A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CFM - Teologia da Igreja de Nova Vida - Prof. Martinho Lutero Semblano Curso de Formação Ministerial Teologia da Igreja de Nova Vida Prof. Martinho Lutero.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CFM - Teologia da Igreja de Nova Vida - Prof. Martinho Lutero Semblano Curso de Formação Ministerial Teologia da Igreja de Nova Vida Prof. Martinho Lutero."— Transcrição da apresentação:

1 CFM - Teologia da Igreja de Nova Vida - Prof. Martinho Lutero Semblano Curso de Formação Ministerial Teologia da Igreja de Nova Vida Prof. Martinho Lutero Semblano Aula 05 Angelologia (2ª parte)

2

3 II Satanás e os anjos rebelados

4 Terminologia

5 O termo “demônio” é oriundo de palavras distintas, ainda que comumente atribuída à várias entidades espirituais cultuadas nas regiões bíblicas O termo “demônio” é oriundo de palavras distintas, ainda que comumente atribuída à várias entidades espirituais cultuadas nas regiões bíblicas

6 HEBRAICO שֵׁד shed שֵׁד shed Oriunda do aramaico assírio שֵׁידָא sheidah: Oriunda do aramaico assírio שֵׁידָא sheidah:

7 “Sacrifícios ofereceram aos demônios ( שֵּׁדִים ֙ ), não a Deus” (Dt 32.17).

8 שָׂעִיר sa’ir שָׂעִיר sa’ir Oriunda de שָׂעַר sa’ar (“amedrontador”, que causa medo”, “horrível”): Oriunda de שָׂעַר sa’ar (“amedrontador”, que causa medo”, “horrível”):

9 “E nunca mais oferecerão os seus sacrifícios aos demônios ( שְׂעִירִם ), após os quais eles se prostituem” (Lv 17.7a).

10 GREGO KOINÉ δαίμων δαίμων Os gregos denominavam assim as divindades inferiores. O diminutivo δαιμόνιον foi usado no NT para os anjos rebelados. Os gregos denominavam assim as divindades inferiores. O diminutivo δαιμόνιον foi usado no NT para os anjos rebelados.

11 Além destes, o NT utiliza as palavras πνε ῦ μα e ἄ γγελος, dependendo a interpretação de seus contextos: Além destes, o NT utiliza as palavras πνε ῦ μα e ἄ γγελος, dependendo a interpretação de seus contextos:

12 “Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos ( ἀ γγέλοις)” (Mt 25.41).

13 “Respondendo, porém, o espírito (πνε ῦ μα) maligno, disse: Conheço a Jesus, e bem sei quem é Paulo; mas vós quem sois?” (At 19.16).

14 Características dos anjos rebelados

15 Têm personalidade

16 “E navegaram para a terra dos gadarenos... E, quando desceu para terra, saiu-lhe ao encontro, vindo da cidade, um homem que desde muito tempo estava possesso de demônios, e não andava vestido, nem habitava em qualquer casa, mas nos sepulcros. E, quando viu a Jesus, prostrou-se diante dele, exclamando, e dizendo com grande voz: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Peço-te que não me atormentes...” (Lc ).

17 Têm inteligência

18 “Entraram em Cafarnaum e, logo no sábado, indo ele à sinagoga, ali ensinava... E estava na sinagoga deles um homem com um espírito imundo, o qual exclamou, dizendo: Ah! que temos contigo, Jesus Nazareno? Vieste destruir-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus ” (Mc 1.21,23-24).

19 São sensíveis ao sofrimento

20 “Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Peço-te que não me atormentes (βασανίσ ῃ ς)” (Lc 8.28). Βασανίσ ῃ ς, de βάσανος, “tortura”.

21 Têm vontade própria

22 “E rogavam-lhe que os não mandasse para o abismo. E andava ali pastando no monte uma vara de muitos porcos; e rogaram-lhe que lhes concedesse entrar neles; e concedeu-lho” (Lc ).

