A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Vamos Falar sobre… SIDA. Este trabalho pretende combater as ideias erradas e oferecer noções práticas para evitar a SIDA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Vamos Falar sobre… SIDA. Este trabalho pretende combater as ideias erradas e oferecer noções práticas para evitar a SIDA."— Transcrição da apresentação:

1 Vamos Falar sobre… SIDA

2 Este trabalho pretende combater as ideias erradas e oferecer noções práticas para evitar a SIDA.

3 O que é? A SIDA (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) é uma doença causada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana, que ataca o sistema imunitário do nosso organismo, destruindo a nossa capacidade de defesa em relação a muitas doenças. O doente infectado pelo HIV fica progressivamente, frágil e pode contrair várias doenças que o podem levar à morte. Estas doenças normalmente não atacam as pessoas com um sistema imunitário que funcione bem, pelo que são designadas por "doenças oportunistas".

4 Quais são os sintomas? ● Gânglios inflamados em diferentes partes do corpo, mas sobretudo no pescoço e nas axilas. ● Perda inexplicável de peso. ● Febre e transpiração nocturna durante semanas. ● Diarreia permanente, sem razão aparente. ● Doenças de pele, súbito aparecimento de manchas vermelhas e purpúreas na pele, na boca ou nas pálpebras. ● Perturbações respiratórias permanentes e tosse seca.

5 Como se contrai? A Sida tem sido descoberta mais frequentemente em alguns casos:

6

7

8 Não constituem perigo…

9

10 Diferença entre estar infectado pelo VIH e ter SIDA Tal como no caso de outras infecções, o sistema imunitário de uma pessoa infectada pelo HIV produz anticorpos contra este vírus, os quais são detectáveis no sangue através da realização de um teste simples. Quando estes anticorpos são detectados diz-se que uma pessoa é seropositiva. Uma pessoa seropositiva pode não ter quaisquer sinais ou sintomas da doença, aparentando um estado saudável durante um período que pode atingir vários anos.

11 No entanto, essa pessoa está infectada e, porque o vírus está presente no seu organismo, pode, durante todo esse tempo, transmiti-lo a uma outra pessoa. A SIDA só aparece muito mais tarde e relaciona-se com a degradação progressiva do sistema imunitário e a baixa das defesas contra outras doenças que usualmente não afectam uma pessoa saudável. No entanto, essa pessoa está infectada e, porque o vírus está presente no seu organismo, pode, durante todo esse tempo, transmiti-lo a uma outra pessoa. A SIDA só aparece muito mais tarde e relaciona-se com a degradação progressiva do sistema imunitário e a baixa das defesas contra outras doenças que usualmente não afectam uma pessoa saudável.

12 Diferença entre estar infectado pelo VIH e ter SIDA Assim, a doença SIDA - fase última de uma infecção que pode ter vários anos de evolução - só é diagnosticada quando aparecem doenças oportunistas ou quando determinadas análises clínicas estão alteradas. A duração do período que medeia entre a entrada do vírus no organismo e o diagnóstico de SIDA, depende dos cuidados/apoios que a pessoa tiver: evitar re-infectar-se, cuidados e higiene pessoais, acompanhamento e tratamento médicos adequados e apoio da família e amigos. Assim, a doença SIDA - fase última de uma infecção que pode ter vários anos de evolução - só é diagnosticada quando aparecem doenças oportunistas ou quando determinadas análises clínicas estão alteradas. A duração do período que medeia entre a entrada do vírus no organismo e o diagnóstico de SIDA, depende dos cuidados/apoios que a pessoa tiver: evitar re-infectar-se, cuidados e higiene pessoais, acompanhamento e tratamento médicos adequados e apoio da família e amigos.

13 O que é um CAD?. Os Centros de Aconselhamento e Detecção Precoce do HIV são centros de diagnóstico que permitem o acesso voluntário, confidencial e gratuito ao teste do HIV, possibilitando a detecção precoce da infecção.

14 Contudo… Todos os meios de informação falam da SIDA, talvez em excesso, tanto que, corremos o risco de nos confundirmos ou de subestimar o que é na verdade essencial. Todos os meios de informação falam da SIDA, talvez em excesso, tanto que, corremos o risco de nos confundirmos ou de subestimar o que é na verdade essencial. O número de casos de SIDA está a aumentar muito rapidamente na Europa, na América e na África e o problema é mundial. O número de casos de SIDA está a aumentar muito rapidamente na Europa, na América e na África e o problema é mundial. A SIDA não se contrai tão facilmente como uma constipação ou como uma gripe. Não se justifica isolar as pessoas que tiveram contacto com o vírus da SIDA. A SIDA não se contrai tão facilmente como uma constipação ou como uma gripe. Não se justifica isolar as pessoas que tiveram contacto com o vírus da SIDA.

15 A SIDA FAZ MEDO. ESSE MEDO É LEGITIMO. MAS O MEDO EM NADA CONTRIBUI PARA EVITAR A SIDA.

16 Trabalho realizado por: Daniela Sousa nº7 Diana Ribeiro nº 8 Joana Lima nº 11

17 FIM


Carregar ppt "Vamos Falar sobre… SIDA. Este trabalho pretende combater as ideias erradas e oferecer noções práticas para evitar a SIDA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google