A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O GOLPE MILITAR DE 1964: ANOS DE CHUMBO 1945- FIM DA DITADURA DE VARGAS: BRASIL PASSOU POR UM PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA DEMOCRACIA: SINDICATOS LIGAS CAMPONESAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O GOLPE MILITAR DE 1964: ANOS DE CHUMBO 1945- FIM DA DITADURA DE VARGAS: BRASIL PASSOU POR UM PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA DEMOCRACIA: SINDICATOS LIGAS CAMPONESAS."— Transcrição da apresentação:

1 O GOLPE MILITAR DE 1964: ANOS DE CHUMBO FIM DA DITADURA DE VARGAS: BRASIL PASSOU POR UM PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA DEMOCRACIA: SINDICATOS LIGAS CAMPONESAS UNE (UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES) CPC (CENTRO POPULAR DE CULTURA) ESSAS ORGANIZAÇÕES ALARMAVAM OS GRUPOS CONSERVADORES QUE AS VIAM COMO SINTOMAS DO AVANÇO DO COMUNISMO. CONSERVADORES CRIARAM OS IPES PARA COMBATER OS "ESQUERDISTAS (COMUNISTAS)

2

3 PARLAMENTARISMO COM PROBLEMAS; GOVERNO PARALISADO PLEBISCITO SOBRE PARLAMENTARISMO- 74% DA POPULAÇÃO DISSE NÃO A ESSE SISTEMA E OCORREU A VOLTA DO PRESIDENCIALISMO. JANGO PROPÕE AS REFORMAS DE BASE. GRUPOS CONSERVADORES REALIZAM A MARCHA DA FAMÍLIA COM DEUS PELA LIBERDADE. JANGO ENFRENTA AINDA UMA GRAVE CRISE ECONÔMICA. EMPRESÁRIOS, CHEFES MILITARES (LUÍS CARLOS GUEDES, CASTELO BRANCO, MOURÃO FILHO), AJUDADOS POR PARTE DA BURGUESIA, LATIFUNDIÁRIOS, BANQUEIROS, SETORES DA CLASSE MÉDIA, DESENCADEARAM UM MOVIMENTO MILITAR DE TOMADA DO PODER E ASSIM NO DIA 31 DE MARÇO DE 1964 INICIAVA A DITADURA MILITAR NO BRASIL.

4 JOÃO GOULART

5 CASTELO BRANCO 1º PRESIDENTE DA DITADURA MILITAR

6

7

8

9

10 FORAM EDITADOS OS ATOS INSTITUCIONAIS AI-1, AI-2, AI-3CONSTITUIÇÃO DE 1946 FOI PARCIALMENTE SUSPENSA, AI-4: MAIS PODER AO EXECUTIVO (PRESIDENTE) MENOR AUTONOMIA AO LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO EXTINÇÃO DO PARTIDOS EXISTENTES CRIAÇÃO DE DOIS PARTIDOS ARENA – FAVORÁVEL AO GOVERNO MDB – OPOSIÇÃO TOLERADA PELO REGIME CASSAÇÃO DE POLÍTICOS SUSPENSÃO DOS DIREITOS INDIVIDUAIS.

11 CONSTITUIÇÃO DE 1967: DITADURA LEGALIZADA

12 REAÇÕES AO GOLPE CIVIS QUE APOIARAM O GOLPE PENSARAM QUE OS MILITARES FICARIAM POUCO TEMPO NO PODER – SE ENGANARAM!!! OS PRÓPRIOS GRUPOS CONSERVADORES PASSARAM A FAZER OPOSIÇÃO AO GOVERNO, COMO POR EXEMPLO O JORNAL O ESTADO DE S. PAULO. POLÍTICOS QUE HAVIAM APOIADO OS GOLPISTAS PASSARAM A EXIGIR A REDEMOCRATIZAÇÃO CARLOS LACERDA, JK, JANGO COMPUSERAM A FRENTE AMPLA:MOVIMENTO DE RESISTÊNCIA AO GOLPE.

13 1968: UNE CONVOCOU OS ESTUDANTES PARA PASSEATAS E MANIFESTAÇÕES. MILITARES AS REPRIMIRAM VIOLENTAMENTE. O ESTUDANTE ÉDSON LUÍS FOI MORTO PELA POLÍCIA. POPULAÇÃO FICOU INDIGNADA. POUCOS DIAS DEPOIS...