23 São moralmente impuros

24 Oriundo de καθαρός, “puro”, “sem mistura”. “E, chamando os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos ( ἀ καθάρτων), para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal” (Mt 10.1).

25 Operam milagres (ainda que limitados)

26 Como no hebraico מוֹפֵת (mofet), e no grego τέρας, o significado é “maravilha”, “algo impressionante”. No português “milagre” é oriundo da palavra latina miraculum, que indica aquilo que pessoas “olham (miram) maravilhados”). Como no hebraico מוֹפֵת (mofet), e no grego τέρας, o significado é “maravilha”, “algo impressionante”. No português “milagre” é oriundo da palavra latina miraculum, que indica aquilo que pessoas “olham (miram) maravilhados”).

27 “E lançou Arão a sua vara diante de Faraó, e diante dos seus servos, e tornou-se em serpente... e os magos do Egito fizeram também o mesmo com os seus encantamentos. Porque cada um lançou sua vara, e tornaram-se em serpentes ; mas a vara de Arão tragou as varas deles” (Ex ).

28 “E Arão estendeu a sua mão sobre as águas do Egito, e subiram rãs... Então os magos fizeram o mesmo com os seus encantamentos, e fizeram subir rãs sobre a terra do Egito... e Arão estendeu a sua mão com a sua vara... e havia muitos piolhos nos homens e no gado... E os magos fizeram também assim com os seus encantamentos para produzir piolhos, mas não puderam... Então disseram os magos a Faraó: Isto é o dedo de Deus” (Ex 8.6-7,16- 19).

29 E no meio do povo de Deus, na igreja dos dias atuais? Isto ocorre? E no meio do povo de Deus, na igreja dos dias atuais? Isto ocorre?

30 “ Quando profeta ou sonhador de sonhos se levantar no meio de ti, e te der um sinal ou prodígio, e suceder o tal sinal ou prodígio, de que te houver falado, dizendo: vamos após outros deuses, que não conheceste, e sirvamo- los; não ouvirás as palavras daquele profeta ou sonhador de sonhos; porquanto o Senhor vosso Deus vos prova, para saber se amais o Senhor vosso Deus com todo o vosso coração, e com toda a vossa alma” (Dt ).

31 Procuram desviar os salvos

32 “ O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir ” (Jo 10.10a).

33 “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios ” (1Tm 4.1).

34 Promovem doenças

35 “E a sua fama correu por toda a Síria, e traziam-lhe todos os que padeciam, acometidos de várias enfermidades e tormentos, os endemoninhados, os lunáticos, e os paralíticos, e ele os curava” (Mt 4.24).

36 “E, convocando os seus doze discípulos, deu-lhes virtude e poder sobre todos os demônios, para curarem enfermidades ” (Lc 9.1).

37 O líder da rebelião dos anjos

38 Sua origem e posição inicial na hierarquia angelical

39 “Tu és o sinete da perfeição, cheio de sabedoria e formosura. Estavas no Éden, jardim de Deus; de todas as pedras preciosas te cobrias... no dia em que foste criado foram eles preparados. Tu eras o querubim da guarda ungido, e te estabeleci; permanecias no monte santo de Deus, no brilho das pedras andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia que foste criado, até que se achou iniquidade em ti... (cont.)

40 “(cont.) Na multidão do teu comércio se encheu o teu interior de violência, e pecaste; pelo que te lancei profanado fora do monte de Deus, e te farei perecer, ó querubim da guarda, em meio ao brilho das pedras. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor...” (Ez ).

41 O termo não-bíblico “Lúcifer” O termo não-bíblico “Lúcifer” Vulgata (séc. V) Vulgata (séc. V) Na bíblia se encontra apenas o termo “o brilho” ( הֵילֵ ֣ ל, ha- ilal). Na bíblia se encontra apenas o termo “o brilho” ( הֵילֵ ֣ ל, ha- ilal).

