A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mecanismos coesivos Turmas 02m1, 02m2 e 2m3 Profª.: Maria Anna Gerk.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mecanismos coesivos Turmas 02m1, 02m2 e 2m3 Profª.: Maria Anna Gerk."— Transcrição da apresentação:

1 Mecanismos coesivos Turmas 02m1, 02m2 e 2m3 Profª.: Maria Anna Gerk

2 A COESÃO REFERENCIAL Anáfora e catáfora SUBSTITUIÇÃO DE UM ELEMENTO POR OUTRO: Formas pronominais (pronominalização) Formas verbais Formas adverbiais Formas numerais REITERAÇÃO DE ELEMENTOS DO TEXTO: REPETIÇÕES DO MESMO TERMO : de forma idêntica; com um novo determinante; de forma abreviada; de forma ampliada; com forma cognata.

3 A COESÃO REFERENCIAL SINÔNIMOS OU QUASE-SINÔNIMOS Hipônimos Hipônimos: Comprou flores e deu as rosas para a mulher. Hiperônimos Hiperônimos: Vinha um ônibus, mas o pedestre não viu o veículo. Nomes genéricos Nomes genéricos: Trouxe cadernos, livros e outras coisas. Termos simbólicos Termos simbólicos: Arthur tinha dúvidas se iria para a Igreja, mas o apelo da cruz foi forte. E XPRESSÕES NOMINAIS DEFINIDAS Pelé foi a Paris. Lá, o maior jogador do século foi premiado.

4 A COESÃO RECORRENCIAL A RECORRÊNCIA DE TERMOS : Rosa falava, falava, falava... O PARALELISMO, que consiste na recorrência da mesma estrutura sintática: Pão no forno, água na garrafa e fruta na geladeira não alimentam. Observe: "N ÃO, NÃO SE TRATA DE DEFENDER MAIS INTERVENÇÃO DO E STADO NA ECONOMIA OU QUE O E STADO VOLTE A PRODUZIR AÇO..." ( SEM PARALELISMO ) "... não se trata de defender mais intervenção do Estado na economia ou a volta da produção estatal de aço...". Ou: "...não se trata de defender que o Estado intervenha mais na economia ou que volte a produzir aço...".

5 Os pares correlativos Os pares correlativos "não só... mas também", "tanto... como", "seja... seja", "quer... quer", "antes... que"criam no leitor a expectativa de uma construção simétrica ou paralela. Assim, dizemos: "Ele não só trabalha mas também estuda". Mas possivelmente não diríamos: "Ele não só trabalha mas também é estudante". Paralelismo nas Construções Paralelismo Semântico

6 A COESÃO SEQUENCIAL Garante continuidade e progressão. Muito se tem discutido, recentemente,sobre Isso se deve, sobretudo, ao fato de É relevante pensar que Um dos aspectos importantes a serem analisados a esse respeito se refere a Isso significa que Dessa forma, Além dessa questão, deve-se estar atento a Em outras palavras, Sendo assim, No entanto, não se pode desprezar o fato de Essa noção nos remete a Por esse motivo, As reflexões acerca d conduzem à ideia de que É importante ter em mente Somente dessa forma,

7 Exercícios 1- E M CADA UM DOS TEXTOS A SEGUIR A PRIMEIRA OCORRÊNCIA DE UM VOCÁBULO FOI DESTACADA. I DENTIFIQUE COMO SE REPETE ESSE MESMO ELEMENTO NO DECORRER DO TEXTO. a)Um amigo na vida é muito. Dois é demais. Três é impossível. A amizade necessita de certo paralelismo de vida, uma comunhão de pensamento, uma emulação de fins. (Adams) b) Não há mais do que uma história: a história do homem. Todas as histórias nacionais não são mais do que capítulos dessa história maior. (Tagore) c) Um livro é um cérebro que fala; fechado, um amigo que espera; esquecido, uma alma que perdoa; destruído, um coração que chora... (provérbio indiano)

