A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência."— Transcrição da apresentação:

1 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência

2 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Linha do Tempo - Mundo “Lei dos Pobres” American Express Institui benefícios previdenciários p/ trabalhadores no transporte por diligências 1.601 1.875 Surge a “Welfare Theory” Escola do Bem Estar Social 1.886 a 1.920 Beveridge cria Sistema Universal de Proteção aos Pobres 1.942 Tratado de Versalhes Universalização do Seguro Social 1.919 Otto V. Bismarck Legislação Social Prussiana 1.880

3 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Proteção Social- Modelos SERVIÇO SOCIAL ASSISTÊNCIA SOCIAL PREVIDÊNCIA SOCIAL (SEGURO)

4 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência SAÚDE PREVIDÊNCIA ASSIST. SOCIAL PREVIDÊNCIA SEGURO CONTRIBUTIVO ENCARGOS SOCIAIS EQUILÍBRIO FINANCEIRO E ATUARIAL TRABALHADORES FILIADOS ASSISTÊNCIA NÃO CONTRIBUTIVO IMPOSTOS GERAIS CIDADÃO ASSISTÊNCIA NÃO CONTRIBUTIVO IMPOSTOS GERAIS CIDADÃO Seguridade Social-Brasil

5 Trabalho e a aposentadoria Mundo X Brasil Fonte : OCDE/2000 e IBGE Infância e Educação: 19,7% Trabalho 49,3% Tempo médio de aposentadoria : 31% *Em percentuais (%) 16,5%

6 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Gastos Totais com Previdência e com Previdência dos Servidores Públicos em Países da OCDE (1998) e no Brasil (2002) em % do PIB Gastos com Previdência Fonte: OECD Social Expenditure Database 1980 - 1998 e MPAS PREV. DOS SERVIDORES/PIB POPULAÇÃO ACIMA DE 60 ANOS GASTOS EM PREVIDÊNCIA/PIB Austrália Áustria Bélgica Canadá Dinamarca França Alemanha Grécia Irlanda Japão Holanda Portugal Espanha Estados Unidos Média países selecionados OCDE BRASIL 6.2 10.8 6.0 8.4 3.8 7.0 9.3 8.7 9.4 6.3 8.9 13.4 12.3 11.2 12.1 11.5 16.3 22.1 16.7 20.0 15.2 23.2 18.3 20.8 21.8 16.1 19.9 20.7 20.5 23.2 23.4 8.4 1.3 3.4 2.7 0.7 1.0 3.0 1.7 1.9 0.6 1.1 1.6 2.6 0.9 1.6 1.7 4.7

7 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência

8 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Déficit da Previdência R$ bilhões

9 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência (Em % do total)1987199820012003 Inativo e Pensionista614,315,116,9 INSS18,838,340,944,4 Seguro-desemprego03,12,73,3 Outras rendas mínimas 001,01,8 Ativos16,317,518,515,1 Pagamento direto a pessoas 41,173,278,281,5 Saúde8,210,4109,7 OCC’s50,716,511,88,8 TOTAL100 Estrutura de Despesas Não-Financeiras do Governo Rurais8,2 RMV0,7 Urbano7,7 LOAS1,9 Ben > SM25,9 Total44,4 Fonte : Raul Velloso

10 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência

11 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Sistema Previdenciário Brasileiro Estrutura Atual Regime Funcional Regime Geral Trabalhador do Setor Privado Servidores Públicos INSS INSTITUTOS AUTARQUIAS FUNDAÇÕES FUNDOS DE PENSÃO (Serviço Social Autônomo) Previdência Complementar FechadaAberta Fundos de Pensão Sociedades Anônimas Previdência Funcional Complementar Fechada Fundos de Pensão Obrigatórios Voluntário Sem fins lucrativos Direito Privado Com fins lucrativos União Estados Municípios MPAS

12 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Consumo Tempo T = 0 Repartição Valor T = Aposent.

13 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Capitalização 2.000.000,00 1.600.000,00 1.200.000,00 800.000,00 400.000,00 0,00 5 10 15 20 2530 35 Fase de AcumulaçãoFase de Consumo 5 10 15 20 2530 35 Valor Juros C1 C2 C3.........................Cn P1 P2 P3......................Pn t = momento da concessão Contribuições C1 até Cn Benefícios pagos P1 até Pn Data da Aposentadoria

14 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Taxas Demográficas 2,3 2,6 3,6 4,3 5,8 6,2 0,0 1,0 2,0 3,0 4,0 5,0 6,0 7,0 196019701975198419911996Set/2004 Fonte : IBGE 1,0 1,2 1,4 1,9 2,5 3,0 0,0 0,5 1,0 1,5 2,0 2,5 3,0 3,5 1960/1970 1970/1980 1980/1990 1990/2000 2000/2010 2010/2020 Fonte : IBGE/2004 % Taxa de Crescimento Populacional Taxa de Fecundidade 2,1

