A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Encontro Nacional de Pós-Graduação em Medicina e Saúde 2007 José Roberto Lapa e Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro Análise da PG na área médica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Encontro Nacional de Pós-Graduação em Medicina e Saúde 2007 José Roberto Lapa e Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro Análise da PG na área médica."— Transcrição da apresentação:

1 Encontro Nacional de Pós-Graduação em Medicina e Saúde 2007 José Roberto Lapa e Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro Análise da PG na área médica de acordo com o sistema de avaliação da CAPES

2 Composição Áreas de Medicina Medicina –Medicina I: Clínica Médica –Medicina II: DIP, Radiologia, Patologia, Psiquiatria, Hemato, Reumato, Neurologia/Neurociências, Nutrição, Pediatria –Medicina III: Cirurgias, Ginecologia Obstetrícia, Ortopedia, Oftalmo/Otorrino

3 A PG em Medicina no Brasil 195 Programas de Pós-graduação reconhecidos pela Capes, que representam 7,95% do total de Programas de PG. 340 cursos (9,28% do total), sendo: –178 cursos de Mestrado Acadêmico (8,04%), –156 cursos de Doutorado (12,5%) e –6 cursos de Mestrado Profissional (2,98%),

4 Nº de Programas de Pós-graduação e Cursos recomendados e reconhecidos em 10/07/2007 Todas as áreasMedicina% (T)(M)(M)/(T) Nº de Programas de Pós- graduação Nº de Cursos Mestrado Doutorado Fonte: Site da CAPES/MEC (01/08/2007)

5 Nº de Cursos MESTRADO (1) Todas as áreas (T) Medicina (M) (M)/(T)13,38,04 Fonte: Site da CAPES/MEC (01/08/2007). (1) Cursos recomendados e reconhecidos em 01/0//2007. DOUTORADO (1) Todas as áreas (T) Medicina (M) (M)/(T)17,612,5 Fonte: Site da CAPES/MEC (01/08/2007). (1) Cursos recomendados e reconhecidos em 01/0//2007.

6 Todas as áreas (T) Medicina (M) (M)/(T)13,78,07 Nº de Docentes Fonte: Site da CAPES/MEC

7 Nº de alunos Matriculados (dez.) MESTRADO Todas as áreas (T) Medicina (M) (M)/(T)7,46,50 DOUTORADO Todas as áreas (T) Medicina (M) (M)/(T)9,159,11 Fonte: CAPES/MEC.

8 Nº de alunos Novos MESTRADO Todas as áreas (T) Medicina (M) (M)/(T)7,46,7 DOUTORADO Todas as áreas (T) Medicina (M) (M)/(T)10,512,15 Fonte: CAPES/MEC.

9 Nº de alunos Titulados MESTRADO Tod as as áreas (T) Medicina (M) (M)/(T)6,56,31 DOUTORADO Tod as as áreas (T) Medicina (M) (M)/(T)12,19,9 Fonte: CAPES/MEC.

10 Gráfico 1. Produção Científica Brasileira na Área Médica:

11 AVALIAÇÃO CAPES QUAL O IMPACTO DESTA EVOLUÇÃO DAS ÁREAS MÉDICAS NA AVALIAÇÃO DA PÓS- GRADUAÇÃO EM 2007?

12 Avaliação Distribuição dos Programas de DOUTORADO avaliados por conceito

13 Avaliação Distribuição dos Programas por nota Primeira vez que sistema “informatizado” e o Qualis foram empregados

14 Avaliação – Medicina 1 Distribuição dos Programas por conceito Resultados provisórios, aguardando julgamento de recursos

15 Distribuição percentual dos conceitos nos 4 últimos triênios (Medicina I) Spector 2004 Lapa 2007

16 Onde estávamos em 2001? Em 2001 completou-se o primeiro ciclo das mudanças iniciadas em 1996 Resultados da avaliação do triênio indicam a necessidade de novos caminhos para a PG Médica: integração de programas afins (Programa Institucional), integração graduação/ pós-graduação (Iniciação Científica, MD/PhD), mudança da matriz de fomento da PG/pesquisa nacional

17 Principais inadequações dos cursos identificadas durante a Avaliação 2001 Proposta Programa –Caráter Profissionalizante (lato sensu) –Disciplinas conteúdo profissionalizante –Programas pouco abrangentes restrito a especialidades –Caráter e constituição departamental –Linhas de pesquisas individuais ou isoladas (sem vínculo com AC)

18 Corpo Docente –Ausência de critérios Credenciamento e exclusão de docentes –Razão Professores Permanentes/outros docentes inadequada –Participação em múltiplos Programas –Baixo índice de post-doc –Assimetria orientações e produção científica –Baixa produção científica qualificada Principais inadequações identificadas durante a Avaliação 2001

19 Concentração dos PPGs - 85% do total de PPGs no Sul-Sudeste - 15% no restante do país -52% dos Programas do Sul-Sudeste obtiveram conceitos 5, 6 ou 7 -20% dos Programas do restante do país obtiveram conceitos 5, 6 ou 7 Principais inadequações identificadas durante a Avaliação 2007

20 Desafios da avaliação da área médica Periodicidade da avaliação: deve ser mantida a avaliação trienal ou aumentada para quadrienal, com avaliação continuada após dois anos? Automatização: o que poderemos ganhar com a implementação do SIR? Aumento do sarrafo: as áreas devem rever os critérios de classificação dos periódicos no sistema Qualis (rever a mediana dos Fatores de Impacto dos periódicos) ou manter o sistema atual? Transdisciplinaridade: deve-se propor incentivos para o aumento das atividades de ensino e pesquisa transdisciplinares ou deve-se esperar que aconteçam espontaneamente?

21 Case study: área médica da UFRJ Programa Clínica MédicaBA5566 Medicina (Anatomia Patológica)BC2345 Medicina (Cardiologia)AA3334 Medicina (Cirurgia Geral)AA3442 Medicina (Dermatologia)AA4342 Medicina (DIP)AA5565 Medicina (Endocrinologia)BB3355 Medicina (Gastroenterologia)BC32XX Medicina (Ortopedia)AA332X Medicina (Radiologia)AA4445 Medicina (Nefrologia)BC32XX OftalmologiaAB32XX OtorrinolaringologiaBC32XX Psiquiatria AA2345 PediatriaCEXXXX NeurologiaCEXXXX GinecologiaAC12XX ObstetríciaCE1XXX Pneumologia e TisiologiaBB2XXX


Carregar ppt "Encontro Nacional de Pós-Graduação em Medicina e Saúde 2007 José Roberto Lapa e Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro Análise da PG na área médica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google