A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TROVADORISMO BARROCO ROMANTISMO Objetividade xSubjetividade UniversalismoIndividualismo EstabilidadeInstabilidade Equilíbrio RacionalidadeEmotividade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TROVADORISMO BARROCO ROMANTISMO Objetividade xSubjetividade UniversalismoIndividualismo EstabilidadeInstabilidade Equilíbrio RacionalidadeEmotividade."— Transcrição da apresentação:

1

2 TROVADORISMO BARROCO ROMANTISMO

3 Objetividade xSubjetividade UniversalismoIndividualismo EstabilidadeInstabilidade Equilíbrio RacionalidadeEmotividade Arte visualSonoridade ElitismoOrigem popular PaganismoReligiosidade PonderaçãoCoita, sofrimento, dor, exagero FormalismoInformalismo

4 Mas... Se a emotividade medieval era antes de tudo religiosa, no Romantismo, ela é emocional, expressão extrema do EU, egoísta, individual

5 e... A própria religiosidade medieval, expressa numa postura temerosa de Deus e um menosprezo ao humano, por pecador......é a antítese da religiosidade romântica, em que há uma valorização da espiritualidade, uma relação do indivíduo com a divindade ou o sobrenatural.

6 Para simplificar, o Romantismo é... A busca no EU e no PRÓPRIO SENTIMENTO das respostas que antes se obtinha do estudo dos “antigos”. A percepção da realidade passa a ser intimista, a realidade penetra a alma para influenciar o culto do EU;

7 O Romantismo é... A visão do mundo sob a ótica d’A EMOÇÃO ;

8 sentimentalismoo predomínio de sentimentalismo, especialmente deprimido, com valorização da amargura, da auto-piedade, do martírio, da reclusão em si mesmo; O Romantismo é...

9 o uso da natureza como cúmplice: o humor do eu lírico se reflete nos fenômenos naturais; não raro, o eu-lírico manifesta a percepção da presença divina na natureza, fenômeno chamado PANTEÍSMO; O Romantismo é...

10 a amplificação do vocabulário, com inclusão de palavras regionais e populares, pela relativa liberdade métrica (polimetria, licenças poéticas) e pela busca de originalidade; O Romantismo é...

11 Misticismo: gosto pelo individual, pelo espiritual, pela atmosfera sombria e nebulosa da Idade Média. Agarra-se ao misticismo e sobrenatural para superar angústias, a incerteza, o conflito da alma, as desventuras do amor etc.; O Romantismo é...

12 sempre viverei no meu mundo acreditando que sou normal, embora muitos achem o contrário, prometo que não irei enlouquecer ninguém com as minhas idéias por isso tranco-me dentro do meu ser... porque tu não entenderias.... o que nem eu mesma entendo....

13

14 O TOM é eloqüente e exclamativo. A poesia marcada por ritmo, musicalidade, de uma sonoridade marcante, era para ser declamada; O Romantismo é...

15

16 ...liberdade de criação: o artista recria não a realidade, mas a sua maneira de perceber a realidade. O Romantismo é...

17 Expressar-se era exprimir a própria personalidade. Aplicação dos ideais liberais (pregados como valores sociais) para a arte. Quer-se romper com o passado, com as convenções, com o pré-estabelecido. Revolucionário, enfim...

18 Mal-do-século, spleen : o romântico acredita que o espírito humano busca a perfeição, a totalidade, o absoluto, o infinito. O homem não consegue atingir essa plenitude e sofre. O romântico é um desajustado, um insatisfeito, o que resulta num sentimento de melancolia, aflição, angústia. A dor decorre da falta de sintonia com sua época. Daí resultam o pessimismo, o gosto pelo sofrimento, a busca da solidão. O Romantismo é...

19 O Romântico foge da realidade não porque haja algo de errado com ela, Mas sim porque há algo errado com ele... Para suportar, o artista desenvolveu mecanismos de evasão, para si e para sua obra; EVASÃO: Refugiar-se no sonho e na imaginação, no espaço e no tempo, na fé e na loucura. Se nada resolver, resta a última das fugas...

20 A MORTE!

21 Você sabe com quantos anos morreu a maioria de nossos poetas românticos? Tente adivinhar.... E qual a causa mortis?

22 ATITUDES FUNDAMENTAIS DO ROMANTISMO

23 REJEIÇÃO AO CLÁSSICO “Metamos o martelo nas teorias, nas poéticas, nos sistemas. (...) Nada de regras nem de modelos”.

