A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Caríssimos, “O mês missionário quer despertar, cultivar e fazer crescer em cada um de nós a consciência missionária. O mandamento missionário, confiado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Caríssimos, “O mês missionário quer despertar, cultivar e fazer crescer em cada um de nós a consciência missionária. O mandamento missionário, confiado."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Caríssimos, “O mês missionário quer despertar, cultivar e fazer crescer em cada um de nós a consciência missionária. O mandamento missionário, confiado aos Apóstolos, continua válido em nossos dias. O primeiro missionário foi o próprio Cristo, enviado ao mundo pelo Pai para anunciar a Boa-Nova do Reino. Jesus, por sua vez, funda a Igreja e envia-a a evangelizar todos os povos, depois de enviar sobre ela o Espírito Santo, que a acompanhará e conduzirá em sua tarefa. “Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!” (1 Cor 9,16). Neste sentido, a Igreja é toda missionária, “enviada”, e o mundo inteiro é “terra de missão”. (Dom Nelson Westrupp, scj Bispo Diocesano de Santo André – SP)” Meditemos. Carinhosamente, Graziela “Evangelizar significa anunciar Jesus Cristo, e não apenas ensinar uma doutrina!"

4 “As pessoas que fizeram a experiência do encontro pessoal com Cristo ressuscitado sentem a necessidade de anunciá-lo aos outros, como fizeram os dois discípulos de Emaús. O beato João Paulo II exortava a estarmos “vigilantes e prontos para reconhecer o rosto do Ressuscitado e correr a levar aos nossos irmãos o grande anúncio: “Vimos o Senhor!”(NMI, 59).

5 Após dois mil anos de evangelização, existe um grande número de pessoas às quais ainda não chegou o conhecimento de Jesus Cristo e da sua Mensagem de Salvação. E o que dizer daqueles que, embora tenham ouvido o anúncio do Evangelho, já não mais vivem a sua fé? Aumenta o número dos que vivem como se Deus não existisse...

6 Todos os seres humanos são destinatários do Evangelho. O Evangelho não é um bem exclusivo de ninguém. É um dom a ser partilhado, uma Boa Notícia a ser comunicada a todos. Essa tarefa foi confiada a todos os batizados e batizadas. As comunidades eclesiais, bem como cada fiel cristão, são responsáveis pela evangelização, não de maneira opcional, mas como “uma necessidade que se me impõe” (1 Cor 9, 16).

7 Assim sendo, a dimensão missionária deve ser um compromisso assumido com ardor e amor por todos os fiéis cristãos, deve impregnar todas as pastorais e movimentos, levando a um maior conhecimento da pessoa de Cristo. Daí a necessidade de partirmos para a animação bíblica de toda a pastoral. Precisamos não só acolher a Palavra de Deus, senão também tornar-nos alma de toda a evangelização, isto é, rever nossas pastorais à luz da Palavra e nela aprofundar seu sentido missionário.

8 É necessário verificar a nossa vivência cristã e coerência com o Evangelho, a nossa atitude em relação à evangelização, para melhorar as nossas práticas e as nossas estratégias de anúncio. Precisamos interrogar-nos a fundo sobre a qualidade de nossa fé, sobre o nosso modo de sentir e de ser cristãos, discípulos missionários de Jesus Cristo enviados a anunciá-LO ao mundo, de sermos testemunhas cheios do Espírito Santo (cf. Lc 24, 48s; At 1, 8), chamados a fazer, das pessoas de todas as nações, discípulos (cf. Mateus 28, 19s).” Dom Nelson Westrupp, scj

9 Disse-nos o Papa Bento XVI, em : “O Evangelho transformou o mundo e ainda o está transformando, como um rio que irriga um grande campo”: “A Boa Nova destina-se a todos os homens e povos, e transforma a partir de dentro todas as culturas, abrindo-as à verdade fundamental: Deus é amor, se fez homem em Jesus e com o seu sacrifício resgatou a humanidade da escravidão do mal, oferecendo-lhe uma esperança concreta”. “Hoje, vivemos ainda uma época de Nova Evangelização. Amplos horizontes estão se abrindo ao anúncio do Evangelho, enquanto regiões de antiga tradição cristã são chamadas a redescobrir a beleza da fé. Os protagonistas desta missão são os homens e mulheres que como São Paulo, podem dizer: “Para mim, viver é Cristo”.

10 Recordando as palavras do Papa Paulo VI, Bento XVI disse que "a Igreja existe para evangelizar, ou seja, para pregar e ensinar, ser o canal do dom da graça, reconciliar os pecadores com Deus, perpetuar o sacrifício de Cristo na Santa Missa, memorial de sua morte e sua gloriosa ressurreição".

11 “A tarefa missionária não é revolucionar o mundo, mas transfigurá-lo, buscando a força em Jesus Cristo que nos chama à mesa de sua Palavra e da Eucaristia, para saborear o dom de sua presença, formar-nos em sua escola e viver sempre mais conscientemente unidos a Ele, Mestre e Senhor.“ Papa Bento XVI

12 “O Papa confiou aos cuidados da Virgem Maria, que de Jesus Crucificado recebeu a nova missão de ser Mãe de todos aqueles que querem crer Nele e segui-lo, as comunidades cristãs do Oriente Médio e todos os missionários do Evangelho.”

13 “Como “estrela da evangelização”, Maria encarna o conteúdo da Boa Nova. É o modelo perfeito do cristão evangelizado e evangelizador; é Mãe dos homens e das comunidades geradas pela evangelização. Como ninguém, Maria teve a experiência da fé, respondeu à vocação do discípulo que crê, permanecendo fiel a Jesus, inserida na comunidade apostólica. Viveu a fidelidade de contemplação e a fidelidade de compromisso que a levaram a associar-se à missão de Jesus até o sacrifício da cruz.”

14 Texto – Papa Bento XVI em suas homilias e Alocuções. Dom Nelson Westrupp, scj, Bispo Diocesano de Santo André – SP Imagem – Google Música – Jesus o chama, meu amigo – Agnus Dei Formatação - Graziela Visite-nos em:


Carregar ppt "Caríssimos, “O mês missionário quer despertar, cultivar e fazer crescer em cada um de nós a consciência missionária. O mandamento missionário, confiado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google