A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br CONCEITOS BÁSICOS PARA A ELABORAÇÃO DE INDICADORES CAPACITAÇÃO NO ELENCO NORTEADOR E INDICADORES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br CONCEITOS BÁSICOS PARA A ELABORAÇÃO DE INDICADORES CAPACITAÇÃO NO ELENCO NORTEADOR E INDICADORES."— Transcrição da apresentação:

1 Agência Nacional de Vigilância Sanitária CONCEITOS BÁSICOS PARA A ELABORAÇÃO DE INDICADORES CAPACITAÇÃO NO ELENCO NORTEADOR E INDICADORES DO SINAVISA 12 e 15 de agosto de 2008

2 Agência Nacional de Vigilância Sanitária ETAPAS DA APRESENTAÇÃO  POR QUE UTILIZAR INFORMAÇÃO?  CONCEITOS FUNDAMENTAIS SOBRE INDICADORES  ETAPAS PARA A CONSTRUÇÃO DE INDICADORES

3 Agência Nacional de Vigilância Sanitária  POR QUE UTILIZAR INFORMAÇÃO?

4 Agência Nacional de Vigilância Sanitária INFORMAÇÃO COMO PODER

5 Agência Nacional de Vigilância Sanitária A avaliação é um processo técnico-administrativo destinado à tomada de decisão. Envolve momentos de: O QUE É AVALIAR? MedirCompararEmitir juízo de valor

6 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Cabe ao gestor em saúde decidir: O que fazer da ação Como fazer do método Quanto fazer da demanda Quando fazer temporal/oportunidade Com o que fazer recursos/possibilidade Fazer acontecer dos resultados Informar é reduzir as incertezas sobre fatos e coisas INCERTEZAINCERTEZA

7 Agência Nacional de Vigilância Sanitária  CONCEITOS FUNDAMENTAIS SOBRE INDICADORES

8 Agência Nacional de Vigilância Sanitária O QUE É UM INDICADOR? O indicador é uma variável, característica ou atributo que é capaz de sintetizar,representar ou dar maior significado ao que se quer avaliar. O QUE É UM INDICADOR DE SAÚDE? Instrumento de mensuração para o gerenciamento, avaliação e planejamento das ações em saúde. Possibilita mudanças efetivas nos processos e nos resultados, por meio do estabelecimento de metas e ações prioritárias que garantam a melhoria contínua e gradativa de uma situação ou agravo.

9 Agência Nacional de Vigilância Sanitária COMO EXPRESSAR RESULTADOS? 1. EM FREQUÊNCIA ABSOLUTA 2. EM FREQUÊNCIA RELATIVA 3. EM ÍNDICE

10 Agência Nacional de Vigilância Sanitária 1. EM FREQUÊNCIA ABSOLUTA [MANCHETE DE JORNAL] Folha Online, 09/04/ h30 Dengue já matou 79 no Rio; número de doentes já ultrapassou o de 2007 Subiu para 79 o número de pessoas mortas por dengue no Estado do Rio neste ano, 36 delas com 15 anos de idade ou menos. Só na capital foram registradas 46 mortes, segundo balanço divulgado na noite desta quarta-feira pela Secretaria Estadual de Saúde. Quase 20 mil novos casos de dengue foram notificados no Estado do Rio na última semana.

11 Agência Nacional de Vigilância Sanitária 2. EM FREQUÊNCIA RELATIVA Relação entre dois valores absolutos. Exemplo: Óbitos por dengue no RJ = 79 A.Em relação à população do RJ – B. Em relação ao total de óbitos do RJ – proporção de óbitos C. Em relação a outro evento - razão coeficiente ou taxa

12 Agência Nacional de Vigilância Sanitária 3. EM ÍNDICE A. Indicador multidimensional Exemplo: Índice de Desenvolvimento Humano = renda + longevidade + educação B. Expressão do indicador

13 Agência Nacional de Vigilância Sanitária CLASSIFICAÇÃO DOS INDICADORES DE SAÚDE Mortalidade. Morbidade. Avaliação de serviços (gerenciais ou de desempenho).