24 ATITUDES REVOLUCIONÁRIAS Mercadores do grego e do latim! Pedantes! Cães-de-guarda! — Eu odeio-vos, ó pedagogos! Em vosso aprumo grave, infalível, estúpido, Negais o ideal e a graça, negais a beleza! Desde as asas ao bico, vós me retorcestes no hediondo cavalete de ípsilons e xis. (Vitor Hugo)

25 "Saiba que é o coração quem fala e suspira Quando a mão escreve — é o coração quem manda" (Alfred de Musset) exaltação do sentimento:

26

27 A INSATISFAÇÃO, A MELANCOLIA, A NOSTALGIA: Eu te direi que numa tarde, abandonado, sozinho no mundo Devorado, como você, por uma horrível lembrança Espantar-me-ei com minha própria miséria (Alfred de Musset)

28 OS ARREBATAMENTOS PASSIONAIS: "É mais fácil apagarem-se as estrelas do céu, do que eu deixar de amá-la". (Taunay)

29 OS ARREBATAMENTOS PASSIONAIS:

30 Baltasar Coutinho lançou-se de ímpeto a Simão. Chegou a apertar-lhe a garganta nas mãos; mas depressa perdeu o vigor dos dedos. Quando as damas chegaram a interpor-se entre os dois, Baltasar tinha o alto do crânio aberto por uma bala, que lhe entrara na fronte. Vacilou um segundo, e caiu desamparado aos pés de Teresa. (Amor de Perdição – Camilo Castelo Branco)

31 A NATUREZA CÚMPLICE:

32

33 UFANISMO E SAUDOSISMO

34 SAUDOSISMO Oh! que saudades que tenho Da aurora da minha vida, Da minha infância querida Que os anos não trazem mais! Que amor, que sonhos, que flores, Naquelas tardes fagueiras À sombra das bananeiras, Debaixo dos laranjais! (Casimiro de Abreu)

35

36 Religiosidade

37 "Verdes mares bravios da minha terra natal, onde canta a jandaia nas frondes de carnaúba. Verdes mares, que brilhais como líquida esmeralda aos raios do sol nascente, perlongando as alvas praias ensombradas de coqueiros: O NACIONALISMO

38 Serenai, verdes mares, e alisai docemente a vaga impetuosa, para que o barco aventureiro manso resvale à flor das águas. Onde vai a afoita jangada, que deixa rápida a costa cearense, aberta ao fresco terral a grande vela? Onde vai como branca alcione buscando rochedo pátrio nas solidões do oceano?" (José de Alencar)

39 REAPROXIMAÇÃO DO MEDIEVAL E BARROCO:

40 O ONÍRICO:

41 "Eu tinha umas asas brancas Asas que um anjo me deu Que, em me cansando eu da terra Bati-as, voava ao céu — Eram brancas, brancas, brancas Como as do anjo que mas deu: Eu, inocente como elas Por isso voava ao céu". (Almeida Garrett) O Onírico: MUNDO DE SONHOS E FANTASIAS:

42 "Mas eis que no mais quente da festa Um rebenque estalando se ouviu Galopando através da floresta Magro espectro sinistro surgiu. Hediondo esqueleto aos arrancos Chocalhava nas abas da sela; Era a Morte, que vinha de tranco Amontoada numa égua amarela. O terrível rebenque zunindo A nojenta canalha enxotava; E à esquerda e à direita zurzindo Com voz rouca desta arte bradava: O TERROR, OFANTÁSTICO, O DIFERENTE, O VIOLENTO, O MACABRO:

43 REPARE NO TOM EXCLAMATIVO, OUTRA CARACTERÍSTICA ROMÂNTICA: "Fora, fora! esqueletos poentes Lobisomes e bruxas mirradas! Para a cova esses ossos nojentos! Para o inferno essas almas danadas!" (Bernardo Guimarães)

44 MÓRBIDO-PESSIMISMO, CHAMADO DE MAL DO SÉCULO UM CADÁVER DE POETA Levem ao túmulo aquele que parece um cadáver! Tu não pesaste sobre a ferra: a terra te seja leve! (L. Uhland)

