A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SINTOMAS COMUNS DA EXISTÊNCIA DE MALDIÇÃO. PARTE VIII.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SINTOMAS COMUNS DA EXISTÊNCIA DE MALDIÇÃO. PARTE VIII."— Transcrição da apresentação:

1

2 SINTOMAS COMUNS DA EXISTÊNCIA DE MALDIÇÃO. PARTE VIII

3 PROBLEMAS ANORMAIS E DESVIOS NA ÁREA SEXUAL.

4 ATRAÇÃO E INTENÇÃO. Para esclarecermos as relações intersexuais é relevante distinguirmos estes dois conceitos: Atração e intenção. Existe uma distância entre a atração e a intenção sexual. Essa é a mesma distância entre a fome e a gula, o zelo e o ciúmes. São coisas diferentes, que não devem ser confundidas. Atração e intenção estão na base da tentação e pecado respectivamente.

5 Atração corresponde à tentação, assim como a intenção ao pecado. Atração e tentação são involuntários. Intenção e pecado, por sua vez, implicam em uma decisão interior tomada, e, portanto, da nossa inteira responsabilidade. A Bíblia não trata com a atração e sim com a intenção. “Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu porém, vos digo que qualquer que intentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.” Mt 5:28

6 Toda tentação pode ser vencida e todo pecado evitado. Vencer a tentação é uma questão de velocidade. A grande chave para lidar com a tentação é não se entreter com ela. Quanto mais rápido falamos “não” à tentação mais fácil é. É fundamental compreendermos que a atração intersexual é algo instintivo, natural, biológico e hormonal. Todo ser humano normal, em relação ao sexo oposto, está sujeito à atração física. Precisamos trabalhar com a intenção. A atração é basicamente hormonal, enquanto a intenção é basicamente moral. Não temos como castrar o desejo sexual, mas temos como dominá-lo.

7 TENDÊNCIA A HOMOSSEXUALIDADE

8 Forte atração sexual por pessoas do mesmo sexo e nenhuma atração pelo sexo oposto. A atração intersexual é concernente a natureza humana, porém, a atração homossexual denuncia a infiltração de um espírito de perversão sexual. O homossexualismo pode também se desenvolver através de outras deturpações como:

9 Transexualismo: o indivíduo não aceita o seu sexo e deseja mudá-lo. A perseguição homossexual desde a infância da pessoa é tão intensa que ela se sente inadequada sexualmente. É algo altamente demoníaco. Isso não é só carne e sangue ou hormônios. A pessoa está convicta de que nasceu com o sexo errado. Muitas vezes esse tipo de pessoa sente um ódio de Deus e se torna mais revoltada espiritualmente. Essa semente de perversão contamina outras áreas da vida.

10 Travestismo: Desejo intenso e compulsivo de vestir-se com roupas do sexo oposto. Esse tipo de aprisionamento espiritual evidencia um conflito maligno instalado na identidade. Esse é um sintoma extremo de perseguição homossexual, que mostra a necessidade não apenas de uma libertação, mas de um processo de reeducação da identidade.

11 DESEJO SEXUAL DESORDENADO

12 Existem dois extremos em relação ao desejo sexual: A neurose sexual e a impotência sem diagnóstico médico claro. A neurose sexual. A neurose sexual se fundamenta em um apetite sexual descomunal, incontrolável. Hoje já temos organizações de ajuda como os Viciados Sexuais Anônimos, onde muitos cristãos frequentam. Certamente este tipo de pessoas necessitam de uma libertação.

13 Impotência e frigidez. O outro extremo é o apetite sexual ausente, ou seja, casos de impotência sexual ou marital sem nenhum diagnóstico médico.

14 Frigidez feminina. Em relação à frigidez feminina, o que normalmente encontramos é: Adultério oculto. Na maioria dos casos, o adultério abre uma porta de frigidez e até aversão sexual no casamento. Abuso sexual na infância. Mulheres traumatizadas por abusos sexuais desenvolvem uma fortaleza demoníaca de caráter sexual. É como uma arma dormente que é ativada após o casamento, produzindo um tipo de “cinto de castidade”. Esse tipo de prisão acaba destruindo a vida do casal, deixando a porta aberta para o adultério.

15 Impotência masculina. Feitiçaria. Muitos casos de impotência marital estão associados a um passado não redimido de imoralidade sexual e feitiçaria. Pornografia. Existe uma demoníaca ligação entre a pornografia e a impotência marital. Como a pornografia é um estimulante sexual, isso pode parecer contraditório, mas é fato. Os hormônios são ativos pelo sentido da visão. Na maioria dos homens, o sexo visual dá mais prazer a própria relação em si.

16 Feitiçaria sexual. Não são poucas as pessoas que se envolvem no ocultismo em busca de favores na área sexual. Passam a ser acompanhadas por espíritos de sedução. Recebem uma capacidade sobrenatural de atração e sedução sentimental e sexual. Essas influências malignas funcionam como um feromônio sexual. A pessoa se obstina sentimentalmente por alguém e quando essa pessoa se apaixona também por ela, ela sente aversão e a rejeita.

17 Mal saiu de um relacionamento, já entra em outro. Assim vai colecionando corações quebrados e sentimentos machucados. Noutros casos, depois de se apaixonar e envolver sexualmente com pessoas espiritualmente vulneráveis, é sobressaltada por uma aversão terrível.

18 Sexolatria, pornografia e masturbação. Essa é a linha de ação de uma pessoa com a mente viciada nas fantasias sexuais. É fundamental estabelecer um limite para as fantasias sexuais. A mente é o principal campo de batalha espiritual. É na mente que decidimos se governaremos os nossos desejos e sentimentos ou seremos espiritualmente desgovernados por eles. O sexo cada vez mais se agiganta como um ídolo. O cérebro é o principal órgão sexual do ser humano.

19 Pedofilia. É a atração sexual por crianças. Normalmente, pessoas abusadas na infância tornam-se adultos pedófilos. Esse é um tipo de cadeia que pode se estender por gerações. É algo doentio. Os abusos acontecem com maior frequência com pessoas da mesma família, mas vale mencionar que um dos locais prediletos para os pedófilos é a igreja, o ministério com crianças e adolescentes. A cada oito minutos uma criança brasileira é vítima de abuso, independente da classe social.

20 Exibicionismo. O exibicionismo pode ser definido como o desejo anormal de exibir os órgãos sexuais. Quando uma pessoa perde contato com o pudor, quando passa a ser seduzida pela vontade de seduzir outros exibindo os órgãos sexuais, isso denuncia uma forte infiltração demoníaca. Existe uma vergonha que Deus vestiu: “E o Senhor Deus fez túnicas de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu” Gn 3:21. O pecado desvestiu o homem e trouxe a vergonha.

21 Deus deseja lidar com as nossas vergonhas nos vestindo de justiça, alegria, santidade, louvor. Por sua vez, satanás quer nos desmoralizar ainda mais através da nudez e da indiscrição: “Como jóia de ouro em focinho de porca, assim é a mulher formosa que se aparta da discrição” Pv 11:22 O exibicionismo sempre vai incitar um desejo que não será satisfeito da maneira correta. Esse é o princípio da defraudação.


Carregar ppt "SINTOMAS COMUNS DA EXISTÊNCIA DE MALDIÇÃO. PARTE VIII."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google