14 Agência Nacional de Vigilância Sanitária COMPONENTES DA AVALIAÇÃO DE SERVIÇOS * Estrutura: refere-se às características relativamente estáveis, como condições físicas, organizacionais, equipamentos, recursos humanos. Ex: Percentual dos eventos de capacitação considerados como corporativos executados. * Processo: conjunto de atividades desenvolvidas nas relações de produção em geral e, no caso de saúde, entre profissionais e usuários. Ex: percentual de processos de registro de medicamentos genéricos que atendem ao prazo estabelecido para a primeira manifestação à empresa solicitante.

15 Agência Nacional de Vigilância Sanitária COMPONENTES DA AVALIAÇÃO DE SERVIÇOS * Resultados: obtenção das características desejáveis dos produtos ou serviços, sem erros, imperfeições ou nocividades; melhoria do meio ambiente e trabalho, ou mudanças obtidas no quadro sanitário, que podem ser atribuídas ao cuidado consumido ou tecnologias introduzidas. Ex: redução da morbimortalidade por agentes poluidores, por doenças transmissíveis, por acidentes ou condições insalubres do meio ambiente e/ou do trabalho, por iatrogenias médicas; aumento da expectativa de vida pelo consumo de produtos de qualidade, meio ambiente, habitação e trabalho adequados.

16 Agência Nacional de Vigilância Sanitária OS RESULTADOS EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA O processo saúde/doença Caracterização do risco sanitário: dano X causa Promoção e proteção da saúde X indicadores de mortalidade e morbidade Implementação de um SI

17 Agência Nacional de Vigilância Sanitária PARA A ESCOLHA DOS INDICADORES, TAMBÉM SÃO IMPORTANTES OS CONCEITOS DE EFICIÊNCIA, EFICÁCIA E EFETIVIDADE.

18 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Eficiência: se define como a capacidade de obter o efeito que se deseja ou se espera, empregando os melhores meios (recursos) possíveis. O modo de execução está correto? Eficácia: se define como a capacidade de obter o efeito que se deseja. Está sendo feita a coisa certa (atendendo a necessidade do cliente)?

19 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Efetividade: se define como a capacidade de se transformar uma realidade (impacto) a partir do objetivo estabelecido e sua continuidade ao longo do tempo. Está fazendo bem o que deveria ser feito (satisfação do cliente ao longo do tempo)?

20 Agência Nacional de Vigilância Sanitária  ETAPAS PARA A CONSTRUÇÃO DE INDICADORES

21 Agência Nacional de Vigilância Sanitária 1a ETAPA: IDENTIFICAÇÃO DE DADOS/INFORMAÇÕES

22 Agência Nacional de Vigilância Sanitária DADO X INFORMAÇÃO DADOS = elementos em estado bruto INFORMAÇÕES = produto do tratamento, processamento, análise ou interpretação posterior dos dados.

23 Agência Nacional de Vigilância Sanitária 1a ETAPA: IDENTIFICAÇÃO DE DADOS/INFORMAÇÕES informações já existentes quais são os dados coletados e disponíveis a periodicidade com que são coletados. Dados informações analisados comparativamente julgamento de valor que apóie uma ação efetiva.

24 Agência Nacional de Vigilância Sanitária 2a ETAPA: SELEÇÃO/CONSTRUÇÃO DE INDICADORES

25 Agência Nacional de Vigilância Sanitária COMO CONSTRUIR INDICADORES DIMENSÃO QUE SE QUER AVALIAR PERGUNTA AVALIATIVA VARIÁVEIS OBSERVÁVEIS E INDICADOR Vigilância Sanitária em serviços de interesse para a saúde. A Visa tem contribuído para a melhoria da qualidade da atenção prestada ao residente nas Instituições de Longa Permanência para Idosos – Ilpi? Nº de Ilpis inspecionadas Nº de Ilpis cadastradas Percentual de Ilpis cadastradas e inspecionadas.