45 A MORTE COMO LIBERTAÇÃO:

46 O FARDO PESADO DA VIDA:

47 DENÚNCIA SOCIAL

48 "Os homens do século XIX são os emancipadores. A idéia de liberdade nos acompanha desde o berço". (Víctor Hugo) REBELDIA POLÍTICO-SOCIAL; O LIBERALISMO E O INCONFORMISMO:

49 "Destruamos tudo e vejamos o que acontece; só conhecemos o passado, até o presente já é passado para nós; lancemo-nos ao futuro de olhos fechados; se tudo é velho, destruamos tudo e reorganizemo-lo". (Alexandre Dumas)

50 REBELDIA POLÍTICO-SOCIAL; O LIBERALISMO E O INCONFORMISMO: "O século é grande... No espaço Há um drama de treva e luz. Como o Cristo — a liberdade Sangra no poste da cruz No entanto inda há muita noite No mapa da criação Sangra o abutre — tirano Muito cadáver — nação". (Castro Alves)

51 DENÚNCIA SOCIAL: A ESCRAVIDÃO

52

53 Senhor Deus dos desgraçados! Dizei-me vós, Senhor Deus! Se é loucura... se é verdade Tanto horror perante os céus?! Ó mar, por que não apagas Co'a esponja de tuas vagas De teu manto este borrão?... Astros! noites! tempestades! Rolai das imensidades! Varrei os mares, tufão!

54 São mulheres desgraçadas, Como Agar o foi também. Que sedentas, alquebradas, De longe... bem longe vêm... A LUTA POR UM MUNDO MELHOR: Trazendo com tíbios passos, Filhos e algemas nos braços, N'alma — lágrimas e fel... Como Agar sofrendo tanto, Que nem o leite de pranto Têm que dar para Ismael.

55 O herói romântico IV Meu canto de morte, Guerreiros, ouvi: Sou filho das selvas, Nas selvas cresci; Guerreiros, descendo Da tribo tupi. Da tribo pujante, Que agora anda errante Por fado inconstante, Guerreiros, nasci; Sou bravo, sou forte, Sou filho do Norte; Meu canto de morte, Guerreiros, ouvi.

56 Louvor patriótico ODE AO DOUS DE JULHO Era no Dous de Julho. A pugna imensa Travara-se nos serros da Bahia... O anjo da morte pálido cosia Uma vasta mortalha em Pirajá. "Neste lençol tão largo, tão extenso, "Como um pedaço roto do infinito... O mundo perguntava erguendo um grito: "Qual dos gigantes morto rolará?!... (Castro Alves)

57 PRINCIPALMENTE, LEMBRE-SE: O Romantismo foi um movimento complexo, de múltiplas faces, em que se sucederam fases distintas, mas quais ora se valoriza algumas das características abordadas, ora outras.

58 OU SEJA: Não há somente uma definição para ROMANTISMO, Nem um só tipo de indivíduos românticos, Nem apenas um período romântico...

59 O ROMANTISMO......não é apenas uma escola literária, mas uma postura ante a realidade, complexa e perene...

60 TODOS NÓS SOMOS, EM DIFERENTES GRAUS......ROMÂNTICOS!!!

61 Allons enfants de la Patrie Le jour de gloire est arrivé ! Contre nous de la tyrannie L'étendard sanglant est levé Entendez-vous dans nos campagnes Mugir ces féroces soldats? Ils viennent jusque dans vos bras. Égorger vos fils, vos compagnes! Aux armes citoyens Formez vos bataillons Marchons, marchons Qu'un sang impur Abreuve nos sillons Nous entrerons dans la carrière Quand nos aînés n'y seront plus Nous y trouverons leur poussière Et la trace de leurs vertus Bien moins jaloux de leur survivre Que de partager leur cercueil Nous aurons le sublime orgueil De les venger ou de les suivre! Aux armes citoyens Formez vos bataillons Marchons, marchons Qu'un sang impur Abreuve nos sillons Amour sacré de la Patrie Conduis, soutiens nos bras vengeurs Liberté, Liberté chérie Combats avec tes défenseurs! Sous nos drapeaux, que la victoire Accoure à tes mâles accents Que tes ennemis expirants Voient ton triomphe et notre gloire!


Carregar ppt "TROVADORISMO BARROCO ROMANTISMO Objetividade xSubjetividade UniversalismoIndividualismo EstabilidadeInstabilidade Equilíbrio RacionalidadeEmotividade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google