A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO E POLÍTICAS EDUCACIONAIS DIVISÃO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL-DITEC.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO E POLÍTICAS EDUCACIONAIS DIVISÃO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL-DITEC."— Transcrição da apresentação:

1 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO E POLÍTICAS EDUCACIONAIS DIVISÃO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL-DITEC CURSO: AVA NO CONTEXTO DA APRENDIZAGEM E AVALIAÇÃO PROJETO DE OFICINA PROJETO DE OFICINA Título: DESMISTIFICANDO A APRENDIZAGEM DA MATEMATICA UTILIZANDO AS FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS DA WEB 2.0 ATRAVÉS DO GEOGEBRA. Ministrante(s) da Oficina: MARIA HELENA CAMPOS SILVA JOSI KELY ARGUELHO DE BRITO ANDRADE

2 JUSTIFICATIVA: Temos nossa justificativa apoiada na reflexão acerca dos sinais que revelam aspectos que podem qualificar a análise da aprendizagem por meio do uso dos recursos tecnológicos da Escola Municipal José Rodrigues Benfica. A investigação sobre o tema dos Indicadores da qualidade na educação se justifica pelo fato de políticas educacionais serem o único instrumento direto existente para modificar a qualidade do ensino e elevar os níveis de aprendizado. Torna-se importante destacar a atuação do professor nesta tarefa de se trabalhar com jogos computacionais. No ensino da Matemática, também por favorecer a construção ou reconstrução do conhecimento e propiciar uma melhor interação do aluno com a disciplina. (GADOTTI, 1989) Os professores concordam entre si que a grande maioria dos alunos tem aversão a Matemática. A fim de sanar tal problema, eles dizem utilizar vários recursos tecnológicos em suas aulas por acreditarem que, ao estabelecerem certa relação da Matemática com o mundo o qual os alunos interagem diariamente, eles se interessam mais pela disciplina. No entanto, contrariando a hipótese inicial, os alunos gostam das aulas envolvendo recursos tecnológicos simplesmente pela diversão que o recurso propicia e, de modo geral, não identificam qualquer relação entre os conteúdos e a intervenção da ferramenta utilizada. No intuito de alcançar os objetivos propostos utilizaremos a geometria que é um dos conceitos mais importante da matemática, pois através dela é que conseguimos distinguir todas as formas que estão a nossa volta. Tendo em vista a importância da geometria e a necessidade de inovar devido a tecnologias que estão a nossa volta é que propomos a utilização do programa GeoGebra para complementar as explanações feitas em sala de aula.

3 Você tem computador em casa? Qual a a sua idade?

4 Você gosta de usar o computador? Quantas vezes por semana você acessa a internet?

5 Em que local você mais acessa a internet? Você tem ?

6 Qual e a disciplina que você mais gosta ? Qual professor utiliza mais os recurso tecnológico e a sala de informática?

7 Há algum professor que não utiliza os recurso tecnológico e a sala de informática? Escolha na escala de sua preferência qual ambiente você mais gosta na escola? - Sala de Informática

8 Ambiente educativo para utilização dos recurso tecnológicos. - O ambiente educativo da sala de informática (SI) favorece maior comunicação entre professores/alunos? O que você gostaria de aprender na sala de informática? jogos onlineaprender a mexer e compreender o uso do computador? ou notbookMais ingles TUDOTudo sobre informática.A Todas as matérias e a jogos.jogar gran chaseassistência técnica de computaçãomais atividades educativasMais matemáticaeu gostaria de aŕender a ser muito esperto mechendo na net saber varias coisasaprender fazer atividades no dolphin APRENDER DE GEOGRAFIA E ARTES mais atividades educativasAprender sobre a história dos sites mais conhecidos do mundo.sim apreender a destravar o computador. muitas coisas de matemáticaA todas as matérias.como formatar o c...

9 OBJETIVOS: GERAL Conhecer e utilizar o programa de geometria dinâmica Geogebra para facilitar para ao professor seu trabalho cotidiano de ensinar matemática e geometria. OBJETIVOS ESPECIFICOS: Sugerir e elaborar planos de aula que abordem tanto o enfoque matemático como o tecnológico. Elaborar suas próprias atividades a partir das sugestões apresentadas e pela troca de experiências Mostrar aos alunos as possibilidades tecnológicas da qual a matemática pode se valer para tornar sua aprendizagem mais divertida e mais relacionada com a realidade tecnológica de cada aluno. Proporcionar aos professores e alunos uma forma diferenciada de aprendizagem usando como ferramenta um software capaz de executar tarefas relacionadas a geometria que torna mais fácil a análise de regularidades da matemática.