15 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Taxas Demográficas Envelhecimento da População Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

16 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Expectativa de Vida

17 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Evolução da Expectativa de Sobrevida 1930 / 2002 Fonte : IBGE/2003 03943556067,374,9 104548535760,267,3 203840454850,857,6 30313374042,348,1 40242629323438,8 501820222426,130 55 16171921 22,425,9 60131416171921,9 6511 131415,818,3 708911 1315 IDADE em anosHOMEMMULHERHOMEMMULHERHOMEMMULHER 20021970/19801930/1940

18 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência

19 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Número de beneficiários que ganham o benefício teto ou mais de sete salários mínimos: 60 mil Número de beneficiários 23,5milhões INSS Déficit ano de 2004: R$ 32,7 bilhões Números do RGPS Número de beneficiários que recebem um salário mínimo (R$ 300,00): 65% Fonte: MPS 0.25% 41,9 % 58,1% Não-contribuintes 1990 2003 Contribuintes 1990 2003 57,5% 42,5%

20 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Clientela Urbana X Rural Fonte: MPS/2004

21 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência

22 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Setor Privado - RGPS ASSISTÊNCIA PREVIDÊNCIA Assistência Social junto c/ Previdência Social Rural Urbano Fator Previdenciário Nova Tributação

23 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Benefício= R x f Alongamento do período de cálculo x [ Id + Tc x 0,31 ] ] 100 Tc x 0,31 f = Es 1+ 1. f = Fator Previdenciário aplicado de forma a manter o equilíbrio financeiro e atuarial, estabelecido no caput do art. 40. 2. Tc = Tempo de contribuição em anos ao Regime Geral (INSS) 3. 0,31% = Alíquota total no RGPS 4. Es = Esperança de sobrevida no momento da aposentadoria fornecido pelo IBGE, com base na média nacional, separadamente para homem e mulher. 5. Id = Idade no momento da aposentadoria. Fator Previdenciário

24 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência

25 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência APOSENTADORIA R$ A Importância da Previdência Complementar 33% 67%

26 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Modelo dos Três Pilares 1º2º3º ESTATAL EMPRESARIAL INDIVIDUAL Previdência Básica Contempla todos os cidadãos e independe de contribuição. Benefícios de 1 a 5 SM 1º Previdência Social Empresarial Fundos de Pensão sem fins lucrativos contributivos 2º Previdência Individual Voluntária Planos de Instituições Financeiras com fins lucrativos contributivos 3º

27 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência

28 Evolução das Reservas Previdência Privada Aberta Fonte : ANAPP – nov/2004

29 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Tipos Planos Nova Tributação —Em vigor desde 1º de janeiro de 2005 - Tabela regressiva do IRPF no momento do resgate ou da renda —Alíquotas decrescentes conforme o tempo de permanência do participante no plano, no momento do resgate ou da renda: 35% no 1º e 2º ano 30% no 3º e 4º ano 25% no 5º e 6º ano 20% no 7º e 8º ano 15% no 9º e 10º ano 10% a partir do 11º ano MP 209/04

30 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Aplicações Variação da aplicação de R$ 10.000,00 por 30 anos 150.165 79.563 65.687 47.417 66.144 10.000 30.000 50.000 70.000 90.000 110.000 130.000 150.000 170.000 FP PGBLVGBLFIFPOUPANÇA

31 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Simulador

32 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência

33 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Note que todos países com economias estruturadas possuem uma indústria de previdência representativa – até bem pouco tempo o Chile era o único país da América Latina com “ Investiment Grade” A experiência do Chile mostrou que a previdência privada é efetivamente uma das principais alavancas para o crescimento econômico No Brasil menos de 1% da população tem um plano de previdência complementar Fonte : ABRAPP/Trevisan EUA 7.243 Argentina 10 Brasil 64 Colômbia 6 Chile 35 Peru 4 Japão 1.925 Holanda 431 Suécia 224 Reino Unido 930 71% 4% 13% 7% 53% 7% 46% 113% 65% 107% Ativos US$ MM Indústria da Previdência 2001 - % do PIB

34 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Ranking Em bilhões de US$ – 2003 RankingFundos de PensãoAtivosPaís 1Japan Government Pension290,9Japão 2ABP180,2Holanda 3California Public Employees144,7EUA 4Local Government Officials113,1Japão 5Federal Retirement Thrifit96,0EUA 6New York State Common95,9EUA 7Postal Savings Fund95,8Taiwan 8California State Teachers88,1EUA 9Florida State Board78,7EUA 10National Public Service78,0Japão PATRIMÔNIO TOTAL NO MUNDO É DE MAIS DE US$ 12 TRILHÕES Fonte : Watson Wyatt/2004

35 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Fundos de Pensão no Brasil Empresas Participadas (algumas)) 3,3 4,6 5,5 7,2 8,3 8,2 9,2 10,3 13,2 12,5 15,8 14,4 19901991199219931994199520002001200220031996199719981999 18,2 R$ 240 bilh.