8 2-N OS TEXTOS A SEGUIR, QUE SEGMENTOS ANTERIORES SÃO SUBSTITUÍDOS PELO VERBO FAZER ? a) Todos matam o que amam; uns o fazem com um olhar de ódio; outros, com palavras carinhosas; o covarde, com um beijo; o valente, com a espada. (Oscar Wilde) b) O juiz apitou corretamente todas as faltas, mas o bandeirinha não fez a mesma coisa com os impedimentos. 3- E M TODOS OS TEXTOS ABAIXO HÁ ELIPSE DE TERMOS. I DENTIFIQUE OS TERMOS OMITIDOS, ESCREVENDO - OS. a) Vale mais agir expondo-se a aborrecimentos do que arrepender-se de não haver feito nada. (Boccaccio) b) Nossas ações atuam sobre nós como nós, sobre elas. (Eliot)

9 4- I DENTIFIQUE, SUBLINHANDO, AS CATÁFORAS DOS TEXTOS A SEGUIR : a) A pior enfermidade da alma é o frio. b) Isto é o que mais incomoda os homens honestos: o ciúme. c) O maior jogador de futebol de todos os tempos é o que sempre será: Pelé. 5- I DENTIFIQUE OS MECANISMOS QUE REALIZAM A COESÃO NOS SEGMENTOS TEXTUAIS ABAIXO : a)O sinal de uma inteligência de primeira ordem é a capacidade de ter duas ideias opostas presentes no espírito ao mesmo tempo e, apesar disso, não deixar de funcionar. b)b) Possui tua cultura discretamente, como levas o relógio no bolso, sem tirá-lo a todo instante para demonstrar o que tens. c)c) O meu carro não pegou. Vamos no teu?

10 6- I NDIQUE UM VOCÁBULO DE SIGNIFICADO GERAL ( HIPERÔNIMO ) QUE SE APLIQUE A TODOS OS ELEMENTOS DOS CONJUNTOS A SEGUIR : abacate- abacaxi- ameixa- banana mosca- mosquito- pulga- barata cálcio- sódio- magnésio- enxofre trem- ônibus- automóvel- avião Física- Química- Biologia- Matemática sapatilha- sapato- tênis- sandália conto- crônica- romance- novela

11 7- S UBSTITUA O VERBO TER, NAS FRASES A SEGUIR, POR OUTRO DE SENTIDO ESPECÍFICO, FAZENDO AS MODIFICAÇÕES NECESSÁRIAS. O candidato não tinha documentos. A repórter tinha a simpatia de todos. Tive uma sensação de bem-estar. O livro tem mais de cem páginas. O ator teve presença de espírito. Tenho a função de fiscal aduaneiro. Não é permitido ter animais no prédio.

12 Substitua o verbo fazer, por outro de sentido específico. Deus fez o mundo em seis dias. A prefeitura fez banheiros nas praias. Fazia bonecos de barro. Fez uma crônica em meia hora. Faz a cama ao levantar-se. Fizeram dez anos de casados. Ela fez o jantar cedo. Gostava de fazer favores. Substitua o verbo pôr, por outro de sentido mais específico. Ponha o casaco, pois está frio. Quem quer vender algo, põe anúncio nos jornais. A lojista pôs vários quadros na parede. Resolveu pôr o dinheiro no banco. Tonto, pôs as mãos no encosto da cadeira. O ladrão se pôs atrás da porta. Não devemos pôr N antes de P ou B. Os parentes sempre lhe põem a culpa de tudo.

13 08-I NDIQUE UMA PALAVRA DE USO FORMAL CORRESPONDENTE À PALAVRA OU EXPRESSÃO DESTACADA NAS FRASES A SEGUIR. (D EVEMOS SEGUIR O PRINCÍPIO DA ECONOMIA DE PALAVRAS. S E PODEMOS DIZER ALGO COM MENOS PALAVRAS, QUE ASSIM SEJA FEITO...) A notícia o deixou de boca aberta. É moleza abrir um crediário naquela loja. O ambiente do bairro é barra pesada. Tomar banho de cachoeira é um barato. Me dei mal no concurso para juiz. O chefe estava de cabeça quente. Xícaras e copos a preço de banana.

14 09-I NDIQUE ADJETIVOS CULTOS CORRESPONDENTES ÀS PALAVRAS OU EXPRESSÕES DESTACADAS NAS FRASES A SEGUIR. O doente amanheceu com febre. O criminoso continuou sem castigo. O inimigo estava sem armas. A vítima ficou sem ação. É um desinfetante sem cheiro. A revolução está sem liderança.

