A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Para começo de conversa: 1) No contexto da alfabetização como se insere o conhecimento matemático e as outras áreas de conhecimento? 2) Que correlações.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Para começo de conversa: 1) No contexto da alfabetização como se insere o conhecimento matemático e as outras áreas de conhecimento? 2) Que correlações."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4 Para começo de conversa: 1) No contexto da alfabetização como se insere o conhecimento matemático e as outras áreas de conhecimento? 2) Que correlações podem ser estabelecidas entre a alfabetização em língua portuguesa e alfabetização em matemática?

5 2º momento Análise do Caderno Apresentação – páginas 27 a 32/38 a 55.

6 ALFABETIZAÇÃO “É nessa perspectiva que o trabalho nas diversas áreas do conhecimento e nas diversas disciplinas escolares integra a proposta pedagógica do Ciclo de Alfabetização: como oportunidade de ampliação do sentido da alfabetização, pensada enquanto processo de letramento, voltada para a apropriação de práticas que envolvem vivências culturais mais amplas, que conferem significado à leitura e à escrita, ao que se lê e ao que se escreve”. ( Caderno de apresentação p. 29 )

7 ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA “Alfabetização na perspectiva do letramento, ou melhor, a Alfabetização Matemática como entendendo aqui – o conjunto das contribuições da Educação Matemática no Ciclo de Alfabetização para a promoção da apropriação pelos aprendizes de práticas sociais de leitura e escrita de diversos tipos de textos, práticas de leitura e escrita do mundo (...)” (Caderno de Apresentação p. 31 )

8 Mas atenção! Alfabetização matemática não se restringe ao ensino do sistema de numeração e das quatro operações aritméticas fundamentais. (Caderno de Apresentação p.19)

9 A alfabetização matemática é o processo de organização dos saberes que a criança traz de suas vivências anteriores ao ingresso no Ciclo de Alfabetização, de forma a levá-la a construir um corpo de conhecimentos matemáticos articulados, que potencializem sua atuação na vida cidadã. Esse é um longo processo que deverá, posteriormente, permitir ao sujeito utilizar as ideias matemáticas para compreender o mundo no qual vive e instrumentalizá-lo para resolver as situações desafiadoras que encontrará em sua vida na sociedade. ( Elementos conceituais. IN. BRASIL, 2012, p. 60). Alfabetização matemática

10 A Alfabetização Matemática que se propõe, por se preocupar com as diversificadas práticas de leitura e escrita que envolvem as crianças e com as quais as crianças se envolvem - no contexto escolar e fora dele -, refere-se ao trabalho pedagógico que contempla as relações com o espaço e as formas, processos de medição, registro e uso das medidas, bem como estratégias de produção, reunião, organização, registro, divulgação, leitura e análise de informações, mobilizando procedimentos de identificação e isolamento de atributos, comparação, classificação e ordenação. (Cad. Apres. p. 31) A PROPOSTA PEDAGÓGICA DA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA NO CICLO DA ALFABETIZAÇÃO

11 No processo de envolvimento das crianças em práticas que mobilizam ideias matemáticas é papel do alfabetizador escutar as crianças. Essa escuta permitirá conhecer suas curiosidades, seus interesses e suas necessidades, proporcionando-lhes oportunidades de envolvimento significativo com os números, os problemas e as operações, com as relações espaciais e a exploração das formas, com os procedimentos e os aparelhos de medir e com os registros de medidas e seus usos, com as tabelas, os diagramas, os mapas, os roteiros, os gráficos, e outros elementos relevantes. O ALFABETIZADOR E A ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA

12 Elementos Conceituais e Metodológicos para definição dos Direitos de Aprendizagem e Desenvolvimento página 6 último parágrafo página 8 - Síntese do Documento

13 DIREITOS BÁSICOS E PRESSUPOSTOS DA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA DIREITOS (Elementos conceituais. IN. BRASIL, 2012, a partir da p ) PRESSUPOSTOS (cad. apres. p ) I - Utilizar caminhos próprios na construção do conhecimento matemático, como ciência e cultura construídas pelo homem, através dos tempos, em resposta a necessidades concretas e a desafios próprios dessa construção. I - O aluno pode utilizar caminhos próprios na construção do conhecimento matemático. II - Reconhecer regularidades em diversas situações, de diversas naturezas, compará-las e estabelecer relações entre elas e as regularidades já conhecidas. II - O aluno precisa reconhecer e estabelecer relações entre regularidades em diversas situações III - Perceber a importância da utilização de uma linguagem simbólica universal na representação e modelagem de situações matemáticas como forma de comunicação. III - O aluno tem necessidade de perceber a importância das ideias matemáticas como forma de comunicação

