A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As Tradições como um modo de vida 14, 15 e 16 de dezembro de 2012 Contagem-MG.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As Tradições como um modo de vida 14, 15 e 16 de dezembro de 2012 Contagem-MG."— Transcrição da apresentação:

1 As Tradições como um modo de vida 14, 15 e 16 de dezembro de 2012 Contagem-MG

2 O que éTradição A tradição é um conjunto de costumes e crenças que remonta tempos antigos, praticados por nossos antepassados e transmitidos de geração em geração com o objetivo de serem preservados. Variam da cultura de cada povo e região e fazem parte de um contexto histórico-temporal, onde são aceitos e praticados pelo senso comum da sociedade.

3 Fazem parte das tradições: lendas, mitos, práticas religiosas, danças, músicas, vestimentas, pratos típicos, brinquedos, jogos, artesanatos, decorações, histórias, valores e comportamentos. Tais conhecimentos são transmitidos de forma oral e/ou escrita.

4 A Tradição em A.A.: Como surgiu? Bill e os demais pioneiros de A.A. perceberam já nos primeiros dias, que aquele movimento que estava se iniciando funcionaria para alguns alcoólicos se recuperarem, mas o problema de viver e trabalhar juntos era algo mais. E foi pensando dessa forma, que olhando da janela da sala de estar da casa do Dr. Bob, em 1937, antes mesmo de A.A. ter este nome, eles perceberam pela primeira vez que os alcoólicos poderiam se recuperar em grande escala, mas ao olhar para o futuro, perguntas inquietantes vieram às suas mentes: “Poderíamos nós, alcoólicos recuperados, permanecer juntos?”, Poderíamos levar a mensagem de A.A.?”, Poderíamos funcionar como grupos ou como um todo?”. Ninguém podia responder a estas perguntas. A grande pergunta era: “Explodíramos nós ou poderíamos viver juntos?”. “E sem o Grupo, o que seria de nós?” Perguntas realmente inquietantes já àquela época, com o movimento apenas se iniciando.

5 “Quando um alcoólico aplica os Doze Passos de nosso programa de recuperação à sua vida pessoal, sua desintegração pára e sua unificação começa. (...) Exatamente o mesmo princípio se aplica a cada grupo de A.A. e a Alcoólicos Anônimos como um todo. Enquanto os laços que nos unem provarem ser muito mais fortes do que as forças que nos dividiriam, se pudessem, tudo estará bem. Estaremos seguros como movimento; nossa unidade essencial permanecerá com certeza.” (Grifo nosso)

6 As Doze Tradições, o caminho da Unidade Normas de convivência grupal. Uma releitura de princípios de relações humanas, englobando os mais antigos conceitos de auto-conhecimento e respeito mútuo. Caminhos para a redescoberta de valores universais, onde, embora o indivíduo possa manifestar toda liberdade de pensamento, de sentimento e de ação, o conceito de Grupo assume um significado essencial.

7 GRUPO DE A.A. Força centrífuga (age do centro para as extremidades) Desintegração/Desagregação Força centrípeta (age das extremidades para o centro) Integração/Agregação

8 GRUPO DE A.A. Desintegração

9 GRUPO DE A.A. Integração

10 GRUPO DE A.A. O que faz a Integração/Agregação é ”uma irresistível força de propósito e de ação”.

11  Toma consciência do porquê da sua fraqueza frente ao álcool e da perda do controle sobre a sua vida.  Sente que o Grupo lhe proporciona uma gostosa sensação de pertencer.  Descobre que no Grupo existe uma força maior do que o seu desejo irrefreado de beber.  Aprende que precisa fazer um inventário pessoal, pra saber “a quantas anda ou andou a sua vida”, e admitir a verdadeira natureza das suas falhas.  Percebe, sem saber como funciona, que do Grupo emana “uma irresistível força de propósito e de ação”. Chegando ao Grupo, o indivíduo...

12 Em doses homeopáticas, um dia de cada vez, descobre que:  precisa ser honesto com “o ‘cara’ do espelho”.  precisa buscar a humildade.  que não é mais o “dono da verdade”.  a alegria de viver é o foco central do programa, e que a ação é a palavra-chave.  precisa aceitar o outro do jeito que ele se apresenta.  que o seu direito termina onde começa o do outro.  toda a motivação que está vivenciando advém do Grupo.

