A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Formação avaliativa Kit de transposição: grelha de avaliação de competências do jogador©

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Formação avaliativa Kit de transposição: grelha de avaliação de competências do jogador©"— Transcrição da apresentação:

1 Formação avaliativa Kit de transposição: grelha de avaliação de competências do jogador©

2 Introdução O kit permite aos treinadores utilizar a grelha para avaliar as competências que os estagiários desenvolvem no futebol. A apropriação da metodologia é concebida para 4 meios-dias. Para uma formação real de formação, é preciso prever 10 meios-dias.

3 Apresentação da formação Lembrete de competências-chave As competências no desenvolvimento do estagiário As competências desenvolvidas para o futebol

4 Apresentação das competências-chave Origem: Grupo de trabalho europeu => Recomendação do parlamento europeu (2006) Responde à questão: Quais são as competências necessárias para o Homem do século XXI, para se adaptar às constantes evoluções das sociedades atuais, para ser um cidadão ativo e para evoluir? Pontos-chave: evolução, integração social, cidadania ativa, emprego.

5 1.Comunicação na língua materna 2.Comunicação em línguas estrangeiras 3.Cultura matemática, ciências e tecnologia: raciocínio matemático para resolver problemas da vida quotidiana e conhecimentos gerais que permitam compreender o mundo da natureza. 4.Cultura numérica: domínio de base da ferramenta informática e da internet. 5.Aprender a aprender: competências de organização e metodologia de aprendizagem. 6.Competências interpessoais interculturais, sociais e cívica: compreensão de códigos de condutas, estruturas sociais e políticas. Bem-estar pessoal e coletivo. 7.Espírito de iniciativa: ser ativo e tomar a iniciativa no seio do seu ambiente. 8.Expressão cultural: expressão criadora, de ideias ou emoções. 8 competências chave

6 As competências no desenvolvimento do estagiário As competências de base que os indivíduos contróem ao longo da vida no decorrer do seu desenvolvimento podem ser apresentadas segundo quatro dimensões:

7 As competências no desenvolvimento do estagiário 1.As competências cognitivas  às competências do pensamento, à inteligência.  o ser humano adapta-se ao ambiente de forma ativa. A criança procura compreender o seu ambiente e a agir neste. Outro Sujeito Psicológico Meio Objetos

8 As competências no desenvolvimento do estagiário 2. As competências sociais Tal como o sujeito deve se adaptar aos diferentes elementos do seu ambiente, deve igualmente construir competências para se adaptar aos outros sujeitos. Deve igualmente integrar as regras, normas e valores da sociedade para se poder inserir facilmente. A cooperação, a descentração (capacidade de se representar e compreender o ponto de vista do outro) e as relações de reciprocidade (respeito mútuo) permitem à criança aceder a comportamentos sociais cada vez mais socializados.

9 3. O comportamento O comportamento remonta às maneiras de ser e agir de pessoas que o podem observar. Os comportamentos são, assim, múltiplos. Escolhemos observar duas categorias de comportamentos. Os comportamentos associados ao empenho do sujeito na realização de uma tarefa (participação, responsabilidade, pontualidade, autocrítica) e os associados à disciplina (respeito pela autoridade, respeito pelas regras, respeito pelo regulamento, fair play, modo de expressão). As competências no desenvolvimento do estagiário

10 4. Um equilíbrio psico-afetivo Em psicologia do desenvolvimento, consideramos que o sujeito deve ser apreendido a partir de quatro dinâmicas que o animam (a dinâmica cognitiva, social, biofisiológica e afetiva). Para poder mobilizar as suas competências, deve-se estabelecer um certo equilíbrio entre estas dinâmicas. A dinâmica afetiva cumpre uma função importante que pode impedir as outras dinâmicas. Assim, é importante que a criança tenha construído uma certa estabilidade graças a um sentimento de segurança, trazido pelo ambiente direto e um equilíbrio interno ao longo da construção de elementos fundadores da sua personalidade.

11 O CRESS desenvolveu ferramentas: de avaliação de competências desenvolvidas aquando de atividades desportivas de futebol: Kit pedagógico de transferência de solicitação de competências através da atividade desportiva. O Método Interativo de Resolução de Problemas (MIRP) solicite a reflexão de crianças, adolescentes ou adultos a partir de situações de resolução de problemas que têm de resolver. Este método consiste em solicitar aos jogadores que procurem soluções e as experimentem de forma a aperceberem-se por si do que funciona e do que não funciona. Estas solicitações de reflexão e questionamento favorecem o desenvolvimento do seu espírito crítico, um jogo "inteligente" e capacidades para estarem em conjunto (cooperação, consideração pelo outro, empenho coletivo…). As competências no desenvolvimento do estagiário