36 Participação dos Fundos SIDERUGIA Valia, Previ Previ Acesita Previ, Sistel, Petros ENERGIA GTD Previ Previ, Fundação CESP Escelsa Fiago Participações Previ, Sistel TELECOMUNICAÇÕES OUTROS SETORES Centrus, Previ Sistel, Previ Previ

37 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência RodoviasHotéis e Resorts Portos Hospitais Participação dos Fundos Investimentos em infra-Estrutura

38 RANKINGPATROCINADORFUNDO DE PENSÃOINVESTIMENTOS 1Banco do BrasilPREVI 70,3 2PetrobrásPETROS 24,9 3Caixa EconômicaFUNCEF 17,9 4Sistema TelebrásSISTEL 12,0 5Fundação CESPCESP 9,5 6Vale do Rio DoceVALIA 6,1 7Banco CentralCENTRUS 6,2 8Banco ItaúITAÚBANCO 5,9 9Cia Energ.de MGFORLUZ 4,2 10Governo do ParanáPARANAPREVIDÊNCIA 3,4 Ranking Brasil *em bilhões de R$ - 2004 Fonte : SPC/2005

39 Investimentos Fonte : SPC /2005

40 SEGMENTOS RENDA FIXA até 100% AÇÕES EM MERCADO RENDA VARIÁVEL até 50% BAIXO RISCO de CRÉDITO ALTO/MÉDIO RISCO de CRÉDITO até 100% conforme tipo de investimentos (artigo 10) até 20% OUTROS ATIVOS PARTICIPAÇÕES até 3% até 20% até 50% CARTEIRAS %CARTEIRAS % IMÓVEIS até 14%, até 2005 até 11%, após 2006 até 8%, após 2009 DESENVOLVIMENTO ALUGUÉIS e RENDA FUND. IMOBILIÁRIOS OUTROS INV. IMOB. EMPRÉSTIMOS e FINANCIAMENTOS até 15% FINANC.IMOB. A PARTICIP. E ASSISTIDOS EMPRÉSTIMOS A PARTICIP. E ASSISTIDOS até 10% até 15% Limites de Investimento Resolução 3.121, 25/09/2003

41

42 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Estatuto Plano de Benefícios J. Malucelli Plano B OAB- PREV/PR Regulamento J. Malucelli Regulamento Plano B Regulamento C Plano C Regulamento OAB- PREV/PR SeguradoraConstrutoraParaná Banco... Holding OABCAIXA

43 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Plano Participantes Fundo de Investimento Mercado Financeiro Ativos Financeiros Aposentados HOJE AMANHÃ Renda Cota Fluxo Financeiro

44 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência  Incentivo Fiscal: as contribuições são dedutíveis do Imposto de Renda, até o limite de 12% da Renda Bruta, na utilização da declaração no Modelo Completo;  Isenção do Imposto de Renda nas aplicações financeiras do Fundo;  Tranqüilidade e segurança para sua família no futuro;  Mais uma fonte de aposentadoria, além do INSS;  Terão assegurados os Benefícios de Invalidez ou Pensão por Morte, após cumprimento da carência de 2 anos de contribuição;  Custo Administrativo e Aposentadoria por Invalidez e Pensão por Morte, complementares ao INSS, totalmente custeados pelas Patrocinadoras.  Incentivo Fiscal: poderá deduzir as contribuições do seu lucro real, até o limite de 20%;  Manter no quadro os melhores profissionais;  Renovação do quadro na idade da aposentadoria;  Vantagens no processo de seleção de Mão-de-Obra;  Responsabilidade Social: Melhora a imagem da empresa no mercado e na sociedade. Por que participar ? Empresas Empregados

45 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Lei Complementar nº 109, de 29/05/2001, arts. 5º, 31 e 74 Decreto nº 4.206, de 23/04/2002, art. 4º Resolução MPAS /CGPC 012/02 - de 17/09/2002 Resolução MPS 003/03 - de 22/05/2003

46 ...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência Definição INSTITUIDOR Pessoa Jurídica de caráter → Cria PLANO de BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS para seus associados. (atividade SEM FINS LUCRATIVOS) PROFISSIONAL CLASSISTA SETORIAL


Carregar ppt "...... RenatoFollado r Consultoria emPrevidência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google