42 A Septuaginta (II a.C.): divindade grega “Fósforo” (Φωσφόρος), filho da deusa da aurora, “Eôs” ( Ἠ ώς). A Septuaginta (II a.C.): divindade grega “Fósforo” (Φωσφόρος), filho da deusa da aurora, “Eôs” ( Ἠ ώς). Bp. Lúcifer de Cagliari (séc. IV) Bp. Lúcifer de Cagliari (séc. IV)

43 “Como caíste do céu, ó estrela da manhã ( הֵילֵ ֣ ל, ha-ilal), filho da alva ( שָׁ ֑ חַר, shahar)! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono... subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo” (Is ).

44 Sua posição hierárquica era especial Sua posição hierárquica era especial

45 Como o termo “messias” ( מָשִׁ ֫ יחַ, mashiah), é oriundo de מָשַׁח, mashah, “ungido”. Como o termo “messias” ( מָשִׁ ֫ יחַ, mashiah), é oriundo de מָשַׁח, mashah, “ungido”. “Tu eras o querubim da guarda ungido ( מִמְשַׁ ֖ ח, mi-meshah), e te estabeleci” (Ez 28.14).

46 Demais qualificativos daquele anjo Demais qualificativos daquele anjo

47 Termo comum utilizado para os anjos, tanto no AT como no NT: Termo comum utilizado para os anjos, tanto no AT como no NT: “Estrela da manhã, filho da alva” (Is 14.12).

48 “Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina, quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam” (Jó b).

49 “ Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã ” (Ap 22.16).

50 “Cheio de sabedoria” (Ez 28.12).

51 כָּלִיל, kalil = “perfeito”, “completo”, “inteiro”. כָּלִיל, kalil = “perfeito”, “completo”, “inteiro”. Ez 28.12: “ Perfeito ( כָּלִיל, kalil) em formosura ”

52 Ez 28.12,15: “Sinete da perfeição ( תָּכְנִית, toknith)... perfeito ( תָּמִ ֤ ים, tamim) em todos os seus caminhos”

53 תָּכְנִית, toknith, de תָּכַן, takan, “medida certa”, “definição” תָּכְנִית, toknith, de תָּכַן, takan, “medida certa”, “definição” תָּמִ ֤ ים, tamim, “sem culpa” תָּמִ ֤ ים, tamim, “sem culpa”

54 Sua influência entre as nações que habitavam a terra antes de Adão

55 Do capítulo “Dia Zero (terceira parte)”, do livro “Bereshit: a criação, do Big Bang à costela de Adão”

56 A formação da terra “original”

57 Configurações diferentes da terra criada “no princípio” (Gn 1.1) da mencionada em Gn 1.2 Configurações diferentes da terra criada “no princípio” (Gn 1.1) da mencionada em Gn 1.2

58 “Porque assim diz o Senhor que criou (ברא, barah) os céus, o único Deus, que formou (יצר, yatsar) a terra, que a fez e a estabeleceu; que não a fez para ser um caos, mas para ser habitada” (Is 45.18a).

59 “A terra, porém, era (הָיְתָ ֥ ה, ha-yetah) sem forma ( וָבֹ ֔ הוּ, va-bohu) e vazia ( תֹ ֥ הוּ, tohu)” (Gn 1.2)

60 O que ocorreu entre a terra criada “habitável” e a terra encontrada “inabitável” (Gn 1.2)? O que ocorreu entre a terra criada “habitável” e a terra encontrada “inabitável” (Gn 1.2)?

61 O “primeiro” Éden O “primeiro” Éden Povoado? Povoado?

62 “ Estavas no Éden, jardim de Deus; de todas as pedras preciosas te cobrias... Tu eras querubim da guarda ungido, e te estabeleci; permanecias no monte santo de Deus, no brilho das pedras andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniquidade em ti” (Ez ).

