A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pesquisa sobre Resíduos Sólidos Agosto de 2014. A Pesquisa OBJETIVO – Conhecer o panorama atual e os desafios relativos à gestão dos resíduos sólidos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pesquisa sobre Resíduos Sólidos Agosto de 2014. A Pesquisa OBJETIVO – Conhecer o panorama atual e os desafios relativos à gestão dos resíduos sólidos."— Transcrição da apresentação:

1 Pesquisa sobre Resíduos Sólidos Agosto de 2014

2 A Pesquisa OBJETIVO – Conhecer o panorama atual e os desafios relativos à gestão dos resíduos sólidos na indústria do Brasil. – Os resultados serão apresentados no evento CNI Sustentabilidade Resíduos Sólidos: Inovações e Tendências para a Sustentabilidade. METODOLOGIA E AMOSTRA – Entrevistas realizadas entre 3 de junho e 14 de julho, com profissionais que atuam na área em 55 empresas nacionais e multinacionais. – A amostra é composta por empresas consideradas aptas a abordar o tema, indicadas pelas seguintes associações setoriais : – ABAL ABIA ABIQUIM ABIT ABIVIDRO IBRAM IBP AÇOBrasil CBIC

3 Setores

4 CNI | Resíduos Sólidos Porte

5 Resíduos Sólidos hoje: Cenários e desafios para a indústria

6 Quando eu falo em resíduos sólidos na indústria, qual é a primeira ideia que lhe vem em mente? (Espontânea)* * Os termos mais citados são “Destinação adequada” e “Resultante de atividades industriais”, ambos com 11 (20%) menções cada.

7 Quando eu falo em resíduos sólidos na indústria, qual é a primeira ideia que lhe vem em mente? (Espontânea)* CategoriasFrequênciaPercentual Destinação adequada1120% Resultante de atividades industriais1120% Reciclagem713% Redução na fonte713% Gestão611% Gerenciamento59% Reaproveitamento47% Descarte35% Embalagens35% Geração35% Impacto ambiental35% Oportunidade35% Rejeito35% Resíduos (tecidos)35% Subproduto35% Valor35% Coleta seletiva24% Controle24% Desperdício24% Matéria-prima24% Reutilizar24% Sobras24% * Os demais termos obtiveram apenas uma menção.

8 Em sua visão, qual é o grau de importância atribuído hoje pela indústria brasileira à gestão dos resíduos sólidos? (Estimulada) * Em função do arredondamento a soma total pode variar entre 99% e 101%

9 Na sua percepção, de 2010 para cá, houve mudança na maneira como a indústria brasileira lida com os resíduos sólidos? (Estimulada)

10 (Se mudou) Em quais aspectos? (Espontânea; n=50) Dos 20 respondentes dessa categoria, sete citaram a PNRS

11 CategoriasFrequência Indústria grande já fazia gestão2 Sem fatos novos de impacto2 Controle da cadeia é impraticável1 Reconhece a PNRS, mas o controle da cadeia é impraticável1 (Se não) Por que não mudou? (Espontânea; n=5)

12 Em sua visão, a indústria brasileira dispõe hoje de condições adequadas ou inadequadas para o desenvolvimento da gestão de resíduos sólidos? (Estimulada)

13 Quais seriam os principais desafios ao desenvolvimento da gestão de resíduos sólidos no Brasil? (Espontânea)

14 Em sua opinião, quais seriam os instrumentos econômicos mais eficazes para desenvolver a gestão de resíduos sólidos? (Espontânea; múltipla – até 3) 71% dos entrevistados demandam por algum incentivo

15 Numa escala de ZERO a DEZ, onde ZERO significa NENHUMA importância e DEZ significa MÁXIMA importância, qual é a importância atribuída à desoneração fiscal (Estimulada) Média : 8,1

16 Numa escala de ZERO a DEZ, onde ZERO significa NENHUMA importância e DEZ significa MÁXIMA importância, qual é a importância atribuída ao financiamento e crédito (Estimulada) Média : 7,6

17 Numa escala de ZERO a DEZ, onde ZERO significa NENHUMA importância e DEZ significa MÁXIMA importância, qual é a importância atribuída ao incentivo específico à aquisição de materiais reciclados (Estimulada) Média : 7,9

18 Em sua opinião, a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos impactou o ambiente regulatório para a gestão de resíduos sólidos no Brasil de que maneira? (Estimulada)

