A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Obliteração Mastóide total em Encenado Canal-Up Timpanoplastia para Colesteatoma Facilita Aeração timpânica UNIVERSIDADE DE BRASILIA Otology & Neurotology.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Obliteração Mastóide total em Encenado Canal-Up Timpanoplastia para Colesteatoma Facilita Aeração timpânica UNIVERSIDADE DE BRASILIA Otology & Neurotology."— Transcrição da apresentação:

1 Obliteração Mastóide total em Encenado Canal-Up Timpanoplastia para Colesteatoma Facilita Aeração timpânica UNIVERSIDADE DE BRASILIA Otology & Neurotology 30:766Y770 ! 2009, Otology & Neurotology, Inc.

2 Introdução  Tuba Auditiva – Trompa de Eustáquio  A obstrução tubária parece ser de dois tipos: funcional e mecânica.  Funcional Parte Cartilaginosa da tuba é flácida e mais horizontalizada tornando os músculos tensores menos eficientes fazendo com que o liquido ingerido chegue à orelha média com mais facilidade  Mecânica Inflamação, principalmente por vias aéreas superiores.

3 Introdução  Artigo - O manejo cirúrgico dos colesteatomas provenientes de orelhas médias mal arejados permanece controversa porque não há nenhum meio completamente confiáveis ​​ cirurgicamente para normalizar disfunção tubária.

4 Introdução  Com o procedimento canal-parede-up, uma bolsa de retração sótão (RP) desenvolve-se frequentemente vários anos após a operação, e um colesteatoma reaparece nessa bolsa.  Quando o procedimento de canal na parede para baixo é usada, a membrana timpânica gradualmente adere à parede medial do ouvido médio, e os detritos se acumula na cavidade timpanomastóidea.

5 Introdução  Este artigo descreve uma técnica de obliteração total mastóide para uma encenação parede- canal-intacta (ICW) timpanoplastia que efetivamente controla colesteatomas.  A operação tem como objetivo criar uma cavidade gaseificada pequena timpânica, mantendo o conduto auditivo externo intacto para evitar recorrência futura de um colesteatoma.

6 Objetivo  Avaliar a aeração da orelha média após obliteração da mastóide total com pasta de osso e hidroxiapatita realizados na segunda fase intacta-canal-parede (ICW) timpanoplastia.

7  Estudo retrospectivo  Hospital Terciário  Pacientes: 42 ouvidos com colesteatoma foram submetidos a obliteração.

8 ICW timpanoplastia com TOTAL Obliteração mastóide Primeira fase de operação

9 Indicações para a obliteração da mastóide total na Segunda-fase de operação  Operação de Segunda fase é realizada um ano após a operação do primeiro Estágio.  Tomografia computadorizada (TC) do osso temporal é realizada uma semana antes da operação para avaliar a aeração do ouvido médio: 0  Não arejamento no ouvido médio 1  Apenas o mesotimpano é arejado 2  A cavidade timpânica inteira, incluindo o sótão, é arejado 3  Cavidades timpânicas e o mastóide são arejados

10 Classificação da orelha retração tambor ICW timpanoplastia com obliteração mastóide total é indicado para as orelhas com arejamento grau 0 a 2, enquanto que a obliteração mastóide não é indicado para os ouvidos, com arejamento, o grau 3.

11

12 Aeração timpânica pós-operatória avaliada com CT

13 Resultados  Teve um monitoramente de 3 anos em todas as 42 orelhas. Seguiram 27 orelhas de 26 pacientes, enquanto os restantes (15) foram seguidos por especialistas.  Nenhuma complicação pós-operatória, tais como perfuração do tímpano, infecção, entre outros foram observados nas 42 orelhas.

14 Tabela 3 mostra a relação entre retração tímpano e aeração do tímpano

15 Discussão  Operação deste artigo, obliteração total mastóide foi desenvolvido para atingir um propósito totalmente diferente dos procedimentos citados em outros artigos (1).  Objetivo da obliteração total da masótide foi criar uma pequena cavidade timpânica aerado, mantendo intacto um conduto auditivo externo e para prevenir a recorrência dos colesteatomas.

16 Discussão  Obliteração da mastóide usando BP combinado com parede de canal, descrito por Mercke (1), foi altamente recomendada por Gantz et al. (2), para impedir RPs pós – operatórias.  Recentemente, Vercruvsse et al. (3) descreveram uma técnica de obliteração epitimpânica óssea combinado com uma operação de canal de parede – up, semelhante ao nosso trabalho. 52 casos pediátricos – obliteração óssea resultou numa diminuição da doença recorrente. 1 - Mercke U. The cholesteatomatous ear one year after urgery with obliteration technique. Am J Otol 1987;8:534Y Gantz BJ, Wilkinson EP, Hansen MR. Canal wall reconstruction tympanomastoidectomy with mastoid obliteration. Laryngoscope 2005;115:1734Y Vercruysse JP, De Foer B, Somers T, et al. Mastoid and epitympanic bony obliteration in pediatric cholesteatoma. Otol Neurotol 2008;29:953Y60.

17 Resultados para obliteração da mastóide utilizando materiais duros

18 Discussão  Obliteração da mastóide total foi de usado apenas nas orelhas com um alto risco de recorrência.  Outros métodos cirúrgicos realizado sem seleção é sem sentido.  Devemos afirmar que mesmo se a obliteração da mastóide é realizada com cuidado usando uma planejada operação, não se pode eliminar RP profundas sem aeração timpânica, após a timpanoplastia ICW.

19 Conclusão  O estudo presente encontrou uma correlação significativa entre a incidência de aeração timpânica no pós – operatório e RPs.  A Obliteração da mastóide total feito na segunda fase ICW timpanoplastia é um procedimento seguro, que facilita aeração da cavidade timpânica.  Orelhas com timpânica aeração restaurado a probabilidade de desenvolver retração do bolso é baixa.  Desenvolvimento da bolsa de retração é alto nos ouvidos com aeração timpânica pobre depois da operação de segundo estágio.

20 Referências  tubaria.html tubaria.html  Tos M. Part II reconstruction. In: Tos M, ed. Mannual of Middle Ear Surgery. Vol. 2 Mastoid Surgery and Reconstructive Procedures. New York: Thieme, 1995:285Y416.  Gantz BJ, Wilkinson EP, Hansen MR. Canal wall reconstruction tympanomastoidectomy with mastoid obliteration. Laryngoscope 2005;115:1734Y40.   Mercke U. The cholesteatomatous ear one year after surgery with obliteration technique. Am J Otol 1987;8:534Y6.

21


Carregar ppt "Obliteração Mastóide total em Encenado Canal-Up Timpanoplastia para Colesteatoma Facilita Aeração timpânica UNIVERSIDADE DE BRASILIA Otology & Neurotology."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google