13 “As Doze Tradições de A.A. dizem respeito à vida da própria Irmandade. Delineiam os meios pelos quais A.A. mantém sua unidade e se relaciona com o mundo exterior, sua forma de viver e desenvolver-se.” As Doze Tradições representam o nosso Segundo Legado: UNIDADE

14 Mais do que a união (aproximação de duas ou mais coisas ou pessoas), a Unidade é quando duas ou mais pessoas se tornam apenas uma: pensando, sentindo e agindo de forma homogênea em qualquer parte do mundo (sociologicamente, o fato social de A.A.).

15 Os Doze Passos As Doze Tradições Doze Conceitos Os Três Legados

16

17 Importante esclarecer o porquê de Bill denominar o conjunto de princípios constitutivos do Programa de Recuperação de Alcoólicos Anônimos de “LEGADOS”.

18 As pessoas não afeitas ao linguajar jurídico entendem as palavras herança e legado como tendo o mesmo sentido. Vale esclarecer que a herança é um direito que os herdeiros têm sobre os bens deixados pela pessoa que morre. Há uma ordem sucessória a ser, obrigatoriamente, observada. Nada se impõe ao pretenso herdeiro. É um direito seu a partir do momento da morte do de cujus e que ele herdeiro, agora disporá como bem lhe aprouver.

19 Quando se fala em legado, entretanto, fala-se daquela parcela de bens que o testador designou em favor de um legatário que não era um dos herdeiros necessários, impondo-lhe, muitas vezes, condições. Veja-se a diferença – o herdeiro tem direito ao seu quinhão, por isso não se lhe pode impor condições; o legatário não; foi agraciado com o legado, sendo permitida a imposição de condições para seu uso.

20 Diz-se, ainda, de legado cultural: língua, costumes e tradições que passam de uma a outra geração. E é neste sentido os LEGADOS que recebemos de nossos co-fundadores, sob a condição de os conservarmos intactos e, em seus nomes, transferi- los às futuras gerações de alcoólicos.

21 As Doze Tradições, o caminho da Unidade Estes são alguns pontos mais importantes d’As Doze Tradições. Um destilado das experiências mais variadas.  Autonomia,  Mensageiros da boa-nova,  Autossuficiência,  Consciência coletiva,  Independência ideológica,  Não-profissionalismo da mão de ajuda e  Anonimato

22 O anonimato, assumindo um fator preponderante, representa dois aspectos fundamentais: o espiritual e o prático.  O prático: garantia da privacidade daquele que chega, sem ser identificado para a comunidade por nenhum dos membros. (mais tarde, já com alguma compreensão do programa e, consequentemente, com uma certa segurança, ele mesmo se revela a quem julga importante e necessário);  O espiritual: funciona como um nivelador dos anseios pessoais, gerando o entendimento de que os princípios devem sempre vir antes das personalidades.

23  A mensagem é (e deverá ser) sempre maisimportante que o mensageiro;  a proteção do nosso movimento e a garantia da sobrevivência de todos e de cada um.

24

25

26 Um silogismo (do grego antigo συλλογισμός, "conexão de idéias", "raciocínio"; composto pelos termos σύν "com" e λογισμός "cálculo") é um termo filosófico com o qual Aristóteles designou a argumentação lógica perfeita e que mais tarde veio a ser chamada de silogismo, constituída de três proposições declarativas que se conectam de tal modo que a partir das duas primeiras, chamadas premissas, é possível deduzir uma conclusão. Silogismo

27 Um exemplo clássico de silogismo é o seguinte: 1) (Primeira premissa) Todo homem é mortal. 2) (Segunda premissa) Sócrates é homem. 3) (Conclusão) Logo, Sócrates é mortal. 1) (Primeira premissa) As Tradições delineiam a forma de viver e de desenvolver-se de A.A. 2) (Segunda premissa) Eu sou A.A. 3) (Conclusão) Logo, as Tradições delineiam a minha forma de viver. 1) (Primeira premissa) As Tradições são o modo de vida de A.A. 2) (Segunda premissa) Eu sou A.A. 3) (Conclusão) Logo, as Tradições são o meu modo de vida.

28 Será que você pode ajudar?O A.A. precisa ser assim.

29

30 Fim da apresentação Muito obrigado e mais vinte e quatro horas de sobriedade, serenidade, coragem e sabedoria a todos os presentes.


Carregar ppt "As Tradições como um modo de vida 14, 15 e 16 de dezembro de 2012 Contagem-MG."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google