A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Éder Américo 6º ANO A/B /C. LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA O Egito está situado no Nordeste da África em meio a dois imensos desertos: o da Líbia e o da.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Éder Américo 6º ANO A/B /C. LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA O Egito está situado no Nordeste da África em meio a dois imensos desertos: o da Líbia e o da."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Éder Américo 6º ANO A/B /C

2 LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA O Egito está situado no Nordeste da África em meio a dois imensos desertos: o da Líbia e o da Arábia. O Egito Antigo possuía um território estreito e comprido que compreendia duas grandes regiões: o Alto Egito (região do vale) e o Baixo Egito (região do Delta do Nilo). As primeiras cidades egípcias foram se formando há pouco mais de 5000 anos, sempre próximas do rio Nilo.

3

4 O RIO NILO Como a região era desértica, o rio Nilo ganhou uma extrema importância para os egípcios. O rio era utilizado como via de transporte (através de barcos) de mercadorias e pessoas. As águas do rio Nilo também eram utilizadas para beber, pescar e fertilizar as margens, nas épocas de cheias, favorecendo a agricultura. Nos meses das cheias, as águas do rio invandiam as margens, deixando as terras úmidas e prontas para o plantio. A cheia anual do rio Nilo era provocada no vale egípcio, porque seu maior afluente – o rio Nilo Azul -, que vinha das montanhas da Etiópia, trazia grande quantidade de água das chuvas. Os dois rios encontravam-se formando um só. Imagem de satélite

5

6 Economia Agricultura de regadio (diques e canais) Servidão Coletiva Cobrança de Impostos Política Poder Centralizado – Faraó Sociedade FARAÓ Ministros e sacerdotes Escribas Camponeses servos Escravos

7 ORGANIZAÇÃO ECONÔMICA A agricultura era a base da economia egípcia e, como já vimos, dependia das águas do Nilo. O trigo, a cevada, os legumes e as uvas constituíam as principais culturas.

8 Os egípcios dedicavam-se também à criação de bois, asnos, patos e cabritos. Além disso, praticavam também a mineração de ouro, pedras preciosas e cobre, este último muito usado nas trocas comerciais com outros povos. O comércio era feito à base de trocas, mas limitava-se ao pequeno comércio e à permutação de artigos de luxo com o exterior.

9 O FARAÓ Era considerado um deus vivo, filho do Sol (Amon-Rá) e encarnação do deus- falcão (Hórus). Para os egípcios, toda a felicidade dependia do faraó e seu poder era ilimitado. Comandava os exércitos, distribuía a justiça, organizava as atividades econômicas. O faraó ostentava uma coroa e um cetro, símbolos de sua autoridade. Para os povos do Egito Antigo, o faraó era o pai e a mãe dos seres humanos; um governante com autoridade sobrenatural para recrutar o trabalho em massa necessário à manutenção do sistema de irrigação ao longo do Nilo. Além do poder e prestígio, o faraó possuía enorme riqueza. Era considerado o dono de todas as terras do Egito. Por isso, tinha o direito de receber impostos (pagos em produtos) das aldeias.

10 O VIZIR: a maior autoridade depois do faraó. Cabia a ele tomar decisões jurídicas, administrativas e financeiras em nome do faraó. OS NOBRES: descendentes das famílias mais importantes, cuidavam da administração das províncias ou ocupavam os postos mais altos do exército. OS SACERDOTES: detinham muito poder, administravam todos os bens que os fiéis e o próprio Estado ofereciam aos deuses e tinham muita influência junto ao faraó. Enriqueciam porque ficavam com parte das oferendas feitas pela população aos deuses, além de serem dispensados do pagamento de impostos. OS ESCRIBAS: dominavam a difícil escrita egípcia, encarregavam-se da cobrança dos impostos, da organização das leis e dos decretos e da fiscalização da atividade econômica em geral. O SOLDADOS: nunca atingiam os postos de comando, pois estes eram reservados à nobreza. Eles viviam dos produtos recebidos como pagamento e dos saques que podiam realizar durante as guerras de conquista. OS ARTESÃOS: exerciam as mais diversas profissões. Trabalhavam como pedreiros, carpinteiros, desenhistas, escultores, pintores, tecelões, ourives, etc. Muitas de suas atividades eram realizadas nas grandes obras públicas (templos, túmulos, palácios, etc.).

11 OS CAMPONESES: chamados no Egito de felás, eram a maioria da população. Trabalhavam nas propriedades do faraó e dos sacerdotes e tinham o direito de conservar para si apenas uma pequena parte dos produtos colhidos. Eram também obrigados a trabalhar na construção de obras públicas grandiosas, como abertura de estradas, limpeza de canais, transportes de pedras necessárias às grandes obras, como túmulos, templos e palácios.

