A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

+ Aula 1 – Introdução e Fundamentos de requisitos (Engenharia de Requisitos) 1.1 Os sintomas e as causas de uma ER inadequada 1.2 As quatro atividades.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "+ Aula 1 – Introdução e Fundamentos de requisitos (Engenharia de Requisitos) 1.1 Os sintomas e as causas de uma ER inadequada 1.2 As quatro atividades."— Transcrição da apresentação:

1 + Aula 1 – Introdução e Fundamentos de requisitos (Engenharia de Requisitos) 1.1 Os sintomas e as causas de uma ER inadequada 1.2 As quatro atividades principais da ER 1.3 O papel da comunicação na ER 1.4 As competências exigidas de um engenheiro de requisitos 1.5 Os três tipos de requisitos 1.6 O papel dos requisitos de qualidade

2 “A melhor maneira de atender significativamente a produtividade e qualidade do desenvolvimento e teste de seu software é aprimorar a qualidade dos seus requisitos” “Só depende de você, então... Just do It”.

3 + O problema da PEDRA Traga-me uma pedra. Mas quando você lhe entrega a pedra o cliente olha e lhe diz: Sim, mas na verdade, o que eu realmente queria era uma pequena pedra azul”.

4 + O problema da PEDRA Quando você lhe entrega a pequena pedra azul, verifica que o cliente realmente desejava era uma pequena pedra esférica e azul. No final, concluiu-se que o cliente estava querendo uma pequena pedra de mármore azul – talvez ele não estivesse seguro do que estava querendo, mas um pequeno mármore azul ou talvez quem sabe, um pequeno olho de gato azul de mármore também teria servido.

5 + O problema da PEDRA Provavelmente ele tenha mudado o seu desejo sobre o que queria, entre a entrega da primeira pedra (grande) e a terceira (pequena e azul). A cada encontro subseqüente com o cliente, é comum que o desenvolvedor pergunte: “O que você quer fazer com isto?”. O desenvolvedor fica frustrado porque ele pensou em algo totalmente diferente quando realizou o árduo trabalho de produzir uma pedra com as características prescritas; O cliente fica igualmente frustrado porque, mesmo que ele tenha encontrado dificuldades para articular o que ele queria, ele está convencido de que expressou seus desejos claramente.

6 + O problema da PEDRA Para complicar ainda mais em muitos projetos reais, dois indivíduos estão envolvidos. Além do cliente e o desenvolvedor – que podem naturalmente ter diferenças Normalmente não há tempo suficiente no mundo atual tão competitivo, onde não se permitem gastar, por exemplo 2 anos no “projeto da pedra” e no final ter que refazê-lo. E O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE ? COMO FICARIA NESTE CENÁRIO ?

7 + Exercícios Abstrair junto ao seu colega um cadastro onde devemos destacar (Informações sobre um cliente e principalmente a recepcionista/vendedora que atende o mesmo). Agora adicione as seguintes informações: a) Data da última compra do cliente e valor faturado. b) Lembrando que estamos informatizando uma rede de disk pizzas. Procure adicionar informações ao cadastro que atenda a gerência para elaborar possíveis promoções.

8 + O são Requisitos 1. Uma necessidade percebida por um stakeholder. 2. Uma capacidade ou propriedade que um sistema deverá ter. 3. Uma representação documentada de uma necessidade, capacidade ou propriedade.

9 + Quem são os Stakeholder Uma pessoa ou organização que exerce uma influência (direta ou indireta) sobre os requisitos de um ↑ sistema. Influência indireta também inclui situações em que uma pessoa ou organização é impactada pelo sistema. Treinamento Preparatório Exame CPRE-FL by T&M

10 + O que é Engenharia de Requisitos(ER) Uma abordagem sistemática e disciplinada para a especificação e gerenciamento de requisitos com as seguintes metas: (1) Conhecer os requisitos relevantes, alcançar um consenso entre os stakeholders a respeito desses requisitos, documentar o acordo com os padrões estabelecidos e gerencia-lo de forma sistemática, (2) Compreender e documentar os desejos e necessidades dos stakeholders, (3) Especificar e gerenciar os ↑ requisitos para minimizar o risco de entregar um sistema que não atenda aos desejos e necessidades dos stakeholders. Observação: As três metas contemplam importantes facetas da ER: (1) a orientação para o processo, (2) o foco no stakeholder e (3) a importância das considerações de risco e valor agregado.