14 PASSEATA DOS CEM MIL

15 MAIS DE CEM MIL PESSOAS FORAM ÀS RUA NO RIO DE JANEIRO PARA PROTESTAR CONTRA A DITADURA E DENUNCIAR O ASSASSINATO DO ESTUDANTE

16

17

18

19 RECUO DA CIDADANIA: RESPOSTA A ESSAS MANIFESTAÇÕES: RECRUDESCIMENTO DA REPRESSÃO FRENTE AMPLA FOI CONSIDERADA ILEGAL CONTROLE SOBRE AS ORGANIZAÇÕES CIVIS PROIBIÇÃO DE PASSEATAS

20 INCONFORMADO COM AS MEDIDAS DO GOVERNO MILITAR O DEPUTADO MÁRCIO MOREIRA ALVES, EM DISCURSO NO CONGRESSO NACIONAL, CONCLAMOU A POPULAÇÃO A BOICOTAR AS FESTIVIDADES DE 7 DE SETEMBRO, COMO FORMA DE MANIFESTAÇÃO PACÍFICA AO AUTORITARISMO DO GOVERNO.

21 COMO RESPOSTA, O GOVERNO MILITAR: FECHOU O CONGRESSO NACIONAL E DECRETOU O MAIS TERRÍVEL DOS ATOS INSTITUCIONAIS: O AI- 5

22 O AI-5 AUTORIZAVA O PRESIDENTE A: FECHAR O CONGRESSO NACIONAL FECHAR AS ASSEMBLEIAS LEGISLATIVAS FECHAR AS CÂMARAS MUNICIPAIS SUSPENDER OS DIREITOS POLÍTICOS DOS CIDADÃOS. INTERVIR NOS ESTADOS E MUNICÍPIOS CASSAR MANDATOS POLÍTICOS DECRETAR ESTADO DE SÍTIO SUSPENDER O DIREITO AO HABEAS-CORPUS

23 FORAM CRIADAS PELOS MILITARES: A OBAN – OPERAÇÃO BANDEIRANTE SUBORDINADA AO DOI-CODI: DESTACAMENTO DE OPERAÇÕES E INFORMAÇÕES-CENTRO DE DEFESA INTERNA E O DOPS: DEPARTAMENTO DE ORDEM POLÍTICA E SOCIAL. HAVIA TAMBÉM ORGANIZAÇÕES PARAMILITARES QUE PRENDIAM, TORTURAVAM E MATAVAM OS “SUBVERSIVOS”.

24 DOPS: FOTO ATUAL

25

26 Justiça de São Paulo declara ex-comandante do DOI-Codi responsável por tortura A Justiça de São Paulo declarou o coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra responsável pela prática de tortura em três pessoas durante o regime militar. Ustra comandou o DOI-Codi (Destacamento de Operações de Informações do Centro de Operações de Defesa Interna) de São Paulo na época da ditadura. 10 DE OUTUBRO DE 2008

27

28

29

30

31

32 2007: GOVERNO RECONHECE PELA PRIMEIRA VEZ TER HAVIDO TORTURA NO BRASIL. RESTA AGORA, GARANTIR QUE SEMELHANTES ABUSOS DOS DIREITOS HUMANOS NÃO SE REPITAM NUNCA MAIS!

33 OPOSIÇÃO AO REGIME MILITAR: LUTA ARMADA GUERRILHAS – INSPIRADOS NA REVOLUÇÃO CUBANA. GUERRILHEIROS ASSALTAVAM BANCOS PARA CONSEGUIR DINHEIRO E COMPRAR ARMAS SEQUESTRAVAM EMBAIXADORES ESTRANGEIROS, A FIM DE TROCÁ-LOS POR PRESOS POLÍTICOS FERIDOS E TORTURADOS NAS PRISÕES. A OPOSIÇÃO AO REGIME NÃO CONSEGUIU MOBILIZAR A POPULAÇÃO CONTRA A DITADURA.

