A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Agrotóxicos, Transgênicos e Soberania alimentar Conferência Regional sobre Trabalho e Meio Ambiente São Paulo - 17, 18 e 19 de abril de 2006.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Agrotóxicos, Transgênicos e Soberania alimentar Conferência Regional sobre Trabalho e Meio Ambiente São Paulo - 17, 18 e 19 de abril de 2006."— Transcrição da apresentação:

1 Agrotóxicos, Transgênicos e Soberania alimentar Conferência Regional sobre Trabalho e Meio Ambiente São Paulo - 17, 18 e 19 de abril de 2006

2 Insegurança Alimentar 78 % das crianças desnutridas menores de 5 anos vivem em países com excedentes de alimentos. No mundo, 826 milhões de pessoas (uma em cada sete) não obtêm alimentos suficientes, sendo que 96% delas vivem em países em desenvolvimento. (FAO) Na América Latina são produzidos mais alimentos que o necessário para satisfazer toda a sua população, embora metade dos latino-americanos tenha uma dieta desequilibrada e insuficiente.

3 Baseado em um modelo industrial, foi e é um fracasso para o pequeno agricultor, para os trabalhadores agrícolas e para o consumidor As políticas, nas quais este modelo se baseia, geraram entre outros aspectos, a devastação ecológica e o desespero social das comunidades agrícolas. Os agricultores se converteram em produtores, os trabalhadores agrícolas se convertem em assalariados e as comunidades se convertem em consumidores, e os três são dominados totalmente pelas forças do mercado visando maximizar os lucros da agroindústria. O atual sistema agroalimentar

4 Baseado em valores produtivistas Depende de insumos externos Alto consumo de agrotóxicos e energia Produz graves danos ao ambiente e à saúde dos trabalhadores rurais e dos cidadãos em geral Não leva em consideração a qualidade social, qualidade de vida no trabalho e a qualidade ambiental O atual sistema agroalimentar

5 AGROBUSINESS

6 Produzir matando A Praga dos Agrotóxicos

7 AGROBUSINESS No setor agrícola se utilizam 750 mil produtos e compostos químicos. (OIT) Produzir matando A Praga dos Agrotóxicos Morrem mais de 220 mil ao ano, 25 mortes por hora. (PAN) Intoxicam-se entre 3 e 5 milhões anualmente. (OIT) 1998, os estoques de agrotóxicos nos países pobres se elevam a 100 mil toneladas. (FAO)

8 AGROBUSINESS Em 1965 se contabilizaram 120 pragas. Em 1977 foram 364, hoje há mais de 500 insetos resistentes aos praguicidas. (FAO) Da Terra ao Petróleo 1 de cada 4 hectares destinadas à agricultura tem sido deteriorada pelos agrotóxicos.

9 Uruguai, uma de cada quatro explorações rurais tem desaparecido nos últimos 30 anos. Argentina, Córdoba, produtores menos por ano. Santa Fé, desapareceu o 48% dos produtores.

10 Uma agricultura sem agricultores Mato Grosso - Brasil Brasil, o 1% dos estabelecimentos agrícolas concentra o 45% do total de terras cultiváveis.

11 A Praga dos Agrotóxicos Nemagón-Nicaragua

12 sacos de lixo 660 toneladas Mais de quilos de agrotóxicos O lixo tóxico da Delta & Pine no Paraguai

13

14

15

16 Na última década, 10 empresas passaram a controlar 49 % do comércio mundial de sementes. As três maiores (Monsanto, Dupont-Pioneer e Syngenta) controlam 32 % do mercado global de sementes, além de 33 % das vendas mundiais de agrotóxicos. Junto com a Delta & Pine, elas detêm 86 % das patentes sobre variantes da tecnologia Terminator e dominam a pesquisa agrícola industrial global.

17 O problema da insegurança alimentar não é de produção ou de tecnologia, mas sim de acesso dos povos, em particular dos camponeses, aos recursos produtivos próprios como a terra, a água, as sementes, bem como a outros meios de produção. Ou seja, é um problema de ordem política e não técnica, um problema de SOBERANIA ALIMENTAR.

18 A FAO define que “existe segurança alimentar quando todas as pessoas têm à sua disposição, em todo momento, acesso físico, social e econômico a alimentos suficientes, inofensivos e nutritivos, para satisfazer suas necessidades alimentares e suas preferências em relação aos alimentos a fim de levar uma vida ativa e sã ” (FAO 2000) Segurança Alimentar

19 É o direito dos povos a definir suas próprias políticas e estratégias sustentáveis de produção, distribuição e consumo de alimentos que garantam o direito à alimentação para toda a população. Com base na pequena e média produção, respeitando suas próprias culturas e a diversidade dos modos camponeses, pesqueiros e indígenas de produção agropecuária, de comercialização e de gestão dos espaços rurais, nos quais a mulher desempenha um papel fundamental. SOBERANIA ALIMENTAR

20 Por tudo isso, consideramos que devemos desenvolver modelos baseados no conceito de SOBERANIA ALIMENTAR

21 “No interesa la producción en masa, sino la producción de las masas.” José Lutzenberger


Carregar ppt "Agrotóxicos, Transgênicos e Soberania alimentar Conferência Regional sobre Trabalho e Meio Ambiente São Paulo - 17, 18 e 19 de abril de 2006."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google