A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DISCIPLINA DE SEMIOLOGIA UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES FACULDADE DE MEDICINA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DISCIPLINA DE SEMIOLOGIA UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES FACULDADE DE MEDICINA."— Transcrição da apresentação:

1 DISCIPLINA DE SEMIOLOGIA UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES FACULDADE DE MEDICINA

2 AULA 1 PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS

3 PORTO, Celmo Celeno. Semiologia Médica. 7ª. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014, 1413 p.

4 ANATOMIA ANAMNESE INSPEÇÃO PALPAÇÃO PERCUSSÃO AUSCUTA

5

6 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS ANATOMIA 6 / 40 Limites externos do abdome Limites Externos Abdome SuperiorInferior Apêndice xifoide Arcadas costais Coluna vertebral Cristas pubianas Cristas ilíacas Base do sacro

7 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS ANATOMIA 7 / 40 Limites internos do abdome Limites Internos Abdome SuperiorInferior Concavidades das cúpulas diafragmáticas Assoalho da pelve

8 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS ANATOMIA 8 / 40 Paredes do abdome Entre anterior e posterior Laterais Frontal A. costal a crista ilíaca Anterior Dorsal Linha axilar posterior Posterior

9 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS ANATOMIA 9 / 40 Linhas Hemiclavicular X recordo costal (h) Crista ilíaca direita X esquerda (h) Tubérculo púbis X pontos da 1ª linha (v) Topografia Regiões

10 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS ANAMNESE 10 / 40 Sintomas principais Aumento de volumeDorMassa

11 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS INSPEÇÃO 11 / 40 Técnica Decúbito dorsal horizontal Cabeça em travesseiro baixo Membros estendidos Exame regional sistemático Paciente Posição

12 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS INSPEÇÃO 12 / 40 Pele e anexos Superfície lisa sem lesão e pelos típicos Normal Vestígio de ferida ou chaga Cicatriz Lista fina, pequena e branca EstriaCirc. colateralPilific. anormal Circulação sanguínea paralela Alopécia, hipertricose ou ≠ sexo

13 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS INSPEÇÃO 13 / 40 Volume Abaulado muito levemente Normal Retraído Caquexia AIDS D. consuntiva Globoso IMC acima de 25 ObesidadeAsciteNeoplasia Acúmulo de líquido na cavidade Massa benigna ou maligna

14 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS INSPEÇÃO 14 / 40 Forma Simétrico (lados iguais) Normal Assimétrico (saco hernial) Hérnia Assimétrico (aumento do fígado) HepatomegaliaMegacólonNeoplasia Assimétrico (massa ben./mal.) Assimétrico (aumento do cólon)

15 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS INSPEÇÃO 15 / 40 Peristaltismo Abalos não perceptíveis Normal Abalos estomacais perceptíveis Estenose piloro Abalos intestinais perceptíveis S. obstrutiva

16 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 16 / 40 Técnica Uma ou ambas as mãos espalmadas Dedos em ligeira flexão Solicitar respiração tranquila Na expiração explorar profundamente Paciente Posição

17 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 17 / 40 Superficial Sensibilidade Tensão Temperatura Espessura Continuidade Profunda Órgãos não palpáveis Órgãos palpáveis Órgãos não palpáveis detectados Massa Tumor fantasma

18 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 18 / 40 Sensibilidade – pontos hipersensíveis Úlcera péptica ativa Epigástrico Vesícula biliar inflamada Cístico Apêndice cecal inflamado ApendicularUretrais Migração de cálculo renal

19 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 19 / 40 Localização Traçar linha xifoumbilical; Precisar meia distância entre extremos desta. Úlcera péptica ativa Epigástrico

20 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 20 / 40 Localização Traçar linha na reborda costal direita; Traçar linha na borda externa do reto abdominal; Ângulo formado entre as linhas. Vesícula biliar inflamada Cístico

21 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 21 / 40 Localização Traçar linha entre cicatriz umbilical e crista ilíaca anterossuperior direita; Dividir a linha supra em três partes iguais; Precisar união 1/3 externo com 2/3 internos. (Sinal de Blumberg: compressão lenta e descompressão brusca dolorosa) Apêndice cecal inflamado Apendicular

22 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 22 / 40 Localização Traçar linha na borda externa do reto abdominal; Considerar dois níveis de intersecção: ao nível da cicatriz umbilical; e ao nível das espinhas ilíacas anterossuperiores. Migração de cálculo renal Uretrais

23 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 23 / 40 Manobra de Galambos Comprimir outra região do abdome enquanto se palpa o local realmente desejado (paciente distraído relaxa musculatura) Voluntária decorrente do medo Contração psc.

