A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Responsabilidade Social Empresarial e Inclusão de Pessoa com Deficiência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Responsabilidade Social Empresarial e Inclusão de Pessoa com Deficiência."— Transcrição da apresentação:

1 Responsabilidade Social Empresarial e Inclusão de Pessoa com Deficiência

2 Simone Schaan Klain Mestrado Profissional em Inclusão Social e Acessibilidade Disciplina: Educação para a qualidade de vida de indivíduos e grupos 2009

3 Introdução A crescente diversificação da força de trabalho nas últimas décadas em termos de gênero, etnia, orientação sexual, idade, religião e deficiência tem causado uma mudança de perfil no mundo corporativo, trazendo a reboque um maior interesse dos acadêmicos em compreender e estudar com mais profundidade a questão da diversidade nas organizações.

4 Neste contexto está a inclusão de PcD fazendo parte do compromisso ético de promover a diversidade, respeitar a diferença e reduzir as desigualdades sociais. As empresas têm uma grande capacidade de influir na transformação da sociedade.

5 As empresas de sucesso serão cada vez mais pressionadas para olhar intensamente o impacto das suas operações dentro e fora de suas paredes institucionais e, cuidadosamente, verificar os impactos de suas políticas e ações nos seus empregados, clientes, comunidades e na sociedade como um todo.

6 Diversidade Trazer a diferença para dentro da empresa, combatendo o preconceito e reconhecendo a igualdade entre as pessoas, é uma atitude que faz parte da postura ética a ser adotada como valor e prática nos negócios, mas para que o processo de inclusão seja bem sucedido, todos precisam valorizar a diversidade e promover a igualdade de chances, visando o desenvolvimento igualitário dos potenciais de todos os profissionais.

7 Gerenciando as diversidades Criar oportunidades “iguais” de trabalho nas organizações; Promover o alinhamento dos interesses das pessoas com os interesses da empresa; Permitir que o potencial que reside tanto nas similaridades quanto nas diferenças existentes entre os colaboradores contribua para um melhor resultado da empresa.

8 Implementação da gestão de diversidades Para dar início a um programa de incentivo à diversidade as empresas necessitam: - compreensão abrangente do problema - elaborar uma estrutura geral para esse programa. Foco e investimento em tempo e pessoal. Vale a pena fazer esse investimento, pois tirar vantagem das diferenças das pessoas é a chave para um ambiente inovador e criativo.

9 Contratação de PcD É apenas uma das etapas da inclusão da pessoa com deficiência na empresa. A permanência no cargo requer outras medidas também importantes: Não excluir do convívio com o restante da empresa e não isolá-las em setores criados para deficientes são medidas fundamentais para que ocorra um real processo de inclusão.

10 Postura Socialmente Responsável em relação aos acidentados Retê-los na empresa, pois sua experiência é um patrimônio valioso, fruto de investimentos feitos por ambas as partes. Reter não significa isolar nem “encostar” essas pessoas em funções improdutivas. É necessário desenvolver uma política de adaptação desses profissionais, fornecendo apoio médico, psicológico e técnico para que possam desenvolver atividades compatíveis com a nova situação.

11 Empresa Socialmente Responsável Não implica que a gestão empresarial abandone os seus objetivos econômicos e deixe de atender aos interesses de seus proprietários e acionistas: pelo contrário Deve desempenhar seu papel econômico na sociedade produzindo bens e serviços, gerando empregos, retornos para os seus acionistas dentro das normas legais e éticas da sociedade.

12 Responsabilidade social A onda da gestão “socialmente responsável” revestiu os discursos empresariais de afirmações quanto à promoção da diversidade dentro das empresas, tornando-se uma variável importante na estratégia competitiva de empresas. As empresas estão tendo de competir num ambiente de negócios cada vez mais complexo, onde não é mais suficiente oferecer qualidade e preço competitivo.

13 Responsabilidade Social Empresarial A RSE tornou-se um fator de competitividade para os negócios. No passado, uma empresa competitiva: o preço de seus produtos; Depois, veio a onda da qualidade, dos produtos e serviços. Hoje, as empresas devem investir no permanente aperfeiçoamento de suas relações com todos os públicos dos quais dependem e com os quais se relacionam: clientes, fornecedores, empregados, a comunidade na qual atua, o governo e a sociedade.

14 Ações da Responsabilidade Social Empresarial A responsabilidade social engloba uma série de ações, comportamentos e atitudes, das quais podemos destacar: os compromissos éticos e o compromisso com o desenvolvimento profissional, a valorização da diversidade e a empregabilidade; a reciclagem, a compensação da natureza pelos impactos ambientais e uso de recursos para com o meio ambiente; o voluntariado e iniciativas para a redução da pobreza para com a sociedade.

15 Pirâmide da Responsabilidade Social Empresarial

16 Razões para uma Empresa ser Socialmente Responsável Tem crescido a percepção do custo que a manutenção da lógica discriminatória tem para a sociedade e para as empresas, pelo impacto negativo que provoca na qualidade de vida da comunidade como um todo.

17 Razões para uma Empresa ser Socialmente Responsável Cresce também a compreensão de que a valorização da diversidade traz inúmeras conseqüências enriquecedoras na vida das empresas e da sociedade.

18 Razões para uma Empresa ser Socialmente Responsável Além da motivação ética e da determinação legal, a empresa tem outro motivo relevante para adotar uma política inclusiva em relação à pessoa com deficiência: ela pode obter benefícios significativos com essa atitude. Um dos ganhos mais importantes é o de imagem. Também há ganhos no ambiente de trabalho.

19 Conclusão Responsabilidade Social Empresarial, portanto, diz respeito à maneira como as empresas realizam seus negócios: os critérios que utilizam para a tomada de decisões, os valores que definem suas prioridades e os relacionamentos com todos os públicos com os quais interagem.

20 Referências Ilustrações: i-Social Consultoria e Responsabilidade Social gestão de pessoas com deficiência no ambiente de trabalho agosto/2006 Publicação: Febraban - Federação Brasileira de Bancos Schmidt, Flávia. A Diversidade nas Organizações Contemporâneas. Instituto percepções. Disponível em INSTITUTO ETHOS DE EMPRESAS E RESPONSABILIDADE SOCIAL. (2002) - Como as Empresas podem (e devem) valorizar a Diversidade. São Paulo. BORGER, Fernanda Gabriela. Responsabilidade Social: Efeitos da atuação social na dinâmica empresarial. Tese (Doutorado em Administração) – USP. São Paulo (2001). OLIVEIRA, Ualison de; RODRIGUEZ, Martius Rodriguez y. Gestão da diversidade: além de responsabilidade social, uma estratégia competitiva. XXIV Encontro Nac. de Eng. de Produção - Florianópolis, SC, Brasil, 03 a 05 de nov de CARROLL, Archie B.; The Piramid of Corporate Social Responsability: Toward the Moral Management of Organizational Stakeholders. Business Horizons, 1991.


Carregar ppt "Responsabilidade Social Empresarial e Inclusão de Pessoa com Deficiência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google