26 Agência Nacional de Vigilância Sanitária COMO SELECIONAR INDICADORES Para a seleção dos indicadores, sugerimos iniciar pelos seguintes critérios: 1.O indicador deve estar acessível ou ser obtido a curto prazo e sem demandar muito trabalho; 2.Deve ter sua utilidade reconhecida por outros atores envolvidos na avaliação.

27 Agência Nacional de Vigilância Sanitária MAIS CRITÉRIOS... Importância para a situação de saúde Capacidade de síntese da situação Facilidade de obtenção Continuidade da utilização

28 Agência Nacional de Vigilância Sanitária 3a ETAPA: ANÁLISE DOS INDICADORES

29 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Com que devo comparar os indicadores selecionados? Parâmetro é uma referência adotada por quem está avaliando. COMO COMPARAR INDICADORES? Parâmetros definidos

30 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Baseados na situação inicial que se quer modificar (situação-problema); COMPARANDO COM PARÂMETROS...

31 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Folha Online, 04/06/2008

32 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Baseados na situação inicial que se quer modificar (situação-problema); No objetivo da avaliação, que seria retratado nas metas quantitativas ou mudanças na qualidade dos serviços prestados; COMPARANDO COM PARÂMETROS...

33 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Folha Online, 04/06/2008

34 Agência Nacional de Vigilância Sanitária EXEMPLO – PACTO PELA SAÚDE OBJETIVOMETAINDICADORFORMA DE CÁLCULOFONTE Reduzir a mortalidade neonatal. Reduzir em 4,3 % a mortalidade neonatal. Coeficiente de mortalidade neonatal. Número de óbitos de menores de 28 dias / Número de nascidos vivos X SIM- SINASC

35 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Baseados na situação inicial que se quer modificar (situação-problema); No objetivo da avaliação, que seria retratado nas metas quantitativas ou mudanças na qualidade dos serviços prestados; No conhecimento científico prévio, que pode ser definido como um padrão técnico identificado na literatura e ajustado ao contexto local. COMPARANDO COM PARÂMETROS...

36 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Portaria 1395/1999 POLÍTICA DE SAÚDE DO IDOSO O índice de hospitalização (número de dias de hospitalização consumidos, por habitante, a cada ano) correspondeu a 0,23 dias na faixa de 0-14 anos de idade; a 0,40 dias na faixa de 15-59; e a 1,12 dias na faixa de 60 anos ou mais de idade.

37 Agência Nacional de Vigilância Sanitária para o setor saúde e para o público externo (imprensa, meio científico). 3a ETAPA: DIVULGAÇÃO E DISSEMINAÇÃO

38 Agência Nacional de Vigilância Sanitária

39 Agência Nacional de Vigilância Sanitária

40 Agência Nacional de Vigilância Sanitária por meio do planejamento de ações para o enfrentamento ou manutenção de situações. 4a ETAPA: INTERVENÇÃO

41 Agência Nacional de Vigilância Sanitária ONDE ESTÃO OS INDICADORES?

42 Agência Nacional de Vigilância Sanitária Um Sistema de Informação pode ser definido como um conjunto de procedimentos organizados que, quando executados, oferecem informação de suporte à organização.

43 Agência Nacional de Vigilância Sanitária PRINCIPAIS SISTEMAS E FONTES DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE Sistemas de Informações Epidemiológicas SIM, SINASC, SINAN Sistemas de Informações Assistenciais (produção de serviços) SIH/SUS e SIA/SUS Sistemas de Informações para monitoramento de programas específicos SIAB, SISPNI; SINITOX Cadastros Nacionais - CNES, IBGE Em Visa: O Notivisa é um sistema informatizado na web para receber as notificações de eventos adversos (EA) e queixas técnicas (QT) relacionados com os produtos sob vigilância sanitária.

44 Agência Nacional de Vigilância Sanitária

45 Agência Nacional de Vigilância Sanitária

46 Agência Nacional de Vigilância Sanitária

47 Agência Nacional de Vigilância Sanitária


Carregar ppt "Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br CONCEITOS BÁSICOS PARA A ELABORAÇÃO DE INDICADORES CAPACITAÇÃO NO ELENCO NORTEADOR E INDICADORES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google