63 Os primeiros habitantes: anjos, como o querubim ungido (que recebeu autoridade) Os primeiros habitantes: anjos, como o querubim ungido (que recebeu autoridade)

64 O contexto da rebelião angelical O contexto da rebelião angelical

65 “Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filho da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações ( גּוֹיִֽם, goyim)! Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação ( מוֹעֵ ֖ ד, moêd) me assentarei, nas extremidades do norte ( צָפוֹן, tsafon) ; subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo” (Is ).

66 “Na multiplicação do teu comércio ( רְכֻלַּת, rekulah), se encheu o teu interior de violência, e pecaste; pelo que te lançarei, profanado, fora do monte de Deus... lancei-te por terra, diante dos reis ( מְלָכִ ֛ ים, melakim) te pus, para que te contemplem. Pela multidão das tuas iniquidades, pela injustiça do teu comércio, profanaste os teus santuários ( מִקְדָּשׁ, mi- kadosh)...” (Ez )

67 A bíblia revela que havia na terra: “NAÇÕES” ( גּוֹיִֽם, goyim) Tinha características geográficas, como o “NORTE” (צָפוֹן, tsafon), o qual anelava dominar. Tinha características geográficas, como o “NORTE” (צָפוֹן, tsafon), o qual anelava dominar.

68 Tinha “REIS” ( מְלָכִ ֛ ים, melakim) e “TRONOS” ( כִּסְאִ ֑ י, kiss’i) o que aponta ao fato de que, apesar de ter recebido autoridade (daí ser “ungido”) e, consequentemente ter um “trono”, não detinha poder na região norte da terra, governada por outros “reis” de outras “nações”, o que lhe fazia desejar Tinha “REIS” ( מְלָכִ ֛ ים, melakim) e “TRONOS” ( כִּסְאִ ֑ י, kiss’i) o que aponta ao fato de que, apesar de ter recebido autoridade (daí ser “ungido”) e, consequentemente ter um “trono”, não detinha poder na região norte da terra, governada por outros “reis” de outras “nações”, o que lhe fazia desejar

69 Havia uma “ASSEMBLEIA” (local de reuniões, מוֹעֵ ֖ ד, moêd). Havia uma “ASSEMBLEIA” (local de reuniões, מוֹעֵ ֖ ד, moêd). Existiam “COMÉRCIO” ( רְכֻלַּת, rekulah). Existiam “COMÉRCIO” ( רְכֻלַּת, rekulah). Existiam “LOCAIS SAGRADOS” (מִקְדָּשׁ, mi-kadosh), talvez sendo o Monte de Deus o principal Existiam “LOCAIS SAGRADOS” (מִקְדָּשׁ, mi-kadosh), talvez sendo o Monte de Deus o principal

70 “Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono ( כִּסְאִ ֑ י, kiss’i)” (Is 14.13a).

71 Quem seriam os habitantes pré-adâmicos? Quem seriam os habitantes pré-adâmicos? “O primeiro homem ( ἄ νθρωπος), Adão, foi feito alma vivente...” (1Co 15.45).

72 “Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra ? Dize-mo, se tens entendimento... quando as estrelas da alva, juntas, alegremente cantavam, e rejubilavam todos os filhos de Deus ?” (Jó 38.4,7).

73 A queda de satanás e a rebelião angelical

74 1ª fase: desvio do caminho 1ª fase: desvio do caminho

75 “... até que se achou iniquidade ( עָ ֫ וֶל, ehvel = sem retidão) em ti” (Ez 28.15).

76 2ª fase: mudança de foco e de prioridades 2ª fase: mudança de foco e de prioridades

77 “... na multidão do teu comércio se encheu o teu interior de violência, e pecaste... tu que debilitavas as nações !” (Ez 28.16).

78 3ª fase: soberba 3ª fase: soberba

79 “Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor ” (Ez 28.17, Is 14.12).