14 DIREITOS BÁSICOS E PRESSUPOSTOS DA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA DIREITOSPRESSUPOSTOS IV - Desenvolver o espírito investigativo, crítico e criativo, no contexto de situações- problema, produzindo registros próprios e buscando diferentes estratégias de solução. IV - O aluno precisa desenvolver seu espírito investigativo, crítico e criativo, no contexto de situações-problema, produzindo registros próprios e buscando diferentes estratégias de solução V - Fazer uso do cálculo mental, exato, aproximado e de estimativas. Utilizar as Tecnologias da Informação e Comunicação potencializando sua aplicação em diferentes situações. V – O aluno precisa fazer uso do cálculo mental, exato, aproximado e de estimativas, utilizando as Tecnologias da Informação e Comunicação em diferentes situações.

15 Números e Operações; Pensamento Algébrico; Espaço e Forma/Geometria; Grandezas e Medidas; Tratamento da Informação/Estatística e Probabilidade. EIXOS ESTRUTURANTES

16 3º momento Atividade prática

17 A aprendizagem matemática é um instrumento de promoção e formação humana, portanto é importante garantir que todos os alunos desenvolvam, de forma integrada, os objetivos presentes em cada um dos eixos estruturantes dos Direitos de Aprendizagem para a Alfabetização Matemática

18 GrupoEixo EstruturanteCaderno de Apresentação Elementos Conceituais 1Números e Operaçõesda p. 46 à p.50da p. 71 à p. 76 2Pensamento Algébrico p. 50 e 51p. 76 e 77 3Geometria/ Espaço e Forma da p. 51 à p. 53da p. 77 à p.80 4Grandezas e Medidasp.53 e 54da p.80 à p. 82 5Educação Estatísticas/ Tratamento da Informação p. 54 e 55 p.83 e 84 De acordo com a divisão dos grupos, argumentem por que é importante garantir os objetivos de aprendizagem do seu respectivo eixo estruturante. ORGANIZAÇÃO DOS GRUPOS

19 1. Propor a formação de 5 (cinco) grupos, sendo cada grupo correspondente a um dos eixos da matemática. 2. Cada grupo utilizará o documento “Elementos Conceituais e Metodológicos para definição dos Direitos de Aprendizagem e Desenvolvimento do Ciclo de Alfabetização (1º, 2º e 3º anos) do Ensino Fundamental” - ler página 6 último parágrafo e página 8 síntese do Documento e o Caderno de Apresentação - págs. 45 a 55 - Alfabetização Matemática. 3. Solicitar que cada grupo leia e prepare um comentário a respeito do eixo e seus objetivos, conforme orientação explicitada no quadro: Organização dos grupos (duração 15 minutos). 4. Mediar a apresentação de cada grupo (duração da apresentação 5 minutos por grupo).

20 A primeira versão dos Direitos de Aprendizagem de Matemática para o Ciclo da Alfabetização foi apresentada no Documento Elementos Conceituais e Metodológicos para Definição dos Direitos de Aprendizagem e Desenvolvimento do Ciclo da Alfabetização (1º, 2º e 3º anos) do Ensino Fundamental, disponibilizado, para consulta pública, em abril de 2013 pelo Conselho Nacional de Educação (CNE). O documento foi elaborado pelo Ministério da Educação (MEC) em parceria com pesquisadores e professores da Educação Básica e IES e insere-se num movimento amplo de reflexão sobre o currículo. Caderno de Apresentação, págs

21 BRASIL, Ministério da Educação – Secretaria da Educação Básica. Elementos conceituais e metodológicos para definição dos direitos de aprendizagem e desenvolvimento do ciclo de alfabetização (1º,2º e 3º anos) do ensino fundamental. Brasília, Referências Bibliográficas


Carregar ppt "Para começo de conversa: 1) No contexto da alfabetização como se insere o conhecimento matemático e as outras áreas de conhecimento? 2) Que correlações."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google