A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A cadeia da carne: frango e bovina Discente: Débora Mainardi Marcos Amaral Patrícia Freitas Comercialização na Produção Animal.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A cadeia da carne: frango e bovina Discente: Débora Mainardi Marcos Amaral Patrícia Freitas Comercialização na Produção Animal."— Transcrição da apresentação:

1 A cadeia da carne: frango e bovina Discente: Débora Mainardi Marcos Amaral Patrícia Freitas Comercialização na Produção Animal

2 O que é uma “CADEIA”? É um conjunto de “elos” onde cada um depende dos demais. Comam mais Frango! Comam mais Boi!

3 Cadeia de Carne de Frango

4  Avicultura Brasileira década 50 década 70 Industrialização; Sistema de integração; Avanços da pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias; maiores produtores e exportadores de carne de frango mundiais 1° EUA 2° EUA 2° China 3° UE 4 3° Produtor 1° Exportador

5  Cadeia produtiva da carne de frangos apresenta uma trajetória destaque dentre as cadeias produtivas agroindustriais, sobretudo no Brasil. caracterizada pela utilização de modernos sistemas de planejamento, organização, coordenação dos elos, incorporação de novas tecnológicas e técnicas gerenciais reflete-se no constante crescimento da produção. 5

6  Cadeia produtiva de frango é caracterizada por uma sequência de operações que conduzem à produção de bens: produção de insumos Industrialização comercialização e distribuição 6

7 7

8  Produção Brasileira de Carne de Frango por Produto em 2013 (%) Fonte: MAPA  Destino da Produção Brasileira de Carne de Frango em 2013 (%) 8 95% In Natura5% Industrializado Mercado Interno 68,4% Exportações 31,6% Fonte: UBABEF

9  Produção Brasileira de carne de frango (milhões ton). 9 Fonte: UBABEF

10  Produção Mundial de Carne de Frango em 2013 (mil ton) 1° EUA ° China ° Brasil ° EU Fonte: USDA/UBABEF 10

11  Abate de Frango por Estado em 2013 (%) PR 31,12% SC 16,66% RS 14,56% SP 10,99% MG 7,56% GO 6,77% MT 4,87% MS 3,04% Fonte: MAPA 11

12  Número de cabeças abatidas e peso dos frangos, 2002 a Fonte: FAO (2012).

13  Consumo per Capita (kg/hab) 13 Fonte: UBABEF

14  Exportações de Carne de Frango do Brasil – (mil ton) 14 Fonte: Secex e UBABEF

15  Exportações Brasileiras por Produto em 2013 (%) Cortes 53,14% Inteiros 38,14% Salgados 4,58% Industrializados 4,13% 15

16  As exportações brasileiras de carne de frango (incluindo frango inteiro, cortes, salgados e processados): 371,1 mil toneladas em julho de 2014; 9,4% maior em relação ao mesmo período do ano passado; receita, com aumento de 14% 16

17  Importação Mundial de Carne de Frango em 2013 (mil ton). 1° Japão 860 mil ton. 2° Arábia Saudita 810 mil ton. 3° UE 675 mil ton. 4° México 670 mil ton. Fonte: USDA/UBABEF  Importações de janeiro a julho Arábia Saudita 381 mil ton. União Europeia 240,5 mil ton. Japão 233,2 mil ton. 17

18 Cadeia de Carne Bovina

19 Desorganizada (Falta de integração entre os segmentos da cadeia) Sem coordenação (definição de rumos e estratégias de ação); Não há MARKENTING; Presença de “Ilhas” (utilizam tecnologias modernas e competitivas); Características da cadeia produtiva

20 IMPORTÂNCIA SÓCIO-ECONÔMICA  Pecuária bovina de corte gera divisas de até 1,0 Bilhão de dólares/ano  Brasil  2 o maior rebanho bovino do mundo  Brasil  maior rebanho comercial e maior exportador de carne mundial

21 CADEIA DE PRODUÇÃO DA CARNE BOVINA ConsumoConsumo Processamento Distribuição Insumos a produção Produção de bovinos

22

23 O CENÁRIO DA BOVINOCULTURA DE CORTE MUNDIAL

24 Tabela 1 – Balan ç o da pecu á ria bovina mundial Fonte: Anualpec, SETOR PECUÁRIO - BOVINOS BrasilÍndiaChina Estados Unidos Austrália União Européia Anos Rebanho Bovino – milhões de cabeças Abate – milhões de cabeças Produção de carne – mil ton Eq. Carcaça 7,67,82,72,85,85,511,811,62,1 8,0 Taxa de abate (%) Produção de bezerros – milhões de cabeças 46,548,157,958,342,641,535,635,09,710,230,630,3 Exportações – milhões ton Eq. Carcaça 1,611,700,680,700,03 0,790,841,401,350,16