15 10-C OMPLETE AS LACUNAS DAS FRASES A SEGUIR COM A PALAVRA MAIS ADEQUADA AOS CONTEXTOS, SELECIONANDO - AS ENTRE AS QUE ESTÃO ENTRE PARÊNTESES. Irritado com o procedimento do filho, ___________ -o pelo braço e trancou-o no quarto. ( conduziu- arrastou- levou) Depois de um dia cheio de trabalho, __________ até sua casa foi bastante cansativo. ( acompanhá-la- carregá-la- levá-la) As ondas deslizavam na areia, __________-a. ( arranhando- acariciando- molhando) O barco ___________ nas águas turbulentas do rio. ( afundou- mergulhou- penetrou)

16 11-Q UE FORMA DOS PRONOMES DEMONSTRATIVOS – ESTE, ESSE, AQUELE – DEVE SER EMPREGADA NAS FRASES A SEGUIR ? De quem é * carteira que acabo de encontrar? Maria, você vai sair com * vestido? Mário, você se lembra * nosso colega do curso primário? Paulo e Pedro já chegaram; * (Pedro)de carro e * (Paulo)de ônibus. Quem trouxe * notícia? 12-N A FRASE “O CARRETO QUE CONTRATEI PARA TRANSPORTAR MINHAS COISAS...” A PALAVRA COISAS PODE SER SUBSTITUÍDA POR QUE PALAVRA MAIS ESPECÍFICA ?

17 13-C OMPLETE AS LACUNAS COM PALAVRAS ADEQUADAS ÀS COMPARAÇÕES INICIAIS. Se um país é um ser vivo, as estradas são suas *e a capital é o seu *. Se uma mulher é uma estátua, seus pés são seu *. Se o Brasil é um gigante adormecido, seu progresso é seu *. Se o livro é um bom amigo, suas palavras são *. Se o vestibular é uma guerra, cada prova é uma *.

18 14-P REENCHA AS LACUNAS COM ONDE ( PARA LUGAR, ESPAÇO FÍSICO ) OU QUANDO ( PARA TEMPO ). Não se lembrava de ter tais dúvidas na adolescência, *todas as dúvidas se justificavam. Nas festas natalinas, *gastara mais do que devia, estava a origem das suas dificuldades. Na esquina da pracinha, * jogava futebol, é que conhecera aquela que viria a ser sua mulher. Não se lembrava mais de * a vira pela última vez, mas estava certo de que não fora em seu escritório da cidade. No cargo que ocupava na empresa há dois anos, * conseguira reunir um bom capital, sentia-se feliz. No banho de mar,*perdera a aliança, também lhe roubaram os óculos e a toalha.

19 15- A LGUNS MANUAIS DE REDAÇÃO ACONSELHAM QUE SE INICIE O PARÁGRAFO COM UMA ORAÇÃO SUBORDINADA ADVERBIAL, POIS ASSIM SE ESTABELECE UM CLARO NEXO DE SENTIDO ENTRE A ORAÇÃO INICIAL E A ORAÇÃO SUBSEQUENTE. T AL ESTRATÉGIA TAMBÉM SERIA INTERESSANTE PARA EVIDENCIAR A PROGRESSÃO TEMÁTICA, ENTRE OS PARÁGRAFOS. D ESENVOLVA E CONCLUA OS SEGUINTES INÍCIOS DE PARÁGRAFO A SEGUIR : a) À medida que o ser humano foi aprendendo a se proteger do meio ambiente, b)Embora tenhamos tentado nos proteger do meio ambiente durante três milhões de anos, c)Ainda que sejamos considerados inteligentes, d)Visto que os fenômenos naturais aterrorizavam os seres humanos, e)Tanto o ser humano fez para se proteger da natureza, que f)Caso a humanidade não mude seu relacionamento com o ambiente, g) A fim de que asseguremos nossa sobrevivência na terra, h) Enquanto o homem tentava se proteger do meio ambiente, i) Assim como qualquer ser vivo,


Carregar ppt "Mecanismos coesivos Turmas 02m1, 02m2 e 2m3 Profª.: Maria Anna Gerk."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google