80 4ª fase: orgulho e rebelião passiva 4ª fase: orgulho e rebelião passiva

81 “Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono... subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo ” (Is ).

82 Sobre o termo “estrelas de Deus”: Sobre o termo “estrelas de Deus”:

83 “Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina, quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam” (Jó b). “... ó, estrela da manhã, filho da alva” (Is 14.12)

84 Por isso Paulo foi inspirado a orientar a igreja sobre as lideranças a serem levantadas: Por isso Paulo foi inspirado a orientar a igreja sobre as lideranças a serem levantadas:

85 “É necessário, portanto, que o bispo... não seja neófito, para não suceder que se ensoberbeça e incorra na condenação do diabo ” (1Tm 3.2,6).

86 5ª fase: rebelião ativa 5ª fase: rebelião ativa

87 “Viu-se, também, outro sinal no céu, e eis um dragão... A sua cauda arrastava a terça parte das estrelas do céu, as quais lançou para a terra...” (Ap 12.3a-4a).

88 “Lancei-te por terra, diante dos reis te pus, para que te contemplem” (Ez 28.17b).

89 Caos: a terra “sem forma e vazia” (Gn 1.2)

90 “A terra, porém, era ( הָיְתָ ֥ ה, ha-yetah) sem forma ( תֹ ֥ הוּ, tohu) e vazia ( תֹ ֥ הוּ, tohu)” (Gn 1.2)

91 O caos foi instalado; A terra se tornou inabitável, deformada. Submersa. O caos foi instalado; A terra se tornou inabitável, deformada. Submersa. Milhões de anos. Várias eras geológicas. Milhões de anos. Várias eras geológicas.

92 Mas Deus não abandonou o seu projeto original. Seu Espírito pairava sob a face das águas... Mas Deus não abandonou o seu projeto original. Seu Espírito pairava sob a face das águas...

93 Para não sairmos do foco, outros assuntos relacionados à criação se encontram no livro “Bereshit: a criação, do Big Bang à costela de Adão”

94 Seu caráter expressado em seus “nomes”

95 Inútil (“Belial”)

96 “Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial ( בְלִיָּ ֑ עַל ); não conheciam ao Senhor” (1Sm 2.12).

97 בְלִיָּ ֑ עַל, belia’al, “inútil”, “sem proveito”, advém de בְּלִי, beli (adv. De negação) e יָעַל, ya’al, “aproveitamento” בְלִיָּ ֑ עַל, belia’al, “inútil”, “sem proveito”, advém de בְּלִי, beli (adv. De negação) e יָעַל, ya’al, “aproveitamento”

98 Mentiroso

99 “ Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai... não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira ” (Jo 8.44a).

100 Acusador, difamador e caluniador (“Diabo”)

101 “Então, o diabo (διάβολος) o levou à cidade santa, colocou-o sobre o pináculo do templo” (Mt 4.5).

102 διάβολος é oriundo do termo διαβάλλω (“eu acuso”, “eu difamo”) que une as palavras διά (“através de”, “junto a”) e βάλλω (“lançar”, jogar contra”).

103 “Perguntou o Senhor a Satanás: donde vens?... de rodear a terra e passear por ela. Perguntou ainda o Senhor...: Observaste a meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus?... (cont.)

104 (cont.) Então respondeu Satanás [aqui ele começa a acusar e caluniar Jó] : Porventura Jó debalde teme a Deus? Acaso não o cercaste com sebe,a ele, a sua casa e a tudo quanto tem? a obra de suas mãos abençoaste, e os seus bens se multiplicam na terra. (cont.)

105 (cont.) “...Estende, porém, a tua mão [aqui pode-se perceber seu limite de autoridade sobre os salvos], e toca-lhes, em tudo quanto tem, e verás se não blasfema contra ti na tua face!” (Jó ).

106 Enganador sutil

107 “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas ( μεθοδείας = truque ) do diabo ” (Ef 6.11).

