A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS. Por que Memórias? Como podemos classificar esse romance? urbano? indianista? históricos? regionalista?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS. Por que Memórias? Como podemos classificar esse romance? urbano? indianista? históricos? regionalista?"— Transcrição da apresentação:

1 MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS

2 Por que Memórias? Como podemos classificar esse romance? urbano? indianista? históricos? regionalista?

3 Algumas classificações... Romance malandro Romance de costumes urbanos Romance picaresco – CUIDADO! Linguagem jornalística MALÍCIA QUE MILÍCIA

4 Leonardo Pataca vem ao Brasil Chegaram ao Brasil e foram morar juntos Nasce Leonardinho Quando saltaram em terra começou a Maria a sentir certos enojos: foram os dois morar juntos: e dai a um mês manifestaram-se claramente os efeitos da pisadela e do beliscão; sete meses depois teve a Maria um filho...gordo, vermelho, cabeludo, esperneador e chorão, o qual mamou duas horas seguidas sem largar o peito (...) E este nascimento e certamente de tudo o que temos dito o que mais nos interessa, porque o menino de quem falamos e o heroi desta historia.

5

6 Leonardo começa a desconfiar de Maria Depois do pontapé Leonardinho vai morar com o padrinho Madrinha queria que fosse castigado Pataca começou a ter um caso com a Cigana Então fez uma macumba e foi preso Aparece a “ordem” A comadre foi até a prisão e pediu a um tenente-coronel que a ajudasse (ele tinha um filho que seduziu Mariazinha).

7 — Pois é uma rapariga muito capaz... e o diabo do tal cadete do seu filho andou por lá a entender com ela muito tempo: namoro para cá, namoro para lá, presentes daqui, promessas dacolá... e afinal de contas... brás!... E então que lhe parece? O capitão foi às nuvens. — Até lhe prometeu casamento, dizendo que o Sr. Capitão consentia... Ora eu bem sei que ela também teve a sua culpa... mas eu desculpo isso, porque também já fui rapariga... e sei que quando começa cá o diabo no corpo, adeus! Mas isto põe a gente tonta, porque... enfim a rapariga podia vir a fazer fortuna.

8 Seria uma forma de pagar o mal cometido pelo filho Vidigal solta Leonardo Pataca, enquanto isso, continua apaixonado por Cigana, mas ela... O padrinho sonhava que o afilhado fosse padre, tentou a escola, mas não deu certo Foi então para a igreja, pois tinha um amigo coroinha A vizinha falava muito de Leonardinho e ele apronta

9 O mestre de cerimônias deveria proferir um sermão, por ocasião de uma festa O padre chegou atrasado (culpa de Leonardinho) A Cigana fez aniversário... Ele contratou um capoeirista (Chico Juca) Acontece uma zona e quem chegaaa? Então Pataca volta para Cigana Leonardinho conheceu o seu grande amor através de D. Maria (ações judiciais) MULHER IDEALIZADA?????

10 Ele se apaixona, mas não sabe como falar Luisinha (Maria é sua tutora – órfã) – ROÇA Aparece João Manuel (SAFADO) Para não perder o seu amor... A bulha dos passos cessou sem que ninguém chegasse à sala; os dois levaram algum tempo naquela mesma posição, até que o Leonardo, por um supremo esforço, rompeu o silêncio, e com voz trêmula e em tom o mais sem graça que se possa imaginar perguntou desenxabidamente: – A senhora… sabe… uma coisa? E riu-se com uma risada forçada, pálida e tola. Luisinha não respondeu. Ele repetiu no mesmo tom: – Então… a senhora… sabe ou… não sabe?

11 E tornou a rir-se do mesmo modo. Luisinha conservou-se muda. – A senhora bem sabe… é porque não quer dizer… Nada de resposta. – Se a senhora não ficasse zangada… eu dizia… Silêncio. – Está bom… eu digo sempre… mas a senhora fica ou não fica zangada? Luisinha fez um gesto de quem estava impacientada. – Pois então eu digo… a senhora não sabe… eu… eu lhe quero… muito bem.

12 Pataca se junta com a sobrinha da comadre (Chiquinha) Morre o padrinho - Leonardinho “vadio- mestre”- herdeiro O barbeiro adquiriu fortuna (estranheza) Leonardinho sai da casa do pai (pai interesse) Comadre e compadre unem-se O menino foi morar com as viúvas e filhos Conhece uma UMA MULATA Luisinha casa-se com J.M (mestre de rezas)

13 JM consegue uma demanda para D. Maria Leonardinho foi preso por vadiagem A comadre – emprego – ucharia Toma Largura Corteja a mulher dele e Vidinha enlouquece Toma Largura corre atrás de Vidinha Leonardinho novamente foi preso e ganhou um posto

14 Pataca faz uma comemoração M.V manda prender Teotônio Leonardinho foi preso de novo J.M morreu de infarto (D. Maria) Maria Regalada: a salvação O pedido... Leonardinho vai no velório de J.M Eles não podiam casar Quem ajudou?

15 Passado o tempo indispensável do luto, o Leonardo, em uniforme de sargento de milícias, recebeu-se na Sé com Luisinha, assistindo à cerimônia a família em peso. Daqui em diante aparece o reverso da medalha. Seguiu-se a morte de D. Maria, a do Leonardo-Pataca, e uma enfiada de acontecimentos tristes que pouparemos aos leitores, fazendo aqui ponto-final.

16 AFINAL, POR QUE O LIVRO MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS É UM LIVRO ROMÂNTICO?

17 RIO DE JANEIRO

18 Retrato dos costumes da época


Carregar ppt "MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS. Por que Memórias? Como podemos classificar esse romance? urbano? indianista? históricos? regionalista?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google