A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ciência – Metodologia – Métodos - Processos - Técnicas = Conhecer ; agir e interagir na realidade Conceitos ( EM SALA DE AULA) Método: plano geral, abrangente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ciência – Metodologia – Métodos - Processos - Técnicas = Conhecer ; agir e interagir na realidade Conceitos ( EM SALA DE AULA) Método: plano geral, abrangente."— Transcrição da apresentação:

1

2 Ciência – Metodologia – Métodos - Processos - Técnicas = Conhecer ; agir e interagir na realidade Conceitos ( EM SALA DE AULA) Método: plano geral, abrangente Processo: aplicação especifica do plano metodológico, composto de sequencia ordenada de atividade. É o método operacionalizado. Obs. O processo pode ser de forma INTELECTUAL e OPERACIONAL. Não há quem vem primeiro mas saber o que e quando será viável começar a opção. O processo corresponde à dinamização do caminho do método. Constitui-se normalmente a ação obtida através da aplicação de normas e técnicas na busca de um determinado fim. A técnica é uma resposta à questão: “por quais meios chega-se ao conhecimento X ou Y? Vejamos: No nível das etapas, são estritamente ligadas ao método e ao processo empregado. Enquanto as técinicas representam a maneira de atingir um propósito bem-definido, a partir de uma orientação básica dada pelo método.

3 AS CIÊNCIAS ( conceito em sala de aula) Dessa forma, pode-se considerar o MÉTODO como uma estratégia delineada, e as TÉCNICAS, como as ‘táticas’ necessárias para a operacionalização. Atenção: no plano da Metodologia Científica: Métodos, procedimentos técnicos e referenciais epistemológicos são componentes INSEPARÁVEIS na investigação. Portanto: metodologia não pode ser reduzida a uma simples aplicação de técnicas como se, em decorrência do rigor da aplicaçãodelas, pudéssemos ter pesquisas “boas” ou “más”. Isso só pode ser superado concebendo o método como ’teoria explicativa’ abrangendo os caminhos que as ciências percorreram e percorrem para a produção do conhecimento. Nota: referenciais epistemológicos – EXPLICAÇÃO EM SLIDE COMO ADENDO PARA EXPLICAR A EXPRESSÃO EPISTEMOLOGIA

4 epistemologia Segundo Platão - A crença é um determinado ponto de vista subjetivo. O conhecimento é crença verdadeira e justificada.subjetivojustificada analisar o que ocorre, determinar por que ocorre dessa forma e utilizar estes conhecimentos para antecipar uma realidade futura. A teoria de Platão abrange o conhecimento teórico, “o saber que”. Tal tipo de conhecimento é o conjunto de todas aquelas informações que descrevem e explicam o mundo natural e social que nos rodeia. Este conhecimento consiste em descrever, explicar e predizer uma realidade. Isto é:teóricorealidade Há outro tipo de conhecimento, não abrangido pela teoria de Platão. Trata-se de um conhecimento técnico, ‘o saber como’.técnico A epistemologia também estuda a evidência (entendida não como mero sentimento evidênciasentimento que temos da verdade do pensamento,verdadeensamento mas sim no sentido forense de prova), isto é, os critérios provacritérios de reconhecimento reconhecimento da verdade.

5  As técnicas são aplicadas em obediência e com a orientação geral do método, solucionando problemas para que as diversas etapas do método sejam alcançadas.  Não se pode confundir método e técnica. Por quê? O método estabelece de modo geral “o que fazer”, e a técnica nos dá o “como fazer”, isto é, a maneira mais hábil e perfeita de fazer uma ação. Iremos retornar ao assunto posteriormente no tópico: MÉTODO, TEORIA E LEI CIENTÍFICA.

6  Conhecimento popular ou empírico – ou Conhecimento Sensível ( senso comum; também denominado vulgar)  Conhecimento religioso ou teológico  Conhecimento filosófico  Conhecimento científico

7  CARACTERÍSTICAS – SENSITIVO; SUPERFICIAL; SUBJETIVO; DESTITUÍDO MÉTODO; IMPREGNADO DE PROJEÇÕES PSICOLÓGICAS SENSITIVO: sentir o que lhe é agradável ou desagradável. É o dado mais elementar aquilo que é imediatamente vivido pelo sujeito situado no mundo. Observação: nessa característica, o homem em seu processo de conhecimento não consegue discernir o essencial do acidental, apreendendo apenas aspectos externos dos objetos e dos fatos. Exemplo: quando dizemos que vemos o céu azul na realidade é necessário que antecipadamente tenhamos a sensação de certas linhas de cores e a sensação do azul, que em seguida, interpretamos e organizamos para chegar à percepção desse objeto