12 OS ESCRAVOS: Geralmente estrangeiros e prisioneiros de guerra, também compunham a base da sociedade. Trabalhavam, principalmente, nas minas e pedreiras do Estado, nas terras reais e nos templos. Muitas vezes faziam parte do exército em época de guerra e eram utilizados como escravos domésticos.

13 A ESCRITA EGÍPCIA A escrita surgiu no Egito por volta de 3000 a.C. Os caracteres que os egípcios usavam para escrever eram chamados de hieróglifos, usados geralmente em inscrições oficiais e sagradas gravadas em pedra.

14 Os egípcios desenvolveram também uma forma simplificada dessa escrita hieroglífica chamada escrita hierática (escrita dos deuses), utilizada principalmente pelos sacerdotes sobre madeira ou papiro.

15 Havia ainda a escrita demótica (escrita do povo), mais popular, que era uma simplificação da hierática, geralmente usada em cartas e registros sobre papiro. Eles usavam tinta feita de fuligem e algumas vezes decoravam suas escritas com tinta vermelha.

16 RELIGIÃO A religião foi uma instituição dominante em todos os aspectos da vida egípcia. A princípio, foi acentuadamente politeísta; cada localidade possuía seus próprios deuses. A unificação política do país reduziu os inúmeros deuses locais a um conjunto de grandes deuses nacionais, no qual se destacam: Ptah, representado pelo boi Ápis; Hórus, filho do casal Osíris e Ísis, deus do céu e tronco da monarquia faraônica; Anúbis, deus do vale dos mortos e da mumificação; Thoth, deus da escrita e do tempo; Maat, deusa da justiça; Nut, divindade celeste; Hathor, deusa da magia, entre outros.

17 Religião Egípcia Produtos e instrumentos utilizados para a mumificação Técnicas para retirada do cérebro, preenchimento interno e armazenamento de vísceras

18 Há no Egito 80 pirâmides, construídas aproximadamente 4000 a.C. distam apenas 10Km da cidade do Cairo. As pirâmides são as únicas sobreviventes das famosas "Sete Maravilhas do Mundo". A maior pirâmide, e a mais antiga é a de QUEOPS. Possui 148 metros de altura, 234 metros de base. A área que ocupa é de m². Nela foram empregados blocos de granito de 02 toneladas cada um. As pedras foram trazidas da Arábia e transportadas em grandes embarcações pelo Rio Nilo. No transporte de terra eram colocadas em enormes pranchas que por sua vez deslocavam sob troncos roliços de grandes dimensões. Trabalharam na construção cerca de operários durante 20 anos AS PIRÂMIDES

19 A MUMIFICAÇÃO O trabalho de mumificação era caro e demorado, era feito por artesãos especializados. Apenas as pessoas pertencentes as camadas privilegiadas eram mumificadas, as demais eram enterradas na areia do deserto, em cerimônias simples

20 Os Egípcios não davam nenhuma importância ao cérebro. Após extraí-lo através das narinas do morto, os embalsamadores o jogavam fora. Depois de secar o cadáver com sal de natrão, eles o lavavam e besuntavam com resinas conservadoras e aromáticas. Finalmente, envolviam o corpo em centenas de metros de tiras de linho, entre essas tiras eram colocados diversos amuletos que protegiam o morto contra inimigos e demônios do mundo subterrâneo. Antes de a múmia ser colocada no túmulo, um sacerdote funerário celebrava a cerimônia da abertura dos olhos e da boca, a fim de devolver à vida todos os sentidos do morto.

21 Tumba Arqueólogos da Universidade de Mênfis descobriram uma tumba intacta com cinco múmias no Vale dos Reis, perto da cidade de Luxor no sul do Egito. A identidade das múmias ainda não foi estabelecida.

22 1. A respeito da geografia egípcia, RESPONDA o que se pede: a) Identifique o nome do principal rio que banhava o território egípcio e, em seguida, explique sua importância para a economia da região. b) Identifique a região egípcia onde se concentravam as maiores cidades. 2. Procure no dicionário o significado da palavra “teocracia”. Você acha que o governo do Egito era teocrático? Justifique. 3. A respeito da sociedade egípcia, responda o que se pede: a) Identifique as camadas que compunham a sociedade egípcia. Em seguida, explique a função de cada um deles: b) Quais os setores da sociedade egípcia que faziam parte da organização política do ESTADO? Justifique. 4. Explique por que dizemos que, na sociedade egípcia, não havia mobilidade social. 5. Caracterize a religiosidade egípcia. 6. Identifique os deuses egípcios. Qual a função de cada um deles? ATIVIDADES Após a leitura dessa apresentação e dos textos colados em seu caderno, faça as atividades abaixo. Copie as perguntas. Bom trabalho!


Carregar ppt "Prof. Éder Américo 6º ANO A/B /C. LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA O Egito está situado no Nordeste da África em meio a dois imensos desertos: o da Líbia e o da."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google