). Vegetação: Predomina a floresta equatorial Amazônica.

17 Domínio do Cerrado: Localização: Região central do Brasil, detém uma área de 45 milhões de hectares, sendo o segundo maior domínio por extensão territorial. Estados: do Mato Grosso, do Mato Grosso do Sul, do Tocantins (parte sul), de Goiás, da Bahia (parte oeste), do Maranhão (parte sudoeste) e de Minas Gerais (parte noroeste). Relevo: Chapadas e Chapadões. Clima: Tropical com uma estação seca bem definida. Solos: Ácidos. Rios: Diminuem muito na época das secas e transbordam na época das chuvas. Vegetação: Campos que apresentam árvores retorcidas com cascas grossas.

18 Domínio da Caatinga: Localização: Nordeste brasileiro, abrange em seu território o polígono das secas. Com uma extensão de aproximadamente km². Inclui o Estado do Ceará e partes dos Estados da Bahia, de Sergipe, de Alagoas, de Pernambuco, da Paraíba, do Rio Grande do Norte e do Piauí. Relevo: Chapadas e serras. Clima: Semi-Árido quente, com chuvas escassas e mal distribuídas. Solos: ricos em minerais e pobres em matérias orgânicas. Rios temporários – predominantes. Vegetação: Arbustos espinhentos e cactos além de árvores que perdem suas folhas nas secas.

19 Domínio dos Mares de Morros: Localização: Acompanha a faixa litorânea do Brasil, do nordeste até o sul do País, obtendo uma área total de aproximadamente km². Relevo: Morros arredondados que resultam da alternância de períodos de secas e de chuvas. Clima: Tropical quente, com uma estação seca e outra chuvosa. Solos Férteis. Rios: Muito importantes pelo grande potencial hidroelétrico. Vegetação: Predomina a Mata Atlântica que está muito devastada. Também apresenta campos e cerrados.

20 Domínio das Araucárias: Localização: Encontrado desde o sul paulista até o norte gaúcho, o domínio das araucárias ocupa uma área de km². Relevo: Predomina o planalto. Clima: Subtropical. Solos: fértil Rios: Importantes para a navegação e para a geração de eletricidade. Vegetação: Floresta dos Pinhais ou de Araucária a qual está muito devastada.

21 Domínio das Pradarias: Localização: Extremo sul brasileiro, mais exatamente a sudeste gaúcho, o domínio morfoclimático das pradarias compreende uma extensão de km² a km². Relevo: Planícies. Clima: Subtropical. Solos: Férteis. Rios de planície. Vegetação: Gramais que formam imensos campos muito utilizados para a pecuária.

22 Nas regiões de clima tropical, existem três gêneros de formações vegetais: Savana Floresta tropical Estepes Este tipo de clima é uma transição entre outros tipos de climas. O clima tropical apresenta valores diferentes de precipitações e de temperaturas, pelo que pode fazer transição entre o equatorial, o desértico e até entre o mediterrâneo. Por estas razões e não só, as formações vegetais variam de acordo com a maior ou menor abundância de precipitações. Florestas tropicais e estepes


Carregar ppt "Biomas Terrestres. Bioma é uma comunidade biológica, ou seja, a fauna e a flora e suas interações entre si e com o ambiente físico, o solo, a água, o."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google