8 Superficial - retém-se nesse caso, aquilo que é aparente, sem ater-se ä análise de antecedentes e consequentes que provocam a ocorrencia do fenômeno. Exemplo: se um objeto cair de sua mão, para onde pode usualmente ir? Não constata que Isasac Newton demonstrou a lei da gravidade. Subjetivo - concepção individual, conhecimento direto com o mundo objetivo imediato em que se projeta o” eu “individual com a sua competência espontânea e por que não dizer, sensitiva. Assimétrico ( destituído de método) –não possui definições metodológicas que permitem a ordenação intencional e generalizada de fases que viabilizem a consyrução de um modelo inteligível, simples, preciso e verificável do mundo em que vive.Consequentemente, o saber é dispersivo e assimétrico. Impregnado de projeções psicológicas – trata-se de um conhecimento impregnado de paixões. Tal é o caso das superstições provindas de crenças que impregnam o comportamento do homem.

9  expressão da universalidade do conhecimento humano, de tal forma que a fonte é a fonte de todas as áreas do conhecimento humano.

10  defende a proposta de que a inteligência e a racionalidade diferem dos sentidos por natureza, e não só em grau. Nas coisas é que busca o Ser; o Ser é capaz de ser abstraído pela inteligência.  Do ponto de vista teológico a existência divina é evidente, e evidência não se demonstra e nem se experimenta ( no caso PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL), mas analisa, interpreta e explica- se. Considera-se neste caso Deus como ser evidente a priori; o Ser que possui a perfeição e, portanto, emana o princípio vital e coordena o plano exixtencial, através da existência.  NA TEOLOGIA O MÉTODO É REFLEXIVO E LÓGICO.  A FONTE DO CONHECIMENTO ENCONTRA-SE PRECISAM NECESSARIAMENTE SER CRISTÃOS.

11  Antiguidade  Idade Média e Renascimento  Revolução Científica  Revolução Industrial  Século XIX  Século XX

12  Hipócrates de Cós ( a.C.) – o pai da medicina  Teofrasto (ca. 320 a.C.) – Botânica  Mitos x Logos (sec. VII- VI a.C.)  Euclides – geometria (sec. III a.C.)  Aristóteles – lógica  Museu de Alexandria (300 a.C.)  Filosofia Natural como projeto intelectual amplo  O mundo intelectual possuía uma unidade inexistente hoje

13  Invasão da Europa pelos árabes – desenvolvimento da matemática  Roger Bacon – método experimental  Desenvolvimento da medicina  Leonardo da Vinci  Alquimia e Química  Teoria do impetus – influência sobre Galileo  Criação de uma tradição intelectual ampla  Institucionalização da filosofia natural nas universidades  Influência da imprensa no desenvolvimento da ciência

14  Medicina: Andreas Vesalius e William Harvey  Copérnico – teoria heliocêntrica  Galileo Galilei – método experimental; lei da queda dos corpos  Descartes (racionalismo) e Francis Bacon (empirismo)  Isaac Newton – matemática, física, astronomia; lei da atração universal  Desenvolvimento da Astronomia  Invenções: astrolábio, telescópio etc.  Surgimento das Sociedades Científicas

15  Invenção da máquina a vapor  Lavoisier e o desenvolvimento da química  Euler, Lagrange, Laplace e Gauss: desenvolvimento das ciências exatas  Medicina preventiva e vacinação  Criação e uso da energia  Influência recíproca entre ciência e produção industrial

16  Geometrias não- euclidianas e álgebra simbólica  Desenvolvimento impressionante da física, inclusive atômica  Surgimento da Biologia  Elementos químicos e tabela periódica  Medicina: controle de doenças  Século da eletricidade  Principais disciplinas modernas já se encontram estruturadas

17  Novos modelos para o átomo (Rutherford, Planck, Bohr, Sommerfeld e Chadwick)  Einstein e a teoria da relatividade  Mecânica quântica (Luis de Broglie, Heinsenberg, Schrödinger e Paul Dirac)  Medicina: tomografia computadorizada e ressonância magnética  Psicologia: Freud e a psicanálise  Da ciência da certeza à ciência da probabilidade  Corrida espacial  Desenvolvimento da genética  Século XXI: microeletrônica, microbiologia, energia nuclear, astronomia e lógicas abstratas

18  Mudança da família real para o Brasil: início da formação de uma infra- estrutura científica  República: modernização científica  Ditadura: retrocesso  Nova República: novas perspectivas  1810 – Biblioteca Nacional e Jardim Botânico (RJ)  1899 – Instituto Butantan e Instituto Oswaldo Cruz  SBPC  Década 1920 – Instituto Biológico, IPT  1945 – CTA e 1950 – ITA  1951 – CNPQ e CAPES  1962 – FAPESP

19  Exatas  Humanas  Biológicas  Formais  Empíricas


Carregar ppt "Ciência – Metodologia – Métodos - Processos - Técnicas = Conhecer ; agir e interagir na realidade Conceitos ( EM SALA DE AULA) Método: plano geral, abrangente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google