10 METODOLOGIA: O Projeto será desenvolvido na Escola Municipal José Rodrigues, localizada na rua dos Barbosas, 355, bairro Amambaí, Campo Grande, MS. A Unidade escolar trabalha com alunos do bairro, que é central e de vários outros vizinhos ou de periferia, trabalhando com alunos de séries iniciais: Educação Infantil e Ensino Fundamental. A Escola, considerando o espaço físico e a comunidade escolar composta por professores, funcionários, alunos, pais de alunos, equipe técnico-pedagógica e gestão, tem valor fundamental na formação do cidadão, influenciando os participantes e o entorno dela para o exercício da cidadania de forma positiva, coerente com o que a sociedade espera em termos de atitudes frente aos mais variados aspectos exigidos para a construção de um mundo melhor. Professores e funcionários vêem-se envolvidos em um processo que investe na formação de seres humanos, portanto de grande responsabilidade. A preocupação maior é levar a filosofia da escola a todos e contar com a execução do Projeto Político- Pedagógico.

11 PÚBLICO ALVO – Professores Regentes da Escola Municipal José Rodrigues Benfica e PCTEs do curso AVA no Contexto da Aprendizagem e Avaliação); Educadores da Escola Municipal José Rodrigues Benfica. LOCAL DE OFERECIMENTO DA OFICINA: Escola Municipal José Rodrigues Benfica. CARGA HORÁRIA – A oficina terá a carga horária total de 20 horas, sendo: (4h) Leitura do texto e interação no recurso da Web.  (16h) Elaboração do planejamento da atividade para desenvolver com os seus alunos: Leitura do texto e interação no recurso da Web  (6h) Elaboração do planejamento da atividade para desenvolver com os seus alunos  (5h) Aplicação da atividade(5h). Percentual de frequência do cursista que atingiu no mínimo 75%.

12 PROCEDIMENTOS DO DESENVOLVIMENTO DA OFICINA. Os participantes (professores) terão oportunidade de usar o GeoGebra para resolver tarefas, apoiados por um tutorial. Pretende-se, além disso, promover a discussão em torno da sua utilização na aula de Matemática, refletindo sobre a organização do trabalho na sala e sobre o papel do professor. A estrutura escolhida para tarefas pretende demonstrar como o programa funciona e como pode ser envolvente principalmente aos alunos na construção do seu próprio conhecimento matemático e promover a sua autonomia. Para tanto, realizaremos um diagnóstico das principais dificuldades apresentadas pelos alunos relacionadas aos conceitos geométricos. O diagnóstico consiste na elaboração de questionamentos referentes ao conteúdo. Após a análise desse diagnóstico elaboramos um planejamento da aula voltado para o uso do laboratório de informática da escola com o uso do software matemático Geogebra. A aula acontecerá, a princípio de maneira expositiva e dialogada, onde os alunos serão questionados em relação a cada conteúdo que está sendo aplicado. Após serão encaminhados para a construção da figura geométrica, para então através da construção realizada no Geogebra, os mesmos possam realizar as observações pertinentes da figura construída bem como conceituá-las.

13 O desenvolvimento do planejamento será desenvolvida com os alunos usando as ferramentas do Geogebra. Nos planos de aula teremos: O conteúdo a ser abordado Os objetivos a serem atingidos Os pré-requisitos matemáticos e tecnológicos O encaminhamento metodológico que mostra de maneira detalhada como construir os objetos e como utilizar os recursos do programa A proposta de trabalho para o aluno sugere questionamentos que o levarão a explorar, refletir, fazer conjecturas, concluir. Ações importantes na construção do conhecimento. O número de aulas necessárias para desenvolver a atividade. Na primeira ação faremos uma apresentação do GeoGebra, onde todos terão a oportunidade de navegar e explorar as ferramentas desse software. Serão trabalhadas as formas geométricas ( retângulo, quadrado, circulo e triangulo) Na segunda ação os alunos já familiarizados e sabendo utilizar as ferramentas do GeoGebra, seguirão os seguirão os seguintes passos: 1º Exibir malha 2º Utilizando a ferramenta deverá construir os sólidos tais como: cubo, paralelogramo, Prisma e Pirâmides. 3º Planificar cada solido criado. 4º Localizar no desenho: vértices, arestas e faces. 5º Finalizar as atividades propostas

