A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cidade e sociabilidade LE GOFF, J. Por amor às cidades.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cidade e sociabilidade LE GOFF, J. Por amor às cidades."— Transcrição da apresentação:

1 Cidade e sociabilidade LE GOFF, J. Por amor às cidades

2 A cidade- lugar de civilização X Campo- lugar de rusticidade- A cidade como sinônimo de sociabilidade. A cidade como sinônimo de sociabilidade. Hoje: Sinônimo de individualismo e anonimato Hoje: Sinônimo de individualismo e anonimato IDADE MÉDIA: Oposição clássica: a muralha separa o lugar de civilização do lugar de rusticidade (Cidade/Campo) IDADE MÉDIA: Oposição clássica: a muralha separa o lugar de civilização do lugar de rusticidade (Cidade/Campo)

3

4 Idade Média- cria um novo urbanismo, a beleza urbana Verticalidade-/ Torres medievais e contemporâneas em oposição ao lucro e ao vício Verticalidade-/ Torres medievais e contemporâneas em oposição ao lucro e ao vício Orgulho urbano: a cidade real e a cidade sonhada por habitantes, poderosos e artistas. Orgulho urbano: a cidade real e a cidade sonhada por habitantes, poderosos e artistas. Os burgueses conservam seu poder sobre elas. Os nobres imprimem sobre ela sua marca.Os pobres se sentem em segurança. Os burgueses conservam seu poder sobre elas. Os nobres imprimem sobre ela sua marca.Os pobres se sentem em segurança.

5

6

7 O que atrai na cidade? As universidades a partir do século XIII As universidades a partir do século XIII O ar seria mais puro ( preocupação com a higiene, com a poluição a partir do século XIII). O ar seria mais puro ( preocupação com a higiene, com a poluição a partir do século XIII). Há água em abundância Há água em abundância Há mercados abastecidos Há mercados abastecidos Há diversão- há sociabilidade Há diversão- há sociabilidade

8 O diferencial urbano: A sociabilidade/ a urbanidade Para a Antiguidade: Roma: Forte oposição campo/ cidade Para a Antiguidade: Roma: Forte oposição campo/ cidade Cidade: Educação, cultura, bons costumes, elegância. Cidade: Educação, cultura, bons costumes, elegância. Urbanidade: de urbs (latim) Urbanidade: de urbs (latim) Polidez: de polis (grega) Polidez: de polis (grega) Para a idade Média: menosprezo pelo campo: sede do bárbaro, do rústico. Para a idade Média: menosprezo pelo campo: sede do bárbaro, do rústico.

9 A floresta: lugar de perigo e solidão Oscilação entre esse pólo de radicalidade solitária e o pólo de civilização- a cidade. Oscilação entre esse pólo de radicalidade solitária e o pólo de civilização- a cidade. A cidade medieval é sua “função cultural”: escola, arte, teatro, urbanismo- função que exerce até a atualidade. A cidade medieval é sua “função cultural”: escola, arte, teatro, urbanismo- função que exerce até a atualidade.

10 A cidade representada pela pintura Pelo imaginário- 1a. Representação da cidade: Lorenzetti- o traçado Pelo imaginário- 1a. Representação da cidade: Lorenzetti- o traçado A partir do século XV- a “veduta”, a vista, o panoramma urbano (representações das armas e da vista das cidades) A partir do século XV- a “veduta”, a vista, o panoramma urbano (representações das armas e da vista das cidades) A imagem das cidades na Idade Média é para o alto (historia das sensibilidades), na Antiguidade, para os lados. A imagem das cidades na Idade Média é para o alto (historia das sensibilidades), na Antiguidade, para os lados.

11 San Geminiano e Manhatan- a realização da verticalidade. San Geminiano e Manhatan- a realização da verticalidade. As cidades hoje: Constroem também para baixo assim como as cidades medievais. Ex: Paris. As cidades hoje: Constroem também para baixo assim como as cidades medievais. Ex: Paris. Também a representação da cidade como a cidade dos demônios: Sodoma e Gomorra. Também a representação da cidade como a cidade dos demônios: Sodoma e Gomorra. Oscilação entre o imaginário da boa e da má cidade: Jerusalém e a Babilônia. Bizâncio. Oscilação entre o imaginário da boa e da má cidade: Jerusalém e a Babilônia. Bizâncio.