11 + Qualidade Dimensão que expressa até que ponto um conjunto de características inerentes a uma entidade atende aos requisitos. A entidade pode ser um sistema, um serviço, um produto, um artefato, um processo, uma pessoa ou uma organização. Qualidade nessa definição simplesmente significa adequação para algum uso pretendido, conforme especificado nos requisitos.

12 + A importância da Engenharia de Requisitos(ER) 01) A suposição, por parte dos stakeholders, de que muito do assunto é evidente e não precisa ser declarado explicitamente 02) Problemas de comunicação devido a diferentes níveis de experiência e conheciment 03) Pressão do cliente para construção de um sistema rapidamente e disponibilizá-lo em produção Uma boa ER é importante, pois já a partir desta fase surgem muitos erros, que quanto mais tarde forem corrigidos, maior o custo. Os sintomas típicos de ER inadequada são requisitos vagos e faltantes. Tipicamente as razões para uma ER inadequada são:

13 Fonte: Jama Software, The State of Requirements Management Report, 2008 Quais as causas típicas para um projeto não obter sucesso? Porque é importante o trabalho do ER? Qual a distribuição da origem dos defeitos? Qual a distribuição do esforço de retrabalho? requisitos 82% requisitos 41% projeto 28% outros 31% Fonte: Dean Leffingwell, James Martin Fonte: U.S. Air Force Project, F. Sheldon, 1992 “Reliability Measurement from Theory to Practice” Smart Hard requisitos projeto construção testes aceite operação R$150,77 R$376,92 R$753,85 R$1130,77 R$2261,54 R$4900,00 Qual o custo para correção de um problema em requisitos? Fonte: Média do custo de correção de um erro em requisitos por etapa (300 projetos T&M) 72% requisitos pobres ou faltantes Qual o seu diferencial profissional?

14 Fonte: Jama Software, The State of Requirements Management Report, 2008 Quais as causas típicas para um projeto não obter sucesso? Justificando: Porque é importante o trabalho do ER/Analista de Sistemas? Qual a distribuição da origem dos defeitos? Qual a distribuição do esforço de retrabalho? requisitos 82% requisitos 41% projeto 28% outros 31% Fonte: Dean Leffingwell, James Martin Fonte: U.S. Air Force Project, F. Sheldon, 1992 “Reliability Measurement from Theory to Practice” Smart Hard requisitos projeto construção testes aceite operação R$150,77 R$376,92 R$753,85 R$1130,77 R$2261,54 R$4900,00 Qual o custo para correção de um problema em requisitos? Fonte: Média do custo de correção de um erro em requisitos por etapa (300 projetos T&M) 72% requisitos pobres ou faltantes Qual o seu diferencial profissional? Exercícios

15 + Os sintomas e as causas de uma ER inadequada

16 + Desempenho de Projetos de Software Standish Group Chaos Report

17 + Fatores que Impactam no Sucesso dos Projetos 17 Envolvimento dos usuários 15.9% Apoio executivo 13.9% Qualidade dos requisitos 13% Planejamento apropriado 9.6% Expectativas realistas 8.2% Milestones pequenos 7.7% Equipe competente 7.2% Propriedade 5.3% Outros 13.9% Fonte: Chaos Report 2009, Standish Group

18 + Principais Causas de Fracassos de Projetos 18 Requisitos com baixa qualidade 13.1% Falta de envolvimento dos Stakeholders 12.4% Falta de recursos 10.6% Expectativas não realistas 9.9% Falta de apoio executivo 9.3% Mudanças de requisitos 8.7% Outros 36% Fonte: Chaos Report 2009, Standish Group

19 + Porque Engenharia de requisitos Porque “pau que nasce torto...morre vergado” Porque queremos assegurar a SATISFAÇÃO de nossos CLIENTES (e a nossa)!