14 RECURSOS - HUMANOS E MATERIAIS (ESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA) Turma: 3º Ano B/6º ano C Turno: Matutino/Vespertino Mídias: Computador, máquina digital e câmera. Tecnologias: todas as existentes na Sala de Informática, pesquisas na internet e software Geogebra. CRONOGRAMA Agosto e setembro de 2012

15 PERSPECTIVAS DE RESULTADOS: Tornar a escola cada vez mais atrativa é o melhor caminho para mantermos nossas crianças nas salas de aula, adquirindo conhecimento e construindo seu futuro. Para obter um ensino realmente de qualidade, a escola tem que ser vista em seu todo, nas suas mais diferentes vertentes e desta forma cumpre seu objetivo com ações pedagógicas desenvolvidas por meio deste projeto. Inserir novas tecnologias é um dos desafios enfrentados pelo professor em sua prática. Trata-se de uma nova oportunidade dos educadores aprenderem e usarem a web a seu favor. Segundo Póvoa (2000) "o atual avanço e a disseminação das tecnologias de informação e comunicação vêm criando novas formas de convivência, novos textos, novas leituras, novas escritas e, sobretudo, novas maneiras de interagir no espaço cibernético". O Professor tem um papel muito importante na era da informática, pois ele pode dar muito sentido ao uso da tecnologia na Escola para com isso produzir grandes conhecimentos e possibilidades, sendo que seu papel atualmente, não é mais o de transmitir conhecimentos, mas de colaborar, de liderar, de articular e mediar os saberes e as técnicas. Para o aluno, esperamos que a experimentação de novas linguagens ampliará seu repertório e possibilitará uma vivência no processo da elaboração de produtos culturais que ele consome diariamente. A produção de conteúdo em diferentes linguagens em mídias digitais, com foco na autoria do aluno, valoriza o trabalho realizado por ele, incentivando-o a autoria e construção de seu próprio conhecimento.

16 REFERÊNCIAS: ALMEIDA, M. E. Educação, projetos, tecnologia e conhecimento. São Paulo: Proem, BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Rio de Janeiro: DP&A, BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais. Apresentação - versão agosto/1996 CHASSOT, A.I. A ciência através dos tempos. São Paulo: Moderna, DOWBOR, Ladislau – Redes de informações de gestão local, Disponível em: Acesso em: FAUVRE, Edgar. Aprender a Ser. São Paulo: Livraria Bertrand, FERREIRA, Oscar Manuel de Castro e JÚNIOR, Plínio Dias da Silva. Recursos Audiovisuais no Processo Ensino- Aprendizagem. São Paulo: EPU, FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 8 ed. São Paulo: Paz e Terra, GADOTTI, Moacir. Educação e poder - introdução à pedagogia do conflito. São Paulo : Ed. Cortez GATTI, B. Formação de professores e carreira: problemas e movimentos de renovação. Campinas, SP: Autores Associados, RAMPAZZO, Sandra R. dos Reis; RAMOS, Corina; VALENTE, Silza M. Pazello. Formação de professores: experiências pioneiras de ensino a distância no contexto brasileiro. UNOPAR Científica: ciências humanas e educação. Londrina, TAJRA, Sanmya Feitosa. Informática na Educação: Novas ferramentas pedagógicas para o professor na atualidade. 7ª Edição, São Paulo: Érica, 2007 TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, VALENTE, J. A. Análise dos diferentes tipos de softwares usados a Educação. Em J. A. Valente (Org.), O Computador na sociedade do Conhecimento. Campinas, SP: Gráfica da UNICAMP, ____________. Lei N° 9394, de 20 de dezembro de Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, 1997.


Carregar ppt "PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO E POLÍTICAS EDUCACIONAIS DIVISÃO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL-DITEC."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google