25 O CENÁRIO DA BOVINOCULTURA DE CORTE MUNDIAL

26

27 Fonte: Anualpec, SETOR PECUÁRIO - BOVINOS Tabela 3 – Consumo per capita mundial de carne – kg por pessoa anual Carne bovina Estados Unidos41,040,139,2 Brasil38,8 38,7 União Européia17,016,916,8 Rússia17,314,114,6 China4,64,34,1 Japão9,29,4 Austrália35,0 35,1 Argentina67,564,658,5

28 Fonte: Anualpec, SETOR PECUÁRIO - BOVINOS Tabela 3 – Importa ç ões mundiais de carne bovina – mil toneladas de equivalente carcaça Estados Unidos Rússia Japão União Européia México Coréia do Sul Egito Canadá Chile Total de importação incluindo outros países

29 Source: OECD-FAO, Agricultural Outlook, Estimativas de exportação de carne bovina Projections OECD/FAO – 2006/2015 millions of mt (cwe)

30 Tabela 4 – Índices zootécnicos em diferentes sistemas de produção de bovinos de corte no Brasil Fonte:Adaptado de Zimer e Euclides Filho, 1997; Barbosa e Souza, 2007 ÍndicesSistema Melhorado Sistema Tecnologia Média Metas Natalidade> 70%> 80%80 – 85% Mortalidade até a desmama6%4%< 3% Taxa de desmama65%75%> 77% Mortalidade pós-desmama3%2%< 1% Idade à primeira cria3-4 anos2-3 anos2 – 3 anos Idade de abate3 anos2,5 anos15 a 24 meses Peso da carcaça220 kg230 kg > 240 kg Lotação1,2 cab/ha1,6 cab/ha > 1,0 UA / ha Produção

31 AUMENTO DA PRODUTIVIDADE - BRASIL Aumento da produtividade de 25% em 10 anos Aumento da taxa de natalidade – 66,6 para 70,8% Redução da idade de abate – 44 para 35 meses Anualpec (2006)

32 SETOR PECUÁRIO BRASILEIRO Tabela 5 – Exporta ç ões brasileira de carne bovina Fonte: Anualpec, Industrializada Mil Tonelada de Equivalente Carcaça Milhões US$ FOB “In natura “ Mil Tonelada de Equivalente Carcaça Milhões US$ FOB

33 Percentual do rebanho bovino por região Norte 20% Nordeste 13% Sudeste 18,8% Sul 13,4% Centro-Oeste 34,8% Fonte: CNA, 2009

34 Nível tecnológico baixo Clima semi-árido Grandes propriedades Pequeno rebanho bovino Nordeste

35 Manejo mais extensivo Grandes propriedades exclusivamente a pasto Produção de ciclo completo e ou cria Maior rebanho no PA, TO e RO Pequeno rebanho na Amazônia Legal Norte

36 Elevados níveis de produtividade Extensas áreas de pastagens Manejo extensivo e intensivo Ciclo Completo e ou Cria Centro-Oeste

37 Grande rebanho leiteiro (MG) Sistemas intensivos (SP e MG) Produção Intensiva e extensiva – Cria e recria (MG) – Engorda (SP) Sudeste

38 Intensiva Bos taurus x Bos indicus Clima apropriado para os cruzamentos Sul

39 Sistema de Produção Brasileiro

40 40

41

42

43

44 44

45 45

46 Cadeia de Carne de Frango  O mercado mundial de carne de frango tem se caracterizado: aumento do consumo em função do crescimento da demanda preferência por carne branca redução dos preços ocorridos ao longo do tempo devido o aumento da escala de produção por parte dos produtores. 46 Considerações Finais

47 O Brasil da Pecuária Maior profissionalização e novos padrões sanitários e de qualidade (procedimentos e certificação) são uma exigência dos novos tempos. A saúde financeira de um sistema de produção não pode ser medida apenas com base em índices zootécnicos. Análises financeiras e gerenciais deverão ser cada vez mais parte da rotina do empresário rural bem sucedido. Cadeia de Carne Bovina

48 Bom Dia! 48 Comam Peixe, é mais Saudável!


Carregar ppt "A cadeia da carne: frango e bovina Discente: Débora Mainardi Marcos Amaral Patrícia Freitas Comercialização na Produção Animal."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google