20 + Número de Requisitos por Projeto 25,4% (< 100) 75% (>100) 34,3% (100 a 500) 20% (500 a 1000) 16,1% (1000 a 5000) 4.3% (> 5000) 12/2010 Jama, industry survey > 800 industries

21 + Simtomas e causas de erros não detectados em requisitos Requisitos não claros Os requisitos que não estão claros são abertos a diferentes interpretações (incorretos, incompletos e ambíguos) Omissão de Requisitos Não reflete precisamente o que o cliente deseja problemas de comunicação entre os stakeholders diferenças na experiência e no conhecimento Deficiência de requisitos devido ao conhecimento implícito Características evidentes freqüentemente não são documentadas

22 + Requisitos completos e livres de defeitos é a chave para o sucesso 22 Estabelece uma estratégia de comunicação que envolve todos as partes interessadas no projeto Delineia o escopo e responsabilidades do projeto Reduz a quantidade e o impacto das mudanças dos requisitos Obtém o comprometimento das partes interessadas através do consenso e da priorização das necessidades Viabiliza um entendimento maior sobre o negócio do cliente Reduz os custos dos projetos (erros são descobertos na fase inicial, onde é mais barato corrigir)

23 + Metas de Engenharia de Requisitos (1) Conhecer os requisitos relevantes, alcançar um consenso entre os stakeholders a respeito desses requisitos, documentar o acordo com os padrões estabelecidos e gerenciá-lo de forma sistemática, (2) Compreender e documentar os desejos e necessidades dos stakeholders, (3) Especificar e gerenciar os requisitos para minimizar o risco de entregar um sistema que não atenda aos desejos e necessidades dos stakeholders.

24 + As Principais Atividades

25 + Principais atividades Garantir que são atendidos os critérios de qualidades dos requisitos Preparar os requisitos para a utilização Descrever os requisitos por Modelos e Linguagem Natural (textos) Elicitar e Refinar os requisitos ElicitaçãoDocumentação Validação e Negociação Gerenciamento de requisitos Treinamento Preparatório Exame CPRE-FL by T&M

26 + O Papel da Comunicação

27 + Fundamentos da Teoria da Comunicação Comunicação é Expressão do Conhecimento Baseada em Linguagem Os efeitos de Foco e Simplificação são afetados pelo Meio de Comunicação Um Código Comum é necessário para o sucesso da transmissão da informação Treinamento Preparatório Exame CPRE-FL by T&M

28 + As Competências Exigidas OE 1.4 Conhecer as competências exigidas de um engenheiro de requisitos

29 + Competências para ER Raciocínio Analítico Empatia Resolução de Conflitos Moderação Auto-confiança Persuasão Treinamento Preparatório Exame CPRE-FL by T&M

30 + Os Tipos de Requisitos OE 1.5 Conhecer os três tipos de requisitos

31 + Tipos de Requisitos Requisitos Funcionais Um ↑ requisito relacionado a um resultado de determinado comportamento a ser fornecido por alguma função do ↑ sistema (ou de um ↑ componente ou serviço). Requisitos Não Funcionais Requisitos de Qualidade Um ↑ requisito relacionado a uma questão de qualidade não coberta pelos ↑ requisitos funcionais Restrições Um ↑ requisito que limita o espaço da solução além do que seria necessário para cumprir os respectivos ↑ requisitos funcionais e ↑ requisitos de qualidade. Treinamento Preparatório Exame CPRE-FL by T&M

32 + Exemplos de Requisitos Funcionais ‘R1: Se um sensor detectar que um painel de vidro de uma janela foi quebrado ou danificado, o sistema deve informar a empresa de segurança. R2: O sistema deve gerar um relatório mensal contento todos as solicitações de acessos autorizadas e recusadas para entrar na residência. R3: Cada usuário deve logar no sistema com seu nome de usuário e sua senha para usar o sistema. Treinamento Preparatório Exame CPRE-FL by T&M

33 + Exemplos de Requisitos de Qualidade QR1: A senha do usuário armazenada no sistema deve ser protegida contra roubo de senha. QR2:O sistema deve responder a entrada do usuário em 1 segundo. Treinamento Preparatório Exame CPRE-FL by T&M

34 + Exemplos Restrições R4: Devido as condições atuais definidas pela empresa de segurança, é permitido somente que o técnico de segurança desative a função de controle do sistema. R5: O sistema deve ser implementado usando web services. R6: O sistema deve estar disponível para o mercado no final do segundo quadrimestre de Treinamento Preparatório Exame CPRE-FL by T&M