19 Por quê? (Espontânea; n=14 [quem respondeu ‘muito positiva’] )

20 Por quê? (Espontânea; n=32 [quem respondeu ‘mais positiva que negativa’] )

21 CategoriasFrequência PNRS é equivocada para o setor industrial2 Representa custo1 Sem reflexo: setor não impacta a natureza1 Sem reflexo: já havia regulamentação1 Não quis comentar1 Por quê? (Espontânea; n=6 [quem respondeu ‘nem positiva nem negativa’] )

22 Pensando em sua empresa, a Política Nacional de Resíduos Sólidos impactou de que maneira? (Estimulada)

23 Por quê? (Espontânea; n= 15[quem respondeu ‘muito positiva’] )

24 Por quê? (Espontânea; n=20 [quem respondeu ‘mais positiva que negativa’] )

25 Por quê? (Espontânea; n=19 [quem respondeu ‘nem positiva nem negativa’] )

26 Em sua visão, há algum ponto ou pontos que precisam ser alterados na Política Nacional de Resíduos Sólidos? (Estimulada)

27 (Se sim) Quais? (Espontânea; n=28)

28 A requalificação de resíduos como matérias-primas, subprodutos ou coprodutos é um incentivo ao desenvolvimento da gestão de resíduos sólidos para a indústria? (Estimulada)

29 Por quê? (Espontânea)

30 Quais são, em sua opinião, os países referência na gestão de resíduos sólidos? (Espontânea; múltipla com até quatro citações)

31 Resíduos Sólidos: a realidade das empresas

32 Na estrutura de sua empresa, há um setor específico responsável pela gestão de resíduos sólidos? (Estimulada)

33 (Se sim) Qual? (Espontânea; n=38)

34 No último ano, os investimentos em gestão de resíduos sólidos na empresa em que O(A) Sr(a) trabalha: (Estimulada)

35 (Para quem aumentou) E qual foi o patamar de aumento? (Estimulada; n=35)

36 Qual foi o principal motivo que levou a empresa a aumentar os investimentos? (Espontânea; n=35)

37 Qual foi o principal motivo que levou a empresa a manter os investimentos? (Espontânea; n=19)

38 Logística reversa na indústria brasileira

39 Sobre o conceito e as obrigações que envolvem logística reversa, O(A) Sr(a) se considera: (Estimulada)

40 A empresa na qual o (a) Sr(a) trabalha, faz a logística reversa no âmbito do pós-consumo de seus produtos? (Estimulada)

41 (Se sim) Quais são as ações ligadas à logística reversa no âmbito do pós-consumo de seus produtos? (Espontânea; n=25)

42 (Se não) Por quê? (Espontânea; n=28) *Setores de: alumínio, construção civil, indústria química, óleo & gás e têxtil.

43 A indústria na qual trabalha está preparada para ampliar o processo de logística reversa? (Estimulada; n=25)

44 (Se não) Por quê? (Espontânea; n=7) CategoriasFrequência Empresas B2B : negociações com os compradores2 Entraves logísticos2 Dificuldades de incluir todos os produtos1 Espera acordo setorial1 Precisa melhorar gestão1

45 Os custos têm sido internalizados? (Estimulada; n=25)

46 (Se sim) Como? (Espontânea; n=20) CategoriasFrequência Negociação com fornecedores/clientes4 Não especificou4 Incorporado no preço da sucata comprada3 A própria empresa executa as ações2 É incorporado ao custo do produto2 Foco/investimento na reciclagem2 Dificuldades para absorver esse custo1 Coleta seletiva é absorvida pela empresa1 Custeia instituição do setor voltada para a gestão1 Investimentos e capitalizações1 Sistema de logística parado1 Necessidade de envolver outros agentes da cadeia1

47 Resíduos Sólidos: Perspectivas e tendências

48 No contexto de Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação, existem atualmente na sua empresa investimentos visando: (Estimulada)

49 Pensando nos próximos cinco anos, o(a) Sr(a) diria que a tendência da empresa quanto aos investimentos em Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação para a gestão de resíduos sólidos é de: (Estimulada)

50 Sobre o conceito de ecodesign, o(a) Sr(a) se considera: (Estimulada)

51 Na empresa em que o(a) Sr(a) trabalha, já foram ou estão sendo desenvolvidos projetos em ecodesign? (Estimulada)

52 (Se sim) Em quais áreas? (Estimulada; n=20)

53 (Se sim) Essa perspectiva já está contemplada no planejamento da empresa? (Estimulada; n=8)