12 Grelha Tratamento da informação Resolver um problema Adquirido Em cursoNão adquirido Perceção: Identificar o problema Tomada de decisão operacional: Implementação de princípios e regras de ação Realização: ação realizada Tempo de reação Aprendizagem Adquirido Em cursoNão adquirido Sistematicidade Durabilidade Generalização Estar em equipa Integrar-se numa equipaAdquiridoEm cursoNão adquirido Construção da noção de companheirismo Espírito de equipa Ser ativo Trabalhar em equipaAdquiridoEm cursoNão adquirido Saber organizar-se Cooperação Tomada de iniciativa Escuta/tolerância para agir em conjunto Ser exigente consigo mesmo EmpenhoAdquiridoEm cursoNão adquirido Participação/investimento Responsabilidade Pontualidade Auto-avaliação DisciplinaAdquiridoEm cursoNão adquirido Respeito pela hierarquia/autoridade Respeito pelas regras Respeito pelos regulamentos Fair play Modo de expressão

13 Como utilizar a grelha no campo? Os observadores avaliam cada um dos componentes para cada jogador individualmente. Anotam, durante os exercícios propostos, se as competências pretendidas são adquiridas ou não por cada estagiário Os exercícios de campo permitem avaliar as competências principalmente em 3 domínios As competências para resolver um problema: competências cognitivas competências sociais comportamento Para cada domínio, detalhámos um exercício de campo que permite verificar a aquisição ou não de competências pretendidas A discussão, observação, a entrevista pessoal, permitem avaliar os outros 2 domínios Empenho Disciplina Para cada domínio, lembra-se as competências mobilizadas entre as 8 competências chave.

14 Resolver um problema Perceção: Identificar o problema: tenta-se saber: como é que o jogador pode compreender a situação para saber o que fazer (objetivo a atingir)? Em que fase se está (defensiva ou ofensiva)? Como é que se pode identificar o problema com a ajuda de componentes (bola, alvo [baliza a atacar, baliza a defender], adversários, etc.)? Tomada de decisão operacional: tenta-se saber se o jogador é capaz de implementar princípios e regras de ação: saber como fazer (ação a tomar para chegar à baliza: não perder a bola, jogar em movimento, criar incerteza…)? Pode-se escolher uma resposta tática, entre várias e o gesto que a desencadeia? Realização: ação realizada: O jogador consegue executar o que decidiu? Utilização de um gesto técnico adaptado à situação (passe, controlo…) O savoir faire. – No plano físico: deslocação (velocidade de reação e de curso), etc. – No plano técnico: gesto da escolha tática (jogo curto/jogo longo) Tempo de reação: O tempo empregue para a realização do problema é bastante rápido? Competências chave mobilizadas: Cultura matemática, ciências e tecnologia

15 30 m alvo Resolver um problema: exercício de campo

16 OBJECTIVOS: - opor-se à progressão da bola  proteger o eixo bola/baliza; reduzir o espaço de jogo do portador da bola; reduzir os ângulos e os intervalos - recuperar a bola  intercetar OBJETIVO: - esgotar o bónus da equipa adversária (defesas). A equipa parte com um bónus de 3 pontos (ou +) Ganha 1 ponto se um passe atravessa os 4 defesas + receção na cara (esquema) REGRAS: os jogadores que atacam fixam-se na sua zona Possibilidade de mudar em volta do campo Joga-se no solo Se a recuperação dos defesas, 5" para marcar na baliza sem oposição VARIANTES: Um jogador exterior pode penetrar no jogo (jogador de apoio) Dois jogadores exteriores podem penetrar no jogo Passe longo autorizado mas sem influência no desconto de pontos. COMPETÊNCIAS CHAVE OBTIDAS: Cultura matemática, ciências e tecnologia Descrição e instruções do exercício

17 - opor-se à progressão da bola proteger o eixo bola/baliza reduzir o espaço de jogo do portador da bola reduzir os ângulos e os intervalos - recuperar a bola intercetar -Montar no portador da bola durante o tempo de passe Se o defesa marca o atacante no momento do controlo, "pode-se dizer que isso está adquirido" Se o defesa marca o atacante mas o atacante consegue fazer o passe, "pode-se dizer que está em curso de aquisição" Se o defesa não marcar o atacante, "pode-se dizer que isso não está adquirido" - Recuperar a bola Se o defesa marca o atacante e consegue recuperar a bola, "pode-se dizer que está adquirido" Se o defesa marca o atacante com um tempo de atraso, mas o atacante ganha o passe, "pode-se dizer que está em curso de aquisição" Se o defesa não marcar o atacante, "pode-se dizer que isso não está adquirido" Como avaliar?

18 Aprendizagem: Existe aprendizagem, se confrontado com mais um novo problema compatível com os recursos à sua disposição, o sujeito transforma o seu comportamento inicial e formula as regras de ação que o levaram ao êxito (a partir da prática = autoanálise essencial). Sistematicidade da ação: Observamos uma diminuição da dispersão de respostas e estabilidade na sucessão de boas respostas (por ex. obter êxito 8 vezes em 10)? Durabilidade da ação: uma avaliação diferenciada no tempo permite ver se o jogador consegue renovar um desempenho e, assim, se adquiriu verdadeiramente uma competência. Generalização da ação: o jogador consegue reconhecer a semelhança entre várias situações com utilização e reorganização de regras apreendidas anteriormente, depois aplicação num determinado tipo de problema? Competências chave mobilizadas: Aprender a aprender

19 30 m alvo APRENDIZAGEM: exercício de campo

20 OBJECTIVOS: - opor-se à progressão da bola  proteger o eixo bola/baliza; reduzir o espaço de jogo do portador da bola; reduzir os ângulos; reduzir - reduzir a incerteza  orientar por um lado e dissuadir uma alternativa - recuperar a bola  intercetar OBJETIVO: - esgotar o bónus da equipa adversária (defesas). A equipa parte com um bónus de 3 pontos (ou +) Ganha 1 ponto se a bola ultrapassar as 4 zonas no mesmo sentido REGRAS: os jogadores atacantes fixam-se na sua zona Joga-se no solo, utilização do interior do pé Um passe obrigatório na zona antes de sair Se a recuperação dos defesas, 5" para marcar na baliza sem oposição VARIANTES: Passe longo autorizado mas sem influência no desconto de pontos. Se a recuperação dos defesas, autorizar a oposição ao 1.º passe ou ao 2.º contacto. Competências chave obtidas: Aprender a aprender Descrição e instruções do exercício

21 - opor-se à progressão da bola proteger o eixo bola/baliza reduzir o espaço de jogo do portador da bola reduzir os ângulos e os intervalos - reduzir a incerteza orientar por um lado dissuadir uma alternativa - recuperar a bola intercetar -Montar no portador da bola durante o tempo de passe Se o defesa marca o atacante no momento do controlo, "pode-se dizer que isso está adquirido" Se o defesa marca o atacante mas o atacante consegue fazer o passe, "pode-se dizer que está em curso de aquisição" Se o defesa não marcar o atacante, "pode-se dizer que isso não está adquirido" -Orientação do jogo Se o defesa marca o atacante e consegue orientar a bola numa zona favorável para a recuperação "pode-se dizer que está adquirido" Se o defesa marca o atacante com um tempo de atraso e tenta orientá-la mas o atacante ganha o passe, "pode-se dizer que está em curso de aquisição" Se o defesa não marcar o atacante, "pode-se dizer que isso não está adquirido" - Recuperar a bola Se o defesa marca o atacante e consegue recuperar a bola, "pode-se dizer que está adquirido" Se o defesa marca o atacante com um tempo de atraso, mas o atacante ganha o passe, "pode-se dizer que está em curso de aquisição" Se o defesa não marcar o atacante, "pode-se dizer que isso não está adquirido" Como avaliar?

22 Construção da noção de companheirismo: Espírito de equipa: trata-se aqui de avaliar o interesse manifestado pelo jogador pelo coletivo (um por todos, todos por um). Ele zela para que o seu investimento pessoal contribua para o coletivo, para que o "nós" prime sobre o "eu"? Ser ativo: o jogador torna-se ator para atingir um objetivo? Ou fica mais passivo? Competências chave obtidas: Sensibilidade, expressão cultural Integrar-se numa equipa

23 40-45 m m Integrar-se numa equipa: Exercício de campo

24 OBJECTIVOS: - Conservar e progredir - alternar fases de conservação e fases de desequilíbrio em função das configurações - jogar em movimento e coordenar os pedidos - criar e utilizar espaços OBJETIVO: - Fazer a bola progredir, desequilibrar a defesa e terminar REGRAS: Só 2 jogadores adversários defendem em zona superior Um defesa pode voltar para a sua zona de baliza Passe para trás livre A partir da zona central: passe para a frente recebido com 1 toque 3 passes no máximo para desequilibrar e 5" para marcar; marcador a 0 se voltar à zona inferior Recetor: não deve estar em duelo antes de pegar na bola e com a bola Portador da bola: não jogar sobre o recetor Competências chave mobilizadas: Sensibilidade, expressão cultural Descrição e instruções do exercício

25 - Conservar e progredir alternar fases de conservação e fases de desequilíbrio - criar e utilizar espaços jogar em movimento e coordenar os pedidos - Conservar e progredir Se o atacante identifica quando pode avançar, quando há espaço e dá a bola quando o espaço está bloqueado "pode-se dizer que está adquirido" se o atacante identica o bom passe mas a realização é falhada "pode-se dizer que está em curso de aquisição" Se o atacante faz sempre uma má escolha "pode-se dizer que isso não está adquirido" - criar e utilizar espaços Se o atacante identifica que, por meio de movimentos, pode criar espaços para os seus companheiros ou utilizá-los para fazer progredir a bola "pode-se dizer que está adquirido" Se o atacante identifica que, por meio de movimentos, pode criar espaços para os seus companheiros ou utilizá-los para fazer progredir a bola mas há um atraso na execução "pode-se dizer que está em curso de aquisição" Se o atacante não se desloca para criar ou utilizar os espaços "pode-se dizer que isso não está adquirido" Como avaliar?

26 Suposição de: Saber organizar-se: o jogador consegue hierarquizar as suas tarefas para tornar a sua ação operacional? Saber cooperar: o jogador manifesta ter a capacidade para articular os seus conhecimentos e as suas competências com as dos outros para atingir coletivamente um objetivo? Tomada de iniciativa: o jogador mostra ter capacidades para incentivar uma ação? Escuta/tolerância para agir em conjunto: este jogador monstra uma abertura aos outros? Pode-se identificar nele capacidades para ter em conta o ponto de vista de outros para o articular com o seu? Competências chave mobilizadas: Domínio da comunicação na língua materna, espírito de iniciativa e empreendedorismo Trabalhar em equipa

27 GG Trabalhar em equipa: Exercício de campo

28 OBJECTIVOS: - não perder a bola - jogar em movimento e coordenar os pedidos - utilizar o jogo de apoio e coordenar os cursos de apoio - criar e utilizar espaços OBJETIVO: - Fazer a bola progredir da zona 1 para a zona 3 depois desequilibrar e terminar; (idem em sentido inverso para a outra equipa) REGRAS: Os jogadores fixam-se nas suas zonas salvo um jogador que tem a possibilidade de subir de uma zona (1 para 2 ou 2 para 3), seja levando a bola, seja num passe Apoio joga em 1 toque de bola Sem fora de jogo VARIANTES: Passe para a frente interdito entre os jogadores da mesma linha O jogador de apoio deve jogar sobre um terceiro jogador Dois jogadores atacantes podem mudar de zona Competências chave obtidas: Domínio da comunicação na língua materna, espírito de iniciativa e empreendedorismo Descrição e instruções do exercício

29 - Conservar e progredir não perder a bola - criar e utilizar espaços jogar em movimento e coordenar os pedidos utilizar o jogo de apoio e coordenar os cursos de apoio - Conservar e progredir Se o atacante identifica quando pode avançar, quando há espaço e dá a bola quando o espaço está bloqueado "pode-se dizer que está adquirido" se o atacante identica o bom passe mas a realização é falhada "pode-se dizer que está em curso de aquisição" Se o atacante faz sempre uma má escolha "pode-se dizer que isso não está adquirido" - criar e utilizar espaços Se o atacante identifica que, por meio de movimentos, pode criar espaços para os seus companheiros ou utilizá-los para fazer progredir a bola "pode-se dizer que está adquirido" Se o atacante identifica que, por meio de movimentos, pode criar espaços para os seus companheiros ou utilizá-los para fazer progredir a bola mas há um atraso na execução "pode-se dizer que está em curso de aquisição" Se o atacante não se desloca para criar ou utilizar os espaços "pode-se dizer que isso não está adquirido" Como avaliar?

30 Participação/investimento: o jogador está particularmente implicado no seio da equipa? Responsabilidade: este jogador tem consciência das repercussões dos seus atos ou das suas decisões e assume as consequências dos mesmos? Pontualidade: ele respeita os horários? Auto-avaliação: ele tem consciência dos seus pontos fortes e dos seus pontos fracos? Competências chave mobilizadas: Competências sociais e cívicas Empenho

31 Respeito pela hierarquia/autoridade: ele respeita as decisões dos treinadores, dos árbitros, dos dirigentes do clube?… Respeito pelas regras: ele respeita as regras fixadas pelo grupo ou pelo treinador desportivo? Respeito pelos regulamentos: ele respeita o regulamento do futebol (posse, regras…) e o regulamento interno do clube? Fair Play: ele respeita assiduamente regras tácitas (perante os adversários, o público) ou impostas (regulamento)? Modo de expressão: ele exprime-se no respeito da sua pessoa e de outros? Competências chave mobilizadas: Competências sociais e cívicas Disciplina

32 Como complemento, pode-se preencher a grelha a partir do comportamento do estagiário fora do campo (balneário, vida do clube…)


Carregar ppt "Formação avaliativa Kit de transposição: grelha de avaliação de competências do jogador©"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google