108 “a serpente enganou a Eva com a sua astúcia ( πανουργί ᾳ )” (2Co 11.3). πανουργί ᾳ, “habilidade”, de πανο ῦ ργος, “inteligente”, “arguto”, “esperto”

109 “Então, o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito : Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te susterão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra” (Mt 4.5-6).

110 Tentador

111 “A seguir, foi Jesus levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo... Então, o tentador (πειράζων), aproximando-se, lhe disse...” (Mt 4.1,3).

112 πειράζων, “tentador”, se origina de πε ῖ ρα, “experimento”, “tentativa”. πειράζων, “tentador”, se origina de πε ῖ ρα, “experimento”, “tentativa”.

113 Adversário (“Satanás”)

114 “Deus me mostrou o sumo sacerdote Josué, o qual estava diante do Anjo do Senhor, e Satanás ( שָׂטַן ) estava à mão direita dele, para se lhe opor” (Zc 3.1).

115 “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente ; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar...” (Gn 3.15).

116 Desde o início da humanidade satanás tentou eliminar tal descendente: Desde o início da humanidade satanás tentou eliminar tal descendente:

117 “Caim, que era do maligno e assassinou a seu irmão...” (1Jo 3.12). E muitos outros assassinatos.. E muitos outros assassinatos..

118 Nos dias atuais, luta para evitar a salvação... Nos dias atuais, luta para evitar a salvação...

119 “Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus” (2Co 4.3-4).

120 Ladrão

121 “ O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir ” (Jo 10.10a).

122 Cruel

123 “ Um espírito se apodera dele e, de repente, grita e o atira por terra, convulsiona-o até espumar, e dificilmente o deixa depois de o ter quebrantado... Quando [Jesus] ia se aproximando, o demônio o atirou no chão e o convulsionou ; mas Jesus repreendeu o espírito imundo, curou o menino e o entregou a seu pai” (Lc 9.39,42).

124 Assassino

125 “Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio ” (Jo 8.44a).

126 Condutor de pragas (“Belzubú”)

127 “Este não expele demônios senão pelo poder de Belzebu (Βεελζεβούλ), maioral dos demônios” (Mt 12.24).

128 Βεελζεβούλ, dos termos hebraicos בַּ ֫ עַל, ba’al, “senhor”, e זְבוּב, zebub, “moscas”. Entidade filisteia de Ecrom, que direcionava os insetos protegendo as plantações. Βεελζεβούλ, dos termos hebraicos בַּ ֫ עַל, ba’al, “senhor”, e זְבוּב, zebub, “moscas”. Entidade filisteia de Ecrom, que direcionava os insetos protegendo as plantações.

129 “Na multidão do teu comércio se encheu o teu interior de violência, e pecaste...” (Ez 28.13).

130 Anjo do abismo e destruidor (“Abadom” e “Apoliom”)

131 “e tinham sobre eles, como seu rei, o anjo do abismo, cujo nome em hebraico é Abadom ( אֲבַדּוֹן ), e em grego, Apoliom ( Ἀ πολλύων )” (Ap 9.11).

132 אֲבַדּוֹן, abadon, do verbo אָבַד, abad, “destruir” אֲבַדּוֹן, abadon, do verbo אָבַד, abad, “destruir”

133 Ἀ πολλύων, da preposição ἀ πό, “de”, “desde”, e do termo ὄ λεθρος, “ruínas”, “destruição”. Ἀ πολλύων, da preposição ἀ πό, “de”, “desde”, e do termo ὄ λεθρος, “ruínas”, “destruição”.

134 Grande dragão, antiga serpente, sedutor de todo o mundo

135 “Foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo...” (Ap 12.9).


Carregar ppt "CFM - Teologia da Igreja de Nova Vida - Prof. Martinho Lutero Semblano Curso de Formação Ministerial Teologia da Igreja de Nova Vida Prof. Martinho Lutero."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google