54 Sobre o conceito de ciclo de vida dos produtos, o(a) Sr(a) se considera: (Estimulada)

55 Na empresa em que o(a) Sr(a) trabalha, está sendo aplicado o conceito de ciclo de vida dos produtos? (Estimulada)

56 (Se sim) Como está sendo aplicado? (Espontânea; n=26)

57 (Se sim) Essa perspectiva já está contemplada no planejamento da empresa? (Estimulada; n=18)

58 Sobre o conceito de desmaterialização dos produtos industriais, o(a) Sr(a) se considera? (Estimulada)

59 Na empresa em que o(a) Sr(a) trabalha, já foram ou estão sendo desenvolvidas iniciativas envolvendo desmaterialização de produtos? (Estimulada)

60 (Se não) Há perspectiva de a empresa vir a desenvolver iniciativas envolvendo desmaterialização de produtos nos próximos 5 anos? (Estimulada; n=40)

61 (Se sim) Essa perspectiva já está contemplada no planejamento da empresa? (Estimulada; n=8)

62 Síntese

63 Os dados apontam um comprometimento das empresas pesquisadas com a melhoria da gestão de resíduos sólidos. Os movimentos são positivos, mas de modo geral percebidos como estágios iniciais de mudança. Revelam ainda o longo caminho a ser percorrido para que o Brasil alcance padrões internacionais de excelência. – 88% dos entrevistados afirmam que a indústria considera a gestão de resíduos sólidos como algo muito importante/importante. 64% das empresas ouvidas aumentaram seus investimentos voltados para o gerenciamento de resíduos sólidos no último ano. A primeira razão citada é ter maior controle dos processos e da destinação adequada (37%); a segunda é valorizá-los, considerando-os como oportunidade de negócio (29%). Na visão de 91% houve mudanças na maneira como a indústria no Brasil lida com o tema de 2010 para cá. Para 68% desse total, o aspecto que mais se destaca é um cuidado cada vez maior com o gerenciamento e a destinação adequada.

64 Síntese Ainda no contexto de mudanças nos últimos anos, as empresas reconhecem os impactos do conjunto de leis existentes e da fiscalização nas práticas de gerenciamento (40%). A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), instituída em 2010, é citada espontaneamente como um dos motivos apenas para 14% dos entrevistados. – Quando perguntados especificamente sobre o impacto da PNRS para o ambiente regulatório do Brasil, 84% afirmam que é muito positivo/positivo. A principal razão seria a sua potencialidade de mobilizar diferentes segmentos da sociedade brasileira, na opinião de 41% desse total. Para 51%, a PNRS precisa mudar. Um claro indicativo da necessidade de mudanças é a unanimidade dos entrevistados favoráveis à requalificação dos resíduos sólidos como subprodutos ou coprodutos para estimular o desenvolvimento da gestão.

65 Síntese Para 100% dos entrevistados, essa medida impulsionaria de fato o setor: 35% acham que agregaria valor aos resíduos sólidos, transformando-os em insumos; e 33% veem como estímulo ao reaproveitamento e à reciclagem. Para 71% dos entrevistados, faltam incentivos econômicos concretos que estimulem o desenvolvimento do gerenciamento e do mercado de resíduos sólidos no Brasil. Ainda que com menor peso, as discrepâncias regionais nos serviços de transporte, tratamento e destinação adequadas de resíduos sólidos são vistas como um fator agravante das dificuldades enfrentadas pela indústria. Há também a percepção de que apenas as grandes empresas e as multinacionais estão mais bem equipadas e em condições de ter um controle adequado sobre o gerenciamento.

66 Síntese Quando o foco é pesquisa, desenvolvimento e inovação voltados para resíduos sólidos, o quadro mostra que as indústrias pesquisadas pretendem continuar investindo: 67% antecipam a tendência da empresa onde trabalham de aumentar investimentos na área nos próximos cinco anos, enquanto 33% pretendem mantê-los. Ninguém menciona redução de investimentos. 78% revelam que há investimentos em curso voltados para o reaproveitamento; o mesmo percentual de entrevistados mencionam recursos destinados a pesquisas sobre reciclagem. Os avanços da indústria brasileira na questão dos resíduos sólidos despontam como um movimento aparentemente irreversível. Entraves no ambiente regulatório, na infraestrutura específica, nos incentivos e no interior do próprio setor industrial desafiam a consolidação desse processo.

67


Carregar ppt "Pesquisa sobre Resíduos Sólidos Agosto de 2014. A Pesquisa OBJETIVO – Conhecer o panorama atual e os desafios relativos à gestão dos resíduos sólidos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google