12

13

14 O fim da cidade ou a cidade sem fim

15 A cidade contemporânea Los Angeles inaugura um novo modêlo: a justaposição de uma multiplicidade de centros fragmentários. Los Angeles inaugura um novo modêlo: a justaposição de uma multiplicidade de centros fragmentários. A Idade Média deu às cidades um espaço rodeado de muralhas. Persiste a conexão entre a cidade(cité) e os burgos (arrabaldes). A Idade Média deu às cidades um espaço rodeado de muralhas. Persiste a conexão entre a cidade(cité) e os burgos (arrabaldes). Na cidade contemporânea- articulação centro/ cidade/bairros/ subúrbios. Na cidade contemporânea- articulação centro/ cidade/bairros/ subúrbios.

16 A função política: Na cidade contemporânea, assume importância maior. Na cidade contemporânea, assume importância maior. Papel de centro financeiro desde a Idade Média, mas se afirma com o capitalismo. Papel de centro financeiro desde a Idade Média, mas se afirma com o capitalismo. Cidade é sempre o lugar de reunião e de difusão dos direitos, do poder e da cultura. Cidade é sempre o lugar de reunião e de difusão dos direitos, do poder e da cultura. A riqueza não é o único critério de poder urbano. A riqueza não é o único critério de poder urbano.

17 Novas funções urbanas A festa sai da cidade, vai para centros mais isolados e menores. A educação também, em parte. (Campus que pretendem ser “cidades”- Ex.: Princeton- EUA). A festa sai da cidade, vai para centros mais isolados e menores. A educação também, em parte. (Campus que pretendem ser “cidades”- Ex.: Princeton- EUA). Também estádios e aeroportos. Também estádios e aeroportos. Os portos saem das cidades. Os portos saem das cidades.

18 Policentrismo: A cidade atual caminha para o policentrismo, os centros se multiplicam; A cidade atual caminha para o policentrismo, os centros se multiplicam; Os EUA e o Canadá são os paises onde a civilização urbana mais se manifestou. Os EUA e o Canadá são os paises onde a civilização urbana mais se manifestou. Los Angeles- o contrário de uma cidade medieval: uma cidade que perdeu o centro ou que nunca o teve. Los Angeles- o contrário de uma cidade medieval: uma cidade que perdeu o centro ou que nunca o teve.

19 A cidade do México Colonização espanhola: a praça central- o zócalo, a praça da Catedral, que se tornou apenas o centro histórico, um Museu. Colonização espanhola: a praça central- o zócalo, a praça da Catedral, que se tornou apenas o centro histórico, um Museu. Cidades americanas como Chicago ou N. York: policentrismo ambíguo: pluralismo dos centros ou nova marginalização urbana? Cidades americanas como Chicago ou N. York: policentrismo ambíguo: pluralismo dos centros ou nova marginalização urbana?

20 Um continuum: O espaço urbano já não se distingue do rural. O espaço urbano já não se distingue do rural. A floresta aparece como uma imagem invertida, como uma encarnação sedutora da natureza (Ecologistas). A floresta aparece como uma imagem invertida, como uma encarnação sedutora da natureza (Ecologistas).

21 A cidade policêntrica Supõe uma boa malha de comunicação Supõe uma boa malha de comunicação Rede de transportes que ligue a cidade e o campo e entrelace a cidade Rede de transportes que ligue a cidade e o campo e entrelace a cidade É essencialmente uma rede de subúrbios onde não se identifica o começo e o fim. Exemplos: Kyoto e Tóquio e o espaço indefinido entre ambos. É essencialmente uma rede de subúrbios onde não se identifica o começo e o fim. Exemplos: Kyoto e Tóquio e o espaço indefinido entre ambos. Veneza- uma cidade- museu com um turismo inteligente que recria a cidade que o acolhe. Veneza- uma cidade- museu com um turismo inteligente que recria a cidade que o acolhe. Paris- Os bairros como “distritos” do centro- Marais etc. que foram a cidade medieval. Paris- Os bairros como “distritos” do centro- Marais etc. que foram a cidade medieval.

22 O imaginário urbano Formou-se na Idade Média Formou-se na Idade Média Modelo urbano que perdurou do século XI ao século XX. Modelo urbano que perdurou do século XI ao século XX. Século XXI? Cidade não poluída? O que fazer com os automóveis? Século XXI? Cidade não poluída? O que fazer com os automóveis? Na Idade Média a cidade possuí7a uma beleza viva. Na Idade Média a cidade possuí7a uma beleza viva. Agora- quais os encantos? Que sedução? Agora- quais os encantos? Que sedução?

23


Carregar ppt "Cidade e sociabilidade LE GOFF, J. Por amor às cidades."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google