34 MODERNIZAÇÃO CONSERVADORA MODERNIZAÇÃO E CRESCIMENTO ECONÔMICO SEM CONCESSÕES SOCIAIS. INTERVENÇÃO DO ESTADO NA ECONOMIA INVESTIMENTO EM SETORES ESTRATÉGICOS: TRANSPORTE, ENERGÉTICO, COMUNICAÇÃO, SIDERURGIA. GOVERNO FEZ EMPRÉSTIMOS JUNTO A BANCOS ESTRANGEIROS. INCENTIVOU A CONTENÇÃO DE SALÁRIOS. CONTROLOU OS SINDICATOS. SETORES PRIORITÁRIOS PAGAVAM MENOS IMPOSTOS.

35 MEDIDAS DO GOVERNO PROMOVERAM O CRESCIMENTO ECONÔMICO E FOI CHAMADO DE MILAGRE BRASILEIRO

36 PROPAGANDAS DO “MILAGRE”

37

38 CONSEQUÊNCIAS NEGATIVAS DA MODERNIZAÇÃO CONSERVADORA (MILAGRE BRASILEIRO) CONCENTRAÇÃO DE RENDA: EMPRESÁRIOS LUCRA- VAM MUITO E OS TRABALHADORES RECEBIAM POUCO. AUMENTO DO CUSTO DE VIDA. AUMENTO DA DÍVIDA EXTERNA.

39 CRISE DO PETRÓLEO OS PAÍSES DO ORIENTE, MAIORES EXPORTADORES DE PETRÓLEO UNIRAM-SE E ELEVARAM O PREÇO DO BARRIL DO PETRÓLEO O BRASIL TEVE QUE GASTAR MAIS COM A IMPORTAÇÃO PORÉM OS NOSSOS CREDORES TAMBÉM NÃO PODIAM EMPRESTAR E AUMENTARAM OS JUROS DO DINHEIRO JÁ EMPRESTADO, AUMENTOU NOSSA DÍVIDA E O “MILAGRE” CAIU POR TERRA! TIVEMOS: INFLAÇÃO, RECESSÃO, DESEMPREGO.

40 CRISE DO REGIME MILITAR AGRAVAMENTO DOS PROBLEMAS ECONÔMICOS FORÇAS ARMADAS IMPOPULARES ESQUERDAS PRATICAMENTE DESAPARECIDAS “SEM AMEAÇA COMUNISTA, O REGIME MILITAR NÃO TINHA MAIS COM QUEM LUTAR. SOCIEDADE CIVIL VOLTOU A SE ORGANIZAR PARA RESISTIR AO REGIME MILITAR.

41 1974: GENERAL GEISEL ASSUME A PRESIDÊNCIA FORMULOU UM PROJETO DE ABRANDAMETO DA DITADURA: “ABERTURA LENTA, GRADUAL E SEGURA” PROCESSO DE TRANSIÇÃO QUE, AO FINAL DE ALGUNS ANOS, DEVOLVERIA O PODER AOS CIVIS IDENTIFICADOS COM AS PRO- POSTAS DOS MILITARES MEDIDAS DE GEISEL: ORA TOMAVA LIBERAIS, ORA MEDIDAS AUTORITÁRIAS- ERA PRECISO TER O CONTROLE DO PROCESSO.

42 APESAR DA INTENÇÃO DE CONTER OS ABUSOS DE ALGUNS MILITARES...

43 VLADIMIR HERZOG FOI ASSASSINADO

44 1978: AI-5 FOI EXTINTO, CENSURA DIMINUIU 1979: GENERAL JOÃO BAPTISTA FIGUEIREDO ENTROU PARA A PRESIDÊNCIA. FIGUEIREDO APROVOU A LEI DA ANISTIA: TODOS OS PRESOS OU EXILADOS QUE HAVIAM COMETIDOS CRIMES POLÍTICOS SERIAM PERDOADOS- DESDE QUE NÃO TIVESSEM SE ENVOLVIDO EM CRIMES DE SANGUE, PORÉM TODOS OS MILITARES SERIAM PERDOADOS, INCLUINDO OS TORTURADORES E ASSASSINOS.

45


Carregar ppt "O GOLPE MILITAR DE 1964: ANOS DE CHUMBO 1945- FIM DA DITADURA DE VARGAS: BRASIL PASSOU POR UM PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA DEMOCRACIA: SINDICATOS LIGAS CAMPONESAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google