A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cruz Alta Nossa Velha - Nova Parte 53 A Nevasca do Século Mais sobre a nevasca de 1965 nos projetos 08 e 29 20 DE AGOSTO DE 1965.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cruz Alta Nossa Velha - Nova Parte 53 A Nevasca do Século Mais sobre a nevasca de 1965 nos projetos 08 e 29 20 DE AGOSTO DE 1965."— Transcrição da apresentação:

1

2 Cruz Alta Nossa Velha - Nova Parte 53

3 A Nevasca do Século Mais sobre a nevasca de 1965 nos projetos 08 e DE AGOSTO DE 1965

4 UM DIA INESQUECÍVEL Eram 7 horas da manhã, quando ouvi dizer: Levante-se. Venha ver algo que nunca viu! De um salto sentei-me na cama, abri a janela e vi – ou melhor – arregalei os olhos, maravilhada. Descortinava-se diante de mim uma paisagem diferente. Estaria eu sonhando? Pareceu-me que anjos, à noite, vieram pintar a cidade, por puro prazer. Neve! Sim, neve! Como nos cartões postais dos Natais suíços. Que dia aquele! Foi feriado estadual... Sei lá, só sei que poucos trabalharam. A ruas encheram-se de carros, gente e até crianças que geralmente, em dias frios ficam em casa, pois as mães temem que se resfriem. Mas da neve ninguém temeu ou, pelo contrário, parecia que era remédio que curaria todos os males e estavam distribuindo gratuitamente. E, então, a criança que todos temos escondida num cantinho escuro do coração, saltou, ganhou a luz e o que se viu: homens e mulheres a brincar, relembrando a infância perdida na voragem dos anos. Bonecos grandes, pequenos, moldados por mãos que há muito não brincavam. Será esta a função científica da neve? Que homens esqueçam por instantes os problemas que a vida cria?

5 TEXTO DE ORTÊNCIA MURADÁS DAPENA, DE OUTUBRO DE 1965, E PUBLICADO EM SEU LIVRO “ADEUS AO MUNDO”, EM 1975 E a neve continuava a cair. Primeiro, em flocos miúdos; depois já eram maiores cobrindo árvores, casa, tudo de branco. E mais habitantes povoaram a cidade. Seriam estes os discutidíssimos Homens da Neves? À tarde, fui ao quintal afundando minhas botinhas naquela lama branca. Tive vontade de abaixar-me, juntar neve, fazer um lindo boneco. Mas, de súbito, parei. Pela manhã eu já tentara moldar um, mas o que fizera era algo grotesco, informe, lembrando certas pinturas e esculturas modernas, que não se sabe que animal ou coisa teve por modelo. Era simplesmente um monte de neve encimado por uma bola, também de neve. Como ia fazer um boneco de neve quem em criança não fizera nem de pano? A matéria-prima continuou no chão tentando-me, mas para que estragar aquele tapete branco, fofo? Por que acordar a criança que tenho dentro de mim, se ela já não sabe brincar? Por momentos permaneci parada, olhando – e meditando – o espetáculo que, provavelmente, jamais tornarei a ver. Depois, voltei sobre meus passos, lentamente, pisando o tapete branco, foto que, com certeza, estaria destruído logo depois, com todas as coisas más e boas que a vida traz. UM DIA INESQUECÍVEL

6 PRAÇA DA MATRIZ

7 HOJE

8 PRAÇA DA MATRIZ

9 HOJE

10 RUA CORONEL PILLAR PRAÇA DA MATRIZ

11 HOJE

12 PRAÇA DA MATRIZ

13 RUA DUQUE DE CAXIAS AO FUNDO HOJE

14 IGREJA DA MATRIZ NA SETA PRAÇA DA MATRIZ

15 HOJE O MONUMENTO EM FRENTE É UM TRIBUTO À CARLOS GOMES

16 PRAÇA DA MATRIZ

17 RUA CORONEL MARTINS

18 HOJE

19 RUA CORONEL MARTINS

20 HOJE

21 RUA CORONEL MARTINS

22 AS CASAS ORIGINAIS NÃO EXISTEM MAIS HOJE

23 AVENIDA VENÂNCIO AIES CONHECIDA AGÊNCIA DA CREFISUL NA SETA

24 HOJE

25 RUA PINHEIRO MACHADO

26 ESQUINA COM AVENIDA GENERAL OSÓRIO HOJE

27 PRAÇA GENERAL FIRMINO

28 HOJE

29 PRAÇA GENERAL FIRMINO

30 HOJE

31 RUA MARECHAL FLORIANO

32 HOJE

33 RUA MARECHAL FLORIANO

34 HOJE

35 RUA MARECHAL FLORIANO

36 HOJE

37 RUA MARECHAL FLORIANO

38 AVENIDA GENERAL OSÓRIO IRMÃOS MARCHIONATTI EDIFÍCIO CENTAURO

39 AVENIDA PADRE PACHECO SANTINHA

40 HOJE

41 AVENIDA SATURNINO DE BRITO MONUMENTO DA CUIA, NA SETA

42 HOJE

43 RUA VOLUNTÁRIOS DA PÁTRIA CASA ANÔNIMA

44 HOJE

45 ANÔNIMOS NEVASCA

46 ANÔNIMOS NA PRAÇA GENERAL FIRMINO NEVASCA

47 ANÔNIMOS NA PRAÇA DA MATRIZ NEVASCA

48 ANÔNIMOS NO QUARTEL 29º G.A.C. NEVASCA

49 PRAÇA DA MATRIZLOCAL IGNORADO

50 NEVASCA

51 ANÔNIMO, PROVAVELMENTE NO CLUBE ARRANCA OU CAÇA E PESCA

52 “ Um sonho que não se interpreta é uma carta que não se lê.” Talmude PENSE NISSO

53 CRUZ ALTA-RS 191 ANOS Fotos atuais e montagem: Alfredo Roeber Agradecimento especial: Alex Della Méa Música: “PIAZITO DE CAMPANHA” Interpretação: Nenito Sarturi 18/08/2012

54 VISITE CRUZ ALTA

55 fim OBRIGADO PRÓXIMO

56 Se você gostou da montagem, envie para seus amigos; Se você quer contribuir com novas montagens me envie fotos antigas de Cruz Alta; Veja os demais projetos “Nossa Velha-Nova Cruz Alta e atualizações no endereço: Alfredo Roeber Amigo(a),


Carregar ppt "Cruz Alta Nossa Velha - Nova Parte 53 A Nevasca do Século Mais sobre a nevasca de 1965 nos projetos 08 e 29 20 DE AGOSTO DE 1965."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google