35 + O Papel dos Requisitos de Qualidade OE 1.6 Conhecer o papel dos requisitos de qualidade

36 + Categorias de Requisitos de Qualidade Detalhamento de Funcionalidades As funcionalidades são as capacidades de um ↑ sistema conforme expressas por seus ↑ requisitos funcionais Confiabilidade A capacidade de um ↑ sistema de conservar um nível especificado de ↑ funcionalidade e desempenho quando utilizado em condições especificadas. Usabilidade A capacidade de um sistema de ser compreendido, aprendido, utilizado e apreciado por seus ↑ usuários. Eficiência Característica que expressa até que ponto um resultado é alcançado com mínimo consumo de recursos. Manutenibilidade A facilidade com que um ↑ sistema de software pode ser modificado para corrigir ↑ defeitos ou para adaptar o sistema a diferentes necessidades. Portabilidade A facilidade com a qual um ↑ sistema pode ser transferido para outra plataforma (ao mesmo tempo preservando sua ↑ funcionalidade).

37 + Requisitos de Qualidade Requisito de desempenho Um ↑ requisito que descreve uma característica de desempenho (por exemplo: prazos, velocidade, volume, capacidade, produtividade). Requisitos de desempenho são considerados uma subcaracterística dos ↑ requisitos de qualidade neste glossário, mas podem também ser considerados uma categoria própria dos ↑ requisitos não-funcionais. Segurança de uso (Safety) A capacidade de um ↑ sistema de garantir um nível aceitável de probabilidade de que sua operação não resultará em danos físicos, patrimoniais ou ambientais. Em outras palavras, o sistema não oferece perigos. Requisitos de segurança (Safety Requirements) podem ser expressos como ↑ requisitos de qualidade ou como ↑ requisitos funcionais. Segurança (Security) A capacidade de um ↑ sistema de proteger (a) seus dados e recursos contra o uso não-autorizado, e de proteger (b) seus legítimos ↑ usuários contra ataques de negação de serviço (denial of service). Em outras palavras, o sistema está protegido de perigos. Treinamento Preparatório Exame CPRE-FL by T&M

38 + Categorias de Requisitos de Qualidade As funcionalidades são as capacidades de um ↑ sistema conforme expressas por seus ↑ requisitos funcionais Exemplo: Segurança e segurança de uso, acurácia de cálculo, interoperabilidade e conformidade com padrões. Detalhamento de Funcionalidades A capacidade de um ↑ sistema de conservar um nível especificado de ↑ funcionalidade e desempenho quando utilizado em condições especificadas. Exemplo: Recuperabilidade, Tolerância a falhas. Confiabilidade A capacidade de um sistema de ser compreendido, aprendido, utilizado e apreciado por seus ↑ usuários. Exemplo: Inteligibilidade, Atratividade. Usabilidade Característica que expressa até que ponto um resultado é alcançado com mínimo consumo de recursos. Exemplo: Consumo de recursos, comportamento em relação ao tempo. Eficiência A facilidade com que um ↑ sistema de software pode ser modificado para corrigir ↑ defeitos ou para adaptar o sistema a diferentes necessidades. Exemplo: Facilidade de diagnosticar problemas e causas, testabilidade, estabilidade. Manutenibilidade A facilidade com a qual um ↑ sistema pode ser transferido para outra plataforma (ao mesmo tempo preservando sua ↑ funcionalidade). Exemplo: Adaptabilidade, capacidade para ser instalado, capacidade para substituir. Portabilidade Treinamento Preparatório Exame CPRE-FL by T&M

39 + Exemplos Requisitos de Qualidade QR1: A senha do usuário armazenada no sistema deve ser protegida contra roubo de senha. (integridade) QR2:O sistema deve responder a entrada do usuário em 1 segundo (desempenho). QR3:O sistema deve ter a capacidade de recuperar os dados perdidos da última operação que realizou em caso de falha (confiabilidade) Treinamento Preparatório Exame CPRE-FL by T&M

40 + Perguntas? 40


Carregar ppt "+ Aula 1 – Introdução e Fundamentos de requisitos (Engenharia de Requisitos) 1.1 Os sintomas e as causas de uma ER inadequada 1.2 As quatro atividades."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google