24 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 24 / 40 Tensão Jovem > Extremos Idade Masculino > Feminino Sexo Nulípara > Multípara ParidadeAtividade Esportista > Sedentário

25 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 25 / 40 Tensão Obeso > Desnutrido Peso Inspiração > Expiração Respiração Mesogástrio > Flancos Região Hipogástrio > Epigástrio

26 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 26 / 40 Causas Perfuração de víscera oca (ex.: úlcera péptica) Peritonite aguda difusa (ex.: doença inflamatória pélvica) Aumento do tônus mm geral Abdome Tábua

27 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 27 / 40 Causas Processo inflamatório visceral com acometimento do peritônio parietal na área de projeção topográfica do órgão sede da lesão (ex.: apendicite – fossa ilíaca direita) Aumento do tônus mm local Rigidez

28 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 28 / 40 Temperatura Lesão: termonose (geladura) ↓ Constante até 37.8º C Normal Lesão: termonose (queimadura) ↑

29 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 29 / 40 Continuidade Afastamento dos retos abdominais Diástase Parede abdominal contínua Normal Anel e saco herniais Hérnia

30 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 30 / 40 Profunda Órgãos não palpáveis Estômago (corpo e antro) Intestino (duod. / jejuno / ílio) Intestino (asc. / desc.) Fígado (vesícula biliar) Baço (integral) Bexiga (integral) Útero (integral) Anexos (ovários / trompas)

31 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 31 / 40 Profunda Órgãos palpáveis Estômago (piloro) Intestino (cólon transverso) Intestino (cólon sigmoide.) Intestino (ceco) Fígado (bordo inferior) Rim (polo inferior) Aorta (parcial) Coluna (parcial)

32 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PALPAÇÃO 32 / 40 Profunda Achados anormais Sigmoide (fezes duras) Bexiga (urina retida) Rim ptótico (multípara) Rim ectópico (pélvico) Fígado (porção maior) Baço (esplenomegalia) Promontório (caquexia) Massa (neoplasia)

33 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PERCUSSÃO 33 / 40 Técnica Utilizam-se ambas as mãos: esquerda – dedo indicador estendido; e direita – dedo indicador aplica piparotes sobre o dedo contralateral Paciente Posição

34 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PERCUSSÃO 34 / 40 Normal Som timpânico (oco) Estômago Som timpânico (oco) Intestino Som maciço (recheado) FígadoBaço Som maciço (recheado)

35 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS PERCUSSÃO 35 / 40 Anormal Som maciço difuso ( ∆ posição) Ascite Som maciço circunscrito (não ∆ pos.) Neo / InfPneumoperitônio S. timpânico hipocôndrio direito

36 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS AUSCULTA 36 / 40 Técnica Utiliza-se estetoscópio. Examina-se, em especial, região mesogátrica, epigástrica, hipogástrica, flancos e fossas ilíacas. Paciente Posição

37 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS AUSCULTA 37 / 40 Normal Movimento de líquido/gás no intestino Ruído hidroaéreo Até 3º PO íleo paralítico ou funcional Silêncio abdominal

38 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS AUSCULTA 38 / 40 Anormal Diarreia Oclusão ( fase inicial) Ruído ↑ Abdome agudo (apendicite ) Ruído ausente

39 PAULO DE TARSO PAREDES E CAVIDADES ABDOMINAIS CONCLUSÃO 39 / 40 AnatomiaAnamneseInspeçãoPalpaçãoPercussãoAusculta

40 F I M


Carregar ppt "DISCIPLINA DE SEMIOLOGIA UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES FACULDADE DE MEDICINA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google