A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CRISTIANISMO PRÁTICO Tiago 2:14:26. Texto básico “Mas alguém poderá dizer: Você tem fé, e eu tenho ações. E eu respondo: Então me mostre como é possível.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CRISTIANISMO PRÁTICO Tiago 2:14:26. Texto básico “Mas alguém poderá dizer: Você tem fé, e eu tenho ações. E eu respondo: Então me mostre como é possível."— Transcrição da apresentação:

1 CRISTIANISMO PRÁTICO Tiago 2:14:26

2 Texto básico “Mas alguém poderá dizer: Você tem fé, e eu tenho ações. E eu respondo: Então me mostre como é possível ter fé sem que ela seja acompanhada de ações. Eu vou lhe mostrar a minha fé por meio das minhas ações." (Tiago 2:18) 2

3 Introdução 3  Cristianismo autêntico é aquele que se mostra na prática.  De forma direta e explícita, Tiago expõe nessa seção a ideia de que a fé sem obras é vã, morta, inútil.  Essa seção é provavelmente a mais conhecida da carta de Tiago.

4 Distinção da Fé  Tiago usa a palavra fé de três formas diferentes em sua carta: 1. Primeiro é o da fé pessoal no Senhor Jesus Cristo, que é provada pelas tribulações (1:3). 2. O segundo diz respeito à confiança na revelação de Deus e de Jesus Cristo, suas promessas, poder e disposição para atender o fiel (1:6). 3. O terceiro é a adesão às doutrinas do cristianismo, uma profissão de fé em Deus e em Jesus Cristo (2:1). 4

5 Distinção da Fé  A fé subjetiva é aquela que diz a respeito do nosso crer.  A fé objetiva tem a ver com aquilo que é crido, como o conteúdo doutrinário do Cristianismo.  Obras neste contexto não são as obras lei, as quais se referem aos atos de obediência à lei de Moisés, realizados pelos judeus da sua época, com a intenção de obter méritos diante de Deus.  Com relação às obras deve ser entendido, aqui no capítulo 2, como atos de misericórdia para com os necessitados e, principalmente, como atos de obediência à vontade de Deus, conforme exemplificados por Tiago na vida de Abraão (2:21) e de Raabe (2:25).  O enfoque não é no esforço despendido no ato, mas no resultado obtido. 5

6 Distinção da Fé  O proveito da fé é a salvação.  Uma fé sem obras não tem proveito algum porque é falsa.  Portanto, não pode salvar.  A lógica de Tiago é esta: a salvação é mediante a fé; a fé produz obras; onde não há obras, a fé não existe.  Logo, profissão de fé sem obras que a acompanham não tem qualquer proveito.  Os nossos dias, o mais importante é sentir, experimentar sensações e fazer afirmações de fé.  Existe muito amor fútil em nosso meio.  O amor não pode ser apenas uma expressão de piedade no semblante.  Não adianta dizer: “que Deus os abençoe”, “Que Deus te dê paz, te aqueça e alimente”, “Vou orar por você”.  São palavras vazias desacompanhadas da intenção de fazer algo por alguém. 6

7 Distinção da Fé  Da mesma sorte que um cadáver é de nenhum proveito ou utilidade, e ele mesmo nada pode conseguir ou fazer, uma mera declaração de fé em Deus e Cristo Jesus não salvará a alma do pecador.  A fé se mostra pelas obras.  Ortodoxia significa doutrina correta.  A palavra que expressa a maior necessidade da Igreja hoje é ortopraxia, que significa conduta correta.  Uma profissão de fé doutrinariamente correta, sem obras, ações e atitudes decorrentes, é tão inútil quanto palavras vazias diante de pessoas carentes e necessitadas (2:16).  Absolutamente claro que a fé sem obras demonstra que a pessoa ainda não foi salva e que somente um insensato pensaria diferente. 7

8 Dois Exemplos de fé operante  Tiago e Paulo estão ensinando sobre fé e salvação em perspectivas absolutamente diferentes.  Paulo ensina teologia.  Tiago ensina ética.  O que Paulo está ensinando aos romanos é que para o novo nascimento, para a conversão, as obras não têm valor.  Só a fé é válida para produzi-los.  O que Tiago está dizendo é que após a conversão, a fé sozinha não tem valor. 8

9 Dois exemplos da fé operante  Quando Tiago fala de justificação pelas obras, ele não está ensinando que somos aceitos por causa das obras de justiça, mas sim que nossas obras manifestam que fomos aceitos por Deus.  O que Tiago está dizendo é que a justificação de Abraão se consumou pelo ato de obediência executado anos mais tarde, quando ofereceu Isaque (2:22).  Fé e obras andam juntas e cooperam mutuamente.  A relação entre elas é um caminho de mão dupla: a fé produz obras, que, por sua vez, aperfeiçoam a fé.  A fé que salva produz obras que explicitam a salvação. 9

10 Dois exemplos da fé operante  Mantenhamos essas duas coisas sempre em perfeito equilíbrio.  Não podemos negligenciar nem a fé nem as obras.  Porém, cada uma deve ser mantida em seu lugar: a fé, a raiz, as obras, o fruto.  Abraão é conhecido como o pai da fé e da nação judaica.  Raabe, por outro lado, era gentia e pecadora.  Mesmo assim, os dois tiveram uma fé que produziu resultados.  Raabe é justificada no sentido de demonstrar, por essa atitude em que arrisca a própria vida, que sua confiança no Deus de Israel é genuína e completa.  O corpo e espírito andam juntos.  O corpo precisa do espírito.  Da mesma sorte, fé e obras andam juntas.  Quando fé e obras estão juntas, temos vida. 10

11 Conclusão  A fé útil, na visão de Tiago, é a que demonstra a sua existência na obediência.  O apóstolo Paulo diz que somos destinados para as boas obras (Ef 2:10).  A salvação é somente pela fé, mas por uma fé que não está só.  Uma fé viva se expressa por obras.  Olhamos para uma vida de fé na qual as obras não são presentes.  Tudo está certo, tudo está nos seus devidos lugares, mas ela é tão viva quanto um cadáver.  Ou seja, está morta.  Crer e não agir é ser como um defunto espiritual, como um corpo sem vida. 11


Carregar ppt "CRISTIANISMO PRÁTICO Tiago 2:14:26. Texto básico “Mas alguém poderá dizer: Você tem fé, e eu tenho ações. E eu respondo: Então me mostre como é possível."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google