A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MONITORAS: ANA MARIA MARTON ISABELLA MILAN Exame de Urina - Sedimentoscopia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MONITORAS: ANA MARIA MARTON ISABELLA MILAN Exame de Urina - Sedimentoscopia."— Transcrição da apresentação:

1 MONITORAS: ANA MARIA MARTON ISABELLA MILAN Exame de Urina - Sedimentoscopia

2 A sedimentoscopia é o exame microscópico do sedimento urinário, compreendendo a observação, identificação e quantificação de todo o material insolúvel presente na amostra, tais como:  Leucócitos  Hemácias  Células epiteliais  Cilindros  Cristais  Flora bacteriana  Muco  Leveduras  Parasitas  Espermatozóides  artefatos

3 A sedimentoscopia urinária é de suma importância para o diagnóstico, prognóstico e constatação de cura de diversas patologias renais. Fornece informações sobre a integridade anatômica dos rins.

4 HEMÁCIAS Considera-se como hematúria quando há perda de mais de 5 hemácias por campo no sedimento urinário. Uma das principais causas de hematúria são:  Coagulopatias  Glomérulonefrites agudas e crônicas  Tumores nos rins  Cálculo urinários, cistites

5 LEUCÓCITOS considera-se como piúria quando são encontrados no sedimento urinário mais de 5 leucócitos por campo. As principais causas de piúria são:  Glomerulonefrite  infecções do trato urogenital  Cistite  Prostatite  Inflamações diversas  Tumores

6 CÉLULAS EPITELIAIS Vários tipos de células epiteliais são frequentemente encontradas no sedimento. Isso ocorre devido a descamação normal das células velhas que recobrem o epitélio do trato urinário e genital. Algumas células epiteliais eliminadas na urina podem indicar processo inflamatório ou doenças renais.

7 CILÍNDROS Os cilindros são formações cilíndricas moldadas na luz dos túbulos renais (distal e coletor), devido a uma maior acidez urinária nestes locais. O principal componente dos cilindros é uma mucoproteína secretada pelas células tubulares, que se precipita dentro do túbulo renal.

8 CRISTAIS A presença de cristais na urina é muito comum, mas de um modo geral, o significado clínico é limitado. São formados pela precipitação de sais da urina submetidos a variações de pH, temperatura ou concentração. A investigação de cristais é importante para a investigação de doenças hepáticas, alterações metabólicas, etc.

9 FLORA BACTERIANA A urina recém emitida não contem bactérias, devendo ser coletada em condições estéreis para evitar a proliferação bacteriana Presença de bactérias na urina (bacterinúria) juntamente com leucócitos e testes positivos de nitrito e leucócito esterase é uma indicação de processos infecciosos.

10 REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS Bioquímica da urina - Urina Urina Exame de urina - urina.html urina.html Analises laboratoriais - e-urina-conheca-tipos-compreenda-que-significam- valores-referencia-nas-analises-l A e-urina-conheca-tipos-compreenda-que-significam- valores-referencia-nas-analises-l

11


Carregar ppt "MONITORAS: ANA MARIA MARTON ISABELLA MILAN Exame